• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Just_me

Membro Veterano
  • Content Count

    3,800
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Just_me last won the day on August 2

Just_me had the most liked content!

Community Reputation

7 :)

About Just_me

  • Rank
    Membro Hiper Entusiasta
  • Birthday 05/26/1979

Contact Methods

  • MSN
    aquaticmoments@hotmail.com
  • Website URL
    http://
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Abrantes (Santarém)
  • Localização
    Lisboa

Recent Profile Visitors

3,701 profile views
  1. Just_me

    Just_me

  2. Just_me

    Duvida acerca dos fertilizante Elos e Tropica

    Claro que faz, assim rapidamente dos micros que causam problemas: cloro sódio cobre A carência causa problemas obrigatoriamente, ou então não eram micronutrientes necessários. Mesmo a disponibilidade reduzida implica menor metabolismo, ou deficiente metabolismo das plantas... Nem eu nem ninguém, já que varia de espécie de planta para espécie de planta, de individuo para individuo, e portanto, obviamente de aquário para aquário. já sabes mais do que muita gente... Não gosto muito de mandar palpites... e portanto não o vou fazer... engraçado que não saibas quanto é, mas saibas que são valores minimos... Não podes tirar esta conclusão das premissas anteriores, nem que elas estivessem certas. Eu dou ao meu filho uma gota de um liquido para suplementeo de vitamina D, é minimo em relação ao resto da alimentação... bah...devia deixar de dar... no entanto...eu dou... a pediatra e a OMS recomendam...é minimo...também só poderia causar raquitismo se não tomasse...e o excesso também pode ser mau e prejudicar a absorção de cálcio... também só precisa de uns meq por dia. o que não impede que os micros sejam para desvalorizar...que as generalizações estejam tipicamente erradas...e que a passagem de conhecimento deva ser feita correctamente... não estou a defender micros desta ou daquela marca, DIY ou comprados feitos, mas que são importantes...são. Um bocadinho de leitura sobre os papeis que desenrolam nas plantas é elucidativo...e pode ser algo bem ligeirinho como isto: http://en.wikipedia.org/wiki/Plant_nutrition
  3. Just_me

    Duvida acerca dos fertilizante Elos e Tropica

    Apesar de serem necessários em pequenas quantidades, não deixam de ser essenciais para o bom desenvolvimento das plantas, ou para a sua sobrevivência. As carências ou excessos de micros são responsáveis por mais problemas do que carências ou excessos de macros nas plantas... já que podem alguns deles limitar a utilização dos macros.
  4. Just_me

    software Canon

    o que tu queres é tethered shooting, e tens vários tutoriais no google, por exemplo: http://www.beyondmegapixels.com/2011/02/tethered-shooting-with-a-canon-dslr/ actualmente utilizo o lightroom da adobe que também permite fazer tethered shooting directamente: http://evankafka.com/sensorsensibility/tethered-capture/
  5. http://www.coralmagazine-us.com/content/new-cyanide-test-draws-reaction-104th-street Investigação Portuguesa a mexer com o mercado mundial. Parabéns ao Ricardo Calado e sua equipa. Para quem quiser ler o artigo com a ciência por trás do método: http://www.plosone.org/article/fetchArticle?articleURI=info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0035355
  6. Just_me

    DIY Impeller MOD

    concordo e mais engraçado é que ao fazeres isto de cortar as pás ao meio fazes: 1- sejam menos eficientes a empurrar a agua, já que só ocupam metade da camara, e portanto parte da agua escapa-se entre as pás (é como empurrar agua com a mão aberta e com a mão fechada) 2- como empurram menos agua e fazem a agua andar para cima e para baixo( se vires de um ponto de vista das particulas de agua), geram mais turbulencia dentro da camara. 3- como geram mais turbulencia dentro da camara e como o veio é magnético, a probabilidade de desgaste e de ruidos é maior. 1- a mim parece-me ao contrario, basta olhar para uma turbina de agulhas para perceber como se gera agitação, como o desgaste é maior e como o fluxo é reduzido em relação a uma de pás. 2- não percebi como é que cortar uma pá em duas, a torna parecida com uma geometria variável, a mim parece-me uma geometria fixa na mesma. 3- também não percebi como é que cortar a pá em dois e dobrar metade para a frente e metade para trás as coloca numa "direcção mais favorável" 4- Ainda percebi menos como é que dizem que passa para o dobro... Mas a experiência não faz mal a ninguém, o Edison também encontrou mil maneiras de como não fazer lâmpadas de incandescência antes de acertar na correcta. (ele tinha o bónus de que ainda ninguém tinha experimentado, ou escrito sobre o assunto) P.S. e como as pás são dobradas à mão, devem ficar "desiquilibradas", o que não contribui para eficiencia ou longevidade... P.S2: o link da foto que colocaste diz muito ((...)/resizedDIYneedlewheel2.jpg ) ele está a fazer uma needlewheel...
  7. Just_me

    DIY Impeller MOD

    isso deve ter uma base teorica maravilhosa... e umas medições de resultados ainda melhores... antes que o resto do pessoal começe a estragar turbinas, podiam só esclarecer se têm alguma base teorica, alguns resultados para mostrar...enfim, alguma coisa mais do que um alicate?
  8. Just_me

    Fertilizante Seachem Iron

    alertar para erros não é para mim "entrar a matar"... preferias que dissesse como?
  9. Just_me

    Fertilizante Seachem Iron

    se leres com atenção, a unica parte que está correcta é a de que colocar pregos no substrato é praticamente inutil.
  10. Just_me

    Fertilizante Seachem Iron

    certo errado errado também mas não só não percebi muito bem, mas parece-me que é para prevenir a oxidação, a exclusividade das condições para impedir a oxidação está errada fe3+ é uma forma iónica, os quelatos não existem nos substratos sob a forma livre...tipicamente estão agarrados a outras coisas, e portanto não salvam o ferro de nada, ou o ferro já vem quelado, (ou agarrado a outra coisa de uma maneira absorvivel pelas plantas) ou já está presente sob forma iónica (livre ou agarrado a alguma coisa) ou cristalina errado, (assumindo que escreveste são em vez de só)
  11. Just_me

    Fertilizante Seachem Iron

    acho que devias ir reler umas coisas, muito do que escreveste aqui está errado...
  12. só para umas boas gargalhadas e para matar uns minutos livres: http://damnyouautocorrect.com/category/best-of-dyac/ Já agora, obrigado Susana pela troca de ideias.
  13. concordo, dai ter usado o termo , tipicamente. para reacções quimicas concordo, mas aqui estamos a falar de interacção molécula-fotão. dai precisarem de fotões mais energéticos, como os UV o que para o caso não é relevante, já que não estamos no dominio de reacções molécula-molécula ou molécula-ião estes factores apenas determinam o tempo de reacção total, ou seja, o tempo para X moléculas serem afectadas. Não têem grande interferência no resultado do choque de um fotão UV com uma molécula de tanino certo. Se eu expuser uma solução concentrada de taninos a uma fonte uv durante X tempo vou ter Y moléculas afectadas, se eu variar a concentração ou variar o número de fotões, no mesmo tempo X vou ter provavelmente um número diferente de Y de moléculas afectadas.No entanto em cada interecção isto não interfere no resultado da mesma. vamos traduzir para ficar mais simples: Numa feira tenho uma fila de patos assim como esta: http://www.cartoonstock.com/newscartoons/cartoonists/mgo/lowres/mgon419l.jpg (esta seria a solução superconcentrada) e tenho outra fila de patos como esta: http://www.carnivalshooter.com/wp-content/themes/azul/images/shooter/presskit/screen4.png (esta seria o aquário em que tudo o que não são patos são outras moléculas ou organismos) e tenho uma pressão de ar que dispara 1 tiro por segundo e dispara ao acaso, (não posso apontar) O que eu estou a dizer é que na primeira fila quando disparo tenho mais probabilidade de acertar no pato. Mas sempre que acerto no pato, o pato cai. Ou seja, o facto de haver factores perturbantes, e menor concentração de moléculas apenas faz com que eu acerte menos e demore mais a tirar todos os patos. Vamos acrescentar outro nivel de complexidade. Num aquário há medida que eu acerto em patos(taninos), os troncos ou folhas estão a libertar mais patos(taninos)...e portanto é dificil tirar todos os patos, porque eles estão sempre a voltar, e portanto é normal que um uv não deixe a agua cristalina. Claro que é uma situação de equilibrio, porque se eu tiver uma pressão de ar que dispare mais depressa (um UV mais potente) do que o repositor de patos os mete no sitio (os troncos ou folhas libertem taninos) a agua tenderá a clarear... e vice-versa. Agora outro exemplo. tenho a mesma pressão de ar, e por um lado tenho 100 patos (taninos) e um elefante verdadeiro a andar á solta (micro-organismos) por cada pato eu só tenho de acertar bem 1 tiro, mas por cada elefante (assumindo que ele não se chateia comigo por lhe andar a dar tiros de pressão de ar :D ) tenho que dar uma data de tiros até que ele caia, ou seja, tenho que acertar em muitos DNA's. Ou seja, é mais fácil tirar 10 taninos do que tirar 1 micro-organismo. Isto para dizer que a experiencia é relevante porque mostra que os taninos reagem aos UV's, e que portanto não será a mesma coisa ter ou não ter o UV ligado para a concentração de taninos na água. Se a experiência indicasse que os taninos não reagem aos UV's tanto dava como deu ter o uv ligado ou não. Ou seja, se eu estivesse a atirar bolas de ping-pong aos patos, em vez de disparar com a pressão de ar, bem que podia cansar-me a atirar bolas de ping-pong que os patos não caiam. Nota: não foram feridos elefantes ou patos no decorrer desta experiência imaginária 1-Os UV(b e c gerados na lâmpada) conseguem depositar energia suficiente para modificar os taninos? A experiencia diz que sim 2-É relevante o tempo de exposição de cada tanino ao uv, em cada tiro? não , quando acerta é instantaneo, é uma probabilidade simples, ou sim ou não, depende apenas da energia que consegue depositar. 3-É relevante o tempo de exposição de todos os taninos ao UV, a potência de UV, e a quantidade de taninos que estão a ser libertados pelas folhas a cada momento para se estabelecer um equilibrio de coloração de água? sim
  14. por principio geral concordo, como regra...discordo...porque tipicamente moléculas mais complexas teem mais componentes, e mais tipos de ligação , geometrias variáveis ao longo da mesma e portanto mais provavelmente são sujeitas a diferentes interacções. aqui já teria de discordar, estás a dar um salto muito grande na conclusão. Pensa no mesmo material e na sua reactivade com diferentes outros, em termos de ligações quimicas, ou interacções fisicas. Basta veres as bandas de absorção de um material quando irradiado com radiação, como por exemplo a água: http://www.lsbu.ac.uk/water/vibrat.html#uv para se perceber que diferentes radiações podem passar ou ser absorvidas pelo mesmo material, dependendo apenas do comprimento de onda da radiacção. Explicando melhor, se a radiação passa por um material e não é absorvida, não deposita energia, logo não acontece nada. não percebi... Uma UV bem conectada tem como objectivo a exposição forçada, logo não precisa de estar mal conectada Obviamente não tenho uma situação de solução de taninos hiperconcentrada...mas a concentração da solução não implica na reacção em si, molécula a molécula, mas sim no tempo total da reacção (que seria neste caso, destruir todos os taninos).
  15. Uma lâmpada de UVC não protegida para mim é uma boa situação limite. Aliás, tem como único objectivo gerar UVC para irradiar a água e o que lá passa com ela. dois pontos: 1-A reacção aos UV's é instantanea, é a interacção de 1 fotão com uma molécula/átomo. depende da forma como incide nos mesmos para fazer deposição total ou parcial ( reflecção, difracção, etc...) da energia, e portanto se a energia depositada é suficiente para causar a reacção , ou apenas excitação que depois volta ao estado anterior. O tempo de exposição ganha relevância ao nivel dos organismos já que a recção para provocar efeitos incompativeis com a vida terá de ocorrer a multiplos niveis, como seja, várias células, ou várias proteínas, (se 1 erro nos processos implicasse sempre a terminação da vida do organismo, há muito que a vida estava extinta) 2-No nosso planeta temos a camada de ozono que reage com os UVB e UVC, que são muito mais energéticos (e portanto problemáticos) do que os UVA. Num equipamento UV, temos exactamente a criação e exposição a radiação UVC localizada e portanto, eficaz. estamos a falar de interações totalmente diferentes. reacçãos quimicas fracas VS deposição de energia localizada. o UV deposita energia com aquilo com que choca, e que o comprimento de onda permite que haja deposição de energia. estás a ver mal a questão. Uma molécula de DNA é qualquer coisa assim: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f0/DNA_Overview.png se reparares nos milhares de ligações que podem ser desfeitas por um fotão e que tornam a molécula "defeituosa", percebes que não tem a ver com afinidade, mas sim com probabilidades. já os taninos são coisa bem mais simples, por exemplo o ácido tânico: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/96/Tannic_acid.png que tem 76 carbonos, 52 hidrogénios e 46 oxigénios, percebes que estamos a falar de niveis de complexidade diferentes. No entanto tens ali várias ligações que podem ser facilmente desfeitas pela deposição de energia.