alexbap

.Membro Ausente
  • #Conteúdo

    22
  • Registado Em

  • Última Visita

  • País

    Portugal

Reputação

1 :)

1 Seguidor

Sobre alexbap

  • Rank
    Recém Chegado
  • Aniversário 16-09-1976

Formas de Contacto

  • Website URL
    http://
  • ICQ
    0

Informação de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    non portuguese
  • Localização
    Almada

Quem visitou o meu perfil

480 visitas ao perfil
  1. alexbap

    O meu lago 3000L

    Obrigado Rui. E já agora em relação às outras perguntas? Alguma ajuda?
  2. Boas a todos, Mudei-me de casa e a minha casa nova trazia um lago com mais ou menos 3000 litros. descrição: Volume: 3000 litros aproximados. medidas: 3.5 x 1.2 x 0.7 m mas como se pode ver pelas fotografias, estou a falar de aproximações devido à forma do mesmo. Fauna: -6 peixes dourados (entre os 20 e os 30cm). -3 tartarugas grandes (+-30cm) embora uma delas eu suspeite que seja um cágado. Flora: A única planta que tenho é um junco no meio do lago. Equipamento técnico: -Uma bomba submersa cujo caudal não faço ideia mas é muito ( a olho parece tanto como uma torneira aberta no máximo) -Um filtro externo "Green Reset" de 40 litros. O filtro tem uma luz UV em que tenho quase a certeza que já não funciona. Sei de fonte segura que à mais de 6 anos não é mudada. -Luz UV externa que entretanto retirei não só por a lâmpada já não funcionar e retirava imenso caudal à bomba. Primeiro as questões: -Gostaria de adicionar mais plantas mas as tartarugas devoram tudo. Comprei um nenúfar e não durou um dia. Existe alguma forma de habituar as tartarugas às plantas para elas não as comerem? Também já experimentei umas flutuantes que me garantiram que cresciam tanto que nem as tartarugas as comiam mas a salada durou uns 3 dias. -Comprei a semana passada um vaso com uma planta de margem (Echinodorus julgo eu). Como a planta teria de ter a sua base submersa, venderam-me também um vaso flutuante e até ver a coisa está a correr bem. Já li por aqui que os "jarros" também se dão desta forma e no meu jardim tenho imensos. Estava a pensar em prender umas vasos à margem e lá colocar uns jarros. A minha dúvida é como se planta plantas para esta situação? Usa-se terra? A planta que comprei parece-me ter apenas gravilha no vaso. -Como podem ver nas fotografias tenho uma formação rochosa a meio do lango por onde escorre a água que vem do filtro, tipo cascata. Existem algumas plantas que lá possa colocar. No "Koi park" eles têm lá umas que quase parecem fetos agarradas às paredes mas disseram-me que só servem para interior. Com o nosso Inverno elas morreriam se estivessem no exterior. Há alguma alternativa? -Entre Garças e gatos visitantes, já perdi 3 peixes. Com que tamanho é que posso comprar mais peixes dourados sem correr o risco de os maiores lhes fazerem mal? E existe alguma forma de impedir ou pelo menos minimizar estas incursões? -Há algum peixe que aguente o nosso inverno que ajude a limpar o fundo? Tipo um pleco europeu? No koi tinha uns que me pareceram esturjões e eram relativamente pequenos mas tinha a ideia que aquilo crescia que se fartava. -O lago, contra todas as indicações tem duas árvores mesmo por cima dele. Mas já vinha assim e agora não vou cortar as árvores. Limpo diariamente as folhas da superfície mas mesmo assim há sempre umas quantas que vão para o fundo. Há algum aspirador barato para fundos? Obrigado! As fotografias:
  3. alexbap

    O Meu Lago 15.000 L

    Incrível mesmo. Os meus parabéns.
  4. alexbap

    alexbap

  5. alexbap

    O Meu Aquario

    Muito obrigado Bruno. Como disse o meu aquario tem 240 litros e estou a contar adquirir um sistema de CO2 brevemente pelo que a qualidade da fertelização assim como o seu preço terão um peso muito grande na escolha.
  6. alexbap

    O Meu Aquario

    Bruno, o teu aquário está fantástico e depois de ver este teu tópico também fiquei com vontade de adquirir uma moonlight. Gostava era que fizesses uma descrição detalhada. Que lampadas tens? Potência e temperatura da luz das mesmas? Sistema de fertilização? Método e já agora marcas. E se fosse possivel também o substracto que usaste? Isso ainda continua low-tech? É que estou na eminencia de fazer um reset ao meu de 240L e são dicas que me davam jeito. Abraço e muitos parabéns.
  7. alexbap

    Identificação de espécie.

    Desculpa João, não me apercebi que a pergunta era para mim. Na loja diziam que eram altum. Que não eram altum, tinha eu a certeza mas como gostei muito deles comprei-os na mesma. A razão de não me ter informado melhor na loja foi porque apesar de terem tido em tempos uma pessoa lá a trabalhar que sabia muito de aquariofilia, a que lá está agora já me deu provas de saber muito pouc do assunto. Isto já foi à uns dois ou três meses. Voltei lá esta semana para comprar mais e continuavam a chamar-lhes altum mas o preço tinha duplicado. Eu comprei-os a 15 euros e agora estavam a 30. Também os encontrei noutra loja aqui perto a 25 euros.
  8. alexbap

    Identificação de espécie.

    Apesar de não haver respostas, penso que encontrei a identificação dos mesmos. De qualquer forma, se alguém com conhecimento me pudesse confirmar, agradecia. Pterophylum sp. "rio nanay Parecem-me iguaizinhos aos deste video. A boca dos meus é um pouco diferente, mais parecida com as deste video, mas a estirpe parece-me ser a mesma.
  9. alexbap

    Identificação de espécie.

    Boas a todos, tenho dois escalares que gostava que me ajudassem a identificar a espécie. O que noto neles, para além do formato da boca, é a côr acastanhada e a proporção do corpo. São mais altos para o comprimento que os outros escalares que conheço. Além disso têm um brilho azulado eléctrico que faz lembrar o mesmo que se vê nos discos. Nunca tinha visto nenhum escalar com este brilho. Aqui ficam as fotos.
  10. alexbap

    Núcleo Português de Cidlideos Anões

    Mais outro que gostava de entrar. Tenho 2 ramirezis.
  11. alexbap

    Pedro do difusor entupida

    Obrigado Hugo. Vou fazer isso mas já agora qual é a proporção de lixivia que meto? Obrigado
  12. Boas a todos. A pedra ou placa do meu difusor de CO2 simplesmente entupiu. Este cerca de uma semana dentro do aquário sem CO2 e agora que o voltei a ligar está entupida. Reparei que estava um pouco suja, mas mesmo muito pouco e que também volta não volta andava por lá algum caracol. Alguém tem ideias como desentupir isto? Já a esfregeu com uma escova de dentes e continua na mesma. Obrigado
  13. alexbap

    Reprodução em Comunitário

    Só mais uma coisa que me esqueci de referir e que parece que é muito questionada aqui no forum. O tempo entre a fêmea meter os ovos e as crias começarem a nadar, pelo menos fora do esconderijo, pode chegar a ultrapassar uma semana. Da primeira vez, pensava que os ovos já tinham morrido todos e já tinha perdido a esperança quando passados muitos dias, surgem todos cá fora a nadar com a mãe. Por isso se a vossa fêmea dum dia para o outro tiver perdido grande parte da barriga e passar a estar muito tempo dentro de um esconderijo não desesperem se passados 3 ou 4 dias ainda não virem nada, porque aqui em casa chega a passar bem duma semana até aparecerem cá fora. Atenção que no meu aquário não tenho acesso visual ao esconderijo deles por isso é possivel que eles já nadem lá dentro antes deste dempo mas de facto não tenho como descobrir sem estragar o esconderijo, que obviamente está fora de questão. Também pedia ao PMedeiros, se não se importasse, que mudasse o nome do tópico para "Criação de kribensis em comunitário" ou algo parecido, apenas para ajudar a quem procura informação no forum. Obrigado.
  14. alexbap

    Reprodução em Comunitário

    Obrigado, Icedude. Em relação à loja na margem sul, e sem ter a certeza se estarei a desrespeitar alguma regra em relação à publicidade, posso-te dizer que gosto particularmente da Avipeixe, na rotunda do Centro Sul em Almada. Como todas as lojas não têm tudo mas regra geral são bem servidos com um atendimento muito bom com grande conhecimento. Em relação aos Kribensis, ainda tenho cerca de 10 pequenos que continuam vivos e de saude. Apesar de ainda pequenos e com muito pouca coloração já têm um corpo muito parecido com os adultos com todas as barbatanas já bem definidas e com formas praticamente finais. Já comem a comida dos adultos e já começam a aventurar-se numas rápidas incursões à superfície. Em relação aos outros peixes já nenhum mostra praticamente interesse pelos pequenos, apesar de só terem cerca de centímetro e meio a dois, se tanto. Já nadam muito bem e já conseguem arrancadas brutais. Em relação aos pais uma novidade. A mãe ontem fez nova postura, ainda com os ovos por eclodir. Imediatamente passou a atacar as crias anteriores com uma violencia que nunca lhe tinha visto com nunhum peixe. Parece que não se limita a enxota-los mas quer mesmo mata-los. Felizmente os pequenos já têm velocidade para ela mas tenho medo que algum seja apanhado desprevenido. Tive a tentação de os meter em maternidade mas por serem muito dificeis de apanhar e por uma questão de coerencia em relação à minha ideia para este aquário que era criar um micro habitat para os peixes onde deixaria a natureza seguir o seu curso, vou deixa-los em liberdade e torcer pelo melhor. O pai não mostra este comportamento, sendo totalmente indiferente às crias anteriores. Mas fica respondida à minha questão sobre se estes peixes cuidariam de duas posturas em simultânio. Parece que assim que nasce uma nova, a antiga é para abater ou simplesmente ignorada. Vou dando notícias à medida que as coisas forem evoluindo. Neste momento tenho algum curiosidade no comportamento que as crias já desenvolvidas terão com os irmãos mais novos que devem estar aí a rebentar. Entretanto algumas fotos actualizadas. Peço desculpa pela qualidade mas a máquina morreu por isso teve de ser com uma compacta barata que tinha cá por casa. Uma vista de um dos pequenos ao pé de um dos escalares. Pelos tamanhos dos grãos de terra dá para perceber que é muito pequeno. Um ou dois cm no máximo dos máximos. Um crop em tamanho real do mesmo alevim, E uma vista total do aquário para se ter uma ideia da companhia com que eles tiveram de lidar para chegar até aqui. Vêm-se 4 mas são 6 escalares, para além do resto, claro.
  15. alexbap

    Reprodução em Comunitário

    No meu comunitário com 240 litros tenho um casal de kribensis que já vai na 3º postura em cerca de 3 meses. Na primeira os pequenotes duraram cerca de 1 semana. Iam desaparecendo de dia para dia. Acho que os nariz de bêbado são demasiado rápidos mesmo para os super-protectores pais. A segunda postura estava a ir bem mas ao fim de 1 semana desapareceram todos de repente numa manhã. Desconfio que devam ter ido pelo filtro que me esqueci de proteger. Nesta 3º ninhada também foram desaparecendo ao longo dos dias mas há cerca de 10 alevins que já duram à 3 semanas e estes têm-se mantido. Apesar de ainda muito pequenos já nadam muito bem e já se esquivam dos maiores. Os pais, apesar de ainda os protegerem, estão cada vez mais desleixados. Quando meto comida já não hesitam em deixar os pequenotes desprotegidos embora voltem à sua proteção no fim da refeição. Apesar de tudo a mãe é muito mais protectora nesta fase que o pai. Apesar de ainda terem estas crias e ainda manterem comportamentos protectores desconfio que os pais se preparam para uma nova postura. A barriga da mãe já está bem grande e rosada e hoje começou a entrar com frequencia na sua gruta de eleição para as desovas. Vamos lá a ver como se comporta com os alevins da postura anterior. Já tive a tentação de meter uma maternidade para os pequenos mas para já vou mantendo-os no comunitário à solta. Não só aguça os instintos e hábitos protectores dos pais como acabam por estabelecer um equilibrio de comportamentos em todos os outros peixes muito interessante de observar. Neste momento tenho 2 ottos, 2 Saes, 6 escalares, 3 coridoras, 6 nariz de bêbados e 2 kribensis. -Também de realçar que ao contrário do que pensava, os escalares não oferecem particurar interesse pelos alevins. Acho que a agressividade dos pais na sua defesa aliado ao tamanho dos escalares que não os permiter passar despercebidos perante os pais, faz com que nunca se tenham mostrado uma verdadeira ameaça. Já os 6 nariz de bêbado como são muito rápidos dão verdadeiras dores de cabeça aos pais kribensis. -Também de referir que apesar de firmes na defesa dos filhos, os kribensis nunca foram verdadeiramente agressivos para os outros peixes limitando as suas perseguições ao exotanço para longe das crias. Podes ver as fotos do aquário e da primeira postura neste link http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showtopic=166281 E seguem-se duas fotos da 2ª postura com cerca de 4 dias

Tempo de vida do fórum


Data de criação do fórum: March 16, 2003 00:00:00