Reprodução De Apistogramma Viejita 'fab Form Ii'


Recommended Posts

  • Replies 91
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Boas,

 

quando der para distinguir os sexos vou começar vende-los pois não tenho sítio para tanto apistogramma.

Alguns já estão reservados, mas não vou me comprometer com mais ninguém pois eu ainda nem sei quantos casais vão sair.

 

Quando for altura eu coloco um tópico sobre o assunto.

 

Entretanto assim que puder coloco mais fotos para ir actualizando.

 

 

Abraço, Hugo.

Link to comment
Share on other sites

Tinhas um excelente casal, o macho era lindo... mas a femea na minha opinião era uma femea com uns traços muito bons!!!

 

Os teus alevins vão ser excelentes... conserva os melhores para dares continuidade ao padrão dos F2..

 

Abraços

 

Também acho que a fêmea é muito boa, mas foi sorte pois quando a comprei vinha quase sem cor e era bem pequena, mas depois desenvolveu bem.

O macho também foi uma sorte conseguir um com estas cores, foi oferta de um amigo a quem morreu a fêmea.

 

Pois, a minha ideia é ficar com 2 casais ou 2 trios (1M+2F) e ver se consigo de novo que eles desovem, logo se vê, o objectivo não é fazer criação só por fazer mas sim ver os comportamentos dos peixes.

 

Abraço, Hugo.

Link to comment
Share on other sites

Boas,

 

Tiago quando chegar a altura de os despachar logo se vê, não me quero comprometer, eles ainda têm de crescer.

 

 

 

Hugo estão com quantos cms neste momento? É que nas fotos não da para perceber bem o tamanho.

 

 

Os maiores devem ter 1,5cm, já têm uma risca preta ao longo do corpo e uma risca na face de cima para baixo, mas já são cheios de atitude a correrem uns com os outros e a mostrarem-se uns aos outros assim de lado, com as barbatanitas todas abertas, mal conseguem dominar uma atermia salina, ficam para ali uns poucos segundos a mastigar e a cuspir mas já pensam que são os maiores :) .

 

Mas existem uns poucos que cresceram muito pouco, apesar de os ver a comer todos os dias esses poucos cresceram menos, mas acho isso normal, na natureza esses se calhar eram aqueles que não sobreviviam e não deixavam descendência, apenas os que cresciam bem iam criar.

 

Hugo.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Boas,

 

fui 15 dias férias e deixei a pequenada ao cuidado da minha mãe, ela até se safou bem, quando voltei das férias a situação era esta:

 

Os vidros estavam sujos e o aquário a precisar de uma pequena manutenção, mas nada de especial, a água parecia estar pouco cristalina mas depois do TPA melhorou, tive uma invasão de caracois (acho que são Planorbis Ramshorm red), acho foi devida á sobrealimentação feita pela a minha mãe durante 15 dias.

Antes de ir de férias tirei uma planta de tapete que não estava a ter o efeito desejado e plantei alguma cuba que ainda agora estava a começar a crescer, adicionei 8 corydoras pygmaeus pois é dos meus peixes preferidos e tenho a certeza que não iram fazer mal nem ser agressivos na hora do jantar.

 

A chavalada estava toda saudável, não reparei que tivesse morrido nenhum, acho que todos sobreviveram e andavam a comer bem.

 

O seu tamanho varia entre os 2,5 cm (uns 3 ou 4 talvez cheguem mesmo aos 3 cm) e os mais pequenos nem devem passar de 1 cm.

Estes mais pequenos comem, mas não cresceram, talvez se desenvolvam mais tarde se forem separados dos maiores.

 

Já existem alguns territórios definidos ou pelo menos alguns tentam marcar o seu espaço, mas eles são tantos que nunca existem um espaço vazio no aquário.

 

Já consigo ter a certeza do que tenho algumas fêmeas, já presentam a cor amarela e as riscas iguais á mãe, algumas se não fossem tão pequenas quase diria que estão com as cores de acasalamento, têm uma cor amarela forte e as riscas bem defenidas, já tentam ter o seu território e afugentam todos os que se aproximarem do espaço que escolheram.

A minha preferida (e esta em principio fico com ela) é uma das mais pequenas que defende com unhas e dentes um pequeno espaço á volta do difusor de CO2 que está debaixo das folhas da lotus, é mesmo bonita com um amarelo forte e cheia de atitude, corre com os maiores do seu espaço e tudo, só saindo de lá para comer, é mesmo fixe ver aquela coisinha a começar a mostar comportamentos de adulto.

Tenho quase a certeza que é fêmea, só não garanto pois são todos pequenos e podem mudar de cor, mas duvido.

 

Machos?! aqui a questão é a mesma mas mais dificil, apenas desconfio que os maiores sejam machos, já têm os seus pequenos territórios e grutas, apresentam alguma cor vermelha e azul na face mas ainda têm pouca cor por isso não quero tirar conclusões precipitadas.

 

As fotos:

 

2008_09130004.jpg

 

2008_09130005.jpg

 

2008_09130024.jpg

 

2008_09130025.jpg

 

2008_09130026.jpg

 

2008_09130032.jpg

 

2008_09130042.jpg

 

2008_09130043.jpg

 

2008_09130047.jpg

 

 

Algumas fotos do aquário para o pessoal ver as condições onde eles estão:

 

2008_09130009.jpg

 

2008_09130018.jpg

 

2008_09130039.jpg

 

Nestas fotos podem ver no meio da imagem a tal (suposta) fêmea bem amarela que é a minha preferida:

 

2008_09130034.jpg

 

2008_09130054.jpg

 

Esta não está nas melhores condições mas é ela a ir para o seu território perto de difusor de CO2, no meio das folhas da Lotus:

 

2008_09130051.jpg

 

O rei do aquário, é o maior de todos e suponho que seja um macho, já tem algumas cores na face e domina essa pequena gruta que é a maior e melhor do aquário:

 

2008_09130052.jpg

 

 

Vê-se mal mas é o rei á saida da sua gruta depois de ter corrido com os restantes:

 

2008_09130053.jpg

 

 

Esta foto não está grande coisa mas dá para ver a fêmea no meio do seu territorio nas folhas da lotus e o rei a passear por perto:

 

2008_09130055.jpg

 

 

Depois vou actualizando, abraço.

Edited by Hugo Coelho
Link to comment
Share on other sites

Estão mesmo muito giros. Também me parece que essa vai ser mesmo femea principalmente comparando com o macho que disseste ser o maior. É engraçado porque também tenho cacatuoides bebes e estou a verificar as mesmas coisas que foste relatando neste tópico. Têm pouco mais de 1 cm mas já se nota as pintas azuis na cabeça e já se abanam todos para se mostrarem e correrem com os outros. É muito interessante observar como os maiores correm com os mais pequenos. Sempre achei que a defesa do território só começasse quando atingissem a maturidade.

Cump,

 

Sofia Mira

Link to comment
Share on other sites

Estão mesmo muito giros. Também me parece que essa vai ser mesmo femea principalmente comparando com o macho que disseste ser o maior. É engraçado porque também tenho cacatuoides bebes e estou a verificar as mesmas coisas que foste relatando neste tópico. Têm pouco mais de 1 cm mas já se nota as pintas azuis na cabeça e já se abanam todos para se mostrarem e correrem com os outros. É muito interessante observar como os maiores correm com os mais pequenos. Sempre achei que a defesa do território só começasse quando atingissem a maturidade.

 

Boas,

 

Parabéns pela criação de cacatuoides, são uns apistogrammas bem bonitos, são os preferidos do meu irmão.

 

É espectacular quando eles são assim pequeninos e começam cheio de atitude, ainda têm a barbatanitas bem pequenas mas já as abrem pensando que vão impressionar alguém ::D: .

 

Como os cacatuoides e os viejitas são apistogrammas o seu desenvolvimento deve ser parecido, se calhar o sentido territorial desenvolve-se muito cedo neste tipo de peixes.

E se pensarmos bem na natureza nesta altura eles já não deviam estar juntos, cada um já teria seguido o seu caminho, a maioria teria sido comida por predadores e só os melhores teriam sobrevivido e estariam agora a tentar arranjar um território com alimentos e esconderijos suficientes para a sua sobrevivência por isso este comportamento deve ser natural.

Por muito cuidado ou empenho que possamos ter nunca iremos conseguir lhes oferecer as condições que tinham na natureza, mas se eles fazem criação e mostram alguns dos seus comportamentos normais quer dizer que nem tudo está mal ;) .

 

Então e aquele alevim de cacatuoides daquela postura que fungou e só sobreviveu um, ainda é vivo, conseguiste faze-lo crescer?

 

Hugo.

Link to comment
Share on other sites

Boas Hugo

 

excelentes apistos que tens ai :P ,já agora podes me dizer quais os parâmetros da agua que conseguiste fazer criação?

 

Abraço

 

Boas José

 

essa é a pergunta que mais me fazem (e tem a sua lógica ser assim) mas infelizmente a minha resposta não te vai tirar as dúvidas todas porque eu normalmente só meço o PH, este está sempre por volta dos 6,5 e é o único parâmetro que tenho cuidado e tento acertar, os restantes parâmetros... não te sei dizer, deixei de medir os restantes parâmetros já faz muitos anos, o resto vejo a olho, uma boa observação dos peixes e das plantas é o melhor cuidado que podemos ter.

Tento também ter cuidado com os materiais que meto no aquário (rochas, areias, etc.) para não aumentar muito a dureza da água.

Só meço mais alguma coisa se vir que está acontecer alguma calamidade no aquário, de resto tento não mexer muito para o aquário estar o mais estável possível, mais vale o PH estar um pouco alto ou baixo (sem exageros) do que andar sempre a oscilar, isso é que pode ser fatal para os peixes.

Acho que tenho a sorte da água sair da torneira logo boa para os peixes, mas como para já as coisas têm corrido bem... não vale a pena mexer muito, e olha que desta forma até discus já criaram em casa.

 

De resto a informação que te posso dar é que o aquário tem 60x40x40 (96L), várias plantas (blyxa, cuba, feto de java, pogostemon helferi, etc.), o substracto é Ada aquasoil e tem uma parte com areia de rio, alguns troncos e algumas pedras, tem iluminação de 72w e um filtro tipo mochila, a temperatura do aquário está por volta dos 26cº.

Faço a manutenção o mais normal possivel, TPA's uma vez por semana de 10% a 15% do aquário, aproveito aspiro a porcaria que consigo ver, reponho com água directamente da torneira sem aditivo nenhum, faço as podas que acho necessário, retiro as folhas velhas, tenho injecção de CO2, fertilizo a seguir aos TPA com fertilizante da tropica e todos os dias com potássio.

Faço o normal para manter as plantas saudáveis, acho que se as plantas estiverem bem a qualidade de vida dos peixes também melhora.

 

Tento dar uma alimentação o mais variada possível, tento ter atenção se são peixes carnivoros ou não e tento acertar a dieta com esse factor, mas mesmo que seja carnivoros tento sempre adicionar algum tipo verduras á dieta, não lhes dou larva de mosquito vermelha pois acho que podem trazer parasitas.

 

 

Agora um factor que eu acho importante e raramente vejo o pessoal a prestar atenção: os peixes querem é sossego, eles não querem um aquário com pessoas sempre a olharem com a cara quase encostada ao vidro, eles querem é sossego, se queres ver comportametos naturais (na medida do possivel) e eles a criarem sem stress dá-lhes sossego.

O aquário comunitário está na sala, quem vai á sala vê o aquário, há sempre pessoal a entrar e a sair, ás vezes televisão alta, musica, etc.

Para fazer criação sempre que possível eu tento colocar o aquário num sítio sossegado, este aquário está num quarto onde quase não vai ninguém, costuma ser o mais sossegado, se o casal stressa pode comer os alevins, serem agressivos um para o outro, etc.

Outro factor: ter um casal compatível, muitas vezes podes ter um casal e eles não se darem, até podem fazer posturas pois o instinto de criar é grande, mas depois stressam um com o outro e sai porrada, comem os filhotes, etc., a melhor forma (mas raramente possível) é juntar uns poucos peixes jovens e eles escolhem.

Esta fêmea teve com 2 machos, com o primeiro não deu nada e com o segundo o comportamento foi diferente logo desde o ínicio.

 

 

Espero ter ajudado, qualquer dúvida pergunta.

 

Abraço, Hugo.

Link to comment
Share on other sites

Boas Hugo

 

excelente apresentação do teu aquário.

 

Já agora quando estiveres interessado em vender alguns desses apistos estou interessado :P

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Boas,

 

Parabéns pela criação de cacatuoides, são uns apistogrammas bem bonitos, são os preferidos do meu irmão.

 

É espectacular quando eles são assim pequeninos e começam cheio de atitude, ainda têm a barbatanitas bem pequenas mas já as abrem pensando que vão impressionar alguém :) .

 

Como os cacatuoides e os viejitas são apistogrammas o seu desenvolvimento deve ser parecido, se calhar o sentido territorial desenvolve-se muito cedo neste tipo de peixes.

E se pensarmos bem na natureza nesta altura eles já não deviam estar juntos, cada um já teria seguido o seu caminho, a maioria teria sido comida por predadores e só os melhores teriam sobrevivido e estariam agora a tentar arranjar um território com alimentos e esconderijos suficientes para a sua sobrevivência por isso este comportamento deve ser natural.

Por muito cuidado ou empenho que possamos ter nunca iremos conseguir lhes oferecer as condições que tinham na natureza, mas se eles fazem criação e mostram alguns dos seus comportamentos normais quer dizer que nem tudo está mal :D .

 

Então e aquele alevim de cacatuoides daquela postura que fungou e só sobreviveu um, ainda é vivo, conseguiste faze-lo crescer?

 

Hugo.

 

Não.. infelizmente mal começou a nadar morreu logo. Mas hoje já sei porque é que os ovos fungaram. Não sabia que era preciso por uma bomba de ar para arejar os ovos. Onde estavam a corrente era minima por isso até posso dizer que foi quase um milagre ter nascido um.

Depois disso o casal esteve um tempo sem por ovos (+- um mês). Só que quando voltaram a fazer posturas começaram em grande. Posso dizer que de +- uma semana e 3 dias em 1semana em 3 dias tinha novos ovos. Foi muito interessante verificar o comportamento da femea. Inicialmente começou por comer os alevins apos a postura seguinte. Depois começou a levar os pequenos para dentro do coco e assim vigiava os ovos e os bebes. Outra coisa interessante foi verificar que o número de alevins não variava muito apesar das várias posturas. Julgo que como o aqua é bastante pequeno (30l) e ela não tinha capacidade para tudo, comia alguns e mantinha outros. Entretanto fui a Portugal 3 semanas e era suposto levar os peixes todos comigo. Como fiquei receosa que os pequenos não aguentassem a viagem acabei por decidir após alguns conselhos deixar os pequeninos no aqua. Como não limpei as algas do aqua antes de ir julguei que haveria mais hipoteses dos pequeninos sobreviverem a comer algas durante 3 semanas do que a fazerem a viagem. Quando cheguei o aqua estava quase branco mas ao olhar com atenção fui vendo uns pequenotes mesmo no fundo. Após uma grande limpeza cá andam os 13 sobreviventes. Por enquanto ainda não se distinguem o sexo mas já são autenticas miniaturas da femea.

 

Quanto ao que falaste sobre o sossego dos peixes é bem verdade. Os meus rams comiam sempre os ovos. Também fui duas semanas de ferias e quando voltei tinha o aqua cheio de mini rams. Quanto aos outros paramentros posso deixar também aqui a minha experiencia: a água da torneira de cá sai com ph8. Por muito que me esforçasse nunca consegui baixar o ph. Sempre pensei que não ia conseguir reproduzir apistograma nenhum com um ph tão alto. E havia também o facto dos meus aquas aqui na holanda terem só 30l. A verdade é que mesmo em 30l e com ph 8 tanto os ramirezis como os cacatuoides se reproduziram. Claro que devemos tentar dar aos peixes as condições mais proxima das que teriam na natureza mas não nos podemos esquecer que muitos destes peixes já não sabem o que é um rio há gerações e gerações e acabam por se adaptar a outras caracteristicas diferentes do que teriam na natureza. É o caso por exemplo dos meus cacatuoides que como nasceram já em ph de 8 se calhar já não iam achar muita piada a um ph de 6. (espero não estar a dizer um grande disparate)

Cump,

 

Sofia Mira

Link to comment
Share on other sites

Boas Hugo

 

excelente apresentação do teu aquário.

 

Já agora quando estiveres interessado em vender alguns desses apistos estou interessado ;)

 

Abraço

 

José obrigado pelo elogio.

Eu vou vender alguns mas para já não me quero comprometer com ninguém pois ainda nem sei quantos vão sobreviver nem quanto casais vão sair, quando chegar a altura eu coloco um post avisar que vou vende-los, mas ainda vai demorar, eles estão a crescer muito lentamente.

 

 

 

Não.. infelizmente mal começou a nadar morreu logo. Mas hoje já sei porque é que os ovos fungaram. Não sabia que era preciso por uma bomba de ar para arejar os ovos. Onde estavam a corrente era minima por isso até posso dizer que foi quase um milagre ter nascido um.

Depois disso o casal esteve um tempo sem por ovos (+- um mês). Só que quando voltaram a fazer posturas começaram em grande. Posso dizer que de +- uma semana e 3 dias em 1semana em 3 dias tinha novos ovos. Foi muito interessante verificar o comportamento da femea. Inicialmente começou por comer os alevins apos a postura seguinte. Depois começou a levar os pequenos para dentro do coco e assim vigiava os ovos e os bebes. Outra coisa interessante foi verificar que o número de alevins não variava muito apesar das várias posturas. Julgo que como o aqua é bastante pequeno (30l) e ela não tinha capacidade para tudo, comia alguns e mantinha outros. Entretanto fui a Portugal 3 semanas e era suposto levar os peixes todos comigo. Como fiquei receosa que os pequenos não aguentassem a viagem acabei por decidir após alguns conselhos deixar os pequeninos no aqua. Como não limpei as algas do aqua antes de ir julguei que haveria mais hipoteses dos pequeninos sobreviverem a comer algas durante 3 semanas do que a fazerem a viagem. Quando cheguei o aqua estava quase branco mas ao olhar com atenção fui vendo uns pequenotes mesmo no fundo. Após uma grande limpeza cá andam os 13 sobreviventes. Por enquanto ainda não se distinguem o sexo mas já são autenticas miniaturas da femea.

 

Quanto ao que falaste sobre o sossego dos peixes é bem verdade. Os meus rams comiam sempre os ovos. Também fui duas semanas de ferias e quando voltei tinha o aqua cheio de mini rams. Quanto aos outros paramentros posso deixar também aqui a minha experiencia: a água da torneira de cá sai com ph8. Por muito que me esforçasse nunca consegui baixar o ph. Sempre pensei que não ia conseguir reproduzir apistograma nenhum com um ph tão alto. E havia também o facto dos meus aquas aqui na holanda terem só 30l. A verdade é que mesmo em 30l e com ph 8 tanto os ramirezis como os cacatuoides se reproduziram. Claro que devemos tentar dar aos peixes as condições mais proxima das que teriam na natureza mas não nos podemos esquecer que muitos destes peixes já não sabem o que é um rio há gerações e gerações e acabam por se adaptar a outras caracteristicas diferentes do que teriam na natureza. É o caso por exemplo dos meus cacatuoides que como nasceram já em ph de 8 se calhar já não iam achar muita piada a um ph de 6. (espero não estar a dizer um grande disparate)

 

Sofia é pena que esse alevim de ramirezi tenha morrido, acho que devia ser espectacular acompanhar o desenvolvimento de um único alevim, ver a crescer um só em particular acho que ia ser muito interessante.

O casal deve ter deixado de fazer posturas pois colocaste uma bomba de ar no aquário e como era um elemento novo eles devem se ter sentido pouco á vontade durante um tempo.

 

Na minha opinião fizeste bem em deixar os peixes nos aquários na Holanda, acho que o stress ia ser muito para eles e para os pais, e fizeste bem em deixar o aquário com as algas que tinha, assim eles sempre se alimentavam do microorgarnismos que ai haviam de existir, eu tinha tomado a mesma decisão.

Claro que deixa-los em casa não garantia sucesso, mas acho que tinham melhores hipoteses dessa forma, fizeste bem na minha opinião.

Os peixes também aprendem, já tive peixes que as 1ªs posturas comiam os ovos, depois passavam só a comer os alevins mal este nasciam, depois só os comiam quando começavam a nadar e por fim lá conseguiam fazer a chavalada vingar (com o meus discus foi assim, foram aprendendo aos poucos).

Eu tento sempre deixar os alevins com os pais até estes os começarem a tentar expulsar, o que eu mais gosto na aquariofilia é ver os comportamentos dos peixes.

 

Eu acho importante os peixes terem sossego para fazer criação, não quer dizer que num ambiente diferente não o façam, mas também depende da especie, mesmo assim acho quase todas devem preferir um ambiente mais sossegado, se até os animais terrestes se afastam para dar á luz ou meter ovos porque é que os peixes haviam de ser diferentes?!

 

Na parte do ph acho que os peixes iam á mesma preferir um ph mais baixo, mesmo que os teus nasçam em ph 8 quando os venderes ou deres a alguém esse alguém possivelmente deve lhes tentar proporcionar um ph mais baixo pois é isso que vem indicado em livros e sites, e assim a proxima geração que nascer já vai voltar a habituar-se a essas condições.

Além de que a evolução é um processo lento e por muito que tentemos muda-los os peixes vão sempre manter certas caracteristicas, podes mudar a cor, certas formas e tamanhos mas dificilmente mudas a sua dieta (até podes, mas o peixe pode é morrer mais cedo que o previsto), isso já é uma mudança muito grande, e outras necessidades que eles tenham.

Eu acho que os peixes continuam a preferir as condições para que evoluiram apesar de com certeza se irem adaptando a condições novas, mas como nem sempre as há... eles safam-se como podem, o teu ph é de 8, já lhes perguntas-te se eles preferem o ph mais baixo? ;)

Mas o teu ph está estável a 8, então deixa estar, mais vale um ph 8 estável do que um ph a oscilar entre 5,5 e 7,5, com um ph 8 podes é ter posturas menores, ou eclodirem menos ovos, etc.

 

Isto é só a minha opinião, aposto que deves encontrar muitas pessoas que vão discordar.

 

Coloca fotos da evolução dos teus alevins para o pessoal acompanhar, é sempre interessante e aprendemos uns com os outros.

 

Hugo Coelho.

Edited by Hugo Coelho
Link to comment
Share on other sites

Sofia é pena que esse alevim de ramirezi tenha morrido, acho que devia ser espectacular acompanhar o desenvolvimento de um único alevim, ver a crescer um só em particular acho que ia ser muito interessante.

O casal deve ter deixado de fazer posturas pois colocaste uma bomba de ar no aquário e como era um elemento novo eles devem se ter sentido pouco á vontade durante um tempo.

 

(...)

 

Coloca fotos da evolução dos teus alevins para o pessoal acompanhar, é sempre interessante e aprendemos uns com os outros.

 

Hugo Coelho.

 

Hugo, o alevim era de cacatuoides. Mas eu não puz nenhuma bomba de ar. Devia ter posto junto aos ovos para arejarem mas não puz. Por isso é que eles fungaram. Na altura não sabia que era importante, agora sei que é! Como lhe tirei os ovos pode ter sido isso que os fez parar.

 

És capaz de ter razão nisso de eles preferirem o ph 6. Vou perguntar-lhes e depois digo-te. hehe Mas falando mais a serio, não sei se não seria um choque para eles coloca-los num ph de 6,5 por exemplo. Sei que se colocares um peixe de ph 6 num ph de 8 ele não morre de um dia para o outro.. vive menos tempo... mas como estes já nasceram em ph de 8 não sei o que seria melhor.

 

Já tinha pensado em tirar fotos aos pequeninos mas ando um bocado sem tempo e como deves lembrar.te tirar fotos a alevins de 1cm não é tarefa fácil. Mas mal tenha tempo prometo tirar umas fotos.

 

Já agora aproveito para colocar uma questão. Os teus já comem comida normal? Se sim como é que fizeste a transição? É que tenho alimentado os meus com comida líquida. Tentei dar-lhes comida em pó (também própria para alevins) mas eles não ligam nenhuma. Vêm a comida a cair-lhes à frente mas ainda não tem o instinto de a comer. Por enquanto limitam-se a "bicar" a plantas e o areão.

Cump,

 

Sofia Mira

Link to comment
Share on other sites

Hugo, o alevim era de cacatuoides. Mas eu não puz nenhuma bomba de ar. Devia ter posto junto aos ovos para arejarem mas não puz. Por isso é que eles fungaram. Na altura não sabia que era importante, agora sei que é! Como lhe tirei os ovos pode ter sido isso que os fez parar.

 

Ok,ok, já vi que li mal, não sei porquê meti na cabeça que esse tal alevim era de ramirezi.

Se calhar foi mesmo de teres tirado o ovos que os assustou.

 

És capaz de ter razão nisso de eles preferirem o ph 6. Vou perguntar-lhes e depois digo-te. hehe Mas falando mais a serio, não sei se não seria um choque para eles coloca-los num ph de 6,5 por exemplo. Sei que se colocares um peixe de ph 6 num ph de 8 ele não morre de um dia para o outro.. vive menos tempo... mas como estes já nasceram em ph de 8 não sei o que seria melhor.

 

Como já nasceram em ph 8 de certeza que esses não se queixam, e a mudança de ph ia ser um choque se fosse muito brusca, agora se fosse feita de forma gradual se calhar eles nem se queixavam, por isso é quando compramos peixes devemos colocar o saco no aquário e depois ir adicionando água do aquário ao saco para os peixes se habituarem gradualmente á temperatura e á quimica da água, etc.

Continuo achar que devemos dar o ph o mais proximo daquele para o qual eles evoluiram, mas não acho que no teu caso tenhas feito mal em coloca-los num ph 8, é o valor estável que consegues então mais vale isso do mais baixo a oscilar, além de que se estão a ter sucesso na criação quer dizer que as coisas não estão assim tão mal.

 

 

Já tinha pensado em tirar fotos aos pequeninos mas ando um bocado sem tempo e como deves lembrar.te tirar fotos a alevins de 1cm não é tarefa fácil. Mas mal tenha tempo prometo tirar umas fotos.

 

Quando puderes coloca lá as fotos, o pessoal quer ver é fotos da pequenada, eu sei com 1 cm as fotos ficam uma treta a não ser que tenhas uma boa máquina (eu nem máquina tenho, tenho de pedir emprestada), mas mesmo que fiquem más por eles serem pequenos sempre é melhor que nada.

 

 

Já agora aproveito para colocar uma questão. Os teus já comem comida normal? Se sim como é que fizeste a transição? É que tenho alimentado os meus com comida líquida. Tentei dar-lhes comida em pó (também própria para alevins) mas eles não ligam nenhuma. Vêm a comida a cair-lhes à frente mas ainda não tem o instinto de a comer. Por enquanto limitam-se a "bicar" a plantas e o areão.

 

Sim os meus já mordiscam tudo o que lá meto, mas dou principalmente artémia salina e flocos.

Também já experimentei comida em pó e liquida, não com estes peixes mas com outros e não gostei muito dos resultados.

A artémia recém eclodida é muito boa para eles fazerem essa transição, mas eu uso outro método mais fácil e mais rápido de executar mas não tão bom como o método da artémia recém eclodida.

Eu dou-lhes flocos esmigalhados para eles começarem a mordiscar e comer outras coisas, eu faço assim:

Coloco uma porção de flocos numa chavena e com uma tesoura pequena vou cortando, metes a tesoura na chavena e começas a cortar, vais ver que passados poucos minutos tens já uma boa porção de pequenos pedaços de flocos, quanto mais pequenos melhor.

De seguida molhas a ponta de um dedo e passas nos flocos, depois colocas o dedo no aquário, espalhas os flocos o mais possivel para todos comerem e para irem mais rápido ao fundo, pois de inicio os putos só andam no fundo ou perto das plantas ou de outra coisa qualquer.

Ao principio vais ver que eles não ligam muito, mordem e cospem e parecem não ligar, mas rapidamente começam a alimentar-se dos flocos.

 

Eu decidi fazer a transição desta forma porque é mais rápido cortar os flocos do que eclodir artémia e os flocos ficam moles dentro de água e eles rapidamente os conseguem comer, agora já coloco os flocos cortados na superficie que eles já se habituaram e já vão lá acima comer.

 

Aos meus dou sempre alguma comida a mais, eles são cerca de 30, estão a crescer e não quero que falte comida a nenhum, e o que não comem logo... vão comendo durante o resto do dia, eles estão sempre a mordiscar qualquer coisa, até quando a luz apaga eles andam no fundo a mordiscar, mas tomo cuidado para não exagerar senão aindo os mato com algum desequilibrio no aquário.

Devido esta sobrealimentação já reparei que caracois é com fartura, mas nem me importo pois ajudam a comer os excedentes e facilmente tiro os caracois a mais, e se me descuido com os TPA´s ou fertilizações aparecem logo algas, aliás neste momento estou a começar a ficar com água verde, mas já estou a tratar do assunto e a situação parece estar sobre controlo, para já tem corrido bem e o aquário parece estar controlado.

 

Fica bem, Hugo.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Boas,

 

só para dar noticias da chavalada: eles cá andam, aparentam estar todos bem e o maior deles todos é sem dúvida um macho, e pelo vistos vai ser bem bonito, já tem as barbatanas bem grandes e bicudas, está a ficar mesmo bonito, já está a perder a cor acinzentada, em principio vai sair ao pai (fixe!!! :D ), já começa a ter cor nas barbatanas, estão a ficar cada vez mais brancas e com um pouco de vermelho.

Nos restantes também existem outros que se destacam, já estão granditos e a ganhar cor, mas este macho é o que se destaca mais.

 

Não tenho colocado fotos porque tive um surto de água verde e quase não se via para dentro do aquário, eles não se queixaram e foram crescendo, mas esta situação está quase controlada e a ver se peço a maquina emprestada para colocar umas fotos para o pessoal ver a sua evolução.

 

Como ele estão a crescer e a sua agressividade também está a crescer, os maiores já começam a molestar a valer os mais pequenos, já estou a preparar um outro aquário para dividir a chavalada em 2 grupos, eles são uns 30 peixes e já começa a ser muito apistogramma para um aquário de 96L.

 

Assim que puder coloco fotos.

 

Abraço, Hugo.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Boas pessoal,

 

aqui estão fotos fresquinhas da chavalada

 

 

ia fazer um TPA e quase pareciam piranhas a rondarem o dedo a ver se tinha alguma comida, tive de tapar o tubo não fosse algum ser sugado

 

IMG_1405.jpg

 

IMG_1406.jpg

 

 

 

agora o rei do aquário, o machão cá do sitio

 

IMG_1422.jpg

 

IMG_1456.jpg

 

IMG_1457.jpg

 

IMG_1411.jpg

 

 

o resto dos putos

 

IMG_1433.jpg

 

IMG_1436.jpg

 

IMG_1418.jpg

 

IMG_1450.jpg

 

 

 

Este aqui também já está a destacar dos restantes como um belo macho, já começa a tentar dividir o aquário com o outro

 

IMG_1413.jpg

 

IMG_1423.jpg

 

 

Dois mais pequenos a comerem os flocos que ficaram em cima da folha da lotus red

 

IMG_1428.jpg

 

 

 

Para já é tudo, assim que puder coloco mais fotos.

Como eles são muitos e alguns já estão ficar granditos já estou a preparar um aquário para separar o grupo em 2 para ver se nenhum se aleija, ainda não dá para ter a certeza do sexo da maioria deles, mas alguns já se nota que vão ser machos, já começam a ser maiores e a ter barbatanas grandes e em bico.

Algumas já aparentam ter a cor amarela das fêmeas mas como são mais pequenas não dá para ter a certeza se vão ser mesmo fêmeas, ainda podem mudar.

 

Abraço, Hugo.

Edited by Hugo Coelho
Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...

Amigo Hugo, os peixes estão fantásticos, cheios de saude, mas mereciam umas fotos bem melhores que estas ;)#cool:P

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Amigo Hugo, os peixes estão fantásticos, cheios de saude, mas mereciam umas fotos bem melhores que estas :blink:::D::rainbowafro:

 

Abraço

 

Boas Anto,

 

fotos de melhores qualidade é que vai ser complicado, não tenho máquina só pedindo emprestada, e depois o meu jeito para a fotografia é muito pouco.

 

Sim, os peixes estão de boa saúde, já se começam a notar os machos, as fêmeas é que está mais dificil de confirmar.

 

Assim que conseguir arranjar um máquina emprestada eu meto aqui mais fotos.

 

Já comecei a separar o grupo em 2 aquários mas tem sido complicado apanha-los, o aquário tem um tronco e plantas, e como eles são pequenos fácilmente se escondem, mas aos pouco lá se vão apanhando.

 

Abraço, Hugo.

Link to comment
Share on other sites

Sim, os peixes estão de boa saúde, já se começam a notar os machos, as fêmeas é que está mais dificil de confirmar.

 

Boas... nos macmasteri (e não só), que é na verdade a espécie que manténs, ou pelo menos um apuramento/cruzamento com base no macmasteri, pode ser mesmo impossível, até à apresentação do amarelo nupcial, a identicação conclusiva de fêmeas. Existem muitos machos dominados que, para poderem andar pelo território dos dominantes sem serem atacados, mantêm uma fisionomia idêntica à das fêmeas só desenvolvendo características morfológicas de macho quando são isolados desses territórios.

 

Abraço e boa sorte com a prole.

Cumprimentos

 

Ricardo Fonseca (APC #5 APK #272)

http://aquaraf.blogspot.com

APC-BANNER4b.gif

Link to comment
Share on other sites

Parabéns !! Tens aí uma família e pêras !!!

 

Tanto o macho como a fêmea são lindos !!!

 

É impressão minha ou a tua água etá um bocado turva ? Porque é que não está cristalina ?

the 2nd best way to free stress in a natural way....

...LOOK at the Aquarium...

 

O Echinodorus Gigante ** O Mangal **

** Duboisi & Frontosa
Link to comment
Share on other sites

Parabéns !! Tens aí uma família e pêras !!!

 

Tanto o macho como a fêmea são lindos !!!

 

É impressão minha ou a tua água etá um bocado turva ? Porque é que não está cristalina ?

 

 

O que é água cristalina?! :blink:

Cumprimentos

 

Ricardo Fonseca (APC #5 APK #272)

http://aquaraf.blogspot.com

APC-BANNER4b.gif

Link to comment
Share on other sites