• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Fábio W.

cacatuoides: macho perseguidor/fêmea refuga ração

Recommended Posts

Olá! :) 

Estou com uma fêmea de cacatuoides há mais de um mês e, apesar de bastante saudável e ativa, ela simplesmente ignora qualquer tipo de ração. Até hoje só se alimentou de microcrustáceos presentes no aquário e larvas de mosquito (forneci só uma vez). O rapaz que me vendeu ela disse que ela comia Poytara Discus, mas no meu aquário ela ignora completamente. Tentei também dar Tetra Colors e Sera GVG-Mix, sem sucesso. Não sei se seria válido tentar usar o Seachem Garlic pra tornar a ração mais atrativa, talvez?

Além disso, recentemente adquiri um macho para o qual ela demonstrou estar bastante receptiva inicialmente, mas agora passa o tempo todo escondida nas plantas em razão das investidas ferozes dele. Cada vez que ela sai do meio das plantas ele se aproxima fazendo uma "dança" e em seguida começa a persegui-la até que se esconda. Seria o caso de separá-lo numa criadeira para que se acostumem um com o outro? Já li sobre colocá-los em trio, mas é bem difícil achar uma fêmea, imagina duas rs.

Muito obrigado desde já

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tenho por costume, dou comida granulada, em flocos e congelada artémia, eles gostam mais de comida rica em proteínas, tens várias marcas. Se tiveres hipótese de dar também alimento vivo, melhor, larvas de mosquito ou artémia recém eclodida.

Quanto ao macho pode ou não adaptar-se à fêmea, nem sempre acontece, devemos comprar exemplares de tamanho semelhante, por exemplo.
À quanto tempo estão juntos? Gostava de ver foto do aquário para avaliar melhor a situação e da fauna se possível...

Enviado do meu VKY-L09 através do Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá!

Então... comida viva ela aceita muito bem, mas gostaria que ela aceitasse ração. Comprei o Seachem Garlic Guard para ver se ela aceita a ração, estou aguardando o produto chegar rs.

A fauna consiste apenas do casal e de vários Physa. O casal está junto há menos de um mês (aproximadamente duas semanas). Deixei por uma semana o macho em uma espécie de "criadeira" que montei usando uma garrafa PET furada dentro do aquário de forma que ele e a fêmea pudessem se ver e se acostumarem um com o outro sem pancadaria rsrs. A todo momento a fêmea demonstrou interesse ficava em volta da garrafa. Hoje soltei o macho novamente e incialmnte estavam os dois muito bem (a fêmea muito interessada nele), mas depois de um tempo já começou a perseguição e a fêmea voltou a ficar permanentemente escondida nas plantas. Como podes ver, eles têm tocas de casca de côco à disposição.

 

RSZfu7x.jpg

Edited by Fábio W.
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites