Diminuicao de custos (Tecnicas de poupança)


Recommended Posts

Boas, com o aumento do preço da electricidade muitos de nós, tem pensado em formas de diminuir o consumo da mesma.

Estive a pensar e ocorreu me uma ideia, nao sera que, se conseguiria um aquecimento eficaz da agua do aquario usando um cabo de aquecimento ao inves do termostato? mas, nao da maneira convencional, ando com a ideia de , utilizar uma bomba de aqua no aquario de baixo consumo 3w(exemplo) que fara a agua sair do aquario e percorrer o caminho por mim desejado.

O caminho seria atravessar por um radiador(tamanho pequeno como os das motas 50cc) e voltar a entrar no aquario mas, o radiador estaria pelo lado externo envolto pelo cabo de aquecimento com varias voltas.o radiador poderia estar tambem dentro de uma pequena caixa de esferovite do genero das das peixarias

opinioes?

Link to post
Share on other sites

Se conseguires transferir de maneira eficiente o calor para o radiador a coisa ate é capaz de funcionar mas terias maneira de controlar a temperatura?

 

Nunca fiz o teste mas acho q em vez de se usar so um termostacto, usando 2 espalhados pelo aquario tb deve ser mais eficiente.

Link to post
Share on other sites

A unica maneira que conheco e com produtos deste genero http://www.petcompre.com.br/produto.asp?zoomed-repti-temp-500r.

Tambem pensei na opcao de usar watercooling na minha calha led,tirando completamente os dissipadores e, fazer o circuito com a agua do aquario

Link to post
Share on other sites

Olá. A ideia do radiador não acho que vá ser eficaz. O radiador também gasta energia e a transferência do radiador para o tubo vai ser baixa. Muitas perdas.

 

Também já pensei nessa ideia de fazer watercooling nos Leds, e aproveitar a água para aquecimento. Mas surgiram vários problemas (se for com a ideia da bomba):

- Não tens controlo da temperatura para cima de uma certa gama. (continua sempre a aquecer)

- Alguma fuga, problema nos leds.

- Que material ia ser o tubo que passa nos Leds com água? Idealmente seria cobre/alumínio. O problema é que libertam metais para a àgua. Resumindo, precisas de um compósito qualquer, com boa resistência à temperatura (plásticos fora de questão), e com boa condutividade térmica. És capaz de arranjar, mas depois provavelmente não sei maleável, ou é tóxico ou outra coisa qualquer.

- etc

 

Uma ideia muito mais simples seria pôr os dissipadores dentro de àgua, ou um tubo ligado aos dissipadores a passar pela àgua. Continuamos é com o problema dos metais e toxicidade.

 

Depois não sei se isto tudo compensa o investimento, pode ser um projecto engraçado. Também não sei se não aquece de mais a àgua. No verão teriamos que desligar.

Link to post
Share on other sites

boas

 

nao me parece ser um projecto que de frutos.

a varias coisas contra.

 

1- o material que e feito o radiador.

2- um radiador e para arrefecer e nao para aquecer(radiador moto).

3- tranferencia de calor, cabo/radiador/agua

4- regulacao de temperatura

5- para um aquecimento devido tera de ser debitada bastante energia devido ao contacto indirecto com a agua

 

um sistema que ja ouvi falar e ja vi alguns mas nao ao vivo e aquecimento fora do aqua mas utilizando o termostacto normal, e feito algo do genero dos filtros uv, se funciona nao sei, ja ouvi dizer que sim, eu ja tenho o material em casa para a construcao de um e vou o fazer este fim de semana.

 

se funcionar excelente, :naughty: se nao funcionar fica o projecto para o filtro uv :juggle:

 

plo menos irei tentar se e verdade que o termo tem que estar muito mais baixo na regulacao para aquecer a temperatura normal desejada.

Edited by miggx
Link to post
Share on other sites

Mas isso é um termoestato externo, não é para poupar energia. É para não ter o termoestato dentro do aquário.

 

Um radiador não é para arrefecer, arrefece o motor sim, mas aquece o ambiente. Neste caso servia para aquecer.

 

 

Eu apostava na ideia para arrefecimento dos leds, mas era pela piada, não por rendimentos. Talvez usasse a calha de leds, com os dissipadores, dentro de uma caixa (com bastante àrea de superfície e fina) e dentro dessa caixa usava algo(um líquido talvez) com uma elevada capacidade térmica. A ideia era os dissipadores aquecerem o líquido. A caixa estava em contacto com a água do aquário. E a transferência de energia era pelas paredes da caixa. Sem trocas de massa.

 

Isto tudo para simplificar a cena. Com a agitação da água do aquário, a água em contacto com a caixa era sempre diferente.

 

Claro que continua a haver alguns problemas. Aquecimento a mais, material da caixa (vidro?), pouco arrefecimento dos leds, fugas.

Link to post
Share on other sites

Se o perdida foi para minha ideia, imagina o seguinte: Tens a calha de Leds, com os dissipadores. O que eu sugiro é que os dissipadores toquem na água e dissipem o calor para a água. Como isto não pode acontecer porque o dissipador é metal e pode ser tóxico.

 

Usamos uma caixa (que pode ser de vidro), dentro da caixa usamos uma massa térmica com boa capacidade térmica (pode ser água, mas há melhores). Os dissipadores estão ligados à massa térmica (vão aquece-la). A massa térmica, que está dentro da caixa, que está em contacto com a água, vai transferir energia para a água.

 

Ou seja, isto tudo para para não ter os dissipadores em contacto com a água.

 

 

Eu não acho que isto vá ser viável, mas se tiveres alguma ideia que resulte..

Link to post
Share on other sites
Mas isso é um termoestato externo, não é para poupar energia. É para não ter o termoestato dentro do aquário.

 

Um radiador não é para arrefecer, arrefece o motor sim, mas aquece o ambiente. Neste caso servia para aquecer.

 

 

Eu apostava na ideia para arrefecimento dos leds, mas era pela piada, não por rendimentos. Talvez usasse a calha de leds, com os dissipadores, dentro de uma caixa (com bastante àrea de superfície e fina) e dentro dessa caixa usava algo(um líquido talvez) com uma elevada capacidade térmica. A ideia era os dissipadores aquecerem o líquido. A caixa estava em contacto com a água do aquário. E a transferência de energia era pelas paredes da caixa. Sem trocas de massa.

 

Isto tudo para simplificar a cena. Com a agitação da água do aquário, a água em contacto com a caixa era sempre diferente.

 

Claro que continua a haver alguns problemas. Aquecimento a mais, material da caixa (vidro?), pouco arrefecimento dos leds, fugas.

 

Ate eu tou um pouko aos papeis!!!!

 

O radiador arrefece o liquido que esta dentro dele, que por sua vez ao circular por uma parte especifica do motor faz a refrigiracao do motor.

 

Em relacao a sobreaquecimento da agua com essa cena dos dissipadores de calor nao me parece que venha a ser problema, nao parece que va aquecer assim tanto a agua que coza os peixes :P nem sei sequer se esse sistema mete a agua a 20 graus, podera meter mas tenho as minhas duvidas.

 

Essa cena do liquido em uma caixa acaba por ser o msm do radiador, a temperatura do liquido tem que ser muito alta e constante para que coloque toda a agua a uma temperatura mais alta que a temperatura que fique sem aquecimento.

 

Posso estar errado mas penso que se colocarmos agua a 40graus dentro de algo em plastico o plastico nao fica a 40graus, e se colocarmos esse plastico com a agua dentro de agua essa agua ainda muito menos quente fica. Penso eu mas poderei estar errado.

 

Relativo ao termoestacto externo, se ele aquecer a agua mais rapido e que nao precise de ligar tanta vez para manter a agua a temperatura desejada ira economizar energia, isto e mais uma teoria minha, ate pode nem resultar, mas vou fazer o teste e verificar a diferensa de consumo em 48h de uso. Esta medicao de consumo nao ira ser 100 por cento correcta devido a temperatura ambiente nao estar igual todos os dias, mas ira dar pra perceber se ha diferenca.

 

So espero que haja pra positivo.

 

Link to post
Share on other sites

Se colocares agua a 40º dentro de plástico o sistema agua + plástico vai evoluir para uma certa temperatura que vai depender das capacidades térmicas e temperaturas de ambos. Pode ficar mais quente ou mais frio, dependendo do plástico. Acontece o mesmo com a água, vão evoluir para uma certa temperatura. Essa temperatura vai estabilizar ao fim de um certo tempo.

 

Se aqueceres esse sistema (aqua + caixa + plástico) o que vai acontecer é que todos aquecem (temperatura igual em todos, lei zero termodinâmica). Se o sistema anterior estiver ligado ao aquário, a energia irá passar para o aquário (supondo que este está mais frio).

 

É simples.

 

E quanto ao radiador funciona para os dois lados. O que arrefece de um lado aquece do outro. O calor não vai desaparecer, vai mudar de sítio. Numa mota, do motor para o ar. O que se pode fazer é aproveitar o aquecimento (ou arrefecimento do motor) para aquecer outras coisas.

 

 

Depois termoestato externo vai aquecer àgua mais rápido porque? Digo-te já que não compensa. Um termoestato transfere energia para a água. Para um certo aquecimento precisas de uma dada energia. Essa energia pode ser dada em 5horas ou 5minutos. Gastas-te a mesma energia, simplesmente foi mais rápido ou não.

Link to post
Share on other sites

Ja pensei muito neste tema de uns meses para ca, e nao vejo forma facil ou economica de fazer com que se economize a nao na optimizacao dos equipamentos com temporizadores de forma a que os aparelhos liguem e desliguem quando e necessario.

 

Agradeco tambem ideias que possam ajudar a economizar, e sempre bem vindo

 

Link to post
Share on other sites

Esta do termostacto so fazendo o teste para ver, so por ja me terem falado que resulta, e eu quero ver pra crer, fazer o aparelho e facil, vou testar.

 

Essa dos dissipadores se alguem fizer gostava de saber o resultado, nao me parece resultar mas por vezes somos surpreendidos.

 

O radiador dissipa o calor para o exterior, mas o liquido que ta la dentro ao circular o objectivo e arrefecer.

Link to post
Share on other sites

O termoestato não é só fazendo o teste que dá para ver. Ou eu estou a perceber mal ou isso é um problema bastante comum de termidinâmica (assumindo um sistema fechado para ser mais fácil).

 

E acredita que não vais ganhar nada. Vais precisar exactamente da mesma quantidade de energia para aquecer a água. As perdas serão as mesmas (ou maiores até dado que tens uma area de superfície maior).

 

Não interessa quanto tempo está ligado (dentro de um certo intervalo), só interessa energia transferida.

Link to post
Share on other sites

dependendo da litragem do aqua o watercooling seria uma ajuda ao aquacedor principal e ele iria regular na mesma, isso ia trazer poupança. Para nao haver transmiçao de metais fazia um circuito em tubos aço inox AISI 316.

 

posso estar errado, nao penso que os led consigam colocar 300L de agua a 28ºC.

tambem só uso um power led de 20W... com calhas mais forte é capaz de dar qualquer coisa.

 

 

uma coisa que fiz foi ligar o termostato 300W com um programador horário como o da calha, retirando apenas as horas de pico (contador tri horario da EDP) e já senti a diferença na conta da EDP.

Link to post
Share on other sites

A minha ideia sempre foi de usar um painel solar com algumas baterias e um inversor tendo depois um dispositivo/switch para qd as baterias se esgotarem, o aquario ficar alimentado pela rede da edp.

Link to post
Share on other sites
A minha ideia sempre foi de usar um painel solar com algumas baterias e um inversor tendo depois um dispositivo/switch para qd as baterias se esgotarem, o aquario ficar alimentado pela rede da edp.

 

 

Esta era a minha ideia também. Acho que nos dias de hoje poderá resultar muito bem. E como já li um user que o fez, para quem quiser maior rendimento, liga um daqueles mini aerogeradores para os dias que não há sol.

Link to post
Share on other sites