memphis4

Membro
  • Posts

    143
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Everything posted by memphis4

  1. Parece ser um problema mais frequente e exacerbado em novas montagens, contudo, depois de aparecerem podem reduzir mas são dificeis de eliminar por completo. No meu caso consegui reduzir tanto as manchas castanhas como os filamentos, nas áreas directamente expostas à luz regressam sempre com intensidade, nas zonas "à sombra" fora da luz directa, na protecção de toncos ou por baixo de outras folhas maiores fica completamente limpo e não aparecem mais. Já tentei reduzir a luz e nada. Tenho uma lâmpada LED 6500K e durante uma semana substitui por uma fluorescente, e também não vi melhoras nenhumas.. Começo também a ficar sem soluções e fico envergonhado pelo mau aspecto que dá às folhas e ao areão - parece descuido ou sujidade no aquário que não favorece o ego do tratador - afinal é sobretudo disso que se trata - termos um aquário com seres vivos saudáveis que nos deixe satisfeitos e também bem vistos perante as outras pessoas que o admiram.
  2. Caro colega de fórum, quero antes de mais felicitá-lo pela saúde que refletem as suas plantas, no meu aquário não se passa nada disto, as minhas plantas estão uma miséria e por isso se me puder dar alguns conselhos agradeço.. Apenas tenho 3 ou 4 anúbias nana, 1 anúbia lanceolata, 1 anúbia gigantea e 1 elodia (Egeria Densa) - tenho as anúbias com o rizoma exteriorizado e apenas presas ao areão "por umas pontas" e a Elodia enterrada no substracto fértil, mas com montes de problemas ) manchas castanhas, filamentos pretos, buracos nas folhas e zonas que parecem queimadas ou podres em várias folhas. Isto num aquário de 120L ( 80x40x40) com temperatura a cerca de 27º, faço TPAs de 5 em 5 dias de cerca de 30%. A minha iluminação é uma lampada Led T8 de 8W 6500K. Já tive uma iluminação fluorescente mas o aquario começou a ficar com verdete verde agarrado aos vidros que não conseguia retirar. Agora não tenho isso mas tenho os problemas que já descrevi. A sua iluminação é fluorescente? Que fertilização usa? Neste momento também não estou a usar nenhuma. Agradeço os conselhos que me possam ajudar. Cumprimentos
  3. O ciclideo era um Labidochromis caeruleus. Mas abandonei essa ideia, porque me explicaram qoe os ciclideos do malawi tendem a ser muito territoriais e portanto não adequados para aquários comunitários. A Elodea enterrei-a, estranhei o facto de não ter raízes, retirei o chumbo que tinha no pé e basicamente os ramos são iguais de cima a baixo, sem qualquer espécie de raíz... Neste momento os meus residentes são: - 1 casal de escalares ( 1 preto e 1 prata) - 1 Molly negro macho - 7 neons - 2 guppys macho - 2 comedores de algas ciameses - 1 otocinclus affinis (não consigo encontrar mais em lado nenhum) - 2 colisa lalia - 1 limpa vidros Comedor de algas indiano - 2 coridora (1 albino e 1 paleatus) - 2 buzios helena - 1 caracol neritina zebra ( que faz as delicias da minha filha que adora andar à procura dele e vê-lo mover-se) Não quero ficar com o aquário sobre-lotado, já fiz isso uma vez e não correu bem. Gostava mesmo era de me dedicar a discus, são os favoritos da minha esposa e também gosto muito, mas não me acho capaz até porque é um peixe caro e pelo que vejo complicado de manter - embora nas lojas me digam o contrário... é claro querem vender..
  4. Afinal, apesar das TPAs, as manchas estão em força; na loja aconselharam-me adicionar um anti-algas para resolver o problema dado que parece estar a proliferar. estava a tentar evitar mas não vejo outra solução, dado o mau aspecto com que estão as plantas e areão.
  5. Aquiri uma Elódea (Egeria Densa). Devo enterrá-la no substracto ou mantê-la solta na água? Gostaria também de adicionar mais 2 ou 3 peixes: - pensei num limpa vidros, para reforçar a equipa de limpeza - vi na loja uns ciclideos amarelos muito bonitos (não sei o nome da espécie); disseram-me que serão um pouco territoriais; será errado colocar 1 ou 2 no set-up que já tenho? Agradeço os vossos esclarecimentos
  6. Entretanto já fiz duas boas TPAs de 50% e a quantidade de manchas já reduziu quase para metade. Removi também manualmente de algumas folhas com algum sucesso.
  7. Desliguei o termostato do aquário, dado que temos tido uns dias de calor e, apesar de já o ter programado para os 26º, o termometro marcava sempre 29º. Agora anda ali constante nos 25,5º. Será pouco ou devo voltar a ligá-lo?
  8. Tenho substracto fértil granulado, uma boa camada aí com 2 cm. Ultimamente, provavelmente no ultimo mês e meio, não tenho feito fertilização da água com nenhuma solução de nutrientes para plantas simplesmente porque a minha acabou e ainda não comprei outra, embora até aí também fizesse habitualmente de 3 em 3 semanas. A montagem é de facto recente, terá uns 2 meses; foi feita a transição de outro aquário já estabilizado para este, usando a mesma água, filtro, etc.. Apenas o substracto e o areão foram colocados de novo. As plantas são também maioritáriamente as mesmas, só acrescentei uma anúbia mãe grande que agora, à semelhança das restantes também se encontra coberta de manchas. É uma situação que resolve por si, ou devo intervir de alguma forma? Obrigado
  9. Como peixes de limpeza tenho 2 coridoras, 2 comedores de algas siameses, 1 caracol neritina e 1 otocinclus affinis, porem este problema tem-se propagado na mesma. Acrescento que o aquário nunca está sujeito a luz solar. Inicialmente achei que poderia ser excesso de luz e só a tenho ligada 4 a 5 horas por dia, sem melhoria. Nos meus poucos conhecimentos, não sei mais o que fazer. Obrigado a todos.
  10. Boa noite Tenho um aquário de água doce de 120L; Por motivo de umas obras em casa passei cerca de 12 dias sem efectuar qualquer TPA, sendo que após esse período se desenvolveram no mesmo sobretudo nas plantas e areão uma quantidade grande de algas espessas ou manchas castanhas que não identifico muito bem o que são. Deixo algumas imagens para me darem uma ajuda se puderem. Parece que nos bordos as folhas se estão a deteriorar e a abrir também alguns buracos. Parecem muito mais frágeis.
  11. Com que periodicidade é que convém adicionar à água solução de nutrientes para as plantas?
  12. Entretanto verifiquei que de facto tinha as plantas demasiado enterradas porque julgava que deviam estar em contacto com o substracto. Coloquei os rizomas todos de fora e apenas as raízes enterradas, as mais curtas não consegui. Noto que uma das plantas tem as folhas mais claras e mais frágeis; não lhe identifico um rizoma como nas outras, porque a seguir aos longos caules vêm logo raízes - parece-me ter pouca vitalidade e alguns buracos nas folhas... E convém usar daqueles compostos de nutrientes para adicionar periodicamente à água, ou não é necessário?
  13. Só para esclarecer a minha ignorância: - o rizoma é aquela parte mais grossa mais ou menos horizontal de onde sai o caule e/ou as folhas e não deve estar enterrado - as raízes são finas e espalham-se, podendo então estar enterradas para entrarem em contacto com o substracto. No meu aquário só tenho anúbias, algumas anãs e outras das grandes e se não as tiver enterradas de que me serve o substracto? Onde é que elas vão buscar os nutrientes para subsistir?
  14. Já agora aproveito para mostrar com melhores fotos. memphis4, on 21 May 2014 - 6:05 PM, said: 30º somente em aquários com discos, eu em comunitários sempre mantive os termostatos regulados para 24/26º e chegando os meses mais quentes pura e simplesmente desligo os termostatos e a agua mantém-se entre os 22º (noite) e os 24º (com as luzes acesas). Claro que depende do local onde estão os aquários. As plantas naturais com certeza que irão preferir temperaturas mais baixas. Já baixei a temperatura para 26º para ser gradual. Mudando de estratégia, estou a pensar adquirir alguns cardinais um outro peixe de porte equiparado aos escalares, cuja manutenção esteja mais ao meu alcance: ramirezi ou até mais 1 ou 2 escalares; aconselham-me algum especial? Obrigado pela ajuda.
  15. Filamentosas são normais em aquários recém montados, com o amadurecimento das aguas tem tendência a desaparecer. Na foto que colocaste os rizomas das anúbias estão enterrados? Em relação ao alojamento das fotos agradecia que usasses outro site que este que usas além de colocar as fotos muito pequenas clicando nas fotos mostra coisas que não queremos que apareçam por cá Peço desculpa pela questão das imagens, já corrigi. Relativamente aos rizomas, referes-te a quê? Às raízes? Mas é suposto estarem enterrados em contacto com o substracto, certo? Confesso que estas mais pequenas são algo curvas e tenho dificuldade em mantê-las enterradas, porque em algumas zonas ficam enterradas demais com folhas e tudo.
  16. Obrigado pela resposta concisa e prática; de facto é isto que quem inicia procura de forma a não ficar ainda mais confundido. Relativamente ao descrito posso dizer o seguinte: --- neons vs cardinais - nunca entendi muito bem a diferença, as cores são as mesmas, os escalares não perseguem tanto os cardinais então? Vou tentar até porque é um peixe que gosto por andar em cardume e pela cor que acrescenta ao aquário. --- tenho noção que o filtro biobox 1 é limitado, por enquanto não tenho grande orçamento para investir, mas caso o faça, o que me recomendam como filtro externo em termos de qualidade preço? --- acho que vou seguir o conselho de não colocar discus, com muita pena; conheço no entanto local que os albergam em aquários até mais pequenos que este, mas não deve claro ser aconselhável. --- a questão da temperatura confunde-me: tenho lido outros posts em que pessoal tem os aquários com 30º com peixes similares e ninguém se manifesta contra; na loja dizem-me para manter 28º. Entre 22-26 não é pouco? --- O móvel já o tinha em casa sem reforço, no entanto considerei arriscado colocar-lhe o aquário em cima, pensei objectivamente: um aquario de 120L + o peso do próprio aquario, tampas, areão, rochas se as colocar - isto mais pra perto de 200Kg em cima de um móvel feito à base de cartão prensado... não me parece. O que fiz foi reforçar na vertical com 3 tábuas nas laterais e no centro e usei as anteriores divisórias do centro para fazer de prateleiras horizontais. Coloquei ainda 3 pés e uma base no topo. A ainda aparafusei uns cantos de ferro para tentar não impenar lateralmente. Acho que foi suficiente fiz tudo em casa sem gastar muito €. --- Queria só questionar como acham que posso eliminar estes filamentos de algas das plantas que continuam a desenvolver-se e que nem os CAC nem a neritina dá conta. Mais uma vez obrigado pela ajuda e desculpem a maçada.
  17. Esqueci-me de dizer que tem, como é obvio, pedra difusora com bomba de ar a oxigenar a água continuamente. Mantenho a água a 28º Alimento os peixes 1xdia, procurando variar a alimentação - os escalares comem tudo que vem à rede, e se lhes faço jejum um dia, começam a perseguir desenfreadamente os outros peixes como se fossem cup-cakes.. , o que me causa alguns problemas quando passo o fim de semana fora ou caso vá de férias... Algumas plantas apresentam filamentos pretos de algas, e por vezes algumas algas acastanhadas gelatinosas que teimam em não desaparecer e que os peixes não comem.
  18. Boa tarde, tenho acompanhado o fórum, retirado dele muita informação e conhecimentos partilhados; com os mesmos montei há 1 ano um aquário de 54 litros e agora decidi evoluir para um de 120L. Nesse sentido há cerca de 3 semanas adquiri um aquário de dimensões 80x40x40 de vidro de 8mm sem tampas, coloquei umas calhas laterais e mandei cortar 2 vidros de 4 mm para fazer tampas deslizantes. Reforcei um móvel Expedit do IKEA com umas placas laterais e interior para garantir que suporta o peso. Coloquei substracto de trufa em esferas (não me recordo a marca), areão, plantas naturais, sobretudo anúbias, a maioria que já tinha do anterior aquário e um tronco também do anterior aquário, mas que coloquei na vertical em vez de deitado como o tinha dantes. Substitui o aquecedor por um Boyu 150W dado de o anterior de 50W não aquecia a agua mais do que 26º. A calha de iluminação é uma lampada de tubo LED T8 DE 8W 6500 KELVIN (não sei se é luz suficiente), controlada por temporizador. Tem um filtro interno biobox 1, cujas cujos compartimentos das materias filtrantes no interior substituí por espumas de diferentes densidades, bio-balls. Tenho carvão activado mas ainda não coloquei - não sei se deva. Como peixes tenho para já: - 2 Guppies macho - 8 Neons - 2 escalares - 2 comedores de algas siameses - 2 coridoras - 1 Molly negro - 1 caracol Neritina Sei que o filtro fica áquem daquilo que seria desejável, no entanto para já não posso investir noutro. Tenho procurado compensar com TPAs regulares de 4/4 dias de cercad e 15% mantendo um PH na ordem dos 6,6 a 7,0. No entanto noto um tom discretamento esverdeado na água. Tenho o objectivo de acrescentar 2 ou 3 discus, dado que são os meus peixes favoritos, mas não sei se tenho set-up e conhecimentos necessários para tal. Agradeço opiniões, sugestões, formas de melhorar. Grato pela atenção