JMeNdEs

.Membro Ausente
  • Content Count

    28
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

4 :)

About JMeNdEs

  • Rank
    Super Recém Chegado

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Marinha Grande (Leiria)
  • Localização
    Marinha Grande
  1. JMeNdEs

    JMeNdEs

  2. Estou a postar porque tenho um problema semelhante no meu aquário, quase tirado a papel químico do Pedro Bernardo. Basicamente em Novembro/Dezembro tive disto num dos meus tetras Nariz de Bêbado. Na altura passou, o peixe ficou bem (na verdade sempre esteve bem, nunca mostrou sinais de doença a não ser a bolha gigante no olho) e desde então tudo bem, paz e harmonia no aquário. No entanto esta semana a coisa voltou, e desta vez atacou pelo menos 5 Narizes de Bêbado. Continuam a portar-se normalmente, e como tal ainda comem que nem uns abades. :D Este surto coincidiu com o facto de eu ter precisado de mexer nas raízes de uma das minhas Anúbias, porque deixei cair a ventosa do termómetro dentro do aquário. Como é uma zona do aquário que não tem muita circulação e as raízes são compactas, aquilo libertou muita porcaria para a coluna de água - conclusão, nem dois dias depois aparece-me este surto... Das conclusões que posso tirar do meu e do teu caso, penso que os esporos de bolhas rebentadas possam permanecer em estado de dormência durante algum tempo no aquário, infectando outros peixes quando ocorre algum evento que os faça serem libertados novamente, como foi o meu caso. Por acaso não fizeste mudanças de layout no aquário antes dos teus surtos? Cumprimentos, João Mendes
  3. É impressão minha ou esse barbo (e o Serpae também parece estar a começar) têm ictio? Eu ficava de olho naqueles pontos brancos na barbata do do barbo (e tiveres atenção também há só que mais pequenos no corpo do Serpae).
  4. Parece-me uma infecção fúngica/bacteriana. Se não tiver morrido da doença, morreu de fome, pois provavelmente não se deveria conseguir alimentar em condições. Não aconselho a comprares mais Mollies Balão pois são híbridos criados através de cruzamentos sucessivos, e por isso o seu sistema imunitário pode ser mais fraco que o de outros Mollies não híbridos.
  5. Boas! Antes de mais bem vindo ao Forum e a este belo hobbie! Um aquário de com 20cm de largura pode ser dificil de arranjar a não ser que seja feito por medida - para além do mais, se pretendes um plantado, com essa largura ficas um pouco limitado de espaço dentro do aquário para fazeres o aquascaping. Penso que se conseguires puxar a largura para os 30/35 cm já ficas com um bom espaço de manobra. Vais meter CO2 e substrato fértil ou vai ser low tech?
  6. Muito obrigado! Também já me tinham dito o mesmo, mas pensei que fosse só problema da zona e que ainda se vendesse noutro lado. De facto esse da JBL têm como componente o Praziquantel que procuro - ele tinha que andar por algum lado, afinal quem tem Discus por exemplo penso que tem que ter sempre um pouco à mão. Vou procurar esse, e vou também perguntar na loja de aquariofilia da minha zona a ver se eles têm outra alternativa.
  7. Não se trata propriamente de uma doença, mas sim um acto de prevenção antes que elas apareçam. Convém ter sempre medicação preparada para qualquer eventualidade - um pouco como ter uma cabine de medicamentos em casa, so que para peixes. Pois bem, tal como o nome do tópico indica, onde arranjam Sera Tremazol? Procurei em quase todas as lojas da minha zona e nenhuma tem. É assim tão difícil de encontrar isto? :S Já agora, conhecem outras formulações que contenham Praziquantel? Agradecido!
  8. Esse aquário está um estrondo! Eu não sou grande fã de guppys, portanto a minha opinião pode ser um pouco enviesada, mas eu acho que colocasses aí uns peixes de cardume em vez deles dava um efeito incrível!
  9. Vou-me juntar a este tópico só para frisar alguns dos tópicos já referidos por outros utilizadores. Desde mais bem vindo ao hobbie! É sem dúvida uma aventura, e vais de certeza cometer alguns erros, mas todos nós passamos por isso (e ainda passamos de vez em quando ). Em primeiro lugar penso que encomendando um aquário, tal como já disseram, te acabava por sair mais barato... - comprares um aquário de marca já feito acresce sempre algum valor monetário extra, que é descontado se for feito por medida. Dependendo do sítio onde o encomendas, podes por exemplo encontrar preços tão vantajosos como 30 e poucos euros, que foi o que eu e a minha namorada pagamos por um aquário para as nossas tartarugas, e com sensivelmente a mesma litragem que pretendes. Lembra-te também que é em aquários mais pequenos que o equilíbrio é mais instável, portanto muitas vezes ao contrário do que se diz, para iniciantes aconselham-se aquários o maior possível, tendo em conta o espaço e o orçamento em questão. Acima de 100L tens preços bem em conta e dá-te muito espaço de manobra para fazeres várias combinações de fauna e flora. Quanto ao filtro, eu cá por mim gosto mais de filtros externos, mas penso que alguns filtros HOB ("hang on back" - ou seja ficam pendurados na borda do aquário) também podem fazer as mesmas vezes. Vai depender muito da litragem que vais pretender, e sobretudo do tipo de fauna e flora que pretendes. Com a calha para as lâmpadas e as próprias lâmpadas já não te posso ajudar muito porque tenho pouco conhecimento acerca disso, mas acho que as calhas LED são de boa qualidade e bem eficientes em termos energéticos. Se optares por um plantado acho que fazes bem - para além de funcionar como um "pulmão" extra, as próprias plantas funcionam como um segundo filtro. Nota-se bem a melhoria da qualidade da agua se tiveres um aquário bem plantado com um bom crescimento. Não precisas de ser um mestre no aquascaping, porque mesmo com plantas que requerem pouca manutenção podes fazer layouts lindíssimos. :D Leva o teu tempo a planear o "hardscape" (troncos, pedras, substrato) e depois pensa nas plantas que gostavas de ver. Aconselho a veres bastantes imagens no Google para veres mais ou menos o efeito que pretendes - não faças como eu, não planeei bem a coisa e agora não gosto assim tanto do ultimo layout que dei ao meu aquário, ahah. Resumindo, penso que se gostas do hobbie, investe um pouco mais ao início - tal como já disseram, os gostos mudam, e na aquariofilia costumam mudar no sentido da melhoria e da sofisticação. Portanto se começares bem, não tens que ir remediando e mudando as coisa a meio caminho. ;P Arranjar o aquário é fácil, arranjar equipamento que dure uma vida (bom filtro e calha de luz) é outra. O resto é uma mistura de paciência, cuidado nas rotinas diárias/semanais e um pouco de sorte à mistura.
  10. Como o utilizador acima disse tens que dar tempo ao tempo e esperar que as coisas estabilizem, tanto a nível to ciclo do nitrogénio como do pH. Muitas vezes os aquariofilistas regem-se simplesmente pelo pH da água que usam e não adicionam químicos à água - compram sim peixes e plantas dentro desses limites de pH. Só os mais experientes e aventureiros é que estudam e aprendem a dosear muito bem os químicos, pois tal como também já foi dito, tenta-se evitar ao máximo stress induzido por produtos químicos. Quanto à tua questão, penso que misturar dois aceleradores biológicos não fará mal nenhum. Isso das mudanças no aspecto da água depende de muitos factores, tendo em conta não só o tipo de filtração que tens mas também a quantidade de plantas - e quantas mais plantas, mais rapidamente se estabelece o ciclo, e teoricamente nem precisarias dos aceleradores biológicos.
  11. Poder pode... - se o fundo estiver uma miséria com detritos por todo o lado, que remédio tens tu se não aspirares, a qualidade da água cai a pique! Para além do mais, se não for uma aspiração muito vigorosa (leia-se, vasculhar o fundo do aquário com a ponta do sifão), penso que não fará mal em dar uma limpeza regular. @ jhlbjp - O problema é que como disse muitas vezes elas vêm subnitridas... :/ As minhas que morreram (só associei depois) vinham muito magras, e foram precisamente as que não tinham a barriga encovada que sobreviveram e ainda hoje por lá andam. O truque é passar nem que seja meia hora na loja a observar atentamente o comportamento dos peixes - ver se estão bem nutridos, activos, ver se há parasitas externos, etc. Falando nisso, esta semana vou comprar mais Corydoras Panda, espero desta vez ter mais sorte porque elas não são nada baratas! (3,50€ não é brincadeira :S)
  12. Atenção que se estás a iniciar no hobbie, as Corys Panda são uma dor de cabeça... - são já de si mais frágeis que as restantes, mas o estado em que chegam às lojas também não é o melhor. Aprendi isso da pior maneira, comprei 6 e só restam 3... O que aconselho com esse tipo de Corys é escolhê-las mesmo MUITO bem na loja - se tiverem a barriga encovada, esquece, provavelmente estão doentes e não vão durar muito. Pede ao lojista que as alimente à tua frente com tabletes que afundam, e escolhe as mais activas, e vê quais as que ficam de barriga cheia. Essas são a melhor aposta. Depois em casa é manter os parâmetros da água bons, aspirar o fundo semanalmente (muito importante!) e elas fazem o resto. Gostam muito de andar em cardume, e são muito castiças - 6 achom um número razoável se as quiseres mesmo comprar. Atenção que como já disserem as Corys (e outros peixes de fundo) não comem os detritos do fundo do aquário, mas sim restos de comida que sobram dos outros peixes. As minha são esquisitas e não pegam no granulado dos peixes, por isso dou-lhes tabletes que afundam e elas adoram (e todos acabam por comer e encher a pança lol).
  13. Como os outros membros já mencionaram, o mais provável é ser alimentação deficiente. A não ser que o aquário tenha um problema sério com algas, essa fonte de alimento rapidamente se esgota - afinal de contas, são os agentes de limpeza de algas mais eficientes que temos ao nosso dispor em termos de peixes. As algas que crescem nas superfícies do aquário esgotam-se rapidamente e é preciso suplementar a dieta com tabletes especiais para peixes gato herbívoros. Outra coisa que lhes podes dar é pepino ou courgette levemente cozida, diz-se que eles adoram, e não é tão fácil de roer para os outros peixes, que podem rapar uma tablete que não é para eles num piscar de olhos. Depois há a questão do fornecedor - podes simplesmente estar a ter azar, e os fornecimentos para a tua zona serem reles. :/
  14. Não creio que seja por isso. Se dizes que desenvolveram os pontos pretos, então estão quase de certeza fertilizados. Tens termostato? Penso que ajustá-lo a uma temperatura mais morna acelera o seu desenvolvimento, mas como já passou muito tempo desde que tive ovos de kinguio, não me lembro bem... :/ Não esquecer de juntar antifúngico à água, muito importante! Ovos não fertilizados são um reservatório de fungos que alastra rapidamente aos outros ovos e pode dizimar ninhadas inteiras, e alevinos também. Aprendi isso da pior maneira, perdi uma ninhada inteira de alevinos por não ter tomado as devidas precauções. A água também não deve ser muito funda, para quando as crias chocarem lhes ser mais fácil chegar à superficie, e não desenvolverem problemas de bexiga natatória. O filtro também deve ter caudal o mais fraco possível e estar protegido com uma esponja fina - assim não se corre o risco de perder alevinos desnecessáriamente.