Carlos

.Membro Ausente
  • Content Count

    338
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 :)

1 Follower

About Carlos

  • Rank
    Hiper Membro Júnior
  • Birthday 06/06/1965

Contact Methods

  • MSN
    cdomin02@msn.com
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Vila Franca de Xira (Lisboa)
  • Localização
    Alverca
  1. Carlos

    Carlos

  2. Carlos

    De regresso á aquariofilia...

    Boas Para já os Striatum são a unica espécie que mantenho. O pano vileda facilita 2 tarefas: 1- controlar os ovos (ficam bem mais visiveis que na turfa 2- colocar em agua apenas o pano (nascem os alevins em agua limpa sem estar cheia de pedaços de turfa) Para já só vou manter esta espécie e equaciono mais tarde arranjar mais uma: Aphyosemion Bitaeniatum Abraço
  3. Carlos

    De regresso á aquariofilia...

    Passado este tempo, devo dizer que este regresso está a correr bem. Já começaram a nascer peixes do casal de Aphyosemion Striatum LEC 93-29. Desde o passado dia 21/9 já nasceram 12. Fiz o seguinte procedimento: Recebido o casal, mantive-os 4 dias em tanques separados, bem alimentados ( á base de alimentos vivos e artémia congelada). Juntei o casal num tanque com 2 mops e passados 2 dias comecei a recolher ovos. As 2 primeiras recolhas coloquei os ovos em petris apenas com água mineral (22 ovos dos quais até agora não nasceu nenhum peixe e retirei a grande maioria dos ovos fungados). A recolha seguinte coloquei numa caixa pequena com turfa húmida com um pedaço de pano vileda por cima (de 14 ovos nasceram 8 peixes assim que passei o pano para uma caixa com água mineral). A ultima recolha coloquei 14 ovos numa petri com água mineral com uma muito ligeira coloração com azul metileno (de 14 ovos nasceram até hoje 4 peixes). Conclusão vou passar a usar o método de colocar em turfa húmida com o pano vileda... Passada uma semana de recolha de ovos, voltei a separar o casal (para recuperação da fêmea). Após 2 semanas vou voltar a junta-los e continuar o processo de recolha dos ovos. Cumprimentos
  4. Carlos

    De regresso á aquariofilia...

    Bem, como parece que por cá os killifish foram de férias tb ja adquiri o casal pretendido num leilão do aquabid. Foram enviados hoje e espero que estejam acomodados cá ainda esta semana.
  5. Carlos

    De regresso á aquariofilia...

    Bom, as culturas já adquiri e tb compro um casal ou ovos da espécie que pretendo. Se alguem tiver disponivel peço que me contactem. Obrigado
  6. Carlos

    De regresso á aquariofilia...

    Após vários anos de interregno (forçado por algumas circunstâncias)... estou agora com condições de pensar regressar ao hobby. Já estou a preparar os equipamentos (alguns que ainda tinham ficado na arrecadação) e já pensei bem no que quero fazer. Meu regresso será pelos killfish (já no passado mantive várias espécies e fui a uma convenção da APK em Monsanto), aos Cíclideos não penso ainda voltar (já fui sócio da APC e participante em reuniões) pois o material para isso foi do que vendi. Assim, precisava de uma ajuda para conseguir um casal de killies -escolhi como objectivo manter e reproduzir Aphyosemion Striatum (se possível LEC 93/29) e tb se alguem poder dispensar starters de alguns alimentos vivos (vermes de grindal, tenebrios do amendoim e microvermes) agradecia. Abraço Carlos Domingos
  7. Carlos

    Aquazine. A Revista De Aquariofilia Gratuita

    Parabéns Tomás... Está um excelente trabalho (outra coisa não seria de esperar de ti)
  8. Carlos

    Procuro Fêmea de Fp. spoorenbergi

    caro Zezinho, Agradeço a disponibilidade e aceito se quiseres ter a amabilidade de mos enviar (acertamos os pormenores depois por mp). Entretanto se alguém precisar de um macho diga, que eu dispenso o que tenho. Cumprimentos,
  9. Pois é... Adquiri um casal na ultima convenção APK, mas a fêmea não estava em muito boas condições. Não chegou a por ovos e morreu ao fim de uma semana. Se alguém tiver uma fêmea adulta a mais que me possa dispensar, agradecia. Cumprimentos,
  10. Convém não nos esquecermos das molinésias ... são excelentes comedoras de algas (e por vezes não lhes damos o devido valor) .
  11. Na 1ª foto parece-me que se trata de um Saulosi.
  12. Carlos

    hidropsia??!! (foto)

    Não me parece que o guppy na foto sofra de hidropsia... não tem as escamas "levantadas". De facto parece-me um peixe perfeitamente saudável. Cumprimentos,
  13. Carlos

    Avermelhamento das plantas

    Os meus parabéns ao Luis... É esta mesma a postura que devemos ter. Faço minhas as suas palavras. Até hoje acredito que o vermelho das plantas é influênciado pela luz (sim... também sei que quanto maior intensidade de luz recebem, mais nutrientes consomem), mas estou pronto a mudar esta minha crença, receber novos dados e informações. Reconheço facilmente que tanto o Pedro, como o Sérgio e o André têm muito mais conhecimentos sobre plantas do que eu . Só mais uma dúvida: "To ensure good colour there must be sufficient micro-nutrients in the water." Como interpretar esta informação que a Trópica nos dá sobre a Rotala macrandra? Deveria ser o contrário, não? Se os micro-nutrientes fossem insuficientes ela ficar mais vermelha...
  14. Carlos

    Avermelhamento das plantas

    Bom... em primeiro lugar gostaría de esclarecer que os meus conhecimentos cientificos neste caso são "zero". No entanto, considero todos os argumentos válidos desde que fundamentados. O conhecimento no meu entender é (felizmente) muito mais lato do que estritamente cientifico. Para mim 20 anos de prática ainda valem mais do que 20 horas de leitura de uma qualquer obra cientifica (por mais excelente que esta seja). "não há nada mais pratico que uma boa teoria e nada mais teorico que uma boa pratica" Tudo tem o seu valor e a observação dos fenómenos ainda é uma das praticas cientificas. Agora saindo da fase de divagação... Seguindo a linha de raciocinio, se o que leva as plantas a avermelharem é a falta de nutrientes, então as plantas consideradas mais exigentes (em termos de consumo de nutrientes) deveriam ser as que maior tendencia teriam para apresentar esse fenómeno. Isso verifica-se? Por exemplo entre uma Vallisneria spiralis ''Tiger'' e uma Rotala rotundifolia qual delas requer mais nutrientes? E já agora qual delas tem mais tendencia para avermelhar? Mantenho ambas no mesmo aquário, com a mesma luz e nutrientes e nunca vi nenhuma das Vallisnerias ficar vermelha nem mesmo uma pontinha (não sei se isto ajuda ao esclarecimento da questão).
  15. Carlos

    Avermelhamento das plantas

    Após ler atentamente este tópico (excelente por sinal...), gostaria de colocar uma dúvida: Porque é que as Rotala rotundifolia que mantenho só ficam vermelhas na parte superior e se mantêm verdes junto ao fundo do aquário? Fui ler as características desta planta no site da Tropica e deixo aqui um excerto: "...it is relatively undemanding, although it needs good light to produce red leaves." Assim, penso poder concluir que o facto desta planta ficar verde ou vermelha estará dependente da luz e não de nutrientes, correcto? Cumprimentos,