[Manual] Procriação de Kribs


Procriação de Kribensis  

17 members have voted

  1. 1.

    • Não serve para nada
      2
    • Podia ser melhor
      4
    • Gostei
      0
    • Bom
      3
    • Muito Bom!
      1
    • Excelente
      3
    • Venham outros
      4


Recommended Posts

Boas como já vi existem muitas perguntas aqui sobre a criação/manutenção de Kribensis, por isso resolvi criar um manual.

Pois cá vai.

 

Compra de Kribs

 

Se tiver a possibilidade de efectuar a compra a um membro deste forum,

terá menos probabilidades de se enganar nos sexos (ser enganado), e

normalmente são jovens bem alimentados.

 

Adquira uma fêmia e coloque-a no aquário com 2 tocas, ela vai escolher

uma durante a noite, mas não tire a outra.

No dia seguinte depois de ela se achar senhora e dona do local, peça a ´

quem lhe vendeu a fêmia que lhe empreste 4 machos, e coloque-os no mesmo

aquário, terá de ficar atento, até ver qual ela escolhe para seu parceiro.

Depois retire os machos restantes, e entregue-os ao dono, que já não deve

de ter unhas de tanto as roer.

E assim está estabelecido o casal.

Existem outras formas, tal como adquirir casais já formados.

 

Comportamento e Cuidado

 

Todos os Kribs mostraram personalidades diferentes us dos outros,

tornando-o muitas vezes surpreendente para seus criadores.

 

Dessa forma o krib age sempre como um jogo de régua natural e

instintivo, dando um diferencial as atitudes que são peculiares a

todos os Kribs.

 

 

Kribensis exige pouco cuidado especial, são territoriais, podem

ser extremamente agressivos durante a reprodução e podem tomar

cuidado de seus alevinos sem ajuda do aquariófilo.

 

O Kribs é rápido, ágil, e tem a habilidade típica dos Cilídeos.

Na maioria do tempo ficam na região inferior do tanque ou aquário,

mas nadam mais alto durante a alimentação; são ativos, curiosos.

 

A alimentação do kribs é onívora. Comem flocos ou pelotas, e alimentos

vivos como larvas de mosquito. Uma dieta bem variada é essencial.

 

Ao comprar Kribs procure um par novo, ou apenas uma fêmia e 3 a 4 machos,

não muito maduros. Assim terão mais tempo para conhecer um ao outro.

Tal qual os outros peixes, a maturidade sexual é alcançada dentro de 7 a

11 meses (a fêmea amadurece geralmente mais rápido), obviamente, os peixes

devem estar saudáveis.

 

O mais importante é que o macho deve ser forte e saudável, para que não haja

possibilidade da fêmea o rejeitar por um período de tempo indefinido.

Alguns aquariófilos relatam que a fêmea persegue o macho (que mata às vezes o mesmo),

outros relatam que o macho persegue a fêmea.

Isto ocorre se o par for emparelhado recentemente.

 

Como uma nota final, se você adicionar um macho novo, mais forte a um par já estabelecido,

é muito provável que a fêmea deixará seu par atual e formará par com recém chegado.

Por outro lado, se uma fêmea mais forte ou maior for adicionada a um par estabelecido,

é possível que ela persiga a fêmea original, afastando-a e ganhando o assédio do macho para si.

 

Identificação de macho e fêmia:

Macho

kribtechnicolor4ve.th.jpg

Macho - - Fêmia

kribensis267ta.th.jpg

 

Neste caso o mácho é o da esquerda, apresentando uma cauda pontiaguda com ocelos.

A barbatana dorsal apresenta-se normalmente mais alongada na ponta que a da fêmia e

contem ocelos também. Na época de acasalamento os dois apresentam o peito vermelho, com tendência para o mácho apresentar cores mais vivas, pois tem de lutar pelo direito a acasalar.

 

Mais algumas fotos de Kribs para melhor identificação:

http://img232.imageshack.us/slideshow/done.php

 

Alimentação de pais e alevins: http://kribensis.br.tripod.com/alim.htm

 

Layout do aquário:

Para um casal inesperiente, convém ter um aquário só para eles, pois stressam menos.

Colocar um tipo de toca, onde a fêmia irá fazer a postura, um tipo de "relva" não muto compacta,

com cerca de 1 a 2 cm´s de altura (para os alevisn se esconderem e sentirem mais seguros.

Colocar mais tocas para o casal poder escolher a toca que deseja.

 

Tocas:Eu peguei num tronco que tinha grosso, e esburaquei-o com um berbequim e umas brocas que

tinha lá para casa, para fer buracos largos. serve perfeitamente, fica mais bonito se o cobrir com

musgo de java ou Glosso, fica mais natural. Não gosto muit de ver cascas de coco, ou vasos no meu aquário.

Apenas se for criação profissional, esse será o melhor método, mas ai não coloque nada alem do vaso, ou coco,

nem sequer plantas.

 

Relva: http://aquarium.com.sapo.pt/plantas.html

:P Lilaebras

:arrow: Dubyana

:arrow: Eleocharis P.

 

Para as promeiras vezes colocar sempre um regularizador de luz, (para aumentar ou deminuir a densidade da luz) e deminuir a luz, para não se sentirem tão expostos. (pode comprar no aki ou mestre mako)

 

O que não deve de fazer:

:arrow: Colocar a mão dentro do aquário

:arrow: Mexer no aquário, ou plantas

:arrow: fazer barulhos que os assustem

:arrow: bater no vidro (evite crianças)

Deve de deixá-los completamente à vontade.

 

Se pretender ver o desenvolvimento da desova, aconselho a colocar a luz do aquário em média, e sentar-se muito quiéto, sem fazer gestos bruscos.

 

Se for um casal experiente em desovas com sucesso, não necessita disto tudo.

 

Alimento os alevins con artémia recem eclodida, deitando um pouco de cada vêz com uma pipeta, não se esqueça de passar a artémia por agua doce, pois se vai com sal pode ser prejudicial aos meninos que ainda são muito vulneráveis.

 

Espero que tenha ajudado e que possa servir de para alguma coisa este manual.

 

Podem encontrar na net muita informação de como manter alevins, e até de como criar, artémias e mantê-las.

Eu pessoalmente adoro, pois os peixes ficam com coras muito mais vivas, e mais vitalidade.

 

Boa sorte para todos os futuros criadores de Kribs.

E venham dai mais manuais pessoal.

 

Se alguém tiver mais dicas que vá colocabdo aqui.

Link to comment
Share on other sites