opoeta

Discu Doente [Sempre no Canto e Pouco Come Pouco Enérgico]

Recommended Posts

Bom Dia,

Vou acolher um DISCU num aquário hospital, que se encontra muito debilitado.

O Discu encontra-se num aquário de 200 LT sozinho, sempre no canto encostado ao filtro, apenas foi alimentado com granulado (fora de validade) e pelo que o dono diz "hiberna" acabando por pouco ou nada comer!!
Por discuido do dono, passou meses e meses sem qualquer tipo de TPA, sem companhia, e parece-me ter sofrido bastante no seu desenvolvimento!

 

O que me aconselham? É possivel reabilita-lo? Soluções / Sugestões?

Reparem na fese dele no canto inferior direito! (Fese Gigante)

DISCU.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se come é sempre de tentar, minha opinão. Nāo vai ser um peixe de concurso, parece atrasado no crescimento, mas salvar uma vida é sempre muito satisfatorio.

Comida que ele aceite, variada e de qualidade. Agua de qualidade e paciencia. Quando estiver mais forte desparasita e pode ser que recupere. 

 

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora mesmo, fxbrito disse:

Se come é sempre de tentar, minha opinão. Nāo vai ser um peixe de concurso, parece atrasado no crescimento, mas salvar uma vida é sempre muito satisfatorio.

Comida que ele aceite, variada e de qualidade. Agua de qualidade e paciencia. Quando estiver mais forte desparasita e pode ser que recupere. 

 

Boa sorte.

Que comida lhe posso oferecer? Papa e Artémia p. ex.?

A Água seria preferível mante-lo a uma temperatura elevada também?

Relativamente à desparasitação (assim que estiver a comer bem?) Que medicamento?

 

Obrigado! Vou tentar salvá-lo!

Ab.

Edited by opoeta

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agua a 30 graus sem duvidas. Sal de cozinha (procura por aqui as quantidades, nao sei ao certo).

Oferece poucas quantidades de Granulado, flocos (uso sempre Tropical, nao dou mais nada). Discus Gran D-50 plus é excelente mas nao sempre facíl  de conseguir. Se precisares de ir para artemia tenta a liofilizada (seca).  Se tiver de ser congelada, descongela em agua bem salgada e passa por agua limpa antes de oferecer. Nada de bloodworms.

Quando tiver mais forte faz desparatisaçao interna (uso Flagyl e Fluvermal) mais uma vez procura por aqui as quantidades.

Da lhe tempo, nada de luz forte, nada de stress. Diria que devia ter alguns peixes (jovens) com ele, iria se sentir melhor, num ambiente saudavel... 

 

Desculpem a falta de acentos, estou num pc ingles.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ora essa! Muito obrigado pela partilha de informação!

Entretanto vou fazendo uma pesquisa aqui pelo forum em busca de mais informação relativamente aos procedimentos a adoptar!
É sempre um prazer falar com quem sabe e neste caso com um contorrâneo de Viana do Castelo! :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao ganho nada a guardar para mim o que aprendi com o tempo. Boa Sorte com esse bichinho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Após a minha pesquisa aqui pelo fórum cheguei à seguinte conclusão que os tratamentos com FLAGYL e FLUVERMAL deve ser efetuado do seguinte modo:

FLAGYL

- 250 mg ( 1 comp. de flagyl )/ 40 lt de água duas vezes por dia durante 3 a 6 dias ; 1 gr por 100 gr de comida durante uma semana. Nos casos desesperados uso o dobro da dose na água.

E TPA's diárias ? 30%?

 

FLUVERMAL

- 100 mg ( 1 comprimido FLUVERMAL) p / 50 LT àgua (e deixar atuar 8 Dias)

Realizar TPA 40% antes e 40% depois dos 8 Dias?

 

Disparem Especialistas! :) 

 

Edited by opoeta

Share this post


Link to post
Share on other sites