Reprodução de Apistogramma atahualpa


Recommended Posts

Boas

Venho mostrar algumas imagens de mais uma aventura na reprodução de Apistogrammas, desta vez Apistogramma atahualpa (selvagens).

 

O macho:

DSC04785_zpsasdf8wd4.jpg

 

DSC04815_zpse9gqgqka.jpg

 

A fêmea, com umas cores espetaculares e os alevins, com dois dias de natação livre:

DSC04746_zps4taltggo.jpg

 

DSC04761_zpshhj95yfd.jpg

 

Um pequeno vídeo:

 

Obrigado

Vitor Esculcas

  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Muito bom!!!

 

Parabéns! Muita artémia para cima deles é o que se pede agora!!!

 

 

Sim muita artemia que eu quero um casal! XD

 

Obrigado

 

Sim eles agora estão a comer artémia e microvermes...

Estou curioso para ver o desenvolvimento deles, em comparação com os abacaxis e os eremnopyge, tanto em velocidade de crescimento como em rácios de machos/fêmeas...

Uma coisa é certa estes atahualpa, apesar de selvagens, e comparando com os outros apistos que tenho, são muito desinibidos, mostrando-se muito sempre à frente do aquário...

 

Cumps

Vitor Esculcas

Link to post
Share on other sites

Eu sempre achei que fazer crescer apistos é muito mais complicado que fazê-los desovar.

 

No meu caso só tive verdadeiramente sucesso a levá-los a adulto quando os mantinha em sistemas com mais de 100 litros.

Link to post
Share on other sites

Grande Vitor,

 

Acho que sao de crescimento mais rapido que o dos Abacaxis! Em relacao aos racios ja sabes... temp abaixo de 25 mais femeas, acima dos 25 mais machos!

 

off-topic - ainda tens femeas abacaxis?

 

 

Cumps

Link to post
Share on other sites

Eu sempre achei que fazer crescer apistos é muito mais complicado que fazê-los desovar.

 

No meu caso só tive verdadeiramente sucesso a levá-los a adulto quando os mantinha em sistemas com mais de 100 litros.

 

 

Grande Vitor,

 

Acho que sao de crescimento mais rapido que o dos Abacaxis! Em relacao aos racios ja sabes... temp abaixo de 25 mais femeas, acima dos 25 mais machos!

 

off-topic - ainda tens femeas abacaxis?

 

 

Cumps

 

Boas

 

Em relação ao crescimento, eu até acho os eremnopyge mais lentos do que os abacaxis, já tive abacaxis com 6-7 meses a reproduzir, já os eremnopyge só com 6 meses é que comecei a distinguir cores dos machos e com 8-9 meses são jovens adultos...

Mas isto depende muito da alimentação e TPA´s...

Para fazer crescer apistos, na minha opinião, é necessário comida viva diversificada, espaço e muitas TPA´s.

 

Em relação aos rácios, estou convencido que para além da temperatura devem existir mais fatores em causa, como as durezas e talvez mesmo a influência genética...

 

De momento tenho vários casais jovens de eremnopyge, muitos machos de abacaxis e em principio duas fêmeas jovens... tenho outra ninhada de abacaxis mas ainda pequenos...

 

Cumps

Vitor Esculcas

Link to post
Share on other sites

 

Para fazer crescer apistos, na minha opinião, é necessário comida viva diversificada, espaço e muitas TPA´s.

 

 

Exato! Eu diria mesmo que o espaço é crucial. Já tive uns quantos borelli num 70 litros que tiveram dificuldades de crescimento e só viviam de comida viva e chegavam a levar com mais de 50% de TPAs por semana.

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Boas

 

Uma pequena actualização...

Como nem sempre as coisas correm bem, há uns dias atrás a fêmea atahualpa morreu, possivelmente devido a ferimentos que evoluíram para infeção, à partida causados pela agressão do macho.

Ainda estavam juntos, uma vez que, o macho não aparentava agressividade, ... erro meu, ...

Esta fêmea deixou, contudo, uma descendência assinalável, pelo menos 30 alevis com quase 1cm nadam num aquário de crescimento.

 

DSC04840_zpsczhiotrf.jpg

 

DSC04853_zpspk0slok2.jpg

 

DSC04903_zpsyabrryzi.jpg

 

 

Obrigado

Edited by vesculcas
Link to post
Share on other sites

Lamento a morte da fêmea... uma pena em boa verdade... :S

 

Tambem me morreu um macho de SP. Nanay sem razao aparente e é complicado....

 

 

Boa sorte com os pequenos.

Vai actualizando!

 

Abraço

Link to post
Share on other sites

Lamento a morte da fêmea... uma pena em boa verdade... :S

 

Tambem me morreu um macho de SP. Nanay sem razao aparente e é complicado....

 

 

Boa sorte com os pequenos.

Vai actualizando!

 

Abraço

Obrigado, vamos ver como corre...

 

Boas,

como é que transferiste os alevins para o aquário de crescimento?

Transferi com uma mangueira fina para uma tina de plástico...

Já tentei vários métodos, mas este, na minha openião, é o melhor.

Cumps

Link to post
Share on other sites

Boas!

 

A que parâmetros tens a tua água? Mera curiosidade. :)

 

Boas Nuno

 

Vou ser sincero já não me lembro de fazer leituras ...

No ano passado até mandei vir umas canetas de pH e TDS... mas já não me lembra de medir...

Mas os parâmetros devem andar por volta de pH 6,0 e durezas baixas, acho que as últimas medições de TDS andava por volta de 40mS

 

Cumps

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Boas

Uma pequena atualização:

 

 

Esta é das espécies de Apistos que reproduzi a mais difícil de fazer vingar...
A postura foi relativamente grande, devia rondar 30-40 alevins, depois da morte da fêmea separei os pequenos para uma aquário de crescimento e alimentei-os com artémia, como normalmente faço... eles cresceram relativamente rápido e não me recordo de ter tido baixas durante as primeiras 4 semanas...
Mas quando se começaram a aproximar do 1cm de tamanho, começaram a surgir várias baixas... fiz TPA´s mais frequentes, quase diárias, mas as baixas continuaram.
Começo a verificar que existe uma elevada agressividade intraespecifica, curiosamente tinha crias de Corydoras pygmaeus e de Apistogrammoides pucallpaensis no mesmo aquário e não via baixas destes...
Começo a desconfiar da agressividade intraespecífica e separei-os por 3 pequenos aquários, mesmo assim ainda continuei a ter baixas, e hoje tenho apenas 11, vamos ver como as coisas correm...
Se alguém tiver uma sugestão agradecia...
Cumps
Link to post
Share on other sites

Victor é uma pena mesmo , é a natureza a fazer se falar mais alto que esses que vingaram sejam forrtes e resistentes.

 

espero que safes essa pequenada para daqui a uns meses tentares nova reprodução na falta da fêmea adulta.

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...
  • 1 month later...

Como é que anda esta rapaziada? já cresceram? :D

 

Boas

 

O tempo não tem sido muito para fazer atualizações...

 

Estes apistos são dos que criei até agora, os mais difíceis de fazer crescer... tenho apenas 5 já com quase 2cm e, aparentemente, bastante saudáveis, tenho mais 3 mas com um crescimento muito mais lento e bastante fracos, acho que não se vão aguentar... Isto de mais de 20-30 que tinha no início...

Suspeito que a agressividade intra-específica não explica tudo...

 

20150731_212939_zpsyopjo9ss.jpg

 

20150731_213251_zpssucux65a.jpg

 

20150731_213302_zps5qbkpykt.jpg

 

 

Obrigado

Link to post
Share on other sites