DiogoT

.Membro Ausente
  • Content Count

    124
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Portugal

Community Reputation

0 :)

About DiogoT

  • Rank
    Membro Júnior

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Lisboa (Lisboa)
  • Localização
    Lisboa

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Boa tarde, Dependendo do sítio onde foi feita a postura os ovos podem sempre ser removidos. São adesivos e costumam estar amontoados e não dispersos pela superfície onde foi feita a desova, pelo que ao soltar os de baixo, mesmo que alguns sejam danificados, deixa sempre os de cima intactos e soltos do local da postura.
  2. Esse comportamento é normal, os machos são territoriais, há que lhes proporcionar espaço e abrigo. Podem mostrar-se também agressivos durante as alimentações.
  3. Muitos aquariofilistas mantém e reproduzem com sucesso Ancistrus em aquários de ciclídeos africanos, neste tipo de aquário, raramente são utilizados troncos no hardscape. Os troncos são portanto recomendados como parte de uma dieta saudável, mas não imprescindíveis.
  4. À partida é fêmea sim, mas poderá ser um macho jovem que ainda não desenvolveu os barbilhos.
  5. Ancistrus cf. cirrhosus é a espécie, da qual existem diversas variedades. Todas as variedades de uma mesma espécie se reproduzem entre si. Que tenha conhecimento as variedades existentes são: - "normais" - albinos - albinos apurados para o vermelho - calico (malhados) - longfin normais/albinos/calicos (barbatanas compridas) Dependendo dos genes dos progenitores: normais x albinos = % de cada ou tudo normal na 1ª geração. Podem aparecer calicos albinos x albinos vermelhos = mistura A tendência natural é sempre regredir para normais É a ideia que tenho de como funciona, se alguém souber melhor por favor corrija ou complemente. cumprimentos
  6. Ancistrus cf. cirrhosus cumprimentos
  7. Bom dia, André, esses teus Ancistrus são aqueles descendentes dos meus? Eu disse-te que esses Ancistrus criam com bastante facilidade. Olha pensa em fazer uma maternidade diy porque essas dos viviparos são pequenas e estrangulam um bocado a circulação de agua, se conseguisses fazer uma com melhor circulação e coloca-la numa zona do aquário que tenha alguma corrente seria o ideal. Quanto mais oxigeneo melhor eles crescem. E se pudesses também colocar um pequeno pedaço de tronco na maternidade diy tanto melhor. cumprimentos
  8. Bom dia, Comida de fundo eu experimentei pastilhas da Sera e Nutrafin mas eles preferem mesmo Sera Discus. Cenoura é um pouco rija, experimenta dar-lhes courgette, por vezes as primeiras vezes não lhe ligam muito até perceberem que é comida. cumprimentos
  9. São todos compatíveis, é possível que o SAE coma o Musgo de java. cumprimentos
  10. Boa tarde, As Corydoras darão uma boa ajuda na remoção de restos de comida acumulados no fundo do aquário. SAE ajudam no combate a algas filamentosas. Ottos, LDA25 e Ancistrus ajudam a combater as algas de colónia. Ottos para aquários pequenos, Ancistrus para maiores.. Os LDA25 nunca experimentei. Faz as tuas escolhas conforme as necessidades. cumprimentos
  11. DiogoT

    Duvidas

    Penso que em todas as espécies do género Ancistrus os machos apresentem barbilhos. Estes barbilhos são exclusivos do género Ancistrus. cumprimentos
  12. Bom dia, São Ancistrus cf. cirrhosus. As placas ósseas notam se mais em peixes adultos ou então se estiverem fora de água. Deixo um link que te pode interessar: LINK cumprimentos
  13. DiogoT

    Duvidas

    Bom dia, Staff_Online: "Mature males and sometimes females have soft tentacles (bushy fleshy growths) on the snout - this is unique to the genus Ancistrus." Os que tens não são Hypostomus plecostomus mas sim Ancistrus cf. cirrhosus. cumprimentos