mikeplopes

.Membro Ausente
  • Content Count

    4
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 :)

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • País
    Portugal
  • Concelho
    Sintra (Lisboa)
  • Localização
    Lourel
  1. mikeplopes

    mikeplopes

  2. Pois, era essa a ideia que tinha. Não são muito calmos, mas também não chegam a ser agressivos. Pode ser que parem a reprodução dos guppys ou que pelo menos só sobrevivam os mais audazes . Quanto aos CAE nunca pensei que houvesse problema, mas lá está, cada peixe é um peixe. De qualquer forma vou começar por por uma ou duas fêmeas com bastante antecedência do macho para ele não chegar a a pensar que manda e depois logo vejo se se porta bem. Obrigado Rui
  3. Boas, Tenho um comunitário com 110L como podem ver na imagem: Neste aquário já tenho: - 15 tetras white cloud - 2 corydoras - 12 guppys (divididos entre machos e fémeas) - 10 guppys que nasceram no aquário faz quinze dias - 4 comedores de algas siamês - 3 comedores de algas chinês - cerca de 20/30 nano camarões que também já se reproduziram e tenho bastantes recém nascidos - 3 camarões amano - 3 ancistrus - 3 helenas - 2 caracóis neritina (não me recordo exactamente qual das espécies são) Para completar este aquário queria apenas mais uma espécie para torna-lo um pouco mais atrativo. Queria juntar uma colisa azul e duas fémeas. tanto porque as acho muito bonitas como porque pelo que entendi são um pouco mais agressivas. O aquário tem bastantes esconderijos e queria que as colisas controlassem um pouco a população dos guppys. A minha ideologia é ter um comunitário em que nem tudo é perfeito e calmo e recriar também uma pequena amostra da cadeia alimentar natural. Não quero que os peixes se comam uns aos outros, mas gosto da ideia de um ecossistema que se controla a si mesmo. O que acham da ideia de juntar uma colisa neste comunitário? (digo uma porque penso que as fémeas sejam menos agressivas, segundo li). Dede já obrigado por todas as respostas
  4. Olá, Obrigado pelas respostas, O aquário está montado há uma semana. É, o que vou fazer vai mesmo ser deixar o tronco submerso durante uns tempos. Enquanto isso, fica o aquário só com a gravilha, plantas e peixes. Os ancistrus estão a adorar o tronco, mas não quero ficar mais tempo com aquelas pedras no aquário se já sei que é prejudicial. Mais uma questão: A minha casa é bué quente e, mesmo sem o termóstato ligado, a temperatura da água chega aos 29°C. Quão prejudicial é isso também. O que faço é, de vez em quando, ponho uma placa de gelo daquelas de lancheira e, nessa altura desce para 28°/27°. Obrigado a todos
  5. Boa noite a todos, agradeço desde já qualquer ajuda que me dêem Ora bem, eu já tive alguns aquários quando era mais novo, mas há uns bons anos que não faço nada. Há cerca de uma semana decidi comprar um aquário e comprei o Juwel Rekord 800 de 110L. Tenho estado a ser acompanhado pela Ornimundo do Vasco da Gama e Sintra Retail Park, mas faço este tópico para procurar outras opiniões e procurar respostas para perguntas que estão sempre a surgir haha. Neste momento o aquário já está montado e o que tem de plantas é: - Mriophyllum - Anubias - Microsorium - Echinodorus E peixes, pus 4 ancistrus para acelerar o ciclo (que parece estar bem controlado) Dadas as condições, vêm aí as dúvidas: O aquário tem um tronco que eu apanhei, lavei e fervi. Mas, como no dia em que montei o tronco estava a flutuar, prendi-o a duas pedras (uma em cada extremidade, que estão submersas debaixo da areia e, pensei eu, resolvi o problema..). Mas a estudar aqui o fórum percebi que as pedras que escolhi (pedras da calçada) foram a pior escolha possível, por serem calcárias. vou portanto ter de tirar o tronco. - Alguém me sabe dizer como fazer com que o tronco deixe de flutuar? Amanhã vou tratar de tira-lo e, por enquanto, vai ficar sem decoração até o ter pronto. Não quero estar a mexer muito na areia para não perturbar os peixes