paulo_lourenço

Membro
  • Posts

    197
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by paulo_lourenço

  1. Olá , pelo que sei , até as fêmeas se matam pelo território, por isso , nem outro macho arriscava , o meu matou 3 fêmeas já, só porque não o aceitavam, por isso , imagina entre machos , se eles embirram com o mesmo espaço do aqua , um morre , garantido... mete mais fêmeas , assim olha ele tem um harém pra dar porrada e tens posturas por tudo o lado :) ... um abraço

    jose palma

     

     

    Isso foi num aquario de quanto?

     

    abraço

  2. boas, e desde já obrigado.

     

    o aquário tem 150x50x60... cerca de 400 Lt reais de àgua

     

    a fauna neste momento são:

     

    6 Discus

    8 Tetras Bentosi

    10 Neons

    10 Neons Negros

    3 Apistogramas Cacatuoides Juvenis (1 pareçe-me ser macho e os outros dois Fémeas)

    4 Ottos

    4 Caridinas Japónicas

    1 Ampulária

    4 Neritinas

     

    tenho algumas plantas... não o considero um plantado dos que se vêm por aí mas, fazem alguns bons esconderijos.

    a ideia neste momento é colocar:

     

    a) mais 3 cacatuoides (1 Macho + 2 Fémeas)

    ou

    b) 3 Borellis (1 Macho + 2 Fémeas)

     

    isto apenas quando tiver a certeza de que não há problema... por isso, conto convosco.

     

    Podes colocar mais um trio de cacatuoides que não terás problemas. Borelli acho que não arriscava...

     

    Cumps

  3. Viva,

     

    O teu aquario tem um metro e meio de frente? Dá o resto das medidas também. E como é a decoração?

     

    À priori digo-te que não tens problema nenhum em ter 2 macho e 3 femeas, ou até mais. Mas depende da decoração e companheiros.

     

    1,5 é mais que suficiente para dois machos definirem territorios destintos e nem sequer haverá demasiada agressividade. Agora se meteres 2machos em 60 ou 80 cm não dará bom resultado, pela certa!

     

    Quanto a outros apistogrammas, normalmente não dá bom resultado. Mas já vi conviverem muito bem. Tenho um amigo que a dada altura tinha 2M+3F de trifasciatum e 1M+1F de borelli em 1,4m (400 e poucos litros). No entanto, para além de ser das pessoas que conheço que mais percebe e conhece de ciclideos anões sul americas, informou-se muito sobre as especies na natureza e tentou repodruzir algo que fosse possivel observar no habitat natural dos ditos peixes.

     

    Mas atenção que deves ter sempre um racio de 1.5 a 2 femeas por macho!

     

    Mas problema de hibridação creio que não terás a não ser que escolhas especie do mesmo complexo, mas mesmo assim... :blush: Os problemas podem vir de agressividade acrescida.

     

    Cumps

  4. Eu confirmo:

    É uma cacatuoide fêmea, e não se consegue ver muito bem, mas parece-me uma triple red, igual á minha.

    Esses peixes são lindos. Eu fiquei viciado no meu casal que também vieram da agua viva.

     

     

    É uma femea de cacatuoides. A boca/cabeça é bem diferente dos agassizi. Acho que é das melhores formas de reconher a especie.

     

    cumps

  5. Eu apostava so em saulosi!

     

    As femeas tem um amarelo muito vivo e os machos o azulão com riscas pretas.

     

    Comprando um grupo grande, uns 10 ou algo do genero, devia dar na boa.

     

    Ficavas com um aquario bem bonito e movimentado! E as duas cores que queres numa só especie.

     

    Se optares pelos caeruleus vais ficar apenas com o amarelo e depois o azul fica mais dificil de escolher...ainda acabas por meter um trio de saulosi na mesma...

  6. Pela minha experiencia, é um peixe sociavel, mas fragil.

     

    A meu ver, a melhor forma de os manteres é sozinhos ou com companheiros bem pacificos. Não concordo que a melhor forma de os manter seja em casal, ate porque os mantive durante quase um ano em grupo de 5exemplares: 3machos e 2 femeas.

     

    As femeas desovam com facilidade e de forma repetida. No meu aquario o macho dominante ficava com as duas femeas perto da concha dele e os outros dois machos tinha que procurar refugio longe da concha do dominante. Porque embora não sejam agressivos para com outras especies, são bastante territoriais entre eles e disputas no interior do grupo.

     

    Não é dificil destinguir o macho da femea. A femea tem uma cor muito mais brilhante que o macho, que é mais escuro. No entanto, quando vais a uma lojas tem tudo a coloração de machos dominados...eu diria que em loja é muito complicado, num aquario e com o grupo estabilizado é bastante facil. Aconselho a começares com um grupo de 4 ou 5. Para 60L aconselho a ficares só com um ou no máximo, e se tudo estiver a correr bem, dois casais. Também não se devem dar mal em trio. Mas começa com um grupo de 5 e depois vai separando ate teres um casal. A meu ver é a melhor solução.

     

    Eu mantive num aquario de 240 (120x40x50) com 1alto,lelupi (no inicio), cyps e no final alguns brichardi que tive de realojar por lá.

    Os dois macho dominados foram mortos pelos leulupi, pois iam para o territorio deles...e os outros 3 foram mortos pelos brichardi numa desova...

     

    São um peixe muito interessante e que aconselho. Tem a particularidade de abrir covas no areiao com o corpo, roçando-o no areao. Comprei-os na redfish há dois anos.

     

    Para mais informação, tens este site que, não sendo muito completo, é o melhor que conhecço para shell dwellers.

     

     

    abraço e boa sorte

  7. Viva!

     

    Obrigado pela resposta! ;)

     

    Entretanto, como não tive nenhum feedback, e tenho estado atrapalhado de tempo...o pelo menos não tenho tido tempo para estar em casa a construir alguma coisa. Ainda não avancei...e até tenho pensado em outros layouts. A ver se os desenho a cores, embora o meu jeito esteja longe do teu, acho que sempre é melhor do que tar aqui a descrever o que me vai na cabeça!

     

    Nestes layouts tenho estado afastado da ideia de colocar um muro de zosterifolia, ficando menos denso e com aspecto muito mais limpo e nature. Depois coloco a imagem.

     

    A zosterifolia é de facto uma planta de crescimento muito rapido, já a mantive, inclusive a florir. Gosto muito da planta pelo que podemos fazer com ela com uma boas podas e boa luz (embora com a que tenha, não vá ser grande coisa...). Acho que é a minha planta perferida para dar forma ao layout.

     

    Espero conseguir fazer alguma coisa até ao final do fim de semana... :puppydogeyes:

  8. Quantos às conchas, não tenhas problemas. Porque se não forem o suficientemente grandes para os peixes entrarem e estarem conforváveis lá dentro, eles simplesmente não entram!

     

    Não conheço nenhum processo para branquia-las...pode ser que alguem que esteja a ler este tópico saiba ou faz uma pesquisa aqui no forum a ver no que dá.

     

    Quanto à alimentação, não me parece mal. Eu costumo alimenta-los todos os dias, mas não alimentares ao fim de semana não tens qualquer problema! Se não estou em erro, até é o tipo de alimentação que fazem no Aquário Vasco da Gama.

     

    Cumprimentos.

  9. E já agora, quantos smilis é que poderão fazer colónia num aqua destes? Presumo que mais fêmeas será boa ideia?

    Estou com alguma dificuldade em encontrar conchas decentes para eles, o que é que usam? Já "assaltei" tudo o que tinha cá em casa, mas mesmo assim ainda preciso de bastantes mais, mas búzios e caracóis de tamanho aceitável está complicado.

     

    Podes começar só com um casal (para o investimento não ser muito) ou com 2 ou 3 machos e 3 ou 4femeas. Parece-me uma boa colonia.

     

    Para as conchas...o pessoal safa-se las lojas de decoração e/ou chineses e/ou aki e outras do genero. Por vezes na secção de decoração tem umas conhas aceitaveis. Mas atenção: não devem ser profumadas ou envernizadas! Não te esqueças de ferver antes de colocar no aquario.

    Normalmente nem fica muito caro. Genero 2€ 10 ou 20 conchas.

     

    Mas também à a opção de fazer uma caracolada, com caracoleta da grande, depois limpar bem as cascas, et voilá!!!

  10. Sobre os peixes mais uma questão, quero meter uma colónia de smilis num aqua só deles (80x30x40) será que dá para juntar uns de leleupi se meter uma rocha ou duas num dos cantos? Ou é melhor não arriscar/existem alternativas melhores?

     

     

    Não arrisques! Leleupi com conchicolas num aquario desse tamanho dá molho! Mete só os conchicolas e ficas com um aquario para pores os alevins de cyp. que possas ter do outro. Acho que é a melhor solução!

  11. Viva.

     

    A fauna que é possivel por num aquario de 60L já foi aqui discutida várias vezes! Faz uma uma busca e encontras várias opiniões e razoes.

     

    Num aquario com essas dimensoes não podes ir mais longe que um casal de peixes ou uma pequena colonia de simillis.

     

    abraço

  12. Boas!

     

    Por outro lado estou realmente impressionado com a circulação que este filtro interior faz e começo a ponderar se não o mantenho também (além de que faz uma oxigenação considerável - certas zonas parecem "rebentação").

     

    Eu acho que é uma boa opção, sempre ajuda na movimentação da água. No entanto, não deves abdicar do filtro externo, pois este aumenta a capacidade e qualidade de filtragem.

     

    Agradeço a oferta e o convite. Também tenho curiosidade de ver mais aquas do pessoal.

     

    É uma questão de combinarmos! :|

     

    Mas isto tem que ser negociada a parte purista com a estética (pronto admito, com a minha respectiva...e se quer amarelo...) Mas ok, caeruleus fora de questão...

     

    É uma questão pessoal. Acho que cada um deve decidir por si neste ponto! Eu, sinceramente, tento criar o melhor possivel o habitat natural dos peixes. O aspecto estetico, para mim, vem depois. Mas como disse, é uma questão que cada um opinirá à sua maneira.

     

    Continuo com duvidas se alguma espécie de areia seria indicada, acho que para já não e talvez a melhor opção até em termos de tamanho seja tentar conciliar os leleupi com os moori.

     

    Eu acho que não deves por já especies de areia. Por norma são mais exigentes e mais caras. Além de que, com especies de area deverias abdicar das especies de rochas, ou pelo menos, da forma como elas estão dispostas.

    Experimenta primeiro com especie mais comuns, embora interessantes, depois vais evoluindo. É o que fazemos todos nós.

     

    E nisto não basta ter vontade, pela experiência de uns aninhos que tenho com aves já sei que no inicio é sempre para meter uma ou outra "argolada" e fazer asneira. Sem qualquer desrespeito pela vida dos peixes, a fazer asneira que saia o mais barato possível.

     

    Sim, concordo contigo. No entanto, se tiveres uma água de qualidade e a alimentação for boa, não terás grandes problemas! O mais dificil é definir as especies para teres um aquario equilibrado.

     

    Isso cria um dilema, sendo os leptosomas peixe de cardume, estar a meter poucos não faz sentido e é contra a sua natureza e comportamento, estar a fazer um cardume completo nesta quantidade/valor acho que é capaz de ser abusar da sorte.

     

    Os leptosoma em aquario são sempre um pouco artificiais...pois eles vivem em cardumes de milhares e não de 10 ou 20...

    Com 6exemplares consegues formar um bom grupo de inicio. 2 machos e 4 femeas é o suficiente para começares a criar, depois, alimentas bem as crias, e quando estas tiverem idade junta-as ao grupo inicial. Assim vais aumentando o grupo ao longo do tempo e com um investimento inicial mais baixo.

     

    Claro, a ideia também passa por ai, mais por uma questão de qualidade/fiabilidade dos peixes que pelo preço em si. Sempre preferi comprar a quem cria. Faço o mesmo com as aves.

     

    Até certo pontos tens razão. No inicio acho que é muito importanto irmos comprar aos criadores. Pois trocas sempre dois ou três dedos de conversa, ficando sempre a aprender qualquer coisa de uma pessoa que cria os peixes e sabe especificamente como mante-las.

    No entanto, numa fase mais evoluida começas a procurar especeis mais raras, melhor catalogas ou mais proximas dos selvagens. Estas tem comportamento e cor mais proxima do habitat natural.

    Mas na fase em que estás, acho muito importante falar e visitar pessoal com boas fishroom's!

     

    E já agora mais uma pergunta, é preferivel comprar peixes mais jovens ou já mais cresciditos? Isto claro assumindo que não vou meter adultos de uns e alevins de outros como é lógico!

     

    Isto depende dos peixes. No teu lugar eu fazia o preenchimento da seguinte forma:

     

    1º::::casal de brevis. Estes ambiantar-se-iam logo às conchas, defenindo o territorio deles. Convém que sejam adultos para poder sexa-los (algo muito dificil em jovens) e para que posteriormente se defendão bem dos leleupi.

    2º::::grupo de cyp. Só os introduzia em segundo, para deixar o mais violento para o fim! Um grupo de 5 ou 6 era o suficiente para o inicio. 2macho e o resto femeas e tem que ser obviamente crescidos para poder sexa-los e para que possam criar o mais depressa possivel.

    3º::::leleupi e moori ao mesmo tempo. Assim metes os violentos de uma só vez, fazendo com que estes definam o territorio ao mesmo tempo. Aqui apostava em grupos mais jovens. Para além de não ser facil sexa-los, em adultos são peixes muito agressivos, principalmente entre machos da mesma especie. Assim, crescendo em conjunto atenua um pouco a agressividade.

     

    Existem alterações/problemas com introdução de peixes mais tarde e definição de novos territórios? Ou deve ser feito tudo inicialmente para se entenderem logo?

     

    Sim, existe. Os peixes tem territórios definidos e como tal, não toleram outros peixes nos seus território. Assim, deves remodelar a decoração sempre que introduzas novas especies. Ou seja, se vais meter novos peixes de rochas, retiras os outros todos e mudas a decoração das rochas. Depois introduzes todos ao mesmo tempo, para que eles possam lutar e definir novos territorios todos ao mesmo tempo. Assim , consegues atneuar o problema.

    Com peixes de conchas é mais ou menos a mesma coisa, no entanto deves separa as conchas uma das outras o mais possivel. Assim podes dividi-los por duas colonias.

    O mais fácil é o cyp. introduzes e pronto...as femeas são sempre bem aceites e os machos, são dominados, mas sem grande problema.

     

    Mas tem o cuidade para que, independentemente da especie, os novos exemplares tenham aproximadamente o mesmo tamanho que os que lá estão!

     

    Cumprimentos

  13. Boas!

     

    Estava a pensar colocar o tubo de entrada de água por trás das rochas da direita, deixei espaço para isso, embora tenha dúvidas se isso irá comprometer a ocupação das rochas nessa zona e ainda permitir uma circulação eficaz.

     

    Não me parece que tenhas grandes problemas. Era pior se fosse o tubo de saida, fazendo perde logo alguma movimentação de água.

     

    Vou analisar a questão das plantas, sobretudo seriam valisnérias e Ceratophyllum demerson

     

    Se vieres alguma vez para estes lados diz, que ofereço-te uns pés de ambas. Embora não saiba se a demerson é da variante que queres...

    Em todo o caso, sempre poupas qualquer coisa.

     

    Neste caso penso que não seja má ideia optar por colocar as plantas em vasos porque com a fama destes bichos mexerem no fundo não deve tardar a ter tudo a boiar?

     

    Eu nunca tive problemas nesse sentido. Há pessoal que se queixa, mas a verdade é que tanto com leleupi, como conchicolas ou cyp. nunca tive problemas com isso. No entanto sei que as julies e os leleupi escavam bastante e tal poderá acontecer!

     

    Entretanto tenho continuado a pesquisa sobre a fauna e penso que cheguei a uma solução possível:

     

    Conchas> Neolamprologus brevis

    Pelo que andei a ler têm um território pequeno e neste caso isso será uma vantagem neste layout. Como disseste, também se defendem melhor que quer os multies pequenos e vulneráveis.

    Agora a dúvida, os brevis um casal ou um trio?

    Outra alternativa seria N. caudopuntactus, já que pelo que encontrei criam em conchas, mas não vivem nestas e talvez se adaptem a esta disposição com proximidade conchas/rochas

     

    Os brevis dão-se bem em casal, assim como os caudopuntactis. No entanto, se não me engano em relação aos brevis são peixes de harem, ou seja, podes por mais uma femea ou duas. Mas sinceramente, acho que um casal é suficiente! Principalmente nesta fase inicial...e já vais perceber porque...

     

    Rochas>

    Neolamprologus leleupi- Apesar de mais agressivo, queria tentar conciliar o "amarelo" neste conjunto... Este é mais uma escolha estética admito.

    Julidiochromis ornatus ou J.marlieri

    Ou outras ideias para ocupar as rochas com espécies de pequeno tamanho?

    A alternativa aos leleupi seria juntar uns Labidochromis caeruleus, ficava o amarelo, mas sendo o proposito tanganyka não queria entrar em "misturadas"...

     

    Primeiro de tudo, e sendo eu um purista, acho que fazes muito bem em não fazer misturadas! Um tanganyika é um tanganyika e mais nada!

    Os leleupi são uma especie interessante, embora violenta. A nível estético ajudam a constratar com outros peixes que não tem amarelo tão forte.

    Não vejo problema em mete-los num aquario desse tamanho. Mas fica atento aos confrontos com as conchas, caso comecem tira as pedras do lado esquerdo!

    As julies quando começam a criar, algo que fazem com frequencia, são muito territoriais! Tudo o que passa junta a elas é corrido e bem depressa! Quanto muito metes um casal, mas pode haver o risco de expulsarem os leleupi para fora das rochas e quem paga são os brevis...

     

    Areia>

    Tinha ideia de haver espécies puras de areia que vivam na zona aberta, mas tenho ficado com muitas dúvidas, já que a maioria parece usar também as conchas, e as que fazem ninhos na areia necessitam de alguma área e tenho receio que isso entre em confronto com o pessoal das rochas? Ideias para ocupar o fundo?

    Quando referes V.moori falas do Variabilichromis moori? Supostamente não é agressivo? Até gosto da ideia, mas parece-me que neste enquadramento e para a minha experiência de "maçarico" é capaz de não dar...

     

    Sim, com especies mais agressivas e as rochas ocupadas não aconselho a usar especies para areia.

    Há varias especies de areia: as xenotilapias, Callochromis, Ectodus e Enantiopus (deve haver mais, mas não me estou a lembrar...). São especies que ficam a maior parte do tempo na areia. A meu ver das mais interessantes do tanganyika, mas também das mais caras...

     

    Sim, falava dos Variabilichromis moori. É um peixe que gosto bastante, embora a minha experiencia com ele seja nula...

    Acho que se pode tornar um pouco agressiva, sim. Muito à semelhança dos leleupi. Talvez não se dessem mal em conjunto...não sei...ai tinha de ser alguem com experiência neste peixe a ajudar-te...

     

    Água> Cyprichromis leptosoma

    Sem dúvida os Cyprichromis leptosoma, estou é indeciso - e muito - nas variedades, mas talvez "Utinta" um cardume de uns 12.

     

    Um cardume de 12 era porreiro para esse aquario...mas não sai nada barato...

    Em termos de variadades...é uma questão de gosto...eu tenho estas: C. leptosoma "mupulungu".

     

    Agora surge outra questão, começar a pensar em encontrar estes bicharocos e preparar "orçamento" estas espécies são comuns e fáceis de encontrar ou nem por isso?

     

    Bem...esta é a parte mais dificil para quem vai começar um tanganyika...

     

    brevis- 10€ cada

    leleupi- 10€ cada

    julies- 10€ cada

    v. moori- 10€ cada

    peixes de areia- 30/40€ cada...mais ou menos...

    cyp. leptosoma- 20€ cada

     

    mas depende um pouco de loja para loja...

    O melhor seria arranjar a alguem que tenha crias disso aqui no forum...que fica mais económico...

     

    cumprimentos.

  14. Boas!

     

    Continua com duvidas se o espaço das conchas será suficiente para eles...Acho que é um território que é facilmente penetrado pelos peixes que colocarás para as rochas.

    Em todo o caso é uma questão de experimentares. Caso haja problemas, tiras as rochas mais à esquerda.

     

    Entretanto continua a pesquisa sobre as espécies e colocar e surgiu-me a questão se valerá a pena meter alguma coisa de plantas? Valisnérias ou anúbias? Pessoalmente acho que gosto mais do "look" calhau, mas se isso trouxer vantagens aos peixes considera-se o assunto.

    As plantas dão vantagem na qualidade da agua. São elas que consomem o excesso de nutrientes e produzem oxigénio.

    Um molho de valisnérias é suficiente ou C. demersum.

    No entanto podes não colocar nada. Tens é que fazer mais TPA e colocar melhor filtragem!

     

    Alterar as condições com o buffer não prejudica a ciclagem?

    Penso que não... ;) Nunca ouvi nada nesse sentido e nem vejo porque podia prejudicar...

    (todos colocamos o buffer na altura da ciclagem)

     

    O que me continuo a deixar chateado é a questão do equipamento, tenho dado voltas à cabeça e não consigo arranjar uma forma de esconder pelo menos o termostato, já que o filtro vai passar para o externo.

     

    Se colocares as valisnérias tens o problema resolvido. Caso contrario, tenta aumenta um pouco a altura de pedras do lado direito e inclina mais o termo.

     

    abraço

  15. Pessoal, qaundo digo que os predios de habitação são dimensionados para uma carga uniforme de 2KN/m2, não estou a inventar...se algum de voces tivesse lido o RSA (Regulamento de Segurança e Acções para Estruturas de Edifícios e Pontes), tinha reparado no artigo 35º, que diz isto mesmo!

    E podem ter a certeza de uma coisa. É assim que os edificios de habitação são dimensionados.

     

    Agora não queiram comparar cargas uniformes com cargas concentradas! O que é de todo descabido e sem qualquer sentido!

     

    Por norma, não vão ter qualquer problema. POR NORMA!

    Mas se voces tivessem idade suficiente no forum, ou tivessem lido a maioria dos tópicos, saberiam que um colega aqui do forum teve de vender uma aquário por este lhe fissurou a parede onde estava encostado!

    Se não estou em erro, era um aquario brutal, com 3metros de frente. O que a maioria de nós não tem em casa, mas como podem ver, acontece...

     

    Quanto ao moveis...tão a falar de que moveis e de que aquarios? Se quiserem fazer um movel de madeira para um aquario com uns 80cm de altura vão ver que não será fácil...ou que vão ter muitas traves de forma a diminuir o minimo possivel o vão da madeira no tampo. Num pavimento o que diminui os vãos são as vigas/pilares.

    Tudo bem que o betão armado é mais resistente que a madeira, mas estão a comparar vãos de 50cm com vãos de 5m!

     

    abraço

  16. Boas!

     

    Passado algum tempo de estar no mundo da aquariofilia decidi dar uma passagem pelos plantado.

    Para ser muito sincero há uns 3anos, ou algo do genero, que não faço uma montagem em que o principal elemento sejas as plantas. Por isso vou precisar de muita ajuda.

     

    O que pretendo montar será algo do genero:

    Pic_11711_1.jpg

     

    Na zona 1 pensei em colocar Rotala rotundifolia, preencher a zona 2 com Heteranthera zosterifolian e na zona 3 Echinodorus tenellus. Na zona focal e dependendo das opiniões em termos de iluminação e CO2 ( necessidades das outras plantas) coloco Microsorum pteropus ou Alternanthera reineckii.

     

    O aquario que vou utlizar é um aquapor de 54L (60x30x30) e agora começam as questões...

     

    -iluminação: o que acham sensato utilizar para o layout que apresento?

    -CO2: acham que vão ser necessário para este aquario? As plantas que utlizo tem grandes necessidades de CO2?

    -fertelização: na altura que fazia aquarios com plantas (não posso chama-los de plantados... :? ) utlizei flurite. Que aconselham?

     

    A minha ideia inicial era fazer algo simples e sem grandes necessidades. Tinha pensado em 2x18W (T8) e sem CO2, parece-vos viável?

     

    abraço e obrigado

  17. A ideia é deixar as conchas na zona livre do lado esquerdo.

     

    O que acham?

     

    Ricardo M.

     

     

    Boas! A mim parece-me curto...

    Eu tirava as 3 ultimas pedras do lado esquerdo e colocava no direito, por cima ou encostadas às outras no sentido do vidro.

    Acho que seria a melhor solução. É que pela foto parece-me q as rochas ficam muito pertos das futuras conchas...assim tinhas a mesma area/quantidade de rochas e deixavas a zona das conchas mais aberta.

     

    abraço

  18. Boas!

     

    Se vais colocar peixes de rochas aconselhava a não ires para os multies. Não são tão robustos quanto os outros.

     

    Os caudopunctatus são menos agressivos que os leleupi. Foi por isso que me lembrem disso... Em todo o caso, com uma boa divisao entre rochas e conchas não deves ter problemas.

     

    Assim que der mete umas fotos para podermos ver como isso está e quais as melhores soluções.

  19. Boas!

     

    Por norma os tretocephalus são muito agressivos! Até acredito que conseguisses manter os peixes em jovens, mas a partir do momento em que os peixes começam a ficar na idade e altura de reprodução...de certeza que ficas só com um macho!

     

    As indicações do Ad Konings são as mesmas que disse atrás. Que um casal por tanque e nunca mais que isso! Mesmo assim, este aquario deve ter à volta de 80cm/1m (o que eu acho pouco, mas é o que ele indica...). Em todo o caso, ele diz que não é uma especie facil de manter.

     

    Se quiseres teres uma experiecia com brichardi, acho que o aquario é suficiente para um casal. Mas também não dá para muito mais que isso...

     

    Podes sempre optar pelos conchicolas...não é de todo uma opção menos interessante.

     

    abraço

  20. Boas!

     

    Meter conchas entre 2 grupos de rochas costuma dar problemas, a não ser q a distancia seja muito grande. É que os peixes das rochas (e só se este existirem é q se coloca o problema) tende a vaguear de rocha para rocha, ou seja, por cima das conchas.

     

    Se afastares as conhas o suficiente das rochas, não deves ter problema com os leleupi. Embora sejam predadores, mas os brevis também se defendem bem!

    Já viste os lamprologus caudopunctatus? Eu acho-os bonitos e bem mais calmos. Também tens os V.Moori que com a cor preta ficava porreiro a nivel de cor.

     

    Sabes quais são os lepto que queres colocar? Ve aqui www.cichlid-forum.com , assim podes escolher os peixes em função das cores e formas dos peixes.

     

    abraço

  21. Boas!

     

    Sinceramente acho o aquario demasiado pequeno para praticamente todas, ou memsmo todas, as especies do lago tanganiyka e todas do malawi.

    Então para as duas que referiste acho que seria uma péssima ideia!

     

    Com a litragem que apresentas e o tamanho do aqua eu diria que muito no limite podias por um casal de similis. De resto...não estou mesmo a ver...mas pode ser que alguem esteja...

     

    abraço