Ledo

.Membro Ausente
  • Content Count

    7
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 :)
  1. Ledo

    Ledo

  2. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Trago a vocês alguns pensamentos sobre um dos itens a ser pensado para esse aquário: Filtragem Biológica Tenho uma bem sucedida experiência com DSB, que não empedrou, que não liberou fosfato (pelo menos que fosse detectável pelos testes tipo Hanna e outros), que não soltou gás de enxofre, que não fez nada que se tenha ouvido falar que DSB faça. E mantém meu nitrato, em um aquário de 250L lotado, zerado pelos testes. Já inclusive desmontei ele uma vez, e não tinha cheiro de ovo podre ou chulé, coisa que diziam para mim verificar. Enfim, nada mais justo que repetir a boa experiência e colocar um belo DSB em todo o aquário, correto? Essa era a idéia. Não é mais. Estive analisando todas as possibilidades de filtragem biológica, e cheguei em algumas discussões comigo mesmo: 1) O DSB precisa do aquarista. E isso não é fácil. DSB é a coisa mais genial do mundo, mas não anda sozinho. Tem que ser pilotado, e o aquarista é o piloto. Uma das principais coisas é manter a meiofauna (macro e micro) ativa, pois ela se extingue com o tempo. É ela a responsável por impedir que os problemas do substrato aconteçam. Para um aquarista que mora longe de alguma praia do tipo estuário, conseguir inóculos é bem complicado. Tenho que me virar aqui. Ainda, o DSB precisa ser "varrido" por uma boa quantidade de circulação, e sem pontos mortos. Pensei em como lidar com um DSB cinco vezes maior e arrepiei. Depois pensei em como lidar com um DSB que não foi bem pilotado, ocupando todo um display de 1000L, e tremi na base. Desisti. Como eu gosto muito do danado, meu refúgio, que terá algo como 120L, terá um DSB padrão, mas que não será suficiente para tocar todo o sistema, dez vezes maior. 2) DSB remoto ainda é um DSB Eu vejo alguns exemplos de DSB remoto, onde o sujeito enche uma ou mais caixas com substrato, joga no sump e esquece. Vale para o DSB remoto todas as regras que eu escrevi ali em cima, e que se encontra em qualquer conteúdo (livros, internet) sobre DSB. Então, a necessidade de pilotar é a mesma, com o agravante de você ter que manter snails, paguros e inóculos no sump. Complexo. 3) Não gosto de Bare Bottom Aqui é uma questão de gosto. Por aí se encontram aquários BB que são lindos, todos conhecem e eu concordo. Mas eu acho gosto muito de ver bichos no substrato. Não sei se isso é esquisito, mas eu tenho me aceitado muito bem como sendo esse tipo de pessoa. E ainda, venham falar aqui em casa que não vai ter substrato com as minhoquinhas para ver a crise que se instala. 4) Sou muito desconfiado com SSB Eu sei que existem vários exemplos de pessoas que mantém aquários numa boa com 4cm de substrato. Sei também que a capacidade de um substrato (ou melhor, as bactérias) desnitrificar depende muito da granulometria, etc. Mas eu tenho aqui um pé atrás com a capacidade de um substrato fino com mídia calcárea (não gosto de areia é gosto, nada contra) tomar conta de um aquário. Como, ao ter um aquário desse tamanho, vou querer algumas coisinhas como cardumes de tangs, meu receio de não dar conta do recado aumenta. Mas tem uma solução: 5) Siporax como um banco de bactérias A idéia é usar o SSB, mas instalar uma caixa fechada, escura, com siporax, após o sump. O siporax, aqui, serveria não só como auxílio à filtragem (filtragem demais mal não faz), mas também como um depósito de resiliência. Se alguma coisa der errado, eu sifono o substrato, eu faço e aconteço com o sistema, mas continuo mantendo uma boa quantidade de bactérias vivas e funcionais.
  3. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Rui, envio a última foto que tenho do meu aquário atual, de 250L (100x50x50). Como vocês percebem, está tudo bagunçado. Estou mais de olho no próximo do que neste. Abs
  4. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Obrigado, Dani. A execução depende diretamente da finalização da casa, que está em construção. Por enquanto, possuímos apenas os encanamentos hidráulicos e elétricos que ligarão o armário de máquinas ao aquário, bem como alguns equipamentos e itens já adquiridos. Abs
  5. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Goncalo, Boa pergunta. A reposição será realizada através de um sistema de osmose reversa com resina aniônica e catiônica, que é o sistema que serve o meu aquário atual. A água passa pelos seguintes estágios: 1) Filtro mecânico de polipropileno de 5 micras 2) Carvão ativado em bloco 3) Filtro mecânico de polipropileno de 5 micras 4) Bomba pressurizadora 5) Membrana de osmose reversa 6) Cartucho de resina mista de 20 polegadas 7) Outro cartucho de resina mista de 20 polegadas. Após, ela é será armazenada em um bujão pressurizado, como esse aqui: Esse bujão serve para que o sistema não fique ligando/desligando toda a vez que o aquário demande. O sistema o enche, e quando ele esvazia, ele é enchido novamente. Tudo controlado por uma válvula de pressão. Esse sistema alimentará o sump através de uma bóia mecânica, simples. Como forma de prevenir problemas com a bóia, um sensor de nível elétrico ficará acima da linha d'água em uma posição segura e ligado a uma válvula solenóide. Caso a bóia travar aberta, a reposição vai sangrar até o sensor de emergência ser ligado, e então a solenóide é travada, prevenindo um desastre. Além disso, vou deixar uma canalização para que o sistema possa alimentar a caixa de mistura de sal para TPA e os reservatórios para o Balling (se persistir com a idéia de usar Balling). Essa imagem é bem ilustrativa: Abs
  6. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Afonso, tudo bem? Muito obrigado pelo comentário. Realmente, pela primeira vez em minha vida, não terei apenas o móvel abaixo do aquário para trabalhar. Mas, como em várias situações, quando temos mais, mais queremos. Meu sonho ainda é uma sala de máquinas. Abs
  7. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Aqui como será a circulação do sistema como um todo. Acho que a figura é autoexplicativa:
  8. Ledo

    Mountain Peasant Reef

    Pessoal, resolvi compartilhar o meu projeto desde o princípio, para que tudo possa ser discutido. Assim, tudo está aberto a opiniões. Esse é um projeto que será colocado em execução dentro de uns 20 meses. É tempo de sobra de mudar quase tudo, ou de colocar a cabeça no lugar e desistir . A idéia é montar um aquário misto. Aquarismo, para mim, é também experimentação, então não sou daqueles sujeitos que focam um objetivo e me mantenho na linha buscando perfeição. Deixo esse tipo de conduta para outras áreas da minha vida. Essa é a filosofia. Tenho disponível um living, onde ficará o aquário e, logo ao lado, uma parede de uma varanda. O display terá as seguintes dimensões (CxLxA): 240cm x 80cm x 70cm). A idéia é fazer um sump totalmente remoto, em forma de armário, que será fechado, mas conterá tudo. Não quero nada fora dali. O cálculo final para o sistema, ficou em cerca de 1500L líquidos. O projeto, rascunho, está assim: O "armário de máquinas", que será em uma área externa, está configurado da seguinte maneira: Aos poucos irei detalhando o projeto, bem como comentando dos equipamentos que estão previstos, alguns até já adquiridos. Qualquer dúvida ou sugestão, estejam a vontade. Abs