Apresentação - Theodoxus Fluviatilis Ou Neritina Fluviatilis


Egnom

Recommended Posts

Abri este tópico para dar a conhecer este pequeno caracol, a Neritina fluviatilis, ou Theodoxus fluviatilis (atenção, não tenho a certeza de este ser o nome correcto desta espécie, mas foi aquele que encontrei como sendo a espécie que existe cá em Portugal).

Penso que têm um potencial muito grande como equipa de limpeza para os nossos aquários, que está ainda por explorar.

 

 

Trata-se de uma espécie de Neritina de água doce, em tudo parecida com as já famosas neritinas zebra ou neritina natalensis:

Neritina_zebra_1.jpg Neritina natalensis (zebra)

 

As semelhanças:

 

1º - Aguentam água a 25cº

2º - Comem algas green spot como se não ouvesse amanhã

3º - Não tocam nas plantas

4º - São animais pacificos e não trepam para fora do aquário

 

 

As diferenças são no entanto algumas:

 

1º - Existem nos rios cá de Portugal

2º - Aguentam água fria

3º - São mais pequenos (devem ter prai um terço do tamanho)

4º - O melhor: REPRODUZEM-SE EM AQUÁRIO!!!!

 

 

Eu já tive Neritinas zebra (natalensis) e quando elas me encheram o aquário de ovinhos brancos, pensei como seria bom que daqueles ovinhos todos nascessem pequenos caracóis. Mas isso não acontece. A Neritina zebra é quase impossivel de reproduzir num aquário normal, por isso todas as neritinas que aparecem nas lojas foram capturadas no seu meio natural.

 

Mas estas neritinas fluviatilis são possiveis de reproduzir e melhor ainda, é muito fácil de o fazer. E digo-o com toda a segurança, porque já tenho um aquário com juvenis.

 

Não tenho fotos deste caracol, mas o padrão de concha é muito parecido com este que encontrei na net, sendo que a maior diferença é apresentarem uma cor escuro/esverdeado:

 

Theodoxus_danubialis_2.jpg Neritina danubialis

 

No rio onde as recolhi, o fundo era de cascalho grosso e seixos, com grandes rochas cobertas de algas. As neritinas andam por todo o lado, tanto a pastar nas algas como escondidas por baixo das pedras. Encontrei algumas poças na margem, e também lá se encontravam estes caracóis.

 

Como os reproduzi:

 

Após os ter recolhido por volta de Maio, no rio Guadiana ( http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showtopic=92696 ), coloqueio-os num aquário de água fria, com cerca de 40 litros.

Este aquário encontra-se à temperatura ambiente (frio no inverno, quente no verão), está exposto ao sol durante o periodo da manhã, têm plantas de água fria e os outros habitantes são camarões Atyaephira desmaresti.

Faço TPA´s de 5-10 litros todos os fins de semana.

O ph da água deve ser superior a 7.

Assim que os coloquei no aquário, começaram a colocar os ovinhos brancos. Passadas algumas semanas (+-4), nasceram os primeiros juvenis e têm continuado a nascer, pelo que se nota que alguns juvenis já têm o dobro do tamanho de outros que claramente nasceram à pouco tempo.

 

 

Experiências em aquário de água quente:

 

Tenho um pequeno plantado onde coloquei algumas neritinas adultas. Este aquário está densamente plantado e colonizado por outras espécies de caracóis. A sua água têm um ph ligeiramente ácido, talvez por volta dos 6,5 e a água está à temperatura de 25cº.

 

Resultado:

As neritinas colocaram ovos, mas nada nasceu. Passadas algumas semanas, é notório que as cascas dos adultos começaram a ficar esbranquiçadas e com buracos, fruto provavelmente do ph baixo.

Os ovos provavelmente não eclodiram por causa do ph ou por falta de cálcio na água. Penso que a temperatura não deve ter influência, mas ainda não tenho a certeza deste factor. Neste momento já transferi todas as neritinas de volta para o aquário de água fria.

 

Até agora ainda não tive nenhuma morte.

 

Já dei neritinas a dois amigos cá do fórum. A ideia é ver que tal se dão estas neritinas em outros aquários.

 

Próximas observações:

 

1º - Verificar se os juvenis atingem a idade adulta

2º - Verificar que tal se dão as neritinas durante o verão e com temperaturas mais altas.

 

Quando puder, vou tentar tirar umas fotos aos adultos e aos juvenis.

Edited by Egnom
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 58
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Bem sei que as fotos não valem nada, mas pelo menos dá para ter uma ideia do tamanho dos caracóis:

 

Um adulto que trouxe do rio

SIt3m2864216-02.jpg

 

O adulto em comparação com uma moeda de 1 cêntimo

DJ1hM1540247-02.jpg

 

 

Um adulto e um juvenil dos primeiros a nascer cá em casa

QLzGkz294672-02.jpg

 

 

O adulto e o juvenil em comparação com uma moeda de 1 cêntimo

OVcHc8020431-02.jpg

 

 

O juvenil das fotos foi dos primeiros a nascer. Os ultimos que nasceram devem ter metade do tamanho deste. São realmente pequenos.

Vou ver se trago um amigo que percebe de fotografia cá a casa e tentar arranjar umas fotos decentes do padrão e cor da casca.

Edited by Egnom
Link to comment
Share on other sites

Entretanto, encontrei mais uma pessoa que conseguiu reproduzir Theodoxus fluviatilis com sucesso. É um polaco e neste site ele fala disto:

http://www.petshrimp.com/discussions/viewt...it=allex#p23015

 

 

Contudo, a espécie que ele conseguiu reproduzir apresenta um padrão da casca totalmente diferente dos meus caracóis, mas o tamanho parece ser o mesmo.

 

Aqui fica uma foto de um dos ovos dele a eclodir. Reparem no tamanho minusculo do juvenil:

 

d7890e8aee8d656d.jpg

Link to comment
Share on other sites

Boas Egnom

 

Fantástica descoberta, pelo menos para mim que não conhecia a espécie. Mas são realmente pequenos... se um adulto não chega ao tamanho de uma moeda de 1centimo são mesmo "caga-tacos" :puppydogeyes:

 

A ficha está bem porreira e penso que será mais uma para se juntar as outras quatro inamoviveis :crazyeyes:

 

Já agora em que zona do Guadiana os apanhaste??

 

Abraço,

tiaGo

Um abraço

 

tiaGo Sá

Link to comment
Share on other sites

Boas Egnom

 

Fantástica descoberta, pelo menos para mim que não conhecia a espécie. Mas são realmente pequenos... se um adulto não chega ao tamanho de uma moeda de 1centimo são mesmo "caga-tacos" :lol:

 

A ficha está bem porreira e penso que será mais uma para se juntar as outras quatro inamoviveis ;)

 

Já agora em que zona do Guadiana os apanhaste??

 

Abraço,

tiaGo

 

 

Boas Tiago

 

De facto são pequenos. Têm o tamanho de um caracol phisa, mas pelo menos não se tornam uma praga incontrolável como estes e possuem um opérculo e uma carapaça muito dura, pelo que talvez sejam viáveis em aquários com peixes agressivos em relação a caracóis.

 

Dificilmente competem com uma neritina zebra em termos do efeito estético/embelezamento que provocam no aquário, mas para quem quer uma equipa de limpeza de vidros ecológicamente sustentável (reproduzivel em aquário) ou para quem se interessa por pequenos invertebrados, este caracol é sem duvida uma excelente adição para o hobbie. :D

 

O sitio exacto onde os apanhei, para já prefiro não o revelar. Mas posso dizer que se situa no rio Guadiana, algures entre o Pomarão e a ponte sobre o Guadiana, próximo de Serpa.

 

Abraço,

Rui

Edited by Egnom
Link to comment
Share on other sites

Excelente tópico Egnom,principalmente para os fãs destes animais fascinantes,como eu e muitos outros aqui no fórum!

 

Há uns tempos fiz uma troca com o Egnom e tive a sorte de ele me ter dado uns exemplares destes caracois. :snipersmile: Já os tenho à algum tempo,mas ainda não vi caracois novos,nascidos no meu aquário,se calhar também porque o aqua é densamente plantado e estes caracois são pequenos.Vou continuar atento.

 

O que sei dizer é que devem ser pouco prolificos,muito diferentes dos Physas por ex.

 

Egnom, notas no comportamento destes caracois a necessidade de se enterrarem? É que já vi pelo menos dois dos que tu me deste enterrados na Akadama.

 

E descobriste mais alguma espécie nessa parte do rio,que possa ser ''domesticada''?

Edited by Zogli

Zog Li

 

''As coisas difíceis levam algum tempo a fazer. As impossíveis levam mais um bocado''

 

http://almadagua.blogspot.com/

Link to comment
Share on other sites

Boas Egnom...

 

Grande tópico, uma especia dos nossos rios e sempre bom para o pessoal ficar a conhercer, secalhar muitos nao conheciam.

Nao revelares o sitio onde as apnhaste tambem acho muito bem!.... Se nao penso que muito pesoal do forum iria lá bscalos e secalhar a populaçao naquela zona ficaria bastante reduzida, mas como nao se sabe se existe uma grande populaçao destes minusculos invertebrados em portugal e melhor nao arriscar, pode estar em vias de extinçao por exmplo....

O que acho que tambem poderias fazer era ires ao tal sitio e quando notaes um decrescimo ds populaçao se ele existise, repores alguns dos que reproduziste pois se reporoduzes tao bem assim qur qualquer dia nao sabes onde as por ;P

 

CUmps

Edited by surf3r
cons.jpg*
Link to comment
Share on other sites

Egnom, notas no comportamento destes caracois a necessidade de se enterrarem? É que já vi pelo menos dois dos que tu me deste enterrados na Akadama.

 

E descobriste mais alguma espécie nessa parte do rio,que possa ser ''domesticada''?

 

 

Olá Zogli

 

Curioso referires o facto de eles se enterrarem. Eu nunca detectei esse comportamento nos meus caracóis. Sempre os vi em cima de pedras, troncos ou nos vidros. É muito raro vê-los a passearem no areão e vê-los a enterrarem-se, foi coisa que nunca vi.

Cá está um facto muito interessante. Em diferentes aquários, os animais podem apresentar comportamentos diferentes. :Fade-color

 

Realmente, descobri outra espécie no mesmo sitio, que espero, possa vir a ser "domesticada". Trata-se dos caracóis Bithynia tentaculata.

São caracóis muito interessantes, pacificos, pequenos, detritivoros, enterram-se no areão, colocam massas de ovos como os physas, têm-se aguentado com estas temperaturas de verão, mas até agora ainda não se reproduziram com sucesso. Penso que talvez apenas o façam com temperaturas mais baixas, pois a temperatura de água ideal para eles parece ser em torno dos 10-15cº. Veremos durante o próximo Outono/Inverno.

Parece que têm também a capacidade de se alimentarem por filtração de particulas, o que pode ser muito útil como sistema de purificação de água.

Fica um link sobre esta espécie:

http://www.science.mcmaster.ca/Biology/Har...NIA/SPECIES.HTM

 

 

Boas Egnom...

 

Grande tópico, uma especia dos nossos rios e sempre bom para o pessoal ficar a conhercer, secalhar muitos nao conheciam.

Nao revelares o sitio onde as apnhaste tambem acho muito bem!.... Se nao penso que muito pesoal do forum iria lá bscalos e secalhar a populaçao naquela zona ficaria bastante reduzida, mas como nao se sabe se existe uma grande populaçao destes minusculos invertebrados em portugal e melhor nao arriscar, pode estar em vias de extinçao por exmplo....

O que acho que tambem poderias fazer era ires ao tal sitio e quando notaes um decrescimo ds populaçao se ele existise, repores alguns dos que reproduziste pois se reporoduzes tao bem assim qur qualquer dia nao sabes onde as por ;P

 

CUmps

 

 

Olá

 

Eu prefiro não revelar o sitio precisamente por receio da população de caracóis daquele local. Mas no sitio onde os encontrei, esta espécie não é rara. Existem em grande número. Não sei é se são abundantes apenas naquele local, ou se existem em todo o rio, mas acho que há uma grande probabilidade de se encontrarem em mais sitios. É coisa que também quero confirmar, numa próxima visita ao rio.

 

A minha ideia é precisamente ir dando estes caracóis ao pessoal aqui do fórum, à medida que eles se forem reproduzindo. Mais tarde, quando não ouver riscos, logo indico o local exacto onde os recolhi.

 

Cumps,

Rui

Edited by Egnom
Link to comment
Share on other sites

entao e fotos dessa especie?

 

muitos parabens pelo excelente topico

 

desde ja me candidato a possiveis futuras reproduçoes de ambas as especies.....ou nao fosse eu um viciado assumido em invertebrados

bannerShrimpscaping.jpg

Link to comment
Share on other sites

entao e fotos dessa especie?

 

muitos parabens pelo excelente topico

 

desde ja me candidato a possiveis futuras reproduçoes de ambas as especies.....ou nao fosse eu um viciado assumido em invertebrados

 

 

Olá Carlos

 

Fotos desta espécie hão de ficar para um futuro tópico dedicado a ela, se entretanto existirem mais desenvolvimentos.

 

Fico a contar contigo então. :D

Para já os juvenis ainda são muito pequenos, mas mais umas semanas e penso que já devem ter tamanho para mudar de aquário. Nessa altura começo a distribuir pelo pessoal que se interessar em reproduzir estes caracóis.

 

Cumps

Rui

Link to comment
Share on other sites

Com esse tamanho também quero uns. :D

Para aquarios pequenos é uma maravilha ;)

"Ninguém é tão grande que não possa aprender, nem tão pequeno que não possa ensinar..."

Link to comment
Share on other sites

Com esse tamanho também quero uns. :puppydogeyes:

Para aquarios pequenos é uma maravilha :rainbowafro:

Tenho aqui um caracol,que apareceu num dos meus aquas,que também é ideal para aquas pequenos,visto ser minusculo.

Não sei o seu nome,já procurei na net,mas nada. Tem a concha espalmada com +- o formato da dos Planorbis Corneus.

 

Tenho estes carcois há muito tempo e o maior que já vi até hoje teria uns 5mm.

Zog Li

 

''As coisas difíceis levam algum tempo a fazer. As impossíveis levam mais um bocado''

 

http://almadagua.blogspot.com/

Link to comment
Share on other sites

Estava capaz de jurar, depois de ver essa foto de um junto a moeda, que tenho uma praga desses caracois aqui no lago.

este fim de semana ja vou ver se apanho um ou 2 e tiro-lhes umas fotos macro.

........Aquario DIY ........ Bateria Invertebrados ........ Lago 15.000L ........ FeedBack’s

assaquariofilia.jpg

Link to comment
Share on other sites

Estava capaz de jurar, depois de ver essa foto de um junto a moeda, que tenho uma praga desses caracois aqui no lago.

este fim de semana ja vou ver se apanho um ou 2 e tiro-lhes umas fotos macro.

 

 

É bem capaz de ser.

Apesar de os meus terem sido apanhados num rio, o Polaco que também os reproduziu, afirma que recolheu as neritinas dele num lago.

 

Se realmente tiveres um lago cheio destes caracóis, isso é óptimo. :-D

Significa que não são raros, antes pelo contrário! Depois tens é que arranjar ao pessoal, que candidatos a receber destes caracóis não faltam. :mrgreen:

Link to comment
Share on other sites

Olá Egnom,

se houver possibilidade de vir a ser incluido nessa equipa de reprodução de caracóis e camarões 'tugas' ficava bastante satisfeito.

Estava a pensar adquirir outro Aqua (100 x 40 x 60) e assim já tenho o incentivo que me faltava.

Assim que achares conveniente distribuir essa fauna apita.

 

Gostei bastante das ameijoas mas não referiste nada acerca dos parâmetros da agua...

Também vieram do Guadiana?

Eu aqui no Porto (Barragem de Crestuma) já encontrei umas, só que absurdamente grandes, quase do tamanho de cocos...

Eram mais oblongas que as que postaste, provavelmente seriam uma espécie de mexilhão fluvial, ainda não encontrei nada na net...

Link to comment
Share on other sites

Olá a todos.

 

Afinal já encontrei algo...

 

Por estas imagens parecem ser Margaritifera margaritifera.

 

São engraçados mas muito grandes...

Link to comment
Share on other sites

Boas,

Já fui dar uma volta ao lago a ver o que encontrava la e aqui esta umas fotos

caracol_01.jpg

Caracol_02.jpg

Caracol_03.jpg

 

mas acho que isto não é bem os que se fala.

Depois de pesquisar um pouco descobri que estas são Physa Marmorata

Tambem so comem algas vivem numa temp. de 0 a 25ºC e são bastante resitentes pois abitam mesmo em aguas poluidas

atingem um tamanho max de 6mm.

 

Apesar de só ter encontrado estes penso que tambem ja vi uns um pouco maiores e com uma cor mas dourada ou acobreada.

........Aquario DIY ........ Bateria Invertebrados ........ Lago 15.000L ........ FeedBack’s

assaquariofilia.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

boas, eu sou dos açores mais precisamente da terceira e tinha prai 2 especies de caracois que eram uma praga nos meus aquairos, e uma delas é identica a das fotos infelizmente acabei por as depositar em um lago. boa tarde

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...
  • 5 months later...

Update:

 

Mais alguns links:

 

http://mikes-machine.mine.nu/Theodoxus_fluviatilis.htm

 

http://www.applesnail.net/forum3/viewtopic...572&start=0

 

http://ipp.boku.ac.at/private/wf/Theodoxus_fluviatlis.html

 

http://www.gastropods.com/3/Shell_8613.shtml

 

http://snailstales.blogspot.com/2007/01/ne...-theodoxus.html

 

http://www.mollusken-nrw.de/weichtier_des_...ichtier2004.htm

 

http://www.applesnail.net/forum3/viewtopic...=31&t=18480

 

 

 

Quanto ao que queria verificar antes, as neritinas sobreviveram ao verão e a temperaturas de 30 graus e os juvenis têm se desenvolvido ao longo deste inverno, sendo que a diferença de crescimento dos que estão em água quente para os que estão em água fria é brutal.

Um dos factores que também influencia muito o crescimento é a ambundância das algas green spot.

 

Dentro de mais uns dois meses espero que a primeira geração nascida nos meus aquários comece a por ovos.

Vou também testar se os ovos eclodem com água a 25 graus e ph de 7.

Edited by Egnom
Link to comment
Share on other sites