Qual o melhor livro de aquariofilia de água salgada?


ruiv

Recommended Posts

Gostaria de saber a vossa opinião, quais os livros que possuiem sobre aquariofilia de água salgada?

Qual o melhor livro sobre aquários de água salgada na vossa opinião?

Link to comment
Share on other sites

Olá Rui.

 

Já tenho algumas coisas das quais destaco o Corals do Eric Borneman e The Modern Reef Aquarium do Nilsen e Fossa.

 

O que dizem que está muito bom e é bem recente é o The Reef Aquarium Vol.3 do Julian Sprung ... tenho que mandar vir isso.

 

Cumps

DC

Link to comment
Share on other sites

E como é que é com a alfandega?

Os livros vão directos a casa ou tens que os ir levantar à alfandega?

Quanto pagas de custos na alfandega?

 

Obrigado

Rui

Link to comment
Share on other sites

Nem a propósito ...

 

Encomendei ontem da .Com à noite o TRA Vol3 do J. Sprung.

 

Sem portes na UK estava a 76 € e na COM a 55 €.

 

Ou tenho tido muita sorte ou então não sei, mas nunca paguei direitos alfandegários nem outras taxas quando mando vir livros de aquariofilia individualmente (com livros genéricos e filmes a louça é outra) uma vez que estes são considerados livros técnicos.

 

Aconteceu, da última vez que mandei vir 2 livros (Reef Fishes Vol2 do Scot Michael e o Ultimate Marine Aquariums) pagar 13 € no total cá (iva, direitos e frete). Mas se calhar foi por serem 2 e ultrapassarem algum escalão especial de custo. Infelizmente não te posso ajudar mais porque é dificil encontrar muita info sobre o assunto na net e ligar para os gajos é o ai jesus ... nunca ninguém sabe nada ... dá ideia que é perfeitamente arbitrária a forma de taxar.

 

De qualquer forma compensa na maioria dos casos, mesmo que pagues o IVA (que nos livros julgo ser 5 %) e as taxas de desalfandegar a mercadoria (2-3€).

 

Mesmo quando paguei direitos de alfândega por outras mercadorias optei sempre pela entrega em casa (mediante uma pequena taxa) depois do aviso dos CTT, só a pachorra de ir para lá ....

 

Cumps

DC

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Em relação às taxas alfandegárias posso dizer que o que é arbitrário é ser apanhado na alfandega. Segundo a lei todo o material importado fora da UE paga IVA e taxa aduaneira, isto inclui livros etc comprados na amazon ou noutro site qualquer online que venha fora da UE.

 

Se vier da amazon.co.uk não ha crise pois vem do reino unido. Por experiência própria posso te dizer que tudo depende da sorte, eu já tive coisas a vir dos estados unidos e não pagar e outras a pagar é conforme a sorte. Outra alternativa é procurar livros na ebay quer a espanhola ou a francesa/inglesa ou alema. Ah e ter cuidado com vendedores no site do reino unido que mandam as coisas da china/hong kong!

 

Ah e para saberem quanto pode sair a coisa adicionem só os 21% de IVA para terem uma ideia. Acreditem fica pouco mais barato ou mesmo ao mesmo preço que comprar por cá!

Link to comment
Share on other sites

Ah e para saberem quanto pode sair a coisa adicionem só os 21% de IVA para terem uma ideia. Acreditem fica pouco mais barato ou mesmo ao mesmo preço que comprar por cá!

 

Não é totalmente verdade. Para livros que é o caso deste post o IVA aplicado é "apenas" de 5%.

 

Cumps

DC

Link to comment
Share on other sites

Boas,

 

Uma pequena correcção; o IVA das importações de particulares (que julgo ser o caso) é de 21% - Artº 18º, alin 8 do CIVA.

E mesmo cá, nem todos os livros são a 5%.

 

 

ZRK

Link to comment
Share on other sites

Zurk.

 

Neste caso julgo que os livros são considerados técnicos e a legislação aplicável (e não percebo nada disto ... limito-me a relatar a minha experiência pessoal e as informações obtidas) é a dos impostos aduaneiros que divide os produtos em códigos pautais.

 

No caso dos livros temos os seguintes

 

Código Pautal       Designação da mercadoria       Taxa de Direitos

TPT  IVA

4901 91

00  Dicionários e enciclopédias, mesmo em fascículos  0%  5% a)

4901 99

00  Outros livros  0%  5% a)

 

Sendo que o o a) é

 

a) Livros, folhetos e outras publicações não periódicas de natureza cultural, educativa, recreativa e desportiva, brochados ou encadernados. Exceptuam-se os livros e folhetos de carácter pornográfico ou obsceno, as obras encadernadas em peles, tecidos de seda ou semelhantes e as cartas e guias turísticos.

 

Cumps

DC

Link to comment
Share on other sites

Olá Duarte,

 

A legislação das alfândegas é, efectivamente, uma dor de cabeça, no entanto, no que toca às importações (e se vem de fora da UE, é importação), a alfândega limita-se a aplicar as suas taxas e a acrescer o IVA.

O artº que referi (do CIVA), é especifico para particulares:

"ARTIGO 18º - Taxas do imposto - alin 8 ) ...... às importações de mercadorias que sejam objecto de pequenas remessas enviadas a particulares ou que sejam contidas nas bagagens pessoais dos viajantes, sujeitas ao direito aduaneiro forfetário previsto nas disposições preliminares da Pauta Aduaneira Comum, aplicar-se-á a taxa referida na alínea c) do n.º 1, independentemente da sua natureza."

 

Como tal, a malta vai mesmo de pagar os 21%; a não ser, que a embalagem não seja vistoriada pela alfandega e aí, paga 0.

 

Abraço

 

 

ZRK

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...
  • 2 months later...

Então e opiniões sobre o "The Reef Aquarium Vol.3", vale a pena? dos três que foram inicialmente referidos qual o melhor?

 

É sempre bom ouvir a opinião de quem já leu...

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Boas,

 

Isto é uma pergunta que não é fácil de responder:

 

Aqui vai a minha sugestão:

 

1. The Marine Aquarium Handbook (livro geral de água salgada - foi excelente para o começo - fala de tudo)

2.The Modern Coral Reef Aquarium vol.1

The Modern Coral Reef Aquarium vol.2

The Modern Coral Reef Aquarium vol.3

The Modern Coral Reef Aquarium vol 4

Para enciclopédia geral e específica em alguns assuntos. Mto boa.

 

3. Diseases in Marine Aquarium Fish (único existente de doenças de água salgada - que eu conheça)

4. A Pocket Expert Guide to Marine Fishes (indispensável para escolha de peixes)

5. A Pocket Expert Guide to Marine Invertebrates (indispensável para a escolha de invertebrados)

 

6. Corals of the World (3 volumes) - O MELHOR LIVRO QUE CONHEÇO É ESTE. CORAIS é com ele. NUNCA VI UM CORAL QUE NÂO ESTEJA AQUI.

 

Livros de consulta geral:

Colecção de 6 livros TMC - Tem 99% dos peixes que vemos no mercado com fotos e descrição da família.

TMC Publishing Marine Fish Families Box Set Vol 1

TMC Publishing Marine Fish Families Box Set Vol 2

 

Um abraço,

 

Brian

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Eu recomendo tambem o Book of coral propagation do Anthony Calfo.

 

 

não é so sobre propagação de corais como o nome dá a entender, desde planeamento de aquarios, quimica da agua, aditivos, etc...para alem das necessidades de várias familias de corais, como perceber do que o coral gosta, etc...e depois um pouco sobre como estraçalhar ( :crazyeyes: ) corais...uma coisa que qualquer aquariofilista com sucesso vai precisar de fazer mais cedo ou mais tarde.

Posted ImageTantas plantas, tantos peixes, tantas possibilidades... tão poucos aquários! - Me
Link to comment
Share on other sites

De todos os que li/possuo, sem dúvida que o mais completo, recente e avançado é o The Reef Aquarium Vol.3 do sprung o que não quer dizer que seja o mais indicado para iniciados.

 

A l e x a n d r e

Aluga-se este espaço.

Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...
Boas,

Uma pequena correcção; o IVA das importações de particulares (que julgo ser o caso) é de 21% - Artº 18º, alin 8 do CIVA.

E mesmo cá, nem todos os livros são a 5%.

ZRK

 

 

Bem eu sei que o tópico já tem alguma idade... mas convem que os assuntos fiquem clarificados em nome da correcção da informação.

 

Ora bem.. Nos termos do artigo 18.º do CIVA n.º 1 al a) as importações de livros técnicos e outros desde que constem na lista I anexa ao Código serão tributadas a 5% (isto para não criar condições de concorrência desleal - pois seria desleal encarecer um livro importador a favor de um livro nacional).

 

Só as prestações de bens ou serviços (ainda que mediante importação) que não constem na Tabela I (taxa 5%) ou na Tabela II (Taxa 12%) serão tributadas a 21%

 

 

Acrescente-se ainda que nos termos da Tabela I anexa ao CIVA ponto 2.3 os livros de natureza cultural, recreativa e desportiva são tributados apenas a 5% apenas serão a 21% (quer sejam importados ou não):

  • Caderneta de cromos
  • livros de natureza pornográfica
  • obras encadernadas em pele ou tecidos de seda
  • calendários, horários, agendas e cadernos de escrita
  • folhetos publicitários
  • e postais ilustrados

Bem peço que tenha esclarecido todas as dúvidas... :bad-words:

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Olá a todos.

 

Peço desculpa por vir "pegar" num tópico tão velhinho, mas...são só três questões:

 

1. Já algum de vocês comprou esses livros em loja fisicas e não on-line? isto, pois quase de certeza que a FNAC os consegue...até à data a FNAC só nao me safou num livro: Les fourmis de Luc Passera...:smilecolros:

 

2. Continuam a recomendar os mesmos livros? É que andei a ver preços e as diferenças entre a amazon.com e a .co.uk são enormes: só na amazon.co.uk o TMCRA vol 1 custa 55 libras mais ou menos 75 euros ao passo que na amazon.com custa 55 dolares mais ou menos 37 €...a diferença é brutal...

 

3. Os preços praticados pelas lojas on-line acrescentando portes são mais apelativos que em lojas portuguesas? Que tipo de preços rondam estes livros cá?

 

Muito obrigado desde já...

 

Com os melhores cumprimentos

Miguel Sousa

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 1 month later...
Então pessoal?! Ninguém responde? ::D:

 

 

Boas Miguel Sousa

 

Em primeiro lugar seria importante saber qual o objectivo do livro.

Para desenvolver conhecimentos mais profundos e detalhados possivelmente so recorrendo a literatura em lingua inglesa.

Para principiantes, em 2002 eu comprei este livro "O Aquário marinho e as Rochas Vivas - Sérgio Gomes" que recomendo.

Nesta pagina electronica podes ver alguma informacao

 

http://www.aquabase.com.br/2008/avaliacao3...?id_noticia=166

«Autor: Sérgio Gomes

256 páginas

Encadernação Brochura

Preço médio: 35,00 (SP)

Considerado o manual do aquário de rochas vivas.

Maior Best Seller de aquarismo marinho do Brasil.

Com 256 páginas, muita informação de qualidade numa linguagem fácil e divertida.

Recomendado pela equipe Aquabase.»

 

Valor em moeda brasileira.

Nao foi escrito por nenhum "cientista" nem tecnico mas sim por alguem com muita experiencia e anos de observacao pelo que nao ha linguagem muito tecnica e esta escrito de uma forma que a dado momento, quando nos empenhamos mais na leitura, ate parece que ele esta ali na nossa frente a falar conosco.

Comprei o meu numa loja de aquariofilia perto da manutencao militar, em Coimbra (penso que se chama Aquarios Shalom ou algo assim). Passados seis anos, nao me lembro do preco mas nao foi barato.

Parece-me o indicado para quem ainda nao comecou ou para quem se esta a iniciar e escrito em Portugues (do Brasil o que pode ser um problema aqui e ali como por exemplo falar em "pagurus" que penso ser "ermitas").

 

Quanto a comprar fora de Portugal podes ir a um qualquer país e trazer na bagagem, de preferencia já um pouco amarrotado que ninguem ira dizer nada.

Nao vamos estar aqui a discutir a aprofundar a questao do IVA por nao ser o local apropriado e nao ter qualquer interesse para os membros deste Forum mas vamos apenas reter que ha alguma discussao sobre se o IVA deve ser tributado na Origem ou no Destino mas o que vigor é a tributação no Destino.

Assim sendo, o correcto sera, se eu for a qualquer país comunitário, eu apresentar o meu numero de contribuinte antecedido pelo prefixo "PT" e assim comprar sem IVA (so com este codigo de VAT-Registration o comerciante podera fazer a venda sem IVA/VAT caso contrario podera ter problemas com a Administrcao Fiscal do seu país). Como o livro se destina a ser "consumido" em Portugal, chegando a Portugal devo-me apresentar a Alfandega e pagar o respectivo IVA a taxa de tributacao em Portugal que neste caso dos livros seria 5%.

E nao, nao adianta tentarem indicar o PT-???.???.??? para comprarem sem IVA e nao declarar cá porque ele sera obrigado a comunicar as transacoes intra-comunitarias e a fornecer esse codigo que depois sera comunicado a Adminsitracao Fiscal portuguesa que ira proceder a tributacao acrescida de coimas e juros. Podem tentar indicar um Numero de Identificacao Fiscal diferente do vosso mas sera da responsabilidade do expedidor confirmar antes de enviar e se estiver errado porque nao foi confirmado (se ele aceitar a vossa falsa indicacao) a responsabilidade passara a ser dele. Penso que as Administracoes Fiscais dos países comunitáriso utilizam um sistrema comum chamado VIES para este tipo de controlo.

No caso dos livros, estamos a falar de uma taxa de 5% e nao me parece que noutros países possa ser inferior mas em equipamentos podemos ter e tendencia para deixar vir com o IVA de la (muitas vezes inferior nao nosso) e nao dizer nada a ninguem. Claro que, penso eu, a administracao Fiscal pode obrigar-nos a pagar o IVA de Portugal e ficamos com o direito a pedir o reembolso a Administracao Fiscal do paíse de Origem o que envolve alguma papelada e meses de espera. Mas em principio, salvo raras excepcoes de grandes compras ou continuadas e duvidas, a Administracao Fiscal portuguesa nao ira fazer isso.

Sera preferivel, sempre que possível, comprar em enderecos electronicos ("sites") de Inglaterra ou outros países comunitários para evitar as questoes aduaneiras mas atencao que já ouvi falar de compras a empresas de Inglaterra mas com envios de países asiaticos o que tera implicacoes aduaneiras.

Quanto a importacoes de paises terceiros (nome vulgarmente atribuido aos países de fora da comunidade) havera lugar a tributacao de acordo com a PAC (Pauta Aduaneira Comunitária) onde estara um codigo que corresponde ao livro (ou qulquer outra mercadoria, a PAC cobre tudo mas mesmo tudo...) e indica a taxa e eventuais procedimentos especificos. Nessa PAC esta determinado o TPT 100 (Taxa normal para Paises Terceiros), o TPT 200 (países com acordos preferenciais) e havia o TPT 300 para paises europeus em fase de candidatura/adesao mas penso que ja nao se aplicara. Neste ultimo caso seria necessario apresentar o Eur1 para atestar a Origem e no TPT 200 tera que apresentar o FORM "A" para atestar a Origem e ter direito a taxa preferencia.

O TPT 100 (taxa normal sem reducoes) aplica-se sempre a países como os EUA, Canada, Japao e poucos mais e sempre que vindo de outros países nao tenha o Form"A" para ter direito a taxa preferencial que resulta de acordos entre a Comunidade e esses países.

Mas hoje em dia, com a Globalizacao e os muitos acordos comerciais existentes, muitas das TPT 100 ja sao taxa zero. No caso dos livros e nomeadamente documentacao tecnica para aquariofilia a taxa TPT 100 sera zero pelo que nao carece de qualquer Form"A" se vier por exemplo do Brasil. Venha de onde vier, será sempre zero. Fica por resolver a questao do IVA que tera de ser sempre aplicada.

E aqui comeca o problema. Se vier na bagagem de viajante, podemos tentar o corredor verde ("nada a declarar") e se nao formos chamados a mostrar a bagagem fica por isso mesmo. Se formois chamados a abrir a bagagem mas nao vier com aspecto de novo podemos argumentar que ja foi de ca para fora como leitura durante a viagem. O correcto sera chegar ao aeroporto e ao passarmos na alfandega pedirmos para fazer uma "Declaracao Sumaria" e pagar as respectivas taxas e demais direitos que basicamente sera o IVA. Sejam livros, equipamento (aqui ja podera haver lugar ao pagamento de direitos aduaneiros dependendo do codigo pautal atribuido), corais (cuidado com a Convencao de Washington, vulgo "CITES") ou qualquer outra mercadoria (cuidado com as mercadorias sujeitas as restricoes ou medidas "anti-dumpping" que em principio nao se aplicam a nada do que usamos em aquariofilia).

 

E o que acontece com os livros de paises tereceiros e porque uns pagam IVA e outros nao?

Sinceramente? Nao sei...

Teria que perguntar a alguem que trabalha na Alfandega e especificamente nas "encomendas postais" do aeroporto. O que eu penso que acontece sera que atendendo ao peso e volume, uns passam como encomenda postal e "safam-se" e outros vao para as mercadorias a aguardar atribuicao de um destino aduaneiro e neste caso sera necessario proceder ao desalfandegamento o que alem da tributacao em IVA ainda podera ficar sujeito a pagamento do serviço por parte de um Despachante Oficial. Como os CTT tratam de tudo, nem damos por isso...

Nao me parece que seja muito importante mas se alguem fizer questao, eu posso ir saber como se processa.

 

No fundo importa saber que se vier de um país comunitario, em principio pode vir sem IVA (para isso temos que indicar o nosso numero de contribuinte a acrescentar-lhe o prefixo "PT" pelo que passara a ser o VAT Registration Number) e ser o IVA pago ca ou vir com IVA do pais de Destino e podera ficar por isso mesmo...

Quanto a importacoes de livros de paises nao comunitarios, os direitos aduaneiros penso que sao zero (TPT 100 será zero) independentemente do país de Origem mas sera sempre sujeito a IVA. Mas... alguns conseguem chegar ate nós como "correspondencia postal" e conseguem fugir à tributacao, outros são "apanhados" e tributados e na pior das hipoteses podem ainda ser sujeitos ao procedimento de desalfandegamento envolvendo um Despachante Oficial que só em impressos e serviço irá cobrar o valor de 3 ou 4 livros iguais em livrarias portuguesas.

Em principio, os CTT conseguem evitar esta ultima situacao e sera tudo tratado por eles sem este agravamento, apenas estou a falar nisso porque me foi dito por uma funcionaria da FCTUC que tal aconteceu e o Professor ficou escandalizado como preco final a que o livro lhe chegou o que demonstra que pode acontecer.

 

Espero ter sido claro. Se for preciso clarificar alguma questao poderei tentar e se nao souber ir-me informar sobre isso.

Cumprimentos

Rolim

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites

  • 8 years later...