No name yet - Tutorial - PALUDÁRIOS, TERRÁRIOS E AQUA-TERRÁRIOS - Aquariofilia.Net Jump to content

Recommended Posts

 

1 - Nome do Aquário

 

2 - Data da montagem

 

3 - Dimensões do aquário 

3.1 - Volumes bruto e útil

30*30*30 - Vidro extra claro - 27 brutos / 70 úteis. 

 

4 - Equipamentos Instalados

 

4.1 - Filtro

 

4.2 - Termoestato 

Termóstato 50W??? 

 

4.3 - Iluminação/Foto-período

2 lâmpadas led's 

 

(Fotoperiodo de 10h) 

 

4.4 - Sistema de CO2???? 

 

Garafa co2 com extintor 2kg

 

Redutor de 2 Manómetros com válvula de ajuste fino integrada, aquaristik

 

Válvula solenóide

 

4.5 - Outro equipamentos adicionais

5 - Substratos & decorações

5.1 - Substrato fértil

Neo Plant Soil 

5.3 - Decorações 

7 kgs de rocha apanhada na natureza 

6 - Fertilização

 

Aquaforest, AF macro 

Aquaforest, AF micro

 

7 - Fauna 

 

8 - Plantas

8.1 - Quantidade e espécie 

Plantas a utilizar, espero aproveitar algumas que tenho:

Emersas

Gynura procumbens

Selaginella 

Sagina

Crassula Hottentot

Peperomia

Cryptanthus 

Aeonium Arboreum

Sedium

Tillandsia Ionantha Red 

 

Submersas

Micrantemun Monte carlo

Bucephalandra lamandau mini red

Bucephalandra wavy green 

 

9 – Observações

 

9.1 - Parâmetros da água:

Ph - 

Gh -  

Kh - 

NO2 -

NO3 - 

NH3/NH4 -

Temperatura - 

 

9.2 - Frequência das TPA's

 

9.3 - Alimentação 

Ocean Nutrition Comunity Formula 

 

9 - Notas

 

10 - Fotos


 

Boas, durante um pouco antes do confinamento aí para Fevereiro começei com ideias de montar um paludário, depois de me inspirar numas imagens que uma aquascaper tinha postado no Facebook. Então puz mãos à obra, tinha aqui um cubo 30x30x30 parado, e em vez de o vender, resolvi utilizá-lo. A ideia passava por obter o mais espaço possível dentro cubo para colocar uns peixinhos, ainda não pensei quais, logo se vê. Depende se vou utilizar termostato ou não, mas tenho espaço disponível para isso, é uma questão a pensar. 

Por agora é tudo. Depois acrescento  mais fotos. 

arte do material utilizado

IMG_20200628_195624.jpg

IMG_20200628_212718.jpg

IMG_20200523_180021.jpgIMG_20200523_180027.jpg

IMG_20200523_180037.jpg

IMG_20200523_180714.jpg

 

Foto da bomba

IMG_20200719_220921.jpg

Filtragem esponja, lã filtrante 

IMG_20200719_220952.jpg

 

 

IMG_20200620_215133.jpg

 

20200628152903.jpg

IMG_20200620_215148.jpg

IMG_20200620_215133.jpg

IMG_20200620_220121.jpg

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Belo projecto @Vera Santos. Também há muito  tempo  que ando interessado em montar um paludarium, a ver se aprendo aqui com a tua experiência.  

Não tens fotos da montagem do layout? 

Isso tem um circuito de água até ao topo?

Que plantas vais usar dentro e fora de água?

Link to post
Share on other sites
há 6 horas, Tozé Nunes disse:

Belo projecto @Vera Santos. Também há muito  tempo  que ando interessado em montar um paludarium, a ver se aprendo aqui com a tua experiência.  

Não tens fotos da montagem do layout? 

Isso tem um circuito de água até ao topo?

Que plantas vais usar dentro e fora de água?

Boas, tenho algumas fotos e 1 ou 2 vídeos de teste da queda de água, mas estão no PC, daí não ter postado. 

Tem um circuito de água quase até ao topo, abaixo das suculentas está a cascata. 

Quantos às plantas actualizei o post acima. 

Passo a colocar agora casa uma das terrestres, também para me orientar como devo regá-las que isto de conhecimentos sobre elas ainda vai confuso. 

Tillandsia Ionantha Red 

A tillandsia ionantha, em geral, é uma das espécies mais comuns dentro da família das Tillandsia epífitas, ou seja, vive em simbiose sobre outras plantas sem delas retirar nutrientes.

Por causa de sua forma pequena e compacta, é muito fácil de usar em arranjos florais e buquês.

A cor vermelha desta ionantha é altamente decorativa e bonita para combinar e usar para fins decorativos, embora esta cor possa variar ao longo do ano, dependendo do local onde se encontre e da exposição solar. É uma combinação perfeita com um de nossos Himmelis por exemplo.

Esta espécie de planta aérea em particular é nativa da América Central e do Sul.

Cuidados a ter com a Ionantha Red

As plantas aéreas requerem que se borrife com água cerca de 2 a 3 vezes por semana ou então, podem ser imersas em água, uma vez por semana até 1 hora.

Após a imersão deve sacudir a planta para retirar o excesso de água e verificar se esta não ficou com água acumulada no centro.

Certifique-se também de que a base da planta está completamente seca antes de a colocar de volta ao local, pois caso não esteja pode causar podridão e/ou danos com a consequente morte da planta.

Quanto mais quente o clima em que vive, maior deve ser a frequência de rega necessária.

Lembre-se!
› As tillandsias são plantas aéreas;
› Não as plante na terra;
› Não deixe as suas tillandsias demasiado húmidas/molhadas por mais de 4 horas.

 

Gynura procumbens

Com pelinhos roxos espalhados por toda sua estrutura e toque aveludado, a gynura, também conhecida como veludo-roxo, é uma trepadeira com flores e frutos semelhantes ao dente-de-leão.

Sensível às condições climáticas, tem a habilidade de capturar por meio de sua pilosidade a umidade do ar quando necessário, o que faz dela uma espécie resistente em climas amenos. As folhas maiores e maduras são mais esverdeadas, enquanto as menores trazem um roxo intenso e cheio de vida para a decoração.

Natural da Ásia, tem crescimento rápido e se multiplica facilmente por estacas, assim como o cipó-uva, que já foi tema por aqui. O período ideal para fazer novas mudas é no verão, época em que seu metabolismo está mais acelerado.

 

Se você tem animais em casa, fique tranquilo: essa espécie não oferece risco aos pets. Para conhecer outras plantas que podem conviver em harmonia com eles, acesse nossa matéria especial sobre o tema.

 

Rega: regue frequentemente, uma a duas vezes por semana. Em períodos mais quentes, intensifique para três. No inverno, reduza essa quantidade para que a raiz não apodreça. Independentemente da estação, sempre evite molhar as folhas: isso pode deixá-las com pontos marrons.

 

Iluminação: gosta de ambientes à meia-sombra ou de luz difusa, mas bem iluminados.

 

Outros nomes populares: gynura; ginura; planta-veludo; paixão-roxa;

Problemas comuns: caso sua gynura comece a perder o tom roxo das folhas, fique atento e mude-a para um lugar mais próximo da janela, mas protegido do sol direto.

Como usar: pode ser usada como pendente em cachepôs suspensos ou hangers. 

Os cuidados variam de acordo com o ambiente, a espécie, disponibilidade de luz, umidade do espaço, temperatura e recipiente onde a planta está acondicionada. As indicações acima devem servir para orientar um primeiro contato, não são uma fórmula definitiva. Fique sempre atento às respostas da sua planta.

 

Sagine: uma grama macia como musgo.

Seja verde ou dourada, a sagina (sagina) é uma pequena planta perene que em lugares sombreados substituirá a grama. Siga estas dicas para semear, plantar, cultivar e manter.

Família Caryophyllaceae

O gênero Sagina inclui cerca de trinta espécies. Essas plantas herbáceas, perenes ou anuais, geralmente crescem em todo o hemisfério norte. Na sua maioria de tamanho pequeno, com hábito de espalhar e radicantes (emite raízes ao espalhar), têm folhas inteiras, lineares, opostas no caule. 

Flores solitárias, muito pequenas, brancas ou verdes desde a primavera até o início do verão, dependendo das condições climáticas da região. 

Os jardineiros praticamente só cultivam plantas perenes, que são usadas para gramados de baixo crescimento que florescem no verão ou para criar um jardim de pedras.

Sagina subulata - Spergula pilifera - subulate sagina:

É o mais cultivado. Pode ser encontrada em seu estado natural nas montanhas da Córsega e da Sardenha. Ela floresce em julho-agosto, muitas flores pequenas e solitárias no final de pedúnculos pequenos de 2 a 6 mm de altura. Suas folhas terminam em um fio de cabelo. 

Sagina subulata Aurea:

Esta variedade assemelha-se à espécie-tipo, mas apresenta folhas amarelo-ouro, resultando numa relva original que pode ser plantada em contraste com a anterior.

Sagine procumbens:

Espécie comumente encontrada em áreas frias da França, perto de Sagina subulata, as flores são um pouco maiores.

Sagine boydii:

É uma espécie anã de desenvolvimento lento que é particularmente adequada para jardins de pedras ou jardins de contêineres em miniatura.

Cultivo orgânico e manutenção:

Eles preferem solo fresco e bem drenado, rico em matéria orgânica. Planeje um local com sombra parcial.

Essas plantas cobrem o solo muito bem, mas os tapetes musgosos que formam são relativamente frágeis e não toleram o pisoteio.

Mesmo que sejam resistentes, podem ser danificados por geadas muito intensas no inverno ou na primavera.

Eles não suportam a seca.

Subulate sagina é cultivada principalmente como uma planta de cobertura do solo, onde a grama cresceria mal como partes de jardim à sombra.

As saginas são adequadas para preencher as lacunas entre as lajes e nos jardins ornamentais.

Plantando saginas:

O solo deve ser cuidadosamente preparado e, acima de tudo, limpo de ervas daninhas perenes.

O solo deve ser enriquecido com um bom composto maduro.

Antes de plantar, pratique uma semeadura falsa. Em seguida, instale as mudas de sagina com espaçamento de cerca de 15 cm em todas as direções.


Divisão de tufos:

eles são facilmente propagados vegetativamente, pela divisão dos tufos na primavera. Os pequenos pratos de Sagine vendidos em centros de jardinagem também podem ser divididos.

Semeando sagina:

A semeadura é delicada, é praticada na primavera.

A mistura terrosa deve ser leve e perfeitamente drenada. Semeie levemente para evitar amortecimento.

A melhor solução é semear sua sagina em um canteiro de peixinhos.


 
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
IMG_20201023_140627.jpg

Tradescantia zebrina

DSC2190-copiar-copia_1024x1024.jpg?v=157 

Com sua cabeleira descendo pelos cachepôs ou cobrindo cada área dos jardins, essa selvvva do dia é uma das generosas da natureza. Plante um pedacinho e, quando você se der conta, ela terá colorido todo o espaço.

Dentro e fora de casa, é resistente, versátil e surpreende com seu crescimento acelerado. Tanta vontade de ocupar e transformar cada cantinho faz dela uma devoradora de nutrientes, que se multiplica volumosa à medida que recebe carinho e muito adubo.

Usada nos jardins por Burle Marx para criar desenhos cheios de vida, é um coringa para levar o verde aos lugares menos favorecidos pelo sol, onde a grama não sobreviveria. Zebrina, roxo ou branco, conheça os segredos do lambari.

DSC2200-copiar_1024x1024.jpg?v=157506289

DSC2356_1024x1024.jpg?v=1575062946

DSC2381_629fc5a4-ce10-43fa-bb67-38dad62e

Rega: 2 a 3 x por semana. Dê preferência à mistura de terra e areia para manter o solo drenado, sempre úmido, e evitar as condições favoráveis ao surgimento de pragas ou apodrecimentos das raízes.

Iluminação: meia-sombra. O lambari de folhas roxas é capaz de se adaptar ao sol pleno, mas vá devagar. Exponha-o gradativamente, mais e mais a cada semana. Durante esse processo, chamado de rustificação, algumas folhas provavelmente vão se queimar, mas persista e logo as novas nascerão adaptadas. Se preferir deixá-lo na luz difusa, lembre-se de oferecer um pouco da luz do sol, para que mantenha seu tom roxo e não estiole. 

Se o seu lambari é prateado, ele adora ficar dentro de casa, em um cantinho com a luz filtrada por uma cortina. Para vê-lo feliz, dê algumas horas de sol, evitando a exposição entre as 12h e as 16h.

SELVVVA0166_7bd1a059-6645-469e-819e-06e3
SELVVVA0277_1024x1024.jpg?v=1575062538
 
DSC2376_1024x1024.jpg?v=1575063367
DSC2216-copiar_1024x1024.jpg?v=157506334


Outros nomes populares: Lambari-roxo, judeu-errante, trapoeraba-roxa.

Problemas comuns: Um lambari com pouco volume demonstra que há algo de errado. Capriche no adubo, especialmente se a folhagem mais antiga, perto da raiz, estiver secando e caindo, o que também pode indicar que ela está precisando de água. Estar com a rega e os nutrientes em dia é essencial. Para ele presentear você com toda a exuberância, seja generoso e adube pelo menos 2 vezes ao mês.

Outro problema comum surge pela falta de luz. Fique de olho em cada sinal. Folhas jovens esverdeadas, mais claras, e caules compridos com folhagem espaçada te dão pistas sobre o estiolamento, processo em que as plantas se estiram em busca de iluminação e acabam fragilizadas ao gastar tanta energia para esse crescimento desesperado.

Preste atenção nas cores. O tom roxo e vivo é produzido a partir da fotossíntese e indica que ele está conseguindo a luz de que necessita.

SELVVVA0159__giselleRampazzo_ed50eb66-ff

SELVVVA0171_copia_90b69908-9fd2-4ca1-b8a

Como usar: como pendente, exibindo sua cabeleira ou formando um tapete cheio de cores como forração nos jardins.

 

Ficus Pumila (era para utilizar mas é tóxica para cães e gatos, portanto desisti, mas fica na mesma a informação) 

IMG_20201023_134659.jpg

O figo rasteiro também é conhecido como figo trepadeira, principalmente cultivado ao ar livre como trepadeira. No entanto, o ficus pumila também é cultivado como planta ornamental , com sucesso dentro de casa.

Descrição

A figueira rasteira é uma espécie de trepadeira perene que você pode ter visto subindo pelas paredes de grandes mansões ou em uma casa pitoresca no campo. Em ambientes internos, é melhor cultivá-los em uma cesta suspensa ou receber algo para prender e escalar.

Existem várias variedades desta espécie de crescimento rápido, como a miminma, variegata e outras que têm folhas variegadas menores do que a pumila totalmente verde.

Como parece e exibindo: As folhas em forma de coração no ficus pumila crescem cerca de 1 polegada de comprimento e ao longo de uma haste de madeira dura. Você pode mantê-los bem pequenos em um vaso de tamanho normal, em uma cesta pendurada ou em um recipiente maior, onde os caules e as folhas podem ficar pendurados nas laterais. Se quiser ser mais criativo, você pode permitir que escalem um pedaço de musgo ou fornecer uma estrutura caseira que eles possam escalar.

 

Nível de cuidado: O F. pumila é muito fácil de cultivar e manter (se houver alguma coisa, é difícil impedi-lo de crescer), mas precisa ser podado para mantê-lo em um tamanho adequado para o local onde reside dentro de casa. A boa notícia é que você pode podá-los o quanto quiser, o que é melhor feito na primavera.

Origem: Ásia leste.

Nomes: Figo rastejante ou escalando (comum). - Ficus pumila, [syn.] Ficus repens (botânico / científico).

Crescimento máximo (aprox): Sem propagação máxima e apenas alguns centímetros de altura.

Venenoso para animais de estimação: Tóxico para cães e gatos.

Um tipo variegado (ficus sunny fig) crescendo em um recipiente ao ar livre; rastejando na parede.

Temperatura: A pumila é uma planta resistente e cresce bem em temperaturas de 13 a 24 ° C (pode ser mais alta ou mais baixa e sobreviver).

Luz: Evite a luz solar direta e forneça um ambiente bem iluminado. Também tolera condições de baixa iluminação.

Rega: Quando você regar a planta, regue-a bem até que a água vaze pelo fundo (durante a primavera e o verão) do recipiente e deixe o solo ficar ligeiramente úmido. Depois de regar bem a planta, remova o excesso de água da bandeja sob o recipiente para evitar o apodrecimento das raízes. Durante o inverno regue muito menos sem encharcar o solo.

Solo: A maioria das misturas de solo para vasos bem drenadas e aeradas são suficientes.

Re-potting: O figo rastejante gosta de ser amarrado a um vaso até certo ponto. No entanto, ele gosta de espalhar suas raízes da mesma forma que faz ao ar livre e em seu habitat natural, então é melhor reenvasá-lo a cada dois anos e cortar as raízes que estão fora da seção principal da raiz. Se você está aumentando o tamanho do vaso e quer que a planta cresça mais, não precisa cortar as raízes. O corte das raízes deve ser feito durante a primavera, quando a poda é feita.

Fertilizante: Diluir um fertilizante líquido e alimentar uma vez por mês durante a primavera e o verão.

Umidade: A umidade normal da sala está boa.

Propagação: Estes são facilmente propagados retirando estacas do caule e ao reenvasá-las.

Poda: Como mencionado acima, eles podem ser podados o quanto você quiser durante a primavera, o que mantém a planta com uma boa aparência. Você pode facilmente cortar um terço da planta. Veja re-envasamento sobre as raízes.

 

Link to post
Share on other sites

PHALAENOPSIS 'LITTLE LADY'

 

IMG_20201023_154729.jpg

Esta forma anã pode florescer várias vezes por ano, com as flores durando meses de cada vez, se mantidas em um ambiente fresco e sem geada. Tivemos um em flor desde setembro passado até a primavera.

 

GÊNERO

Phalaenopsis

GRUPO / ESPÉCIE

Little Lady Series

VARIEDADE

Soft Cloud

TIPO

Perene de concurso

NOME COMUM

Orquídea mariposa anã

Interior

LOCAL

Part Shade

UMIDADE

Bem drenado

ALTURA

15 cm (6 pol.)

ESPAÇAMENTO

10cm 

SEMEANDO, SEMENTES, PLANTANDO

Um ponto interno leve, mas sem luz solar direta. Temperatura ambiente em torno de 18-24 ° C.

DICAS DE CUIDADOS

Mergulhe em água morna por 10 minutos todas as semanas. Deixe vazar depois. A orquídea Phalaenopsis pode florescer várias vezes ao ano. Quando a planta terminar de florescer, corte o caule da flor acima do segundo ou terceiro olho. Um novo talo de flor pode emergir disso. A planta também estabelece um caule de flor sob cada nova folha. Se uma planta produz folhas novas, mas não deseja florescer, pare de dar fertilizante à planta. Coloque-o em um espaço um pouco mais fresco, onde esteja entre 15 e 18 ° C. Se você ver o novo caule da flor, coloque a planta de volta em um local mais quente. Quando a planta começa a florescer novamente, as flores são brancas.IMG_20201023_140012.jpg

Origem

A orquídea borboleta (Phalaenopsis) é originária das florestas tropicais da Índia, Malásia e Austrália. Lá ela cresce, geralmente como epífita, em altitudes entre 200 e 400 metros.

 

Características

Deve o seu nome à sua inflorescência, a sua flor assemelha-se a uma borboleta voadora. A Phalaenopsis floresce por muito tempo, uma flor pode durar até 3 meses. Em comparação com outras espécies de orquídeas, a orquídea borboleta é uma planta relativamente fácil e mais adequada como 'sua primeira orquídea'. 

 

Cuidados

Após a floração, corte o caule brevemente no terceiro olho para garantir que o caule possa brotar novamente. Em seguida, leva outros 8 a 12 meses antes que uma nova flor possa florescer. Uma orquídea gosta de calor, umidade entre 50 e 70% e não precisa de muita água, só rega quando o solo está quase seco, acrescente imediatamente um pouco de alimento para orquídea com a água. Coloque sua orquídea em um ponto claro, mas não sob a luz solar direta.

IMG_20201023_154722.jpg

 

 

Aeonium-arbórea-púrpura, pinya-groga, árvore-abacaxi, bejeque-arboreo, rosa negra, beleza negra. 

IMG_20201023_170343.jpg

Esta espécie precisa uma mistura de solo bem drenado, composta com areia. Regas com pouca frequência, podendo secar completamente entre uma e outra. Nos meses de inverno, restrinja a água a cerca de uma vez por mês, ou somente o suficiente para impedir que a folhagem se encolha. Posicione-a em um local protegido do sol direto, entretanto a luz brilhante aprimora os ricos tons dos Aeoniuns mais escuros. As plantas tendem a adormecer no verão e às vezes parecem um pouco cansadas, mas elas se animam novamente no outono. Precisa de proteção contra fortes geadas de inverno (resistente a -2 ° C ou um pouco menos por curtos períodos).

O Aeonium arboreum é facilmente propagado por estacas na primavera. Quando o caule torna-se alto, basta cortar a roseta topo com um pedaço de caule e plantá-la. Hora de fazer as mudas: de outubro a janeiro. Não precisa de adubos nem podas.

Seu nome genérico do latim aeonium, foi aplicado por Dioscórides a uma planta crassa, provavelmente derivado do grego aionion, que significa “sempre viva” e arboreum é um epíteto que procede do latim arboreus, que significa “com forma de árvore”, aludindo ao tamanho da planta, maior que o das outras espécies do género.

É uma planta ideal para ser cultivada em vasos ou em jardins com pedras, junto a cactos e outras suculentas.

Sinônimos estrangeiros: black tree aeonium, black beauty, black rose, Purple rose tree, purple rose, (em inglês); garchosilla, piñuela, puntera, cabeza negra, siempreviva, siempreviva arbórea, siempreviva arbórea, siempreviva mayor, yerba callera, yerba puntera, (em espanhol).

Família: Crassulaceae.

Características: Arbusto suculento.

Porte: 1,20 m.

Fenologia: Verão.

Cor da flor: Amarelo claro.

Cor da folhagem: matizes diversos.

Origem: Ilhas Canárias e costa atlântica de Marrocos .

Clima: temperado/subtropical/ tropical.

Luminosidade: sol pleno, meia sombra.

 

O adubo mais indicado é 50 gramas de farinha de ossos para cada Aeonium, a cada 6 meses, também pode usar o fertilizante Forth Cactos, na dosagem de 5 ml por litro de água, regando o solo do vaso na parte da manhã, com a frequência recomendada pelo fabricante. 

Aplique diretamente no solo, revolvendo em seguida até uma profundidade de 5 centímetros e regue moderadamente a seguir.

A maior parte dos aeoniums desenvolve bem sem fertilizantes e o excesso deles pode levar a um crescimento fraco e descoloração em plantas sadias. A exceção é para os aeoniums cultivados em vasos ou jardineiras, que podem esgotar rapidamente os nutrientes do solo. Use fertilizantes de liberação lenta, como o Forth Cote 14-14-14 ou o Forth Cactos, também muito indicado para que seu Aeonium solte mais folhas.

 

 

Link to post
Share on other sites

IMG_20201023_163705.jpg

Sagina subulata é uma espécie de Sagina da família Caryophyllaceae, nativa da zona temperada da Europa, difundida na Irlanda, Inglaterra e principalmente na Escócia. Está presente em todo o território espontâneo e do sul da Itália em quase todas as regiões nos solos arenosos ou pedregosos, nos prados, nas clareiras, ao longo dos caminhos montanhosos e montanhosos, até 2200 metros acima do nível do mar.

A Sagina subulata é uma cobertura do solo com Bush ovicum e uma planta que se ramifica na base forma um denso aglomerado de folhas. Caractere crescente rápido, forma uma forma espessa com rastejamento prístino, com uma altura de 10 cm.

São estriadas, finas, com 3-5 cm de altura com folhas semelhantes a musgo e pequenas flores brancas globulares que florescem no verão.

As folhas, finas e semelhantes às do musgo, têm a forma de um gorgulho curvo, dormem cerca de 1 cm de comprimento e são verdes brilhantes.

Folhas de sagina

As flores, portadas por hastes eretas pendendo sobre as folhas, são pequenas com corola composta por 5 pétalas brancas ovais do mesmo comprimento que as sépalas verdes.

sementes do sono lisas, marrons, de formato triangular, 0,4-0,5 mm, produzidas em cápsulas de 2,5-3 mm de comprimento.

Os frutos são pequenas cápsulas de 2,5-3 mm de comprimento e contém numerosos números.

As sementes são triangulares em forma, dormem de cor marrom lisa e medem 0,4-0,5 mm. Eles estão espalhados no solo quando as cápsulas amadurecem. Eu não coletei, armazenei e não usei para plantar.

Floração

Sagina subulata floresce na propriedade, de junho a agosto.

Sagina subulata - cultivo

Cultivo de Sagina subulata

Exposição

É uma planta de cobertura do solo que prefere a exposição parcial à sombra. Quando cultivada a pleno sol, tende a perder sua beleza natural. Ele não suporta o calor do verão enquanto é muito resistente ao frio intenso e pode sobreviver até mesmo abaixo de -15 ° C. Nas regiões do sul, você prefere uma plantação à sombra ou mesmo à sombra.

Terra

Mesmo que se adapte a qualquer tipo de solo, prefere solos soltos, arenosos ou pedregosos, desde que bem drenados.

Rega

É uma planta que adora solos húmidos, por isso necessita de irrigação regular e frequente principalmente nos períodos de seca prolongada e no verão, mas tendo o cuidado de não encharcar o solo para evitar que a estagnação da água conduza ao apodrecimento das raízes. Alternativamente, você também pode usar um fertilizante granulado balanceado de liberação lenta em uma dose ligeiramente menor do que a indicada na embalagem do fabricante.

Fertilização

Antes do plantio da Sagina, o solo deve ser enriquecido com nutrientes através da administração de esterco bem maduro ou húmus de minhoca, misturado com solo bem trabalhado até 30 cm de profundidade. Alternativamente, uma vez por ano na primavera, um fertilizante granulado de liberação lenta também pode ser administrado no solo usando um fertilizante 5-10-10 ou um fertilizante 5-10-5, em quantidades de 2 a 4 quilos para cada 100 metros quadrados de jardim.

Multiplicação de Sagina subulata

Na natureza, a planta se reproduz por sementes na primavera e facilmente por via vegetativa ou agâmica por divisão dos tufos no outono.

Multiplicação por semente

A semeadura ocorre em canteiros protegidos no outono ou diretamente na primavera, em abril. Para melhores resultados, antes da semeadura, o solo deve ser bem trabalhado, enriquecido com nutrientes e misturado com uma boa dose de areia para aumentar a drenagem. As plantas obtidas a partir da semeadura em canteiros devem ser transplantadas para o jardim na primavera seguinte.

Propagação por divisão de tufos

É uma técnica de propagação fácil e bem-sucedida que também é praticada na primavera ou no outono.

A cada 2-3 anos, novas plantas podem ser obtidas dos tufos mais fortes e vigorosos. Os tufos são extraídos do solo, divididos em várias porções com raízes bem formadas e imediatamente replantados em outra área do jardim. Em muito pouco tempo, as plantas divididas graças à emissão de novos estolões, brotos finos e enraizados, se espalharão formando um tapete macio. 

É plantada em solo bem trabalhado e sobretudo bem drenado com uma média de 9 a 10 plantas por metro quadrado, pois é uma erva que se espalha rapidamente, cobrindo todo o terreno disponível.

Emparelhamentos

Sagina subulata também pode ser cultivada como planta ornamental em canteiros de flores mistos, juntamente com outras espécies de plantas que tenham as mesmas necessidades de cultivo, tais como: Bergenia, Ferns, Primula ou Ajuga.

Poda

Sagina subulata não precisa de corte ou poda, mas no final do inverno é recomendado remover caules e flores murchas, folhas secas usando tesouras de jardim bem afiadas e desinfetadas com água sanitária.

Parasitas e doenças de Sagina subulata

Ele teme ataques de pulgões e ácaros vermelhos. Mudas mais novas são estragadas por caracóis e caracóis. Danos graves são registrados na presença de lagartas ou larvas de mariposa que atacam os caules das folhas e causam a morte da planta.

Curas e tratamentos

Caracóis e lagartas devem ser removidos manualmente, enquanto infestações parasitárias devem ser contrastadas com o uso de pesticidas específicos. As ervas daninhas devem ser removidas manualmente à medida que brotam entre os arbustos densos.

Variedade de sagina

Além de Sagina subulata var. subulata com sépalas glandulares cabeludas e Sagina subulata var. glabrata Gillot com sépalas sem pelos, existem outras espécies muito populares sempre como cobertura do solo. a última é freqüentemente uma erva daninha de gramado e foi confundida com as espécies mediterrâneas relacionadas.

Sagina Pilifera

Também conhecida como Spergula pilifera, é uma espécie herbácea rústica, nativa e endêmica das áreas montanhosas rochosas da Córsega e da Sardenha, onde cresce até mais de 2.000 metros acima do nível do mar. É uma espécie muito rústica com hábito prostrado que atinge uma altura de 2 a 8 centímetros. Durante o período de floração produz flores brancas com 1 cm de diâmetro. Prefere sol pleno, mesmo que sofra com os raios solares nas horas mais quentes. Ele teme a estagnação da água.

Usos

Sagina subulata é conhecida por seu alto valor ornamental, é cultivada para criar gramados floridos resistentes aos pés em jardins particulares, parques públicos, rotatórias urbanas e até mesmo em cemitérios. Também é amplamente utilizado em superfícies mais restritas, como nas juntas do gnaisse, nas fendas de um pavimento ou para cobrir pequenas porções de terreno no jardim de pedras. Devido ao seu alto valor ornamental, também é utilizado para estofar a base do bonsai.

Na Inglaterra, a planta é chamada com nomes diferentes: erva-da-pérola da Córsega, erva-da-pérola de Heath, musgo-da-Irlanda, erva-da-pérola da folha do furador.

Crassula rupestres

IMG_20201023_171831.jpg

Nome botânico: Crassula rupestres subsp. commutata L.

Nome popular: crassula rupestris

Angiospermae – Família Crassulacae

Origem: Sul da África

Descrição

Planta herbácea perene, suculenta de altura entre 15 e 25 cm.

Na região de origem são encontrados exemplares de até 1,0 m.

Suas folhas são dispostas em roseta, carnudas, triangulares, de cor verde intenso na borda e esbranquiçadas no meio.

Também encontramos outras plantas com este nome, entre elas citamos uma com as bordas das folhas com filete rosado (Crassula rupestres subsp. marnieriana).

Com a idade a base da planta torna-se lenhosa.

Produz flores pequenas, rosadas. Pode ser cultivada em todo o país.

Como plantar a Crassula

Embora seja de origem subtropical, é sensível a temperaturas muito baixas.

Isto significa que, em regiões de invernos frios e sujeitos à geada, talvez seja conveniente resguardar a muda em casa de vegetação ou interiores.

A luminosidade para esta planta deverá ser alta, embora o sol direto possa ocasionar queimaduras nas folhas.

Será mais adequado plantar em local onde incida o sol da manhã.

O solo de cultivo deve ser bem drenado, com muita aeração.

O ideal é a mistura em partes iguais de composto orgânico bem particulado com areia grossa de construção e elementos de textura grosseira, como musgo seco triturado.

A adubação é feita na fase de crescimento da muda na primavera.

Recomendamos o uso do granulado NPK formulação 10-10-10, cerca de 1 colher de chá do granulado diluído em 300 ml de água.

Regar bem a muda ao redor do vaso, sem tocar nas folhas.

As regas devem ser cuidadosas e aguardar sempre que o substrato esteja seco antes de molhar de novo.

Muita água deixará as folhas basais transparentes, evidenciando que haverá apodrecimento das raízes e morte da planta em pouco tempo.

Caso note o início do sintoma, o melhor é trocar de vaso com substrato novo ou fazer estacas das partes ainda sadias para propagação.

Como fazer mudas da suculenta Crassula

Para fazer mudas desta suculenta podem ser utilizadas estacas de ramos, colocando sobre um papel toalha até que haja cicatrização da área de corte.

Depois colocar em areia levemente úmida e em local protegido do sol e chuvas.

Após o enraizamento, plantar em vaso proporcional à muda.

A planta produz sementes viáveis, que têm aparência pulverulenta.

Recolher em papel para posterior semeadura em areia fina úmida, colocando em local protegido até a emergência.

Somente manusear as plantinhas quando tiverem de 3 a 5 cm para substrato semelhante ao que foi recomendado para plantio.

Uso decorativo e paisagismo da crassula rupestris

Em paisagismo esta suculenta tem aspecto delicado, podendo ser cultivada em jardins rochosos, em cultivo solitário, formando um tapete uniforme.

Neste caso, usar o espaçamento de 25 cm entre plantas em linhas desencontradas.

Também poderá formar conjuntos com cactáceas e outras suculentas, alternando as alturas das plantas para um visual atraente.

Em vasos individuais poderá usar um recipiente de cor chamativa, como vermelho ou azul profundo para dar destaque à folhagem.

Em conjunto com outras suculentas, recomendamos vasos largos e com profundidade em torno de 30 cm, onde poderá dispor um excelente visual.

Recomendamos o seguinte conjunto: Crassula rupestres (delicada textura), Crassula ovata (de maior porte), Crassula falcata (de inflorescências cor de laranja) e Crassula sarmentosa, de folhas verdes de margens amarelas serrilhadas.

 

 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
 

Selaginella apoda

IMG_20201023_173333.jpg

O género Selaginella, que engloba numerosas plantas, inclui várias espécies cultivadas como plantas de interior pela sua folhagem decorativa. Podem formar pequenas almofadilhas semelhantes a musgo ou apresentar um aspecto extremamente ramificado, com caules eretos ou rastejantes, em cujas arestas se encontram folhas minúsculas, dispostas em quatro fiadas, visíveis em todo o caule até cerca de 1 cm abaixo da sua extremidade. Na extremidade do caule, na axila de folhas férteis, existem esporângios que contêm esporos. Embora não sejam fetos, as selaginelas assemelham-se-lhes por produzirem esporos.

A Selaginela apoda tem caules rastejantes com um comprimento máximo de 10 cm e folhas verde-claras. Esta espécie forma um denso tapete de folhagem semelhante a musgo.

 

CUIDADOS

Luz. As selaginelas dão-se melhor à sombra. Exponha-as a luz média durante todo o ano.

 

Temperatura. As temperaturas ambiente normalmente aquecidas são as apropriadas. Se mantidas numa atmosfera quente e húmida, estas plantas têm um crescimento contínuo. Uma humidade deficiente danifica as folhas minúsculas desta planta, que secam, encaracolam e ficam castanhas. Para evitar este dano, pulverize com água tépida, pelo menos uma vez por dia, as plantas que não estejam na atmosfera controlada de um terrário. Nunca utilize água fria, que danificaria a folhagem.

 

Rega. Durante todo o ano regue abundantemente, tantas vezes quantas as necessárias, para manter a mistura completamente húmida, mas nunca deixe o vaso em água.

 

Adubação. As selaginelas não necessitam de uma adubação muito forte. Aplique de duas em duas semanas um vulgar adubo líquido com um quarto da concentração habitual.

 

Envasamento e reenvasamento. Use uma mistura a base de turfa à qual acrescentou uma terça parte de areia grossa para proporcionar uma boa drenagem. Os vasos baixos são os melhores recipientes para as selaginelas. Mude todas as Primaveras cada planta para um recipiente maior até atingir o tamanho máximo conveniente (provavelmente 16-20 cm). Em seguida, reenvase a planta todas as Primaveras num recipiente do mesmo tamanho previamente limpo e cheio com uma nova mistura. O rápido crescimento destas plantas, que se espalham com muita facilidade, pode causar problemas, mas este crescimento pode ser controlado por uma desponta judiciosa. Se necessário. corte o equivalente a metade da planta. 

Cryptanthus Bivittatus 

IMG_20201023_174313.jpg

Família

Bromeliaceae

Origem

Brasil

Descrição

Cryptanthus bivittatus é uma das espécies mais populares do gênero Cryptanthus. Rapidamente forma aglomerados de pequenas plantas eretas com folhas onduladas pretas e rosa. Comparado com outros Cryptanthus, C. bivittatus 'Red Star' é uma planta de crescimento moderado a lento, mas desenvolverá aglomerados ao longo do tempo que devem ser divididos à medida que crescem mais densos.

Os cryptanthus são mais comumente conhecidos como estrelas da terra, um nome que receberam por causa do formato de sua folhagem. As bromélias de estrelas terrestres são únicas porque crescem apenas terrestre, ao contrário de muitas outras bromélias que podem crescer montadas em um substrato. A maioria dos Cryptanthus cresce perto do solo e pode ter até sete centímetros de altura.

Meio Ambiente

A luz brilhante e difusa (não o sol direto) é necessária para realçar a cor máxima na maioria dos Cryptanthus. Pouca luz e as cores e padrões maravilhosos não serão desenvolvidos; muita luz causa descoloração da cor e queimaduras solares. Áreas de pátio iluminadas pelo sol da manhã ou da tarde e ambientes de escritório com iluminação fluorescente são bons locais.

Agradece-se um ambiente húmido : se tiver espaço na casa de banho, cozinha ou mesmo estufa, será muito mais fácil fornecer a humidade que esta planta necessita.

As Bromélias da estrela terrestre preferem ser mantidas relativamente úmidas. No entanto, deve-se ter cuidado para evitar regá-los demais - eles apodrecem quando a água fica no recipiente por muito tempo!

Use uma mistura que retenha mais umidade do que a mistura padrão, mas ainda assim deve ser bem drenada. Uma dessas combinações criativas consiste em 4 partes de turfa Coco, 1 parte de vermiculita, 1 parte de perlita, 1 parte de agregado de argila, 1 parte de esterco de vaca compostado.

Recomenda-se um fertilizante de liberação lenta combinado com a mistura de envasamento. Cuidado com o cobre e o boro, que são tóxicos para as bromélias. Seu fertilizante não deve ter nada ou mais do que vestígios desses micronutrientes

Uso em paisagem
adequado para contêineres, terrários. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

 

Peperomia rotundifolia/pecuniifolia

IMG_20201023_180005.jpg

 

Nativa das florestas tropicais da América do Sul, a Peperomia rotundifolia é uma espécie de planta epífita perene encontrada rastejando através de fendas rochosas, árvores, troncos podres e solo da floresta. Dentro de seu habitat natural, o jade se desenvolve com umidade, temperaturas tropicais e sol sombreado.

Esta planta pertence a bem mais de 1000 espécies de Peperomia e esta é bastante diferente das outras, mas também tem semelhanças em termos de hábito de crescimento e folhas de tipo suculento. Eles ficam muito bem com outras variedades de Peperomia como parte de uma coleção, e eles se agrupam bem.

Folhagem: caules longos e macios produzem muitas folhas pequenas e arredondadas ao longo dos caules que podem se entrelaçar e se entrelaçar umas nas outras. As folhas quase redondas são bastante grossas e suaves, suculentas, como as outras Peperomias. Em uma inspeção mais próxima, veios verdes mais claros são visíveis nas folhas verdes mais escuras.

Flores: Peperomia rotundifolia pode produzir pequenas flores em espigas, porém, não são vistosas e a principal atração são os caules e folhas rastejantes.

Nível de cuidado e crescimento: a maioria das casas seria capaz de acomodar esta planta e fornecer as condições corretas. A umidade e a luz são importantes.

Estufas, conservatórios e parapeitos de janelas são os locais mais adequados para o cultivo desta espécie. Os potes pequenos ou cestos suspensos que incentivam o arrastamento são mais adequados.

Infelizmente, estes não são tão fáceis de comprar como muitos outros Peperomias em lojas de jardinagem. Se você encontrar um à venda, está com sorte - compre!

 

Origem: América do Sul.

Nomes: Jade à direita, folha redonda Peperomia (comum). Peperomia rotundifolia (botânica / científica).

Crescimento máximo (aprox): 25 - 30 cm ou hastes mais longas.

Venenoso para animais de estimação: Não tóxico para cães e gatos.Peperomia rotundifolia crescendo sobre rochas

Peperomia rotunifolia 'Habitat Natural'

 

Peperomia rotundifolia Care

Temperatura: Temperaturas ideais de 65-75ºF (18-24ºC) e não inferiores a 50ºF (10ºC).

Luz: A luz brilhante sem luz solar direta é mais adequada. Uma pequena quantidade de sol da manhã ou da tarde não fará mal, mas o sol do meio-dia pode queimar as folhas e prejudicar a planta. As áreas viradas para sul, leste ou oeste são as mais adequadas e verifique se a planta precisa ficar mais afastada da janela.

Rega: O excesso de água é o pior agressor para a maioria dos Peperomias, incluindo esta espécie. Isso se deve à sua natureza suculenta e pequenas raízes. Deixe o solo ficar seco e regue bem. Durante o inverno, reduza a irrigação ao mínimo. Melhor muito pouco do que muito.

Solo: É melhor usar um solo à base de turfa que drene bem. 2 partes de turfa e 1 parte de perlita ou areia é uma boa combinação. Outras misturas funcionarão bem, mas o ponto principal é que o meio drene bem e seja bem arejado.

Re-potting: O jade que rasteja raramente requer replantio. Uma mudança no solo ou na camada superficial do solo é uma boa ideia uma vez por ano, mas apenas replaneje quando o vaso existente for muito pequeno. Lembre-se de que as raízes são muito pequenas, o que torna fácil o solo encharcar e prejudicar a planta.

Fertilizante: Durante a primavera - enquanto a planta está crescendo, use um fertilizante líquido diluído uma vez a cada 2 semanas e uma vez por mês durante o verão. Nenhuma alimentação é necessária do outono à primavera

Umidade: Durante o verão, as folhas embaçam. Como a planta prefere umidade alta, agrupá-la com outras plantas é uma boa ideia. Isso aumentará a umidade na área. Se ocorrerem problemas de ar seco - faça esforços para melhorar a umidade, mas a maioria ficará bem com os níveis normais de umidade interna.

Propagação: A ponta do caule e os cortes de folhas podem ser propagados. Pegue alguns centímetros da ponta do caule com uma ou duas folhas saudáveis anexadas e deixe a ponta ou folhas 'se for tirar mudas' para secar por um dia, e então plante-as em uma mistura de envasamento à base de turfa úmida. Tente fornecer temperaturas quentes de cerca de 20ºC (68ºF) com luz forte. O hormônio do enraizamento pode ser usado nas feridas durante a propagação e uma cobertura de plástico sobre o pote / bandeja melhora a umidade e fornece calor.

Poda: Aperte as pontas do caule quando a planta estiver crescendo demais para mantê-la em forma. Ao podar, leve os cortes para propagação.

Problemas potenciais

O jade Peperomia não é uma planta problemática, embora o excesso de água e as condições de frio possam causar sérios danos, incluindo o apodrecimento da planta. Quedas repentinas de temperatura ou correntes de ar frio também podem causar problemas. Não há nenhum grande problema conhecido com pragas.

Se não estiver crescendo muito bem, a falta de luz pode ser o problema.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Boas Vera,

 

Antes de mais, isso é que foi meter as mãos à obra e estudar bem as plantas a utilizar... este tópico bem que se pode chamar de Paludário - O tutorial, pois a quantidade de informação que já aqui está é soberbo.

 

Irei acompanhar curiosamente este tópico.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

 

Step by step da plantação... 

IMG_20201021_173625.jpg

IMG_20201021_115826.jpg

 

 

Boas, obrigada Diogo. 

Queria passar aqui para deixar um vídeo que fiz para testar a saída de água. Ainda tenho de furar o tubo de irrigação das plantas. Mas fiquei satisfeita com o resultado. 

 

IMG_20201021_114503.jpg

 

Já tinha testado uma vez quando estava a fazer a estrutura para ter a certeza que pudia continuar o trabalho.

 

IMG_20201021_114505.jpg

 

 

IMG_20201021_114557.jpg

IMG_20201021_140257.jpg

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
  • Vera Santos changed the title to No name yet - Tutorial

 

Fittonia

 

IMG_20201030_162418.jpg

Tudo é importante para fittonia: o grau de iluminação, umidade do ar e do solo, ausência de correntes de ar, regime de temperatura constante. 

Fittonia representa a família dos acantos. As espécies de plantas silvestres são típicas da flora das florestas pantanosas da América do Sul, onde está sempre quente e úmido.

Altamente ramificadas e cobertos por grandes folhas verdes escuras brilhantes (até 16 cm de comprimento e 10 cm de largura). A malha neles é vermelho-carmim. Independentemente do tamanho, o formato da folha é elíptico. Atira púrpura púrpura e púbere.

A variedade mais popular em casa é a Nana. As folhas são opacas, sua superfície é densamente salpicada de listras vermelhas.

A temperatura ambiente e a umidade insuficiente irão destruí-los imediatamente. Você pode cultivar colocando-as em um paludário ou terrário. Fittonia mix e silver-veined são mais adequados para as condições de casa.

Iluminação e temperatura

A planta adora a luz, mas não suporta o sol forte: sob ela, queimam as folhas da flor. Na sombra, a cor inicialmente expressiva de Fittonia se desvanece, e ela mesma se torna dolorosa e atrofiada. Seus brotos sobem e se estendem, dando a impressão de emagrecimento.

Sente-se bem nos peitoris das janelas oeste e leste. Também pode crescer no lado norte com sombra parcial. Mas as fittonias filhas são mais adaptadas a essas condições, cujo início foi colocado por um caule retirado de uma flor adulta colocada no peitoril da janela. No inverno, a planta precisa de iluminação adicional.

As correntes de ar e as mudanças de temperatura são fatais para ele. Mesmo em dias quentes, você não pode colocar um vaso de flores do lado de fora. A fittonia de interior, como suas espécies não cultivadas, adora o calor e a planta precisa dele o ano todo. No verão, ela se sente confortável se o ar da sala for aquecido a 25 ° C, no inverno - até 18 ° C. Em condições mais frias, a flor enfraquece, começa a doer e morre rapidamente.

Humidade do ar e irrigação

A principal dificuldade no cultivo de uma flor em casa é manter o nível de umidade de que necessita. O ar seco enfraquece Fittonia, tornando-o vulnerável a doenças e pragas. A pulverização regular ajudará a resolver o problema. Eles são realizados diariamente, de manhã e à noite. Água para procedimentos é defendida ou passada por um filtro. Sua temperatura deve ser a temperatura ambiente ou ligeiramente mais quente.

Pode-se encher o palete com argila expandida úmida, seixos ou musgo;

Na primavera e no verão, a planta precisa de rega abundante. Mas tudo deve ser com moderação: é correto se a terra no vaso não secar completamente. Com a falta de umidade a flor perde as folhas, com o excesso de umidade, as raízes apodrecem. Vale a pena normalizar a rega, e seu efeito decorativo irá se recuperar gradualmente.

Deve ser regada quando a camada superior do substrato estiver um pouco seca. A estagnação da água no reservatório não deve ser permitida. A água da chuva é boa. Com o início do tempo frio, a rega é realizada com menos frequência. Umedeça a planta esperando que a camada superior do substrato seque e pulando mais 1-2 dias.

Transplante

Para que a fittonia de interior seja fofa e as folhas não encolham, durante o período de crescimento ativo (abril-setembro), a flor é alimentada, com um intervalo de 2 semanas entre os procedimentos. No inverno, aumenta para 1 mês. Composições minerais complexas são adequadas para plantas. A saúde de Fittonia se deteriora com o excesso de fertilizantes.

O sistema radicular de uma flor é caracterizado por um crescimento rápido, por isso é necessário um transplante com frequência, melhor época para ela é o início da primavera.

A planta prefere solo solto através do qual o ar e a umidade possam penetrar facilmente nas raízes.

Terra frondosa; terra de coníferas; turfa; areia.

Se seus brotos estiverem expostos por baixo, é hora de rejuvenescer a planta. É conveniente combinar este procedimento com um transplante. Ao escolher os brotos mais alongados e cortar sua parte superior, as estacas resultantes são enraizadas. É melhor fazer isso no final de março. Fittonia não tem medo de podar, começando depois dela para formar ativamente os rebentos laterais. Mas o procedimento deve ser realizado em várias etapas para reduzir o estresse na planta. Se perder todas as folhas de uma vez, novos brotos se desenvolverão muito lentamente.

Para obter uma flor exuberante com hastes altamente ramificadas, aperte a Fittonia. Os rebentos jovens são submetidos ao procedimento.

Reprodução

Normalmente, a reprodução das flores é realizada durante o seu transplante e rejuvenescimento. As estacas apicais, cujo comprimento não excede 8 cm, enraízam melhor.O número de folhas nelas deve ser de 3 a 5. Elas podem ser enraizadas em areia, solo pouco infértil ou na água. No primeiro caso, a estaca é mergulhada em um substrato úmido e um frasco é colocado em cima. É removido periodicamente para remover a condensação, borrifar e regar a planta. O talo criará raízes em cerca de um mês.

Para que Fittonia libere raízes, o ambiente deve estar aquecido - pelo menos 26 ° C. Quando crescem e ficam mais fortes, a flor é plantada em um vaso separado.

Não é difícil obter mudas de Fittonia. Uma planta pode administrá-la sozinha se seus brotos estiverem crescendo e o vaso for largo. A parte do rebento, em que não há folhas, é inclinada para a superfície do solo e enterrada. Logo se formam raízes nele. Em seguida, a muda é separada da planta-mãe, após o que é transplantada para um local permanente. O sistema radicular é delicado e facilmente danificado.

A morte súbita de Fittonia é geralmente causada por excesso de água. Seus sintomas são letargia das folhas, sua torção e queda. Se a planta começar a amarelar, é urgente revisar o regime de rega. Mudanças frias e repentinas de temperatura são tão destrutivas para uma flor.

 A perda intensa das folhas superiores pela flor é um sintoma muito mais perigoso. 

falta de iluminação; hipotermia (especialmente em combinação com a baía); deficiência de umidade.

Se as pontas das folhas da planta ficam marrons ou amareladas, é necessário verificar se a fertilização está sendo aplicada corretamente. É assim que a flor reage à falta ou excesso de nutrientes. O encolhimento das folhas é um motivo para aumentar a frequência de pulverização. No ar seco, eles se deformam na tentativa de reduzir a evaporação. A mesma reação em uma flor é causada por uma iluminação muito forte. Nesse caso, as folhas também podem ficar cobertas de manchas - queimaduras solares.

O gênero recebeu o nome das irmãs inglesas Sarah Mary e Elizabeth Fitton, que escreveram o primeiro livro didático de botânica no início do século XIX. A planta foi encontrada pela primeira vez nas florestas tropicais da América do Sul e Central, e posteriormente adaptada para o cultivo doméstico e em estufas.

Todas as Fittonias, exceto a gigante, possuem caules rebaixados rastejantes localizados próximos à superfície do solo. É uma planta de baixo crescimento com pequenas folhas elípticas, de até 7-15 cm de comprimento e até 5-8 cm de largura. São as folhas verdes escuras ou oliveiras, decoradas com um padrão brilhante de veios brancos, amarelos, vermelhos ou lilases que conferem ao Fittonia valor decorativo e são apreciadas pelos floristas ... Flores pequenas indefinidas, coletadas em uma espigueta, não atraem a atenção, além disso, híbridos Fittonia de folhas pequenas não florescem de forma alguma.

Esta planta pequena e graciosa é cultivada em vasos de flores, usados \u200b\u200bpara florários, é ideal para paludários e costuma ser plantada em jardins e estufas em miniatura. Fittonia é frequentemente usada como decoração para vitrines de flores e arranjos artísticos de flores em vários vasos de vidro.

Tipos e variedades de fittonia adequados para cultivo doméstico

Como mencionado acima, o Gigante Fittonia, que é impressionante em tamanho e tem hastes eretas, é pouco adequado para o cultivo em casa.

Com base em apenas algumas espécies, os botânicos criaram um número bastante grande de variedades que surpreendem com uma variedade de cores. Vamos considerar alguns deles:

Fittonia é ideal para uma temperatura de + 20 ... + 24 ° С. Não deve ser mantido em altas temperaturas, e ainda mais em uma câmara fria - isso levará ao desenvolvimento de doenças.

Fittonia é difícil de agradar com iluminação. Suas folhas murcham tanto pelo excesso de luz quanto pela falta. É uma flor que ama a luz, mas deve-se tomar cuidado para evitar a luz solar direta. A melhor localização é o peitoril sombreado da janela oeste ou leste. No inverno, a beleza do sul sofre com a falta de luz solar, então a melhor solução seria aumentar artificialmente as horas de luz do dia usando fitolâmpadas.

Rega

O regime de rega é muito importante ao cuidar de fittonia, embora seja importante observar o meio dourado: o sistema radicular da planta percebe com igual dor tanto o solo seco quanto o solo altamente úmido.

Primeiro, a terra não deve secar completamente, caso contrário, fittonia perderá suas folhas e, segundo, o solo não deve ser alagado para que as raízes não apodreçam. Para regar uma flor basta esperar que a camada superficial da terra seque 3 a 4 cm, regra que pode ser seguida durante todo o ano, exceto no inverno. No inverno, é necessário regar fittonia duas vezes menos, depois que o solo seca cerca da metade do vaso.

[!] Água para irrigação é melhor para assentar ou passar por um filtro. É desejável que sua temperatura seja vários graus mais alta que a temperatura ambiente.

A alta umidade é vital para o crescimento e desenvolvimento da Fittonia. Para umidificar o ar, pode-se fazer pulverizações regulares, de preferência duas vezes ao dia, de manhã e à noite. Outra forma de aumentar a umidade do ar é colocar um recipiente com água ao lado do vaso de flores. Mas os aparelhos de aquecimento que secam o ar têm um efeito prejudicial para um hóspede tropical: você não pode colocar fittonia no parapeito da janela, sob a qual há uma bateria quente.

Solo e fertilizantes

Fittonia crescerá bem em um meio de cultivo versátil que pode ser comprado em qualquer loja de jardinagem. Além disso, as formulações para violetas ou gerânios são perfeitas para solos comprados.

Se desejar, você mesmo pode preparar o substrato. A composição do solo: coníferas e gramados - em duas partes, areia peneirada e turfa - uma de cada. Para manter a umidade suficiente no solo, você pode adicionar um pouco de sphangum, vermiculita e bolas de hidrogel: esses componentes retêm água perfeitamente.

Fittonia é bastante dependente de fertilizantes, tanto seu excesso quanto sua deficiência afetam-na igualmente mal. É melhor seguir uma regra simples: leia a proposta de concentração do fertilizante na embalagem e corte ao meio. Qualquer curativo mineral para plantas de interior deve ser usado como fertilizante. No inverno, você não precisa fertilizar uma beleza tropical, no resto do tempo, a frequência da alimentação é de duas vezes ao mês.

A poda ou pinça permite conservar as propriedades decorativas: se apertar os rebentos da Fittonia, ela ramifica melhor, surgem novos rebentos e, no final, a planta fica viçosa, saudável e bonita. Este procedimento é melhor realizado no final de março. Para uma melhor ramificação, as pontas dos brotos são removidas (cortadas ou pinçadas), após o que os processos laterais começam a se desenvolver ativamente. Neste caso, não se empolgue muito, pois a poda completa de todas as folhas retardará o crescimento dos rebentos. Os brotos cortados podem ser enraizados e transplantados.

Fittonia se propaga por cortes, divisão ou estratificação.

Estacas: do topo da planta é retirada uma estaca com cerca de oito centímetros de comprimento, que contém 3-5 folhas. A extremidade cortada é imersa em areia e coberta com um frasco de vidro comum ou filme plástico por cima. A estrutura de cobertura deve ser removida periodicamente para regar e pulverizar a planta jovem. O talo também criará raízes bem em uma jarra de água: você precisará colocar muito pouco líquido e a jarra precisará ser amarrada com um saco plástico. Para borrifar as folhas e permitir que a planta respire, o saco deve ser retirado duas ou três vezes por semana. Os cortes requerem calor, a temperatura do ar deve ser de pelo menos + 26 ° C. Finalmente, quando as raízes formadas se tornam fortes e longas o suficiente, você pode plantar a Fittonia jovem em um substrato de flor especial.

Camadas: para propagar fittonia desta forma, é necessário dobrar cuidadosamente o caule, no qual ainda não há folhas, próximo ao solo e cavar levemente em parte dele. Depois que as raízes aparecem, o corte pode ser separado com segurança da planta-mãe.

Doenças e pragas

Fittonia é resistente a doenças. Mais frequentemente, suas doenças estão associadas a erros no cuidado: rega excessiva, luz solar excessiva ou insuficiente, ar muito seco.

A seguir estão os principais problemas crescentes que são fáceis de lidar:

As folhas de Fittonia desbotaram. A planta carece de luz ou nutrientes. O que fazer - coloque Fittonia em um local mais claro, alimente com fertilizantes minerais.

As folhas inferiores caem. Não se preocupe - isso é normal, o caule do Fittonia fica descoberto com o tempo.

Folhas lentas e caídas, pontas secas. A causa provável é umidade do ar insuficiente. O que fazer - borrife a planta com um borrifador e mantenha o nível de umidade necessário. Outro fator é muita luz, é preciso sombrear a planta.

Fittonia não cresce ou cresce muito lentamente. Está tudo bem - esta é uma característica da flor. Uma tigela pequena ajudará um pouco a acelerar o crescimento: em recipientes grandes e espaçosos, devido à acidificação do solo, o fittonia se desenvolve muito mal.

As folhas amarelaram. A planta provavelmente está inundada. O que fazer - reduzir a freqüência de rega: o solo deve ter tempo para secar um pouco.

Fittonia se estica. O motivo é a falta de luz, os brotos são atraídos para o sol. O que fazer - mude para um lugar mais iluminado. Este fenômeno também ocorre se a planta envelhecer, crescer demais. É necessário rejuvenescer Fittonia por meio de transplante ou poda.

As pragas mais perigosas para Fittonia são tripes, cochonilhas e ácaros-aranha. A maneira mais fácil de controlar as pragas é limpar mecanicamente as folhas com uma solução de sabão neutro e uma esponja. Se houver muitos insetos, é necessário aplicar inseticidas modernos, seguindo as instruções da embalagem.

No paludário

Se a iluminação for boa, a flor, sem sofrer de umedecimento excessivo, crescerá completamente na água. Mas vai se desenvolver lentamente.

Fittonia é cultivada como planta de casa e, por ser nativa de regiões tropicais, requer cuidados especiais.

Esta cultura precisa de luz difusa e brilhante, porque a luz solar direta pode causar queimaduras e a falta de iluminação afeta gravemente a qualidade da coloração da folhagem. No inverno, é necessária uma continuação da luz, o que se consegue com a ajuda de lâmpadas.

A temperatura deve ser amena o ano todo - cerca de 25 graus no verão e pelo menos 20 graus no inverno. Não deve ser permitido que a temperatura mude bruscamente, e também que a flor fique em uma corrente de ar. Fittonia não é uma daquelas plantas que se beneficiará com o verão ao ar livre - esta cultura só pode ser cultivada na sala.

Na rega, o principal é não permitir que o solo no vaso seque completamente, mas a estagnação também não deve ser permitida, caso contrário o solo acidificará. Ou seja, no verão a rega deve ser feita assim que a camada superior do solo secar, e no inverno a planta é regada alguns dias após a secagem. Para irrigação, você pode usar apenas água suave e estável, que será um pouco mais alta que a temperatura ambiente.

Esta planta tropical necessita de alta umidade do ar, que deve ser de cerca de 75%. Para cumprir este cuidado, é necessário fazer pulverizações diárias duas vezes ao dia - de manhã e à noite. Você também pode colocar um recipiente com uma flor em uma bandeja com seixos úmidos. É melhor não tocar ou limpar a folhagem, como acontece com algumas plantas.

Fertilizante para fitônia

Os fertilizantes são necessários para a Fittonia durante todo o ano, mas devem ser diluídos o dobro do indicado nas instruções. Um curativo mineral complexo deve ser introduzido, no verão - uma vez a cada duas semanas, no inverno - uma vez por mês.

Poda Fittonia

Para melhorar a ramificação, essa cultura deve ser pinçada. Com o crescimento, a parte inferior dos brotos vai perdendo a folhagem gradativamente, portanto, com a chegada da primavera, os topos dos brotos são cortados. As partes cortadas do caule podem ser usadas como estacas. No paludario, o cuidado é muito facilitado, pois não há necessidade de pulverização, pois o florário já terá muita umidade. Cultivando uma planta desta forma, você terá que cortá-la e replantá-la com mais frequência, pois nessas condições o desenvolvimento ocorre muito mais rápido.

De vez em quando, o recipiente deve ser removido para arejar e pulverizar o corte. Após cerca de um mês, o jarro pode ser retirado e, posteriormente, quando as plantas ficam mais fortes, são transplantadas para um substrato para plantas adultas.

Propagação de fittonia pela divisão do arbusto

Durante o transplante, um grande arbusto de várias plantas pode ser cuidadosamente dividido e plantado em vasos separados. Nesse caso, você deve tentar não danificar as raízes.

Isso não é realmente uma reprodução, porque na verdade existem tantos arbustos quanto antes, mas agora eles ocupam recipientes separados e podem crescer em diferentes partes da casa.

Fittonia é facilmente propagado por camadas. Você só precisa polvilhar o broto com um pouco de terra e depois de um tempo as raízes começarão a cortar.

Quando crescem ligeiramente, o corte pode ser destacado do pai e transplantado.

Com rega excessiva, especialmente no inverno, pode podridão , com qual a planta murcha e morre ... Você pode tentar racionar a rega, mas se a podridão estiver muito espalhada, pode não haver nada a ser feito. Além disso, a morte pode ocorrer devido a baixas temperaturas, correntes de ar ou uma mudança brusca de temperatura.

A folhagem inferior dos brotos cai como resultado do envelhecimento. Mas se todas as folhas caem , então isso indica violações das regras de cuidado, e na maioria das vezes isso acontece quando há muita rega ou baixas temperaturas e correntes de ar.

Folhagem amarela indica excesso de umidade.

Com falta de umidade do ar folhas começam a enrugar e secar também acontece devido à colocação sob o sol escaldante.

Há sim folhas ficam marrons , então isso provavelmente se deve à falta ou excesso de fertilizantes.

Pragas fittonia

Além disso, esta cultura pode ser atacada por pragas como ácaro-aranha , escudo e cochonilha .

Infectando a planta, o ácaro-aranha se alimenta de seus sucos, como resultado folhas começam a secar e enrolar , ele também deixa para trás finas teias de aranha. Se uma praga for encontrada, você pode lavar as folhas com água e sabão, mas ao fazer isso, lembre-se que este procedimento pode ter um efeito negativo na folhagem. Outra forma é usar acaricidas.

Quando a sarna aparece nas folhas, pequenas crescimentos marrons ... É muito difícil remover cochonilhas e, se a planta tiver uma parte aérea delicada, é melhor usar inseticidas, por exemplo, Actellik.

Mealybugs deixam para trás flor esbranquiçada e massa pegajosa nos brotos ... Se houver poucas pragas, elas podem ser tratadas facilmente lavando a planta com uma solução de sabão ou calêndula. Se a derrota se espalhou, então aqui você não pode mais ficar sem produtos químicos - Aktara, Mospilan, Fitoverma ou semelhantes.

Fittonia é uma planta ornamental exótica que pode ser vista em varandas fechadas ou peitoris de janelas de escritórios, casas particulares e apartamentos. Esta flor ganhou grande popularidade devido às suas belas e incomuns nervuras nas folhas, contrastando com a sua superfície. Neste artigo, falaremos em detalhes sobre a aparência e os cuidados com a mistura Fittonia.

Fittonia é um membro da família Acanthus, que possui 10 espécies de plantas. Fittonia mix não é um tipo separado de flor decorativa, mas uma espécie de "sortido" de diferentes tipos. A mistura é feita para fins decorativos, para dar ao design da sala um esquema de beleza e cores especiais.

As misturas de flores podem ser criadas a partir de 3, 4, 5 ou mais tipos de fittonias. Como essas plantas são aparentadas, o cuidado com elas é idêntico, e podem crescer sem problemas em um pequeno volume de solo.

Você sabia? As plantas ornamentais receberam esse nome em homenagem a duas irmãs inglesas - Elizabeth e Sarah-Maria Fitton, que escreveram o primeiro livro didático de botânica do mundo, que se tornou um clássico.

Na natureza, essas flores exóticas são encontradas nas florestas úmidas da América do Sul. Fittonia são plantas herbáceas perenes com caules ramificados e densamente pubescentes de até 10 cm de altura, o sistema radicular é superficial, os brotos estão densamente espalhados pela superfície da terra (podem criar raízes nos nós sem problemas).

As folhas são oval-elípticas e são formadas em pequenos pecíolos, atingindo um comprimento de 6 a 10 cm, sem pubescência nas folhas. Eles são foscos e têm listras brilhantes de cores diferentes que se destacam claramente contra o fundo da superfície.

As flores desta planta não têm valor decorativo. Eles são coletados em uma pequena orelha, pintada em uma cor amarela brilhante.

Não se esqueça que a mistura Fittonia não deve ser colocada no parapeito de uma janela com uma janela aberta, perto de aquecedores operados a ar ou em uma sala com grandes correntes de ar. Esse microclima afeta negativamente a beleza da América do Sul, e ela pode eventualmente começar a perder folhas.

Importante! A rega abundante da mistura Fittonia junto com correntes de ar fortes (no inverno) pode levar à morte da flor.

Transplante e reprodução

O mix Fittonia cresce de forma intensa e rápida, por isso necessita de transplantes regulares, que devem ser realizados anualmente. O transplante é melhor realizado em março ou abril. Se a planta tiver mais de 5 anos, deve ser transplantada 1 vez a cada 3 anos.

O solo para plantas transplantadas deve ser constituído de húmus, areia de rio e turfa na proporção de 1: 1: 3. No fundo do pote, é imprescindível construir uma drenagem de argila expandida ou tijolo quebrado. Você também pode adicionar musgo úmido para manter o teor de umidade ideal no solo.

É melhor não transplantar a planta imediatamente após a compra. Ele precisa de algum tempo para se adaptar.

Existem três tipos principais de fittonia:

Doenças e pragas

O sinal mais característico do aparecimento de cochonilhas é a presença de pontos pretos nas folhas. Para combater insetos cochonilhas, organofósforo deve ser usado. Os ácaros da aranha só podem aparecer em uma sala excessivamente seca.

Se você ignorar o controle de umidade e esquecer de borrifar a flor, o ácaro pode prejudicá-la. Uma característica dessa praga é a presença de teias de aranha nos brotos e folhas.

Além de pragas, a planta pode estar sujeita a várias doenças devido a cuidados inadequados ou microclima interno inadequado.

Fittonia é uma planta delicada e bela, com uma folha de cor viva e exótica. Mas, como todas as belezas, tem um caráter complexo - não é fácil cultivá-la em casa. No entanto, a planta é popular. Tendo aprendido todos os meandros de cuidar de Fittonia, até mesmo um florista novato será capaz de fazer amizade com esta bela planta.

Origem e descrição de fittonia

Fittonia pertence a plantas perenes herbáceas do gênero Acanthus. Em termos de diversidade, é pequeno em número, o gênero tem apenas 4 espécies de plantas decíduas decorativas, três das quais têm rebentos rastejantes e rastejantes e uma é ereta.

Fittonia recebeu esse nome em homenagem às irmãs Sarah Mary e Elizabeth Fitton, graças às quais o primeiro livro didático de biologia clássica apareceu no século XIX.

Fittonia é uma planta pequena com rebentos rastejantes e finos, de fácil enraizamento. Caules de até 10 cm de comprimento, ramificados e densamente pubescentes. Os rebentos jovens são cobertos de pêlos prateados, os velhos são esverdeados.

A lâmina foliar tem forma oval-elíptica, atinge comprimento de 6 a 10 cm, está ligada ao caule por um pequeno pecíolo. As folhas são de cor verde ou oliva e cobertas por uma elegante malha de vermelho vivo, vermelho, amarelo ou branco prateado. São as folhas, de cores incomuns, a principal decoração de Fittonia.

Fittonia é nativo da América do Sul. É mais comum no Peru. Na natureza, prefere crescer sob a copa da floresta, em locais quentes com alta umidade do ar.

Fittonia adora lugares úmidos e sombreado. 

Cultivar Fittonia em casa não é fácil. Para que a planta se sinta confortável em condições internas, você terá que ser paciente e cercar Fittonia com cuidado. Um local ideal seria um florário ou jardim de garrafas, onde é fácil manter as condições favoráveis \u200b\u200bpara a planta. Recentemente, surgiram variedades que podem tolerar as condições internas.

Vershaffelt. Planta de baixo crescimento e altamente ramificada. Os caules são púberes, localizados próximos à superfície do solo e enraízam-se facilmente. As folhas são verdes escuras ou verde-oliva, matte, as veias são vermelhas. O formato da folha é oval ou ovoide, com uma base arredondada. Comprimento - 5-10 cm, largura - até 5,5 cm. Cresce na Bolívia, Peru e Colômbia.

Com veios prateados. Os rebentos são facilmente enraizados. Atingem 20 cm de altura e 40 cm de diâmetro, as folhas são verde-escuras, com uma malha densa de cor branco-prateada brilhante e superfície mate. A forma é oval. Até 10 cm de comprimento.

Temperatura

Primavera Fittonia adora sombra parcial. A luz solar direta é prejudicial. Tanto o excesso quanto a falta de luz levam à perda das folhas decorativas. A umidade do ar é alta, até 90%, durante todo o ano. Pulverize as folhas pelo menos 1 vez ao dia, em dias quentes - 3 vezes ao dia. Para aumentar a umidade, pode-se colocar o pote sobre um palete com argila expandida úmida ou musgo. Coloque um recipiente com água ou uma fonte interna ao lado da flor. É confortável a uma temperatura de +20 ... + 25 ° С. Quando a temperatura aumenta, ele precisa de pulverização adicional. Não tolera flutuações de temperatura.

Inverno Necessita de iluminação adicional com lâmpadas de 2 a 4 horas por dia.

Fittonia gosta muito de alta umidade, então um jardim de garrafa ou florário seria um lugar ideal para cultivá-la.

Localização Fittonia

Não coloque a planta no peitoril da janela ao sul! Se as janelas estiverem viradas para o sul, é melhor proteger a planta com uma cortina. Fittonia se sente confortável perto das janelas oeste e leste. Ele pode crescer no parapeito da janela ao norte, mas sujeito ao aumento das horas do dia com a ajuda de iluminação adicional.

Fittonia trata a iluminação artificial de forma mais favorável do que natural.

A sala onde o fittonia está localizado deve ser bem ventilada. Mas não deixe a planta em um rascunho, pois pode causar doenças e até a morte da flor. Além disso, não coloque o Fittonia perto de aparelhos de ar condicionado e aquecimento.

No verão, mesmo que o tempo esteja bom, não leve a flor ao ar livre. No inverno, se a planta estiver localizada em uma janela, um suporte de espuma fina ou guardanapo de feltro deve ser colocado sob ela para proteger as raízes da hipotermia.

Fittonia precisa de luz brilhante, mas difusa

Características de pouso e transplante

No preparo para o procedimento de plantio, vale considerar o fato de o sistema radicular da Fittonia ser muito delicado, superficial. E a própria planta é uma cobertura do solo. Portanto, um vaso para o plantio deve ser escolhido raso - 7 cm de altura, mas largo - 20 cm de diâmetro, com furos de drenagem.

O substrato para o plantio deve ser leve e solto, bem permeável ao ar e à água. A acidez é neutra. Você pode comprar misturas prontas para violetas ou gerânios. Se você decidir preparar a mistura de solo sozinho, precisará de:

2 partes de terra de coníferas ou gramado.

1 parte de turfa.

1 parte de areia grossa.

Processo passo a passo

Uma camada de drenagem é derramada no pote selecionado. Pode ser argila expandida fina, lascas de tijolo ou pedaços de espuma.

Adicione a mistura de solo por cima.

A planta é retirada do vaso, com cuidado para não machucar as raízes. Sacuda suavemente o excesso de solo.

Fittonia é transferido para um novo pote, o restante da terra é derramado nas laterais.

Regue a planta abundantemente. Escorra a água. 

Fittonia é transplantado anualmente na primavera - em março ou Abril. Para plantar fittonia, escolha um vaso baixo, mas largo. 

Poda e pinça

À medida que Fittonia cresce, pode perder seu efeito decorativo - a parte inferior da planta fica gradualmente exposta. Para melhor ramificação, deve-se fazer poda ou pinçamento. Esses procedimentos irão estimular a formação de novos brotos e devolver o esplendor exuberante à flor. Tente cortar primeiro os brotos mais longos, removendo cerca de 2/3 de seu comprimento. Não é recomendado beliscar todos os brotos de uma vez, caso contrário a planta simplesmente não terá força suficiente para formar novos.

Este procedimento geralmente é realizado para Fittonia com mais de três anos, quando as folhas começam a morrer. É melhor rejuvenescer Fittonia na primavera - antes ou depois do transplante.

Fittonia precisa de poda e pinça, esses procedimentos rejuvenescem a planta

Rega

Fittonia é amante de locais húmidos, pelo que necessita de regas sistemáticas desde a Primavera até ao final do Outono. Durante este período, o solo no vaso deve secar apenas um pouco antes da próxima rega. Se o substrato estiver sobresecado, o Fittonia perderá suas folhas. E se você permitir o transbordamento e a estagnação da água, a podridão das raízes começará. Para regar, use apenas água morna, decantada ou fervida.

A água do reservatório deve sempre ser drenada após a irrigação.

No inverno, a rega é ligeiramente reduzida, permitindo que a terra seque ligeiramente, mas não seque.

A capacidade do Fittonia de evaporar a água com as lâminas das folhas leva a uma rápida secagem do solo. Monitore sua condição cuidadosamente. Manter o nível de umidade correto é essencial para uma planta saudável e bonita.

Fittonia é muito exigente na rega

Durante a estação de crescimento, Fittonia deve ser fertilizado 2 vezes por mês com fertilizantes minerais complexos para plantas decíduas decorativas. Sua concentração deve ser reduzida à metade em relação à indicada na embalagem, pois Fittonia é extremamente sensível ao excesso de oligoelementos no solo.

No inverno, a frequência de alimentação é reduzida para 1 vez a cada 1,5 meses.

Período dormente

No inverno, devido às curtas horas do dia, os brotos da planta esticam-se e as folhas perdem a cor brilhante. Para evitar isso, você precisa parar o crescimento de Fittonia. Para fornecer à planta um período de dormência, você precisa reduzir o número de irrigação e fertilização.

 

Folhas enrugadas, secas, de aspecto pouco saudável. 

Muito sol.

Ar seco.

Proteja o fittonia da luz forte.

Aumente a umidade da sala.

As folhas ficam amarelas e murcham. Rega excessiva. 

Deixe o substrato secar ligeiramente antes de regar novamente.

Após molhar, escorra a panela.

Fittonia morreu sem motivo aparente. Alagamento do substrato em baixas temperaturas ambientes. O regime de temperatura e a frequência de rega devem ser observados.

As pontas das folhas ficam marrons. 

Excesso de fertilizante.

Falta de fertilizante.

Fittonia largou todas as folhas. Substrato de solo sobresecado. Regue a planta. 

As folhas caem da parte da raiz do caule. Ocorrência natural em plantas maduras. Ameixa, rejuvenesce a planta.

Os internódios são prolongados, as folhas tornam-se pequenas. Falta de luz. 

Doenças e pragas Sintomas Medidas de controle Prevenção

Podridão radicular A planta para de crescer e fica letárgica. As raízes escurecem, amolecem, têm um cheiro desagradável. 

Transplant Fittonia.

Trate a planta com fitosporina e regue o solo.

Regue suavemente, não inunde a planta.

Fittonia é coberto com secreções brancas semelhantes a algodão da praga. Os vermes se alimentam da seiva das plantas, por isso param de crescer. Trate a planta com Actellic usando a concentração indicada na embalagem. Durante o trabalho, use equipamento de proteção individual. Dilua 20 gramas de sabão em 1 litro de água. Lave o fittonia.

As plantas são cobertas por uma teia de aranha na qual os carrapatos estão localizados. Eles se alimentam da seiva da planta, danificando as folhas. Despeje 50 gramas de tabaco em 1 litro de água, deixe por 2 dias. Coe a composição e pulverize as plantas afetadas com ela.

Eles sugam o suco celular das folhas. Pontos aparecem nas áreas afetadas, que se fundem em manchas.

A praga parece uma pequena protuberância marrom. Suga a seiva da planta. As folhas e rebentos afetados ficam amarelos, ondulam e caem. Misture 15 gramas de sabão, 10 ml de álcool desnaturado com 1 litro de água morna. Aplicar a composição nas pragas com um pincel.

Uma planta sã praticamente não adoece e não é atacada por pragas.

Insetos nocivos na foto

A escama da planta parece um tubérculo

Tripes se alimentam da seiva da planta, deixando pequenos furos nas folhas

O ácaro-aranha deixa uma fina teia de aranha na folha

Uma planta afetada por uma cochonilha é atrofiada

Reprodução com estacas

Escolha um pedúnculo apical com 5–8 cm de comprimento e deixe 3 a 5 folhas nele. Não vale a pena tirar as mudas mais, elas demoram mais para criar raízes.

Cole o corte em areia fina e cubra com uma jarra de vidro para que as folhas não toquem no vidro.

Manter em local bem iluminado a uma temperatura de +25 ... + 27 ° C.

 

Link to post
Share on other sites

IMG_20201030_164627.jpg

Arbustos Trepadeiras 

Aspargo samambaia – Asparagus setaceus

Asparagus setaceus é um arbusto escandente, pertence a família das liliáceae, nativa da África do Sul, perene, semi-herbácea e muito ornamental.

Caules delicados com grandes ramificações delgadas e espalhadas, que chegam a alcançar 3 metros de comprimento.

Hastes ramificadas, finas e fibrosas, formando frondes triangulares.

As folhas são na verdade pequenos cladódios, com funções semelhantes aos das folhas, são verdes e afilados, como pequenos espinhos, porém não são rígidos. O rendilhado das folhas, dão ao Aspargo um aspecto plumoso.

Há a variedade Asparagus setaceus ‘Nanus’ que é uma forma anã.

Flores diminutas, em forma de sino, brancas e ligeiramente perfumadas. Surgem na primavera-verão e são de importância ornamental secundária.

Cuidados

Clima: Tropical, Subtropical, Equatorial, Mediterrâneo.

Evitar temperaturas abaixo de 12 graus.

Cultivado a meia sombra, não suporta o sol das 10 às 17 horas. Se cultivada sob sombra, sua folhagem torna-se amarelada.

O solo deve ser fértil, rico em matéria orgânica e bem drenado.

As regas devem ser regulares.

Aplicar fertilizante líquido equilibrado a cada duas semanas durante o período de crescimento. Sempre regar primeiro antes de fertilizar para evitar queimar as raízes.

Pode-se fazer uma poda leve para conter seu crescimento. 

Podas anuais estimulam a renovação da folhagem.

Propagação

Multiplica-se por sementes e por divisão de touceiras.

Mudas novas costumam aparecer nas proximidades da planta mãe.

Link to post
Share on other sites

Boas, com o decorrer da montagem vão surgindo algumas alterações aqui e ali. Então achei que o lado esquerdo está desiquilibrado do conjunto e acrescentei mais um pouco de espuma de poliesterano. IMG_20201030_165722.jpg

IMG_20201023_140627.jpg

Então fiquei com espaço para mais umas plantinhas. 

IMG_20201030_170202.jpg

IMG_20201030_170215.jpg

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Boas Vera

Esta um trabalho muito fixe,e bonito,agora o que me esta a fazer confusão e essa tomada ai muito perto da água,se cai um pingo dentro da tomada vai ser uma chatice,ate pode dar um curto circuito.

Abraços

Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, Alvaro Silva disse:

Boas Vera

Esta um trabalho muito fixe,e bonito,agora o que me esta a fazer confusão e essa tomada ai muito perto da água,se cai um pingo dentro da tomada vai ser uma chatice,ate pode dar um curto circuito.

Abraços

Boas, já não está lá, tirei a foto ainda não tinha água no aquário 😉

Link to post
Share on other sites

Está um projeto e peras. Boa sorte com isso!

Deve ter sido difícil adquirir todas as essas plantas kkkk.

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Ao usar este fórum está a aceitar os nossos Terms of Use.