Fertilizações em aquário Low-Tech


Recommended Posts

Bom dia a todos,

Recentemente tenho tido alguns problemas com algas no meu aquário Low-tech: 

 

Deixo apenas uma breve introdução àquilo que é o aquário, o aquário tem cerca de 80L(úteis), é um aquário de camarões tem neste momento 4 Fire Red e 1 Caridina Japônica, o aquário está montado à bastante tempo mas por erro meu o ciclo reiniciou, tendo perdido 11 neocaridinas, neste momento o aquário está a ganhar algumas algas castanhas(deduzo que sejam diatomáceas típicas de um aquário que está a ciclar) e algas filamentosas verdes que já tem à cerca de 2 meses, ou seja, estas algas já eram um problema antes mesmo do ciclo "reiniciar".

A flora do aquário são fetos de java, anúbias nana, musgo de Java, Foxtail e Heterandera Zosterifolia, recentemente tenho tentado combater as algas filamentosas verdes que pelo que tenho lido podem estar relacionadas com níveis elevados de ferro que (caso seja esse o problema) deverá voltar aos níveis "normais" ao fim das trocas de 5L diárias(que tenho feito no aquário de forma a voltar a estabilizá-lo por causa do problema no ciclo), e/ou falta de fosfatos que deverei pelo que tenho lido deverei então fertilizar assim que acabar com estas trocas diárias, repondo assim os níveis corretos de nutrientes no aquário.

Pelo que tenho lido num aquário Low-Tech recomenda-se fazer-se fertilização de potássio, ferro e micros.

O meu enorme problema é que sou um grande iniciante no que toca a fertilizações... e como tal pensar em como controlar isso parece-me um bicho de 7 cabeças... o meu objetivo será fertilizar o menos possível, apenas quero garantir que as plantas tenham um crescimento normal e que não surjam algas(é óbvio que as algas estão sempre lá mas quero aprender a conseguir controlá-las), o meu objetivo será olhar para um alga e perceber que tipo de carência é que provoca o aparecimento da alga em questão, podendo assim ir equilibrando o aquário a olhar para ele e vendo aquilo que ele me diz através das algas, através das plantas etc mas talvez para já seja melhor começar pelas algas.

O que acham que devo fazer neste momento para repôr os níveis corretos de nutrientes no aquário?

 

(Os testes mais recentes à água resultaram nos seguintes valores, nitritos 0mg/l, nitratos 10mg/l, pH 6,5, o aquário não tem injeção de CO2 embora possa fazê-lo se for necessário a iluminação é uma calha Led 8W, 752 Lúmens, 16 Leds Brancos 7K, 3 Leds azuis, 5 Leds vermelhos)

Link to post
Share on other sites
  • 2 months later...

Caso eu fizesse fertillizações iria fazer com Tropica Premium e Tropica Specialized, sendo que ambos têm micros, potássio, magnésio e enxofre, a única diferença é que o Specialized tem também nitrogênio e fosfato que o Premium não tem.

(De forma a conseguir usar exemplos práticos vamos supor que o meu aquário leva 10 Push de Specialized e 5 Push de Premium)

As minhas dúvidas baseiam-se no seguinte, neste momento eu tenho Green Spot no aquário, o que pelo que li significa falta de fosfatos, a questão é se tiver os nitratos altos e fosfatos baixos como faço a fertilização? Devo realizar uma TPA(de forma a reduzir os nitratos), e depois aumentar a dose de Specialized e reduzir a dose de Premium? Passando para por exemplo, 15 Push Specialized e 0 de Premium?

Já se tiver falta de Manganês por exemplo(que causa pontos amarelados e buracos nas folhas), devo aumentar o Premium e reduzir o Specialized, passando para 5 Specialized e 10 Premium.

É este o pensamento correto?

Eu acho que o melhor para perceber era pegar e montar um aquário plantado e testar isto na prática, mas se pudesse evitar erros que vocês já conhecem seria melhor.

 

há 5 horas, João Pedro Palma disse:

Não sei mas também estou interessado.

Deixa-me então avivar o tópico a ver se alguém que perceba do assunto se chegue à frente

E fizeste muito bem, este tópico está muito morto, e não por falta de malta que entendida em fertilizações, o tópico está mesmo com pouquíssima visibilidade.

Edited by Brunomcc2000
Link to post
Share on other sites

Bruno boa tarde, vi a tua MP, tenho de ler o tópico, e não posso responder agora só a noite depois da meia noite, ando com horários complicados de trabalho. Até logo 😉

Link to post
Share on other sites

Boas,

Usares o Tropica Specialized e o Premium não adianta muito. Eu apenas costumava usar o Specialized precisamente por ser mais completo. Usei em aquários com algumas plantas de caule, fáceis e de média dificuldade, além dos clássicos, anubias, fetos e musgos. Consegui bons resultados, mas tem de ser acompanhado por tpa´s semanais. Eu sempre fiz TPA´s semanais de cerca de 33%... 

Link to post
Share on other sites
há 2 horas, brunofasoares disse:

Consegui bons resultados, mas tem de ser acompanhado por tpa´s semanais. Eu sempre fiz TPA´s semanais de cerca de 33%... 

Claro mas eu não quero deixar de fazer TPA's semanais, é claro que vou continuar a fazer as TPA's semanais mas quero carregar mais nas plantas sem que estejam a morrer constantemente.

há 2 horas, brunofasoares disse:

Usares o Tropica Specialized e o Premium não adianta muito. Eu apenas costumava usar o Specialized precisamente por ser mais completo.

Pelo que li num tópico do PAFS aqui no fórum, a utilização dos 2 fertilizantes servem para gerir os N e P, ou seja, se houver excesso de N ou P faz-se uma TPA e reduz-se a fertilização de Specialized e aumenta-se a fertilização de Premium, ou seja, reduz-se a fertilização dos macros(N e P) e aumenta-se a fertilização de Potássio, Magnésio, Enxofre e micros(penso que seja isto).

 

Hoje vou buscar um teste de PO4 para conseguir ler os consumos de NO3 e PO4, diários, neste momento penso que o aquário esteja a produzir mais do que está a consumir dado que já só tem Fetos de Java, mas o meu objetivo é plantar com mais plantas de crescimento lento/rápido(Pogostemon helferi, Rotala rotundifolia, Staurogyne repens, Bacopa Caroliniana, Sagittaria Subulata, Foxtail, ainda vou escolher dentro destas plantas)

 

Se fertilizar com cápsulas não vou precisar de fazer tanta fertilização líquida?

Edited by Brunomcc2000
Link to post
Share on other sites

Depois de uma conversa com o Luís Cardoso, disse-me que há uma boa forma(menos complicada) de fazer as fertilizações, com cápsulas de substrato, e com fertilização líquida apenas de Potássio e Ferro dado que as plantas absorvem melhor estes dois elementos pelas folhas.

O plano de fertilização neste caso seria:

Seachem Tabs trimestralmente;

Potássio e Ferro diáriamente.

(Flourish Trace 2 vezes por semana há a possibilidade de o fazer mas ainda não tenho a certeza quanto a este produto)

  • Haha 1
Link to post
Share on other sites

Isso num Low Tech? É que por exemplos plantas como os fetos, anubias, Bucephalandras, etc. Que estão presos a troncos e não têm as raízes no substrato, não vão ter acesso nem aos nutrientes do mesmo nem às tais Tabs

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 28 minutos, João Pedro Palma disse:

Isso num Low Tech? É que por exemplos plantas como os fetos, anubias, Bucephalandras, etc. Que estão presos a troncos e não têm as raízes no substrato, não vão ter acesso nem aos nutrientes do mesmo nem às tais Tabs

É assim não há nada que diga que fetos, anúbias e buces não possam a ter as raizes enterradas mas sim os rizomas, no entanto, o meu objetivo(demasiado conservador dado o insucesso que tenho tido com plantas) é ter um Low-Tech mas ir dificultando as coisas com o tempo o facto de estar a fazer fertilizações diárias e injeções de CO2 já quebra o conceito de Low-Tech, o meu objetivo é passar a ter uma espécie de Medium-Tech que para mim já será um desafio enorme, e com o aquário dos camarões este está a precisar de me desafiar se não começo a dar-lhe menos atenção e falhar as manutenções... Preciso mesmo de algo mais difícil(para as minhas capacidades que por enquanto são poucas). Seguramente que com as dicas que irei receber aqui irei tentar evoluir logo para algo mais exigente do que um Low-Tech.

Penso que se o objetivo for apenas e exclusivamente plantas como Fetos, Buces e Anúbias, penso que o Premium da Tropica é suficiente(em pequenas quantidades dado que o crescimento destas plantas é bastante lento), o Premium tem ferro e potássio(que devem ser introduzidos em qualquer aquário) e micros que devem ser introduzidos para complementar a produção dos Nitratos e Fosfatos, a ração e dejetos em decomposição penso que criem N e P suficiente para a exigência dessas plantas(vai depender da fauna do aquário).

Edited by Brunomcc2000
Link to post
Share on other sites