H. Alves

My 60P

Recommended Posts

Data de Montagem: 30/04/2019 

Aquário: ADA 60P 60x30x36 (~60L)

Iluminação: Twinstar 600EA 100% 8h/dia (a equacionar adicionar uma 450EA que já possuo)

Filtragem: Fluval 106, lily pipes com skimmer (O filtro já estava devidamente ciclado e adicionei diariamente Seachem stability).

Fertilização/Co2: Difusor NEO e botija ISTA -> a trocar por Qanvee M2 inline. Vou iniciar fertilização liquida DIY (PPS-PRO). Coloquei algumas cápsulas Tropica nas traseiras.

Aquecimento: JBL pro 50W -> a trocar por inline EH-300.

Extras: Chihiros doctor 3rd.

Hardscape: Pedras e madeiras colhidas localmente.

Substrato: Tropica Soil

Fauna (adicionada 1 semanas após o arranque): 4 Hyphessobrycon amandae, 4 Celestichthys margaritatus, 7 Borara brigittae; 1 Trignostima hengeli, 1 Otocinclus affinis; 4 Caridina multidentata (Amanos), muitos camarões Neocaridina davidi var. yellow neon/fire?, e 1 Neritina natalensis. (A fauna já tinha de outro aquário e irá sofrer atualizações sobretudo para colmatar a falta de especimens de algumas das espécies acima). A grande parte dos especimens em falta (ao longo dos meses foram, aos poucos, saltando do aquário). Queria adicionar uma espécie de destaque mas ainda não sei bem qual.


Flora:

  • Eleocharis acicularis “mini”
  • Micranthemum “Monte carlo”
  • Lilliopsis brasiliensis (apontamentos)
  • Alternanthera reineckii mini
  • Ludwigia repens “mini super red”
  • Ammania sp. Bonsai
  • Nymphea zankeri lotus
  • Staurogyne repens
  • Myriophillum matogrossense green
  • Myriophillum tuberculatum
  • Rotala Vietnam Hra
  • Pogostemon erectus
  • Rotala macrandra
  • Hemianthus micrantemoides
  • Microsorum pteropus trident
  • Anubia nana/petit?
  • Bucephalandra red mini
  • Vesicularia montagnei (Christmas moss)
  • Riccia Fluitans
  • Fissidens fontanus
  • Monossolenium tenerum (Pelia moss)
  • Heteranthera zoterifolia
  • Pogostemon helferi
  • Hygrophila pinnatifida

TPA: Primeira e segunda semanas 33% dia sim, dia não. Seguidamente 33% de 3 em 3 dias.

 

Parâmetros: Tenho de medir novamente mas a água aqui é muito macia (kH 1-1.5; gH 4-5, salvo erro)

Parâmetros entidade fornecedora (Dezembro):

Cloro residual total: 0.01 - 1.87 mg/L 

NH4: 0 - <0.1

Condutividade (µS/cm, a 20ºC): 48 - 192

pH (Escala de Sörensen): 6.7 - 8

Nitratos (mg/L NO3): <2.2 - 16.2

Nitritos (mg/L NO2): 0 - <0.04

Cálcio (mg/L Ca): 7.9

Dureza Total (mg/L CaCO3): 42

 


d6657960-223f-4d26-8f20-01a016041076-ori

240add10-5116-4279-9ef6-28ea7f1a16b8-ori

859e1e00-5f84-4c21-9e1d-99f3e5c3432e-ori

4d203290-ef2e-45f7-bbd8-5e9563506c17-ori

 

Praticamente não fiz fertilização nas primeiras 2 semanas, apenas adicionei 1 ou 2 vezes seachem flourish advanced. Notei nos últimos dias o aparecimento de algumas algas verdes nas rochas e agora a começar a aparecer nas S. repens. Provavelmente a duração da luz é demasiado prolongada. Deveria ter começado, eventualmente, apenas com 6 horas. Vou iniciar hoje a fertilização liquida -> PPS-Pro (para 1ppm NO3, 0.1 ppm PO4; 1.33 ppm K; 0.1 ppm Mg; 0.05 ppm Fe).

Ainda em relação à luz, se tivesse de comprar de raiz teria optado por uma 600S mas, como ja tinha aqui uma 600EA e uma 450EA, optei por colocar inicialmente apenas a 600EA. Não me parece que tenha muita luz para realçar bem os vermelhos e fazer com que o Monte carlo fique com folhas pequenas. No entanto receei que ao juntar as duas (600EA e 450EA) fosse luz a mais, sobretudo nesta fase inicial em que as plantas ainda estão a arrancar/ganhar raiz. Sugestões? Devo manter apenas a 600EA ou beneficiaria em adicionar a 450EA? E a adicionar quando o deveria fazer?

Sugestões para combater estas algas verdes (GSA?) sobretudo nas rochas? Já iniciei a fertilização e vou continuar com TPAs frequentes. Ajudaria aumentar a dose de fosfato? dado que li que eventualmente ajudaria a combater as GSA?

A película do fundo também é provisória e estou a equacionar usar apenas uma branca (opaca) ou preta brilhante. A que tenho é demasiado mate e esteticamente não me agrada.

Em relação à fauna irei reforçar a equipa de limpeza (+ amanos e otocinclus).

Como disse anteriormente gostava de adicionar uma espécie de destaque (a ponderar entre Iriatherina werneri ou P. simulans). De preferencia escolher uma espécie menos tímida, com contraste de cor e que, sobretudo, não faça das neocaridinas um petisco. O problema das iriatherinas é que supostamente não apreciam muita luz e isso pode vir a ser um problema. Eventualmente poderia colmatar isso adicionando plantas flutuantes (ex: Limnobium laevigatum) mas só depois do tapete estar preenchido.

Sugestões?

 

 

Edited by H. Alves
erros formatação
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas

 

Material bom, densamente plantado, tem tudo para correr bem.

Para difusor em linha prefiro o JBL do que o Quanvee. tenho os dois e apesar de chinês mandar bolhas mais pequenas, o aquário parece uma garrafa de 7up, o JBL manda algumas maiores, mas muito do co2 já vem difundido. Acaba por ser esteticamente mais agradável (opinião pessoal).

Acerca da GSA já tentei de tudo, e na minha opinião mais fosfato não ajuda. As plantas lentas (anubias, buces, fetos, S. repens etc) só vão aceitar muita luz no fim de o aquário estar estabilizado. Eu reduzia a luz para 6h por um mês e depois aumentava e via a reacção das plantas. Não tenhas pressa para ter o vermelho das plantas, logo aparece.

Quanto à iluminação de facto as EA não são muito fortes, mas espera um pouco para o aqua maturar bem e depois adiciona a outra.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pela resposta.

Em relação ao Quanvee tinha lido boas reviews e já o tenho aqui em casa mas ainda tenho de trocar as mangueiras por lisas. Ainda não experimentei. Pois a ideia seria ser mais discreto mas a visão de virar 7up não me agrada muito. A ver vamos como fica. Neste momento tenho o difusor da Neo.

Sim as GSA neste caso apareceram praticamente sem fertilização e com tpa frequentes. Fiquei com a ideia que talvez tivessem surgido após usar o flourish advance (dose recomendada) e vem apoiar a ideia que discuti com o Mario Rui que excessos de micros possam ter aqui um papel importante. Agora com o inicio da fertilização vamos ver se as plantas respondem bem, e se as algas desaparecem.

Vou reduzir o fotoperiodo como sugeriste a ver se ajuda a, pelo menos, não agravar. Em relação à segunda calha, acho que vai ter de ser mesmo isso. Terei de aumentar o fotoperiodo progressivamente e depois adicionar a outra tb progressivamente caso seja necessário.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now