Bruno Carneir

Aquário 300 Litros

Recommended Posts

Boas,

Emejet concordo com o que o RGTorres referiu que para TPAs de grandes volumes (75 a 90 litros no meu caso) a opção por um termostato não é tão viável. Para não falar que além de demorar muito mais tempo ia gastar mais dinheiro na luz pelo termostato. Eu meto dois garrafões de 6 litros em 2 panelas e em 10 minutos tenho a água a ferver. 

No meu caso tenho também uma bomba eléctrica (comprada no ebay) para levar a água das caixas de plástico para o aquário que também a uso para movimentar a água quando coloco o Prime.

 

Tenho de ver então em relação ao filtro. Pois com o JBL e1502 além de mais 4 litros de cerâmica consigo juntamente com o meu Fluval 406 filtrar 10,5x o volume do aquário por hora. Já com o FX4 ultrapassava as 15x por hora o que muito possivelmente criaria muita corrente para os meus peixes e ia ter de reduzir essa corrente no filtro. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Sim claro, têm toda a razão! Para grandes quantidades de água não faz tanto sentido usar um termo (foi apenas o meu exemplo pessoal, porque troco muito menos água) e seria apenas uma mera hipótese no uso do condicionador.
Tal como o RGTorres refere, acho que tens o problema do uso do Prime resolvido 😉 

Cumprimentos.
 

  • Votar + 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Concordo acho que está resolvido. Só tinha medo de não deixar o tempo suficiente para remover todo o cloro.

 

Em relação ao filtro JBL e1502 no site da marca diz que o copo do filtro tem 12L de volume e dos quais 8L são para materiais filtrantes. Mas pela imagem seguinte desses 8L grande parte parece ser ocupado só por esponjas e pouco espaço sobra para cerâmicas:

72816.jpg 

Ou estarei a perceber mal? Não conheço o filtro para perceber como é ao certo. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Podes retirar esponjas e colocar no seu lugar outros materiais filtrantes.

Eu também tenho um JBL e no meu (seguindo esse esquema de cima para baixo) tenho, as duas primeiras esponjas, retirei a terceira esponja e substitui por "lã filtrante", deixei a quarta esponja (esta é substituída quando e necessário utilizar outra média filtrante como por exemplo carvão ativado), a quinta e sexta esponjas foram substituídas por cerâmicas (dois últimos copos são só de ceramicas).

As esponjas que retirei, guardei para quando seja necessário substituir as que estão em uso.

Abraço

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Obrigado já percebi.

Sabe me dizer então mais ou menos quantos litros de cerâmicas consegue ter nesse filtro? 

Pois assim sendo a comparação que fiz a pouco de este filtro ter mais 4 litros que o Fluval FX4 não estava correto. Pois dos 8 litros de materiais filtrantes do JBL e1502 fico então na ideia que aproximadamente 4 litros são gastos em esponjas e lã filtrante. Sobrando aproximadamente 4 litros para cerâmicas correto?

No caso do Fluval FX4 julgo que os 4 litros que falam já é o volume disponível para cerâmicas (pois diz "capacidade da cesta de mídia filtrante"). Deixo esquema deste filtro:

EtapasFX.jpg

Se estiver a ver as coisas direitas então no Fluval FX4 tenho a mesma capacidade para cerâmicas que no JBL e1502 e por uma diferença de preços na ordem dos 20 euros tenho muito mais filtração da água certo?

Obrigado por toda a ajuda. 

Faço muitas questões pois é sempre bom saber mais e dado o preço elevado dos filtros não quero comprar um que depois não seja suficiente.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Fazes muito bem em fazer perguntas, o facto de termos dúvidas apenas é sinônimo de querermos aprender 😉.

O filtro é um dos equipamentos mais caro de um aquário, é o seu pulmão e o seu coração, por essa razão fazes muito bem em basear a tua escolha e compra no máximo de informação possível, podes e deves perguntar sempre que alguma dúvida surja, aliás todos nós aqui no fórum aprendemos também muito com as dúvidas de outros e é isso que dá vida e faz sentido ao fórum.

Não conheco fisicamente o fluval, e á muito que aprendi a não confiar demasiado nem nas imagens nem na forma como a informação é passada pelos fabricantes (nas caixas dos filtros sempre vêm o caudal em vazio, e este vai diminuir 30% a 50% quando enchemos o filtro de materiais filtrantes e quando estão novos), gosto de ver os esquemas para compreender bem o funcionamento, a disposição dos materiais e as possibilidades de alterar esses materiais, assim como verificar a maior ou menor dificuldade em fazer a sua manutenção (acesso aos materiais, etc).

Posto isso, aconselho-te a ver fisicamente os filtros na loja, isso vai te salvaguardar de alguma surpresa quando chegares a casa e abrires a caixa do filtro pela primeira vez. 

Tens inúmeras formas de reduzir o caudal de água que o filtro coloca dentro do aquário, e isso não deve ser uma "grande" preocupação.  Os pontos importantes na compra do filtro devem ser: caudal (de acordo com a litragem do aquário), volume de materiais filtrantes (o maior possível), facilidade de fazer manutenção, facilidade em arranjar peças substituição, garantia, consumos, preço. Não coloquei por ordem nenhuma, cada um deve ordenar estes critérios segundo as suas prioridades pessoais, mas todos devem ser analizados. 

Abraço

  • Votar + 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Concordo com isso. E já aconteceu colocar uma dúvida aqui no forum e antes de obter a resposta encontrei-a numa pesquisa e respondi no mesmo tópico para caso alguém tenha essa mesma questão no futuro. Acho que é sempre bom saber mais um pouco. 

 

No meu caso sendo uma aquário com 300 litros em "bruto" (cerca de 250 litros de água efectivamente) e peixes de água fria, o caudal recomendado é sempre um mínimo de 10x esse volume por hora, ou seja 3000 l/h.

Com o meu Fluval 406 já tenho assegurados quase metade (1450 l/h) e com o JBL e1502 ficaria no conjunto próximo do mínimo recomendado (1450+1400=2850 l/h) mas mesmo assim abaixo deste.

Já com o Fluval FX4 e o meu Fluval 406 ficaria no conjunto com 2650+1450=4100 l/h. Ou seja, com o caudal em falta nunca seria problema. 

Quanto a capacidade de materiais filtrantes vou ver em loja pois parece-me que ambos devem ter capacidade para o mesmo volume de cerâmicas. 

Na questão de consumos só teria mais 10W de consumo caso opta-se pelo Fluval FX4 em relação ao JBL. Não me parece que seja algo muito significativo na conta de electricidade. 

Preço são 20 euros de diferença e garantia é de 3 anos na Fluval e 4 anos na JBL. 

Facilidade de arranjar peças na Fluval sei que é simples de as arranjar em stock na loja onde vou comprar o filtro pois já lá as vi a venda. Da JBL já não sei se é facil ou não.

 

Por estes pontos anteriores estou muito mais inclinado para o Fluval FX4. Os únicos dois pontos que me deixam com receio:

Facilidade de manutenção: segundo me foi transmitido é muito maior a facilidade no JBL. Mas julgo que com paciência lá se faz no Fluval. 

O segundo ponto é que com um caudal tão elevado de filtração me origine corrente excessiva no interior do aquário. Coisa que os meus peixes de água fria não gostam nada. Caso aconteça como posso contornar isso?

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Parece-me que estás a fazer uma excelente análise desses dois filtros, e também fiquei com a ideia de que a manutenção do fluval possa ser "menos" simples, de qualquer forma depois de algumas manutenções e de apanhares todas as manhãs do equipamento serão fácies seguramente.

Então como podemos reduzir a corrente no interior do aquário (reduzir a corrente de água, não o caudal pois para isso basta colocar uma torneira na mangueira da saída e estrangular ligeiramente até ter o caudal desejado, atenção que este método aplica uma maior pressão sobre as pás do rotor da Bomba, encurtando o seu tempo de vida), podes colocar Lily pipes (a quase totalidade dos Lily de saída reduzem a velocidade do caudal de saída , além de bonitos 😁), se utilizares flauta e jogares com a orientação dos orifícios de saída podes reduzir a corrente de água (eu cheguei a colocar contra o vidro onde estava fixa a flauta e reduzi drasticamente), podes aumentar o diâmetro da flauta e o diâmetro dos orifícios de saida assim como o seu número (isto implica um pouco de diy), podes colocar um (ou mais) "T" na mangueira de saída e divides o caudal de saída de água no numero que te der jeito, conforme o caudal que queres e a posição das saídas de água.

Estas são as formas que conheço e já utilizei (menos os Lily pipes, mas que já vi a funcionar), todas tem resultados, tens de experimentar várias opções até atingirem o que pretendes.

Seguramente existem outras formas de o fazer com sucesso, basta termos imaginação.

Abraço

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas Bruno

Sem duvida eu ia para o Fluval FX4,nunca e demais ter uma boa filtragem,se o teu problema e os peixes não gostarem de muita corrente da água,pois bem usa na saída da água um bico de Pato,nada de estar a estrangular a saída da água,e poder causar estragos ao rotor.

 

Cumprimentos 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boa noite,

Obrigado RGTorrres e Alvaro Silva.

Já vi que não preciso de ficar preocupado com o excesso de corrente que o Fluval FX4 possa causar por isso vou então optar por comprar este filtro e juntar ao meu Fluval 406.

RGTorres quando referes flauta estás-te a referir as "spray bar"? Se sim teria de fazer uma com tubos de PVC pois não existem a venda para este filtro. 

A opção por uma flauta (julgo que das apresentadas foi a que me agradou mais pois sou muito desastrado para Lily Pipes) reduz a corrente sem reduzir o caudal?

Alvaro Silva o que é uma saída de água "bico de pato"?

 

 

Voltando a questão dos nitratos. Esta semana fiz dia sim dia não TPAs de cerca de 35% do volume do aquário. Apesar de os peixes aparentarem estar melhor continuam a vir à superfície como que a "respirar" e os vidros e pedras já estão a ficar cheios de algas castanhas. Será que ainda tenho picos de nitratos? Por outro lado reparei que o meu goldfish cometa que sempre foi o que mais nadava para comer tudo e revirava a areia toda a procura de comida agora parece que não consegue abrir a boca para comer?

Será que não estou a conseguir baixar os nitratos? A água da TPA pelo teste dá zero de nitratos mas no aquário antes e depois da TPA parece que o resultado dá igual e entre os 20 e 50 mg/l. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Bico de Pato e isto https://www.solaqua.net/epages/3311-141118.sf/pt_PT/?ObjectPath=/Shops/3311-141118/Products/jbloutsetwide1622 este e da JBL mas penso que deve haver da Fluval.

Cumprimentos 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Bruno, 

Coloca a bomba de ar com uma pedra difusora no aquário, dessa forma vais verificar se o que tens é ou não falta de oxigénio, se o comportamento dos peixes se manter então esse não é o problema, se eles deixarem e o comportamento voltar ao normal então apenas precisas aumentar a "agitação" da superficie.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boa tarde a todos,

Obrigado pelo link Alvaro Silva. De facto o output que o Fluval FX4 trás já é desse género de "bico de pato":

img8559209med__96151.1354681168.220.220.

Mas julgo que com essa saída ainda deverá causar muita corrente. Talvez seja melhor optar por uma "Spray Bar" do género desta que vi numa rápida pesquisa: 

spraybar01_zps30b254c4.jpg

Spray-bar-positioned-on-side-of-aquarium

O meu medo é que como este tipo de peças não existe para o Fluval FX4 vai ser necessário um pouco de DIY para fazer um com tubos de PVC. E não sei em que medidas devem ser feitas, qual o diâmetro da Spray Bar e dos seus furos, bem como o seu espaçamento para não deixar o rotor do motor em esforço.

 

 

Em relação ao outro assunto deixo a seguinte foto do meu aquário onde se pode ver a agitação da água:

QGo08SwnXIo87aYXbDiGaMWUQsRY2hW0p4MDZQnm

Voltei hoje a fazer mais uma TPA de 35% da água. E fiz os testes de nitratos. 

No teste da água da companhia deu-me cerca de 2 mg/l de Nitratos:

P6VWn6RrKb0x9R8Tar2j9SEnGNxDv-xMmYM_Zibr

No teste da água do aquário após a TPA deu-me o seguinte valor que julgo que deve ser cerca de 20 mg/l:

uNivAJQaplpMwQyivE9b2yaxOCFu76SAZRztoDg4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas,

Quanto ao spray bar, o diâmetro utiliza o mais próximo que encontrares das mangueiras do filtro, o comprimento é um pouco ao teu critério, assim como número de furos (mais furos = menor diâmetro), tens de ir testando, a última coisa a fazeres é fechar o extremo oposto da spray bar, assim nunca forças o rotor durante os testes, fazes os furos e ligas o filtro, tapas com a mão (ou dedo) o final da spray bar e verificas a pressão da água (muita pressão aumentas o diâmetro ou o número dos furos conforme queiras).

Tens nitratos muito altos no aquário depois da TPA, tenta medir a amónia e nitritos pois algo não está bem, depois da TPA devemos sempre ter menos nitratos (a não ser que a água da TPA tenha mais nitratos que a do aquário e esse não é o caso).

Abraço

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Bom dia,

Obrigado pela explicação da "Spray Bar". Então a ideia é fazer o número de furos e seu diâmetro de maneira a não sentir muita pressão de água na mão quando tapar o extremo da "Spray Bar"? Vou ter sempre maior caudal nos primeiros furos então certo?

 

Pois também achei o mesmo do resultado do teste de nitratos. Quanto a amónia e nitritos infelizmente não tenho de momento testes para os medir. Vou ver se os compro no inicio desta semana. Será melhor comprar os 2? Que marca recomenda?

O meu teste de nitratos é da marca Zoolek. Não o considero muito fiável pois as cores acima dos 20 mg/l são muito parecidas dificultando as leituras como pode ver nas seguintes imagens recolhidas da Internet:

zoolek-teste-de-nitratos-no3.jpg

thumb71-zoolekn2-614ce14da5d3c94556ae66e

 

Reparei também que os vidros, folhas das anubias e rochas já estão com muitas algas castanhas novamente. O que julgo que de certa forma confirma os valores de nitratos altos certo?

Terei perdido as bactérias todas quando fiz sifonagem do fundo e limpeza do filtro ao mesmo tempo da outra vez?

Ou será que como fiz algumas TPAs que vinham com nitratos altos (antes de mudar para a água da rede pública) ainda não os consegui baixar muito?

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas, 

O que é estranho é o facto de mesmo após uma série de tpa's que fizeste com água da rede os nitratos continuarem tão altos, o que á partida me diz que a tua colônia de bacterias (filtro, substracto) está a funcionar, uma vez que os teus peixes produzem amonia e que esta é processada pelas bactérias e transformada em nitritos, que por sua vez são processados por outro tipo de bactérias e transformados em nitratos (isto é a base do ciclo do azoto), todos estes compostos são nocivos para os peixes (por isso mesmo temos os filtros que tratam da amonia e nitritos, e os nitratos são retirados nas tpa's e consumidos pelas plantas, daí um aquário bem plantado ser mais estável).

O que acho que é importante é verificares os níveis de amonia e nitritos e a partir daí é mais fácil resolver o problema (não te consigo aconselhar testes, já usei varias marcas e também porque não ligo muito aos valores certinhos, para mim é mais importante saber, se estão altos ou baixos e se estão a subir, descer ou estaveis. Com o tempo aprendemos a "ler" os nossos aquários e os nossos peixeis e ou nem usamos testes ou servem mais para confirmar o que já desconfiavamos, mas já te deves ter apercebido disso pelos post's de membros com bastante experiência).

Como não tens praticamente plantas no aquário (apenas a anubia, que é de crescimento lento ou seja consome nutrientes de uma forma lenta), e como a fauna que escolheste produz bastantes "detritos", vais ter sempre uma alta produção de nitratos no aquário, daí se falar de altas litragens, para os peixes que tens, e de uma filtragem (litros/hora) mais alta, cerca de 10×. A alta litragem por peixe na espécie que tens é também porque ajuda a "diluir" a concentração de nitratos, não só pelo espaço para nadar. Um aquário com poucos litros pode perfeitamente servir e ter espaço suficiente para peixes "juvenis" mas a concentração de nitratos será sempre mais elevada (independentemente dos filtros).

Assim que tiveres o segundo filtro a trabalhar acredito que as coisas estabilizem no aquário e os teus peixes mantenham um comportamento 100% normal e saudável.

Sim, o facto de teres algas indica nutrientes em excesso (no teu caso os nitratos serão seguramente, mas pode haver outros).

Quanto ao spray bar, verifica se onde vais comprar o filtro têm spray bar para ele, e assim fazes uma cópia.

Abraço

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Concordo com o que o RG Torres disse,mas deixa-me dar uma dica,já equacionastes que esses teste não estejam em condições por qualquer motivo,outra coisa,tu nunca vais teres os Nitratos num aquário seija ele qual for a zero,o teu e de todos os aquários vão sempre ter Nitratos,uns mais outros menos,mas vai haver sempre,eu não uso testes,a não ser o de ph,mas isso não quer dizer que não os uzes,mas tens que desviares um pouco a ideia de que os testes tem sempre razão.tenta leres o que o teu aquário te diz,algas há em todos os sistemas aquáticos na natureza e também nos nossos aquários.

 

Cumprimentos 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Bom dia pessoal,

Segui o teu conselho RGTorres e comprei uns testes só mesmo para confirmar e perceber melhor o que se passa no aquário. Optei pelos testes da mesma marca que já tinha do de nitratos (Zoolek) pois são mais baratos e como o objectivo é só ter uma ideia da ordem de grandeza dos valores não achei que se justifica-se gastar muito dinheiro em testes mais caros (além de estar a poupar para o segundo filtro que é mais importante que testes mais precisos):

1 - Teste de pH (são 2 testes com escalas de cores diferentes que medem o pH com a vantagem de poder comparar os valores dos 2 testes):

 

uyF4UDtXHi1_g_RVLdM7FU2tixkYf6w5WaiDbAkw

xCzI7SGvrDDJfZqwhk3d0koShW7Kd44MxysX7xFB

Pelo primeiro teste a cor parece estar para um pH entre o 7.2 e 7.4. Para o segundo teste (que dizia ser mais preciso) a cor do pH estava para um valor próximo de 7. Por isso os dois testes deram valores da mesma ordem de grandeza permitindo concluir com alguma certeza que o pH do aquário deve rondar os 7. Que para o tipo de peixes que tenho é o valor ideal.

 

2 - Teste da amónia:

oWFVqq-x2SXI9ePSW_CEB-gsEOqBd5wGnPjXQvDu

Neste teste a amónia do aquário está exactamente nos  0 mg/l. Que é o ideal.

 

3 - Teste de Nitritos:

FX1TR7ZsNqMnU6kM2vqdMS0i-wcj0Z71fiMv3OFa

Neste teste apesar da cor ser muito clara julgo que os nitritos do aquário estão a zero ou próximo disso.

 

Em resumo:

O pH para os meus peixes está bom.

Não tenho amónia nem nitritos por isso a minha colónia de bactérias (no filtro e substrato) está boa ou já recuperou.

Os nitratos não os medi. Vou medir logo antes e depois de lhe fazer mais uma TPA de 35%.

 

Por isso julgo que o meu problema será mesmo só de nitratos excessivos. Haverá mais algum teste que deva fazer para despistar se algo está mal no aquário?

Por outro lado, sendo problema de nitratos ou estes surgiram pelas TPAs que fiz com água do furo (antes de descobrir que a mesma estava com nitratos) ou o filtro já não está a dar conta do recado certo?

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boa tarde a todos,

O filtro para já está a dar bem conta do recado para já, pois tens a amonia e os nitritos a zero (as tpa's seguramente tem ajudado, não é nada normal a água da rede trazer estes dois compostos, já os nitratos não se pode dizer o mesmo). Pelo que percebi fizeste estás medições antes da tpa, o que também é bom pois se a amonia e nitritos estão zerados antes da tpa, tens a melhor prova do bom funcionamento do filtro.

Para começar estes testes são os mais importantes, como sabes existem mais uma série de testes diferentes, GH e kh para quem como tu tem um aquário com poucas plantas só serão essenciais no caso de teres oscilações de pH (para perceber se o que está a provocar essas oscilações é a água que usas ou outros factores), os outros testes aplicam-se para quem tem plantados e necessita saber como está o aquário ao nível dos nutrientes e assim controlar as fertilizações (faço apenas aqui a ressalva de que tanto a fauna como a  flora têm necessidades diferentes conforme as espécies e se queremos ter essas condições vamos necessitar de praticamente todos os tipos de testes, algo que nesta altura não necessitas, lá chegarás com o vício 😁).

As tpa's que fizeste com água do furo com grande certeza encberam-te o aquário de nitratos, mas não te esqueças que o teu filtro produz constantemente mais nitratos (é um dos resultados do seu bom funcionamento), e basicamente sem utilizar químicos só temos duas formas de os retirar do aquário, tpa's ou ter um aquário com muitas plantas (que os vão consumir). 

Resumindo, tens no teu aquário os nitratos que lá colocas na água da TPA (deveria ser zero) mais os nitratos que o filtro produz e menos os que as plantas consomem). Faz com disseste, medição de nitratos antes e depois da TPA e da água da rede que vais colocar. Se puderes durante uma semana mede todos os dias a água do aquário para saberes a quantidade de nitratos produzida, e assim estás mais perto da solução uma vez que hoje já descartaste problemas com amonia e nitritos.

Abraço

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Obrigado RGTorres.

Sim estas medições foram feitas ontem a noite e só hoje a noite vou fazer uma TPA. Vou então medir os nitratos hoje da água da rede (desde que comecei a usar água da rede pública nas TPAs em vez da do furo essa água tem ido sempre para o aquário com nitratos a zero) e meço também os nitratos do aquário antes e depois da TPA.

Então se com as TPAs não estou a conseguir manter os valores baixos de nitratos e não me é viável fazer TPAs de 3 em 3 dias (pretendia manter o ritmo de 1 TPA por semana como o fiz ao longo do ultimo meio ano) a solução passa por colocar mais plantas ou meter algum produto no filtro de filtragem química para os baixar certo?

Sendo peixes de água fria que tem tendência a comer plantas quais as plantas que posso colocar que me ajudem a baixar os nitratos?

Que meios de filtragem química existem para eu baixar os nitratos?

 

Enquanto consegui manter a amónia e nitritos a zero significa que o meu filtro é suficiente? Se meter outro filtro agora vou aumentar a quantidade de nitratos?

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Bruno,

Enquanto mantiveres a amonia e os nitritos a zero isso significa que o filtro está a conseguir processar esses compostos na totalidade, agora dizer-te se o teu filtro está com alguma margem de manobra ou se está no limite é que é mais difícil. A nível dos filtros como bem viste ao longo dos post's é sempre aconselhável ter "mais", o "suficiente" é perigoso pois de um momento para o outro as coisas podem descanbar e nós já não temos tempo ou margem para fazer alguma coisa, o resultado é sempre mau podendo chegar á morte da nossa fauna e flora. 

São tantos os factores que influenciam a estabilidade de um aquário que aqui (no filtro) devemos sempre ter boa margem de manobra.

Os nitratos são produzidos pelo teu sistema de filtragem de acordo com a amonia (amonia ->nitritos ->nitratos), ou seja não é por teres mais filtros que os nitratos aumentam, vais ter a mesma quantidade (desde que a produção de amonia no aquário não aumente), vais ter é muito mais espaço de "manobra" ao aumentar seja o número de filtros ou a sua capacidade.

Existem várias marcas a disponibilidade médias filtrantes que fixam os nitratos (normalmente também amonia, nitritos e outros), o purigen da seachem ou o nitraex da JBL, entre muitos ... Quase todas as marcas têm. Eu pessoalmente evito ao máximo usar essas resinas, na verdade só usei quando tive um problema como teu, em que estava a usar água de um furo carregada de nitratos.

Em relação às plantas não sou a melhor pessoa para te aconselhar, uma vez que sou bastante Rookie neste assunto, alguém com maiores conhecimentos certamente de dará boas dicas. Vais ter de procurar plantas de rápido crescimento e que não sejam muito frágeis. 

Quanto ao número de vezes que fazes tpa's a tendência é começar a ser mais reduzido até atingirem o que para ti é o ideal. Este processo de medir a produção de nitratos no teu aquário vai te ajudar nisso mesmo, vais conseguir optimizar as tpa's em volume de litros e frequência com mais facilidade.

Abraço

Editado por RGTorres
Erro no texto

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas RGTorres.

Compreendo e continuo com a ideia do segundo filtro. Mas mais para o inicio do próximo mês dado o seu custo mais elevado. Também não gosto de andar no limite pois quando descanba é difícil perceber o que se passou e complicado voltar a repor as coisas no normal, coisa que passei estas ultimas semanas. 

Por acaso sem saber que ajudava a baixar nitratos já tenho a algum tempo um saco de Purigen da Seachem no meu filtro. Que provavelmente depois de nitratos tão elevados já deve estar saturado e a precisar de ser regenerado.

Mas pode trazer consequências adversas na utilização destas resinas?

Agora que penso melhor as coisas no meu aquário talvez tenham descanbado muito porque além da água do furo com nitratos que andava a usar nas TPAs sem saber nessa altura também fiz a regeneração do Purigen na qual tirei o saco do filtro durante uma semana. Sem este Purigen no filtro durante essa semana talvez os nitratos tenham-se descontrolado mais rápido certo? Da próxima vez que regenerar será melhor comprar outro saco para ir intercalando nas regenerações?

Quanto as plantas talvez crie um tópico novo na área dedicada a ver se obtenho informações.

 

Ontem fiz então mais uma TPA no meu aquário. Antes da TPA medi os nitratos e pela foto seguinte pareciam-me estar entre os 20 e 50 mg/l:

K2TNUpU5Ki_RxYJvk7m2DXsJ-ggECn9OQIJz2dAb

Por isso optei por fazer uma TPA de cerca de 45% (espero não ter exagerado) para ver se desta vez conseguia bons resultados. E efectivamente foi um sucesso em termos de nitratos que baixaram para valores entre os 5 e 10 mg/l:

mc8KsnpM0X1zRfAjPPt6bLhniluoQXq7vP0VGqIn

Desde esta crise de nitratos foi a primeira vez que consegui com uma TPA ter valores aceitáveis no aquário. Vou agora medir todos os dias para tentar perceber qual a quantidade de nitratos produzidas por dia para perceber de quanto em quanto tempo tenho de fazer TPAs procurando que estas sejam em torno dos 25%.

Vou também medir hoje os parâmetros todos da água da companhia para perceber se é muito diferente dos valores do aquário. A fim de perceber se essa água me vai variar com o tempo os valores no aquário.  

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Alguma coisa está mal nesses testes. Se fizeste tpa de 45% a descida dos nitratos devia ser correspondente e baixou muito mais que isso.

Enviado de meu Redmi Note 4 usando o Tapatalk

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Também achei estranho. Mas este é o único teste de nitratos que tenho para me orientar. E a cor que deu antes da TPA é muito dificil distinguir se era 20 mg/l da cor de 50 mg/l. E depois com foto de telemóvel essa percepção ainda piorou. 

Se o teste estiver a dar valores certos após a TPA os valores estavam com cor muito parecida com a dos 10 mg/l. O que levaria a pensar que antes da TPA devia estar em torno dos 20 mg/l. Mas não sei se o teste é fiável para tirar este tipo de valores pois as cores as vezes são muito difíceis de distinguir. 

Apenas me oriento pelo teste para ver se a TPA fez efeito na redução de nitratos. Pois nas ultimas 2 semanas tive uma crise de nitratos e fiz na 1ª semana TPAs dia sim dia não. Na 2ª semana de 3 em 3 dias. E só nesta semana com esta TPA é que por este teste de nitratos tive resultados diferentes da cor rosa (abaixo dos 20 mg/l).

Editado por Bruno Carneir
Erro no texto.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Boas a todos,

Bem pelo menos já vemos alguma luz ao fundo do túnel. Concordo com o S.S. , a descida dos nitratos devia e tem de ser proporcional ao volume da tpa. Não é fácil (pelo menos para mim) muitas das vezes defenir com perfeição qual a cor que o meu teste deu, quando olho para a escala nunca é uma cor da qual não tenho dúvidas (essa talvez a principal razão para ter dito que não me preocupo demasiado com os valores certinhos dos testes).

Sendo assim a leitura que faço através das fotos é que, em relação a sábado passado (testes que mostraste) tiveste um aumento ligeiro de nitratos, tudo normal e é o expectável. Nestes últimos testes, antes da tpa, parece-me que a cor está mais para 20 mg/l e depois da tpa está mais para 10 mg/l, se estou a ver bem então os valores já não são assim tão estranhos, o principal esta feito que é reduzir os nitratos com tpa's (faço aqui a ressalva de que sempre partimos do princípio de que os testes estão bons), para confirmar e se o conseguires na loja onde normalmente compras as coisas para o teu aquário, pede para te testarem a água e depois comparas.

Não te preocupes com o volume das tpa's que fazes, desde que não mexas no sistema de filtragem em simultâneo, podes fazer tpa's de grandes volumes

há 6 horas, Bruno Carneir disse:

.

Mas pode trazer consequências adversas na utilização destas resinas?

Penso que não, desde que bem utilizadas. As resinas tem o"problema" de saturarem e a partir desse momento além de ficarem completamente inoperacionais (tem de ser regeneradas), podem libertar para o aquário precisamente o que deviam de fixar, agravando a situação. Por isso não gosto de utilizar, só mesmo último recurso e com bastante controle, um pouco como o carvão activo, que pode ser mais prejudicial que benéfico quando mal utilizado.

Abraço

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora

Tempo de vida do fórum


Data de criação do fórum: March 16, 2003 00:00:00