Ricardo Gil

GreenHouse

Recommended Posts

Boa tarde a todos

Ao fim de mais uma ausência sem partilhar nada, lá veio o Tó Zé desafiar-me a partilhar mais qualquer coisa. 

Esta montagem é completamente diferente do que tudo o que fui fazendo. 

Primeiro, O Objectivo. Era dedicado a uma especie de peixes: Apistogramma Boreli. Enquanto todos os outros aquarios que fui montando por aqui eram exclusivamente pensados para o aquascaping, escolhendo as especies de peixes depois, desta vez foi o contrário. Não sendo um entendido em apistogrammas escolhi uma especie bem facil, sugerida pela Ana Lopes da Blackwater (recomendo vivamente). 

Segundo, A Exigencia. Queria um aquario FACIL! De preferência que não me obrigasse a meter as mãos dentro de agua. Ao fim de tanto tempo, precisava de uns meses em que só observasse pelo prazer e não pelo desenvolvimento do que estava dentro dos vidro. queria ferias da tesoura e da pinça!!!! Assim, escolhi plantas de crescimento lento, e de preferência que pudesse utilizar as que vinham da ultima montagem - Resistebat

Terceiro. A Duração. Quando montava os ultimos aquarios, sabia que depois das fotos, era contagem decrescente para desmontar. Neste não. É para ficar até me cansar dele ou ter vontade de fazer outro. Seja quando for. Ando a juntar material para a aquisição de um aquario maior (120.45.45), e enquanto vou comprando tudo (vai demorar o tempo que for necessario), este aquario vai ficando por aqui. Alem disso, como é de especies de plantas de crescimento lento, o tempo jogará sempre a favor dele e não o contrário. 

Nesta montagem tinha tambem um desafio: A dificuldade em arranjar uma data para que pudesse fazer isto com calma, assim, aquilo que vou descrever foi o processo de desmontagem da ultimo layout e a montagem deste, numa operação de um fim de semana.

O texto (com poucas edições), foi retirado do post que fiz na página do Facebook, Aquariofilia. (data do post, 5 de maio de 2017)

 

"Montar e desmontar aquários

Este fim de semana desmanchei o layout que tinha e fiz outro, numa operação de 29 horas, que tentarei descrever a fim de ajudar quem se ‘mete’ nestes desafios.

Tinha como objetivos a remodelação completa, assim como não utilizar nenhum outro aquário ‘de suporte’, não ter mortes nos peixes e gastar o menos dinheiro possível.

Como é óbvio segue testamento, mas quem seguiu os outros (https://www.facebook.com/groups/Aquariofilialusa/permalink/1856989401189601/ e https://www.facebook.com/groups/Aquariofilialusa/permalink/1875338789354662/) já sabe o que espera… 1f642.png

Comecei sexta feira ás 17.00. Fui buscar uma caixa do IKEA e coloquei lá água diretamente do aquário. Nessa caixa coloquei a água, um termo, uma bomba de ar, e um filtro interno com algumas cerâmicas que retirei do filtro que servia o aquário que ia desmontar.

Apanhei os vivos (peixes e camarões) possíveis, uma vez que como estava severamente plantado não foi possível apanhar tudo, e coloquei na caixa.

No aquário comecei a operação por podar todas as plantas de caule que tinha. Retirava o produto cortado com cuidado para não trazer vivos agarrados. Não usei a rede, apenas as mãos e deixava escorrer a água pelos dedos. Tudo junto deu um saco do pingo doce cheio…

large.IMG_4915.jpg

large.IMG_4933.jpg

large.IMG_4936.jpg

É extremamente importante não arrancar nada!!! Como podemos ter ainda alguns vivos na coluna de agua, não queremos remexer o substrato para não alterar os parâmetros da agua. Corta-se rente ao substrato com uma tesoura qualquer, porque como vamos acertar no substrato (ao de leve) varias vezes, uma tesoura de aquariofilia pode empenar ou perder qualidade na lamina.

Com as plantas de caule fora, retirei anubias e musgos. As anubias estavam presas a troncos e a pedras e essas foram fáceis de retirar. As que já desenvolviam raízes para o substrato, foram cortadas essas mesmas raízes a fim de não levantar nada. 

Por ultimo retiram-se as criptos. Talvez as plantas mais difíceis de retirar. As criptos podem ter raízes que atingem os 30 cm ou mais de comprimento. Se puxarmos mexemos o substrato TODO. A solução passa por levantar ligeiramente com um garfo (que entra ligeiramente perpendicular à planta, dentro do substrato, e corta-se por baixo do garfo sem o retirar do substrato. Uma vez mais, utiliza-se uma tesoura qualquer).

Depois de toda a massa vegetal ter saído, retira-se o hardscape (troncos e pedras) que não estão enterrados no substrato.

Por fim retira-se todos os vivos restantes. Acreditem que nesta altura em que retirei os últimos camarões, a agua ainda estava muito transparente, mesmo depois de ter retirado tanta coisa.

Com os vivos todos dentro da caixa, posso mexer à vontade. Escorro a agua TODA do aquário. Faço-o com o substrato dentro do aquário, e da seguinte forma:
Chego o substrato todo para um lado e do outro lado enfio uma mangueira no fundo do aqua e retiro a agua (lama) que sai.

O substrato retiro à pazada para dentro de caixas. Esse substrato é depois estendido em cima de tampas dessas caixas (do IKEA por exemplo) para secarem durante a noite.

large.IMG_4937.jpglarge.IMG_2247.JPG

O aquário é lavado com agua e raspado com uma razor. Não aconselho o uso de detergentes quando se monta o aquário logo no dia a seguir como era o caso. O silicone pode absorver esses produtos durante a limpeza e não ter tempo para os libertar em poucas horas.

Com isto tudo eram 02.30. Deitei-me…

No dia seguinte, sábado, começo por tratar do substrato logo pela manhã, 10.00.

Não ia precisar de todo, mas de alguns quilos apenas. Assim, não precisava de tratar de tudo o que ganhava tempo. Como faço para reutilizar? Simples…


Uso maioritariamente nas minhas montagens a Amazónia. Nesta ultima tinha uma mistela de substratos. Tinha Amazónia antiga (já vinha de 2 montagens anteriores), 3 kg de Amazónia nova, power sand (uma embalagem pequena), mais o terra nera da Equo (2 montagens), e uma embalagem de Vigor Plus da Equo (2 montagens). Ou seja, substratos ricos, mas já reutilizados algumas vezes. Parte do substrato já vai para o terceiro ano!


Utilizo estes porque alem de serem bons, mantêm a sua integridade ao fim de muito tempo. Ou seja, não se desfazem com facilidade. São caros? Uma saco de Amazónia custa aquilo que fumo durante 8-10 dias! Visto desta forma é caro ou barato? Caro é fumar…


Assim, e como se mantêm a sua integridade, uso uma peneira para os separar. Utilizo uma grossa primeiro para separar o power sand e o vigor plus do resto. Ambos têm um grão de muito maior diâmetro, e assim ficam logo de fora. Vou utilizar outra vez, porque são substratos férteis e não acredito que estejam já ‘fora de validade’. 


A seguir, peneiro novamente com uma malha mais fina, separando o pó ou areia que possa existir do substrato do terra nera e da amazónia. Se vos mostrasse ao vivo este substrato que veio do aquário com um novo, dificilmente viriam as diferenças. 
O pó e areia restante vai para lixo ou floreiras…

De manhã lavo também os troncos que vou utilizar (com agua apenas e escovo-os com uma escova de dentes ‘virgem’) e as pedras.

large.IMG_2246.JPGlarge.IMG_2241.JPGlarge.IMG_2242.JPG

Com tempo ainda até ao almoço, trato das plantas que vou reutilizar para a nova montagem. Tinha decidido que nesta montagem ia apenas colocar plantas de crescimento lento e nada de caule. Foram muitos meses de volta do aquário com a tesoura na mão e por isso preciso de descanso. Opto por utilizar apenas anubias, criptos, trident, buces e uma ou outra coisa que possa dar jeito. Comprei 3 potes de plantas que faltavam para completar a minha ideia e estava feito. As restantes plantas estavam a caminho do lixo. Pensava que as ia vender, mas depois de as ver com cuidado abortei essa hipótese uma vez que não estavam impecáveis. Liguei para quem já me tinha comprometido e pus ao corrente da situação: a HM tinha filamentosas. Logo, para mim, se não gosto de comprar plantas com algas, também não as vendo! Nem ofereço! Nem essas, nem qualquer outra que esteja no aquário como é obvio. Se precisasse do dinheiro para esta montagem provavelmente recuperava o aquário e depois fazia dinheiro, mas como tinha decidido que ia ter custo mínimo com ele, e os próximos fins de semana iam ser caóticos, optei por mandar para as floreiras…

As plantas que ia usar, recupero o possível. Banho de lixivia a 1/10 durante uns minutos, sacrifica-se tudo o que esteja em pior estado. Corto as raízes em excesso, e retiro todas as folhas que não estejam bem. Mesmo assim fiquei com muito. Dos 4 potes de anubias que tinha colocado inicialmente, tinha neste momento, sem exageros, mais de 15! Todo o tridente que usei para esta, estava num único tufo na montagem anterior… separei agora em 4 porções bem generosas.

Com isto já é hora de almoço, 13.00…

Recomeço com aquilo que mais gosto, brincar com o layout.

large.IMG_4938.jpg

Não tinha muitas preocupações estéticas e o tempo era pouco, assim, numa hora coloco os troncos e as pedras. Utilizo apenas no chão do aquário, areia de sílica. Não a branca mas uma ligeiramente mais escura. A opção é estética mas também por causa fauna que penso colocar. O efeito fica impecável, uma vez que o móvel é lacado a branco e o aquário tem as colagens transparentes, hoje ao ver o aquário ao fundo da sala parece que o layout está em cima do móvel e não dentro de um aquário.

Como vou colocar criptos e uma echino, tenho de colocar o substrato que preparei. Como não quero misturas a solução passou por arranjar uns garrafões. Corto na altura desejada, retiro o fundo e furo com orifícios pequenos em toda a volta. Lá dentro meto o substrato fértil primeiro e depois a amazónia. Como fica atrás dos troncos não se vê. O espaço entre eles é preenchido com pedras de tamanho pequeno.


Passo à fase de plantar. Primeiro a parte posterior (echino e criptos), passo para a bolbitis e tridente e acabo a colocar as buces e anubias nas zonas de sombra. Acabo o layout com a colocação do areão que ajuda na perceção de continuidade da areia com os troncos.

Encho com agua diretamente da mangueira do jardim e coloco de imediato um termo a funcionar com o skimer a funcionar para dar circulação na agua e apanhar uma ou outra folha que se tenha soltado. A agua estava ligeiramente baça (muito pouco mesmo) por causa da areia.

O filtro (2217), que entretanto esteve sempre na caixa do IKEA com o caudal reduzido, foi colocado logo no aquário. Uma vez que nunca parou (aliás, parou apenas no processo de mudança aquário-caixa-aquário) nunca deixou de estar ciclado. Ou seja, mesmo sendo uma montagem nova, o processo bacteriológico não foi interrompido dentro do filtro. A ajudar esse processo, tudo (com exceção da areia) estava ‘ciclado’ (troncos, pedras, substratos, etc…).

Na caixa ficou apenas o outro filtro interno que aguentava perfeitamente algum tempo (pouco), uma vez, que tal como referi, tinha matérias filtrantes cicladas.

Com isto finalizado, Janta-se.

Depois de jantar, e deixando a agua do aquário chegar aos 25 graus, a mesma da caixa, começo o processo de passagem dos vivos para o aquário. Retiro agua da caixa (25% de cada vez) para o cano, e volto a encher com agua do aquário recém montado. Ao fim de o ter feito umas 4 ou 5 vezes, começo a apanhar os vivos com uma rede e a colocar no aquário.

No fim de tudo são 22.00 de sábado, ou seja, 29 horas depois.

Hoje conto apenas um morto, um camarão que levou com um calhau na caixa. Tudo a comer bem, e feliz da vida. 
O melhor disto? Foi a primeira montagem que o puto (4 anos) ajudou…

PS: Dinheiro gasto, +/- 20€ (em 3 potes) …

PS2: O que fiz aos restantes troncos, pedras e substrato? O que faço sempre, guardo tudo, porque não quero gastar muito dinheiro na próxima vez 1f609.png

 

 

O aquário ficou assim nesse dia,

large.IMG_4942.jpglarge.IMG_4949.jpglarge.IMG_4946.jpglarge.IMG_4944.jpglarge.IMG_4941.jpg

Desde esse fim de semana já sofreu algumas alterações, 

- alguns troncos mudaram de posição

-4 cocos foram colocados para os apistos

-foram retiradas algumas plantas que estavam atrás e não gostava da forma como ocupavam o aquario

- foi retirado o gravel que estava de inicio

-foram retirados os dois ancistrus sp. que aparecem nas fotos em baixo.

O setup final do aquario, está no fim das fotos.

As fotos seguintes retratam como o aquario está neste momento. Espero que gostem.

Primeiro a FAUNA

large.IMG_4969.jpglarge.IMG_4954.jpglarge.IMG_4965.jpglarge.IMG_5014.jpglarge.IMG_5010.jpglarge.IMG_4993.jpglarge.IMG_4950.jpglarge.IMG_4959.jpglarge.IMG_4951.jpglarge.IMG_5012.jpg

A REMODELAÇÃO

large.IMG_4974.jpg

large.IMG_4942.jpg

large.IMG_4972.jpg

ACTUALMENTE

large.IMG_5034.jpglarge.IMG_4999.jpglarge.IMG_4998.jpg

SETUP

Fauna: Casal de Apistogramma boreli; 2 x Farlowella acus; 10 x Corydora habrosus; 15 x Paracheirodon axelrodi; 1 x Swellia leoonelata; 1 x Yunnanilus sp. rosy

Flora: Anubias barteri var. nana; Bolbitis heudelotii; Bucephalandra sp. 'Red'; Bucephalandra 'Wavy Green'; Echinodorus palaefolius; Lagenandra meeboldii 'Red'; Microsorum pteropus 'Trident'; Taxiphyllum 'Spiky';

Hardscape: Hornwood; Seiryu Stone; Areia de Silica; Amazonia reciclado

Filtro 2217 (5kg de Stilla);

Calha MasWas 30w;

CO2 pressurizado (1 bps);

TPA: Semanal 25%

Fertilização Equo: 1ml P, 2ml K, 3 Trace (3 x semana)

Valores Agua: Nitratos 5; Ph 6; kH 4; gH 4; 26ºC

Aquario 70x50x45

 

Edited by Ricardo Gil
  • Like 2
  • Upvote 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi difícil mas valeu a pena a espera! Que grande inicio de tópico Ricardo! Excelente descrição de todos os passos que são necessários quando decidimos desmontar e fazer nova montagem! E que bonita é a fauna que colocaste! Os apistos são espectaculares e merecem montagens dedicadas! O único senão é que costumam ser caçadores exímios de marisco ;) Se eles fizerem criação vais ter aí muito trabalhinho :) 

Como consegues um pH tão baixo? Será efeito das madeiras? Nas duas ultimas fotos parece ser riscos nos vidros? 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 12/09/2017 at 22:47, Tozé Nunes disse:

Como consegues um pH tão baixo? Será efeito das madeiras? Nas duas ultimas fotos parece ser riscos nos vidros? 

 

Boas

Não faço ideia como tenho o pH com esses valores. Não sei se é por causa da madeira, se por causa dos taninos, ou por causa da amazonia que está lá atrás dentro de 2 fundos de garrafão. Não faço ideia...

Sim, riscos :( não engana!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Top Ricardo! (para variar)

Fiquei com nostalgia ao ver esses apistos... Fabuloso!
Os meus comiam camarão... e bastante!
Isso transpira a natureza, não te deves cansar de ver esses meninos!

:default_animal_fish:

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Excelente Ricardo, 

 

Aqui está um registo à altura deste aquário, isto está com muito bom aspecto! Flora e fauna em perfeita harmonia, um ecossistema muito equilibrado. 

Isto deixa-me a pensar porque que é que nós complicamos o que é simples, porque é que perseguimos a perfeição quando na Natureza tudo é simples e de uma perfeita imperfeição..

 

Gosto bastante desta vertente, imagino o quão relaxante é apreciar esse pequeno pedaço de Natureza.

 

Parabéns!

 

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como é que esta "bíblia" me passou ao lado?

Parabéns por tudo, pela montagem, pelo step by step, pelas fotos e pelas explicações.

Ficou muito bom! Cada vez gosto mais deste tipo de montagens.

E novidades, umas fotos vinham mm a calhar.

abraço

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.