Recommended Posts

Meus estimados, sempre foi uma pretensão minha possuir um lago artificial para nele colocar meia dúzia de carpas koi, sem que, nos últimos 16 anos, tal desiderato nunca tenha saído do papel, e sem que tenha dado qualquer outro uso ao espaço destinado para o mesmo. Agora que, finalmente abracei este hobby (comecei com um "aquário" redondo, passei depois para um rectangular de 30, possuo agora um de 60 e para breve virá um de 1,20), sou agora de avançar com a construção do referido, a ter início na primavera próxima, o que me confere algum tempo para acautelar todas as vicissitudes. Citando o mestre Sun Tzu: Aquele que se empenha a resolver as dificuldades resolve-as antes que elas surjam.

 

Ante-projecto: Lago "estilo" japonês...

 

Localização: O espaço é aberto, sem árvores muito próximas. A incidência parcial e directa do sol será de cerca de 4h no inverno, 8h no verão. A total, será de 2 e 4 respectivamente. Assim que possível coloco uma infografia (futuramente irei replicar aqui a feitura do lado, passo-a-passo).

 

Tamanho: Área bruta com 7 x 3 metros, porém, pretende-se que o lago possua 6,5m x 2,5 metros. A diferença (25cm) será usada para colocar um rebordo (pedra granito - como ilustrado na foto supra), prestando-se este a criar uma barreira de segurança.

 

Altura acima do solo: Pretende-se que o lago se tenha semi-saliente, criando-se uma assim borda elevada com relação ao solo, com cerca de 50cm, sendo o restante escavado. A parede exterior será devidamente revestida a pastilha.

 

como-instalar-um-lago-no-jardim-1.jpeg

Para a concretização, pretende-se replicar este exemplo (com as devidas alterações).

 

Profundidade: Pretende-se criar 3 níveis de fundura. O 1º nível - ou anel - com 50cm (de altura) x 50cm (de largura), o 2º desce para os 80cm x 50cm e o terceiro para os 100cm x 50cm. Podem aferir infra uma infografia meramente ilustrativa do que se pretende:

 

%D0%BA%D0%B0%D0%BA-%D0%BF%D0%BE%D0%B4%D0

Material: Pretende-se optar por uma estrutura de alvenaria. Pedras q.b., "arredondadas" e de vários tamanhos, pequenos seixos nas bases dos patamares 1 e 2, e areia no 3º (vide última infografia para aferir contraste pretendido). As "paredes" interiores serão verticais revestidas com pedras, seguindo o exemplo infra:

 

f19c8c_61255509cd6c1505350e89b2901f6195.

 

Equipamentos: Está prevista a colocação de uma bomba para criar uma cascata com um pequeno caudal (ou um repuxo no centro do lago), e bem assim, iluminação interna. Por definir se se usará um filtro não natural. A ideia da queda de água é a seguinte:

 

capa-lago-guy-30bfr3y10ctfv66t314xkw.jpg

 

Plantas: Serão usadas nas margens exteriores, algumas flutuantes e outras submersas. Ainda nenhuma espécie foi ponderada...

 

Peixes: Kinguios. Actualmente possuo 11 num aquário de 60cm (já com o 12º encomendado). Com a aquisição do próximo (120cm) irei duplicar o número de residentes. Os maiores terão o lago como destino final, os menores, permanecerão confinados ao aquário. Eventualmente uma ou duas carpas koi (borboleta):

 

81c9d859599bdacf60a711aced68274a.jpg

Em suma, tem-se este o ante-projecto. Já o tive todo devidamente esquematizado e em planta, porém, tinha-o num disco externo que sofreu um acidente que provocou a perda desse e outros ficheiros. O pouco valor da informação nele contida não justifica os 2000€ que pedem para recuperar os dados.

 

No imediato, solicito o vosso especial parecer para o mérito deste projecto, isto é, que apontem algum pormenor de maior importância que me esteja a escapar ou algum lapso que inadvertidamente possa estar também incorrer. Todos os conselhos que julgares oportunos ou pertinentes serão igualmente bem vindos! Até Abril próximo pretendo ter o dossier fechado para dar início aos trabalhos.

Link to post
Share on other sites

Meu estimado, sou de lhe agradecer a deferência e entusiasmado incentivo, se bem que não procurava elogios, antes pelo contrário. No entretanto, tenho procurado inteirar-me de outros projectos e pertinentes experiências neste fórum inclusos, nomeadamente, no concernente ao cimento que se tem susceptível de alterar os desejados parâmetros da água e bem assim, da eterna preocupação por se lograr um espelho de água cristalino.

 

Quanto à feitura deste lago, ter-se-à a mesma assegurada por trolha, pelo que, à partida, haverá uma qualidade mínima assegurada, ciente porém, que aquele profissional nunca executou tal tarefa, daí justificada a necessidade de procurar conselhos com base nas melhores práticas.

 

No imediato, surgiu-me uma questão. O lago será "alimentado" por um poço do qual não se aproveita, porquanto a sua água contém uma assinalável quantidade de ferro - não é excessiva, mas é o bastante para deixar o líquido com o gosto característico (situação aliás, mais ou menos corrente em águas subterrâneas). Desta sorte, cabe-me perguntar se se tem esta adequada para que um lago possa conter peixes ou torna-se necessário corrigir este pequeno problema?

 

Caso haja a necessidade de se efectuar uma intervenção, é obrigatório o recurso a meios filtrantes químicos específicos ou existem soluções naturais que possam minorar este potencial problema?

Link to post
Share on other sites

Boas happyhipy

Uma vez que andas a estudar formas melhores de

fazeres um lago deixo-te aqui um Link,que pode-te

ajudar,https://www.mundodosanimais.pt/peixes/construir-lago-peixes-jardim/

boa sorte para que corra tudo bem.

 

 

Cump: Álvaro Silva

Link to post
Share on other sites

Meu mui estimado, sou de lhe agradecer o link que gentilmente se prestou a procurar e aqui facultar, no entanto, pese embora dele possa, em tese, recolher alguma informação útil, o mesmo será mais adequado para quem pretende proceder à feitura de um lago com recurso à tela. No entanto, o autor aponta para uns manuais de uma determinada marca comercial que irei oportunamente descarregar e que me poderão aproveitar!

 

O artigo em questão suscitou-me alguns pontos a considerar e a exigir-me maior pesquisa:

 

1) Com a temperatura ambiente nos 0º, qual será a temperatura da água a meio metro de profundidade? E 1 metro de profundidade? E a utilização de uma pequena cascata influencia a temperatura da água?

 

2) Que fundamentação suporta que a regulação biológica mais adequada requer uma relação 10 m2 de área útil (com uma qualquer profundidade inferior a 1 metro) x 2 m2 com 1m (ou mais) de profundidade? Questão de algibeira: a relação funciona com uma menor área útil x uma maior profundidade?

 

3) Não sendo o meu material de eleição, a tela impermeável em PVC poderá em tese ser o material mais económico, porém, tenho sérias dúvidas sobre a sua real versatilidade e durabilidade vs a alvenaria, porquanto, irá requerer a colocação de um qualquer material que a isole da terra e importará aferir o quão resistente é face a raízes, etc...

 

4) O autor aborda um período de poisio para efeito do chamado «ciclo do azoto», sem contudo concretizar qual o tempo mínimo ou ideal, que por este é requerido, apontando nomeadamente uma possível relação com base nos litros, no número de plantas, factores atmosféricos (nº horas luz natural, temperatura, etc.) entre outros considerandos...

 

O artigo suscitou-me mais perguntas que respostas, mas fico extremamente satisfeito que assim tenha sido, porquanto são pormenores de maior importância para quem deseja ter o trabalho de casa bem feito antes de se aventurar!

Link to post
Share on other sites