A beleza na simplicidade


Recommended Posts

Meus estimados, como salientei no meu escrito de apresentação, aprecio sobremaneira visionar e atentar nos aquários que as pessoas amigas estimam exibir em local privilegiado da casa - regra geral, no hall de entrada ou na sala de visitas -, e nesse concreto, sou pessoa de prender a atenção dos meus anfitriões durante uma boa hora de conversa em torno deste hobby, suscitando-lhes que animada e orgulhosamente discorram sobre todas as vicissitudes inerentes ao mesmo!

 

Agora que fui "forçado" a incorrer nesta arte, rendido aos seus encantos, pretendo nele enveredar com o devido protocolo, e para tanto, procurarei replicar os melhores exemplos e conselhos que possa colhêr, para deles retirar os melhores ensinamentos para formar a minha melhor razão. E neste concreto, pese embora preferisse os ditos "águas quentes", tenho-me com um "águas frias", ciente de todos os "contras", nenhuns "prós" e de toda a inflamada maledicência que por aqui grassa... Portanto, reservem-se nesses considerandos e foquemos o fulcral. Venham essas criticas construtivas!

 

Começando pelo aquário, pretende replicar o exibido infra. Trata-se de um aquário de 90 litros que foi capa da edição de Dezembro de 2011 da revista Tropical Fish Hobbyist, tendo o seu layout sido projectado pela ADA (Aqua Projeto Amano) e montado pelo aquarista Jeffrey Senske da Aquarium Design Group, com o qual, se pretende desde logo destacar as cores dos peixes Kinguios. Podem visionar o competente vídeo aqui.

 

maxresdefault.jpg

 

 

Na minha "tosca" tentativa de replicar este cenário, fui de usar uns "seixos" de rio de maiores dimensões que possuía no meu jardim (acredito que as pedras possam ter outra denominação mais correcta), pelo que o efeito pretendido não foi de todo logrado, no entanto, não fugiu muito. Assim que possível, irei adquirir umas pedras maiores (possuindo as da imagem como guia). Pelo que já li algures, estas possuam duas grandes e óbvias vantagens, apresentam superfícies lisas e de fácil limpeza.

Por ora só possuo uma foto que uso apenas para a manter a composição estética pretendida, aquando das limpezas quinzenais, pelo que a mesma não exibe o substrato (areia) que lhe confere o contraste, nem a iluminação que permite melhor visionamento do ambiente. Não fazendo a actual justiça à beleza do aquário, deixo para outras calendas essa actualização.

Tanque:

Comecei com um tipo bola (primeiro com 2 peixes), passei para um de 30 (com a compra do segundo par de peixes) e agora estou com um de 60cm (60x30x30). Com a mais recente aquisição (feita ontem), contam-se já 11 os peixes, e bem sei da regra que defende um determinado rácio (120lts para o 1º peixe e 40lts por cada peixe adicional). Vão crescer é certo, pelo que, neste momento, e a menos de um mês da compra deste último, dou já comigo a "namorar" um aquário de 1,20cm, podendo porventura optar por um ainda maior.

Paisagem:

Aprecio esta paisagem porque a mesma caracteriza-se desde logo por ser despojada e sóbria na sua austeridade, prescindindo-se do excessivo e supérfluo (objectos diversos), e conferindo assim mesmo a devida relevância ao peixes. Simples e minimalista (matrix defendida pelos coleccionadores), mas longe de ser grosseira ou sombria. Não é pesada (excesso de elementos) e nada tem de complicada (labiríntica e/ou intrincada) conferindo um espaçoso corredor para que os peixes possam livremente nadar.

Fauna:

Não foi uma opção, antes porém fruto de um acaso, os primeiros exemplares foram os vulgares peixes vermelhos de água fria. Já por aqui ouvi chamar "criminoso" a quem possui um aquário com estas espécies, no entanto, creio haver por ali algum fundamentalismo inconfesso. São bonitos, activos e mais robustos, rezam as crónicas, o que não significa, fáceis ou mais baratos de manter, sublinhe-se. Destarte, tenho-me um aquariofilista de primeira viagem que contra todas as correntes pretende manter um aquário bem povoado com toda uma bio-diversidade de peixes vermelhos e outros peixes de água fria de forma natural, preferêncialmente com kinguios. Antes de me rogarem o madeiro, cuidem de conhecer todo o panorama, porquanto, é da soma das partes que resulta o todo...

Flora:

Embora os indefectíveis delas não prescindam e lhes roguem predicados decorativos, de bio-degradação dos poluentes e oxigenação, salvo melhor opinião, não pretendo tê-las. Embora não aprecie muito os plantados, também não desgosto de todo (então artificiais totalmente fora de cogitação!) até porque neste concreto, tenho lido que kinguios e plantas não combinam muito...

Manutenção:

Tenho lido que estas espécies são particularmente caracterizadas por macular o ambiente aquático, seja pelos dejectos, seja pelos odores, pelo que, não tendo ainda adquirido um conveniente filtro (por estar já a considerar o próximo tanque para breve), vou ultrapassando estes problemas com duas trocas semanais de água (cerca de 80% por muda). Desta sorte, considerando a lotação havida, para um tanque com 300 litros, cujas medidas serão 120x50x50, tem-se por bastante um filtro com 4 fases que debite 1500l/h?

Futuro:

Confesso que desconheço de todo a taxa de crescimento anual deste peixes (já li que podem atingir os 20cm num ano), no entanto, o futuro tem-se acautelado. Possuo desde há muito um espaço no meu jardim reservado para a construção de um pequeno lago artificial a pensar num punhado de carpas, no entanto, estas têm-se descartadas sendo o próximo lar destes peixes. Será algo idêntico a isto, mas com 6x2,5m (onde estão as árvores é uma extremidade da casa):

lago-para-peixes-no-jardim.jpeg

 

Link to post
Share on other sites

Bem,

 

 

Se por um lado um aquário maior seria melhor - mas isso também para os de água quente - nota-se um aquário bem cuidado.

 

Acho que não deves poupar na qualidade da alimentação, pois terás peixes mais bonitos e saudáveis. Obviamente desde que o orçamento tal permita.

 

Gosto da composição, e se fosse para colocar alguma vegetação, talvez optasse por um feto e uns 3 pés de Limnobium Laevigatum.

 

Cumprimentos,

 

José

  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Por favor, repito, por favor não leve a mal, mas pode tentar ser menos formal, nem li um terço, aqui ninguém está a avaliar a escrita e da maneira ( excelente) que escreve até se torna aborrecido.

 

Bem vindo e relaxe :)

Link to post
Share on other sites

Não compreendo o alerta pela correnteza literária escrita do criador do tópico, acho que aqui ninguém é inflexcluido e se usam o Google para buscas de peixes também servirá para buscas de significados.

 

Esse aquário pede algo mais arrojado. Pedia um aquário com 2 níveis de solo mesmo feito no vidro .

  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

O alerta não era tanto para a escrita, confesso que, re-lendo o meu Post, possa ter transmitido uma mensagem errada. Era mais para relaxar, não é necessário usar frases tão elaboradas mas, como é óbvio, é livre de o fazer. O ambiente do fórum, na minha opinião é mais para o informal.

 

André, achas mesmo que alguém vai procurar significados? A maior parte das pessoas se não entender o que está escrito simplesmente ignora, não ajuda. Mas, se vos incomoda tanto o meu reparo, retiro o que disse. Cumprimentos

 

 

Já agora, deixo aqui também este do George Farmer, dentro desse estilo, também de água fria.

 

Acho os dois mesmo muito agradáveis de se ver.

Edited by ignace
  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Ignace, é óbvio que a tua intenção de mostrar que a escrita por aqui é mais 'relaxada' é perfeitamente compreensível, e de facto é na minha opinião assim que deve ser.

Todavia a maneira de escrever do autor do tópico é uma lufada de ar fresco no meio de tantos erros e textos mal estruturados que se lê por aí.

Siga a marcha! 😝

  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Bem,

 

 

Se por um lado um aquário maior seria melhor - mas isso também para os de água quente - nota-se um aquário bem cuidado.

 

Acho que não deves poupar na qualidade da alimentação, pois terás peixes mais bonitos e saudáveis. Obviamente desde que o orçamento tal permita.

 

Gosto da composição, e se fosse para colocar alguma vegetação, talvez optasse por um feto e uns 3 pés de Limnobium Laevigatum.

 

Cumprimentos,

 

José

 

Meu estimado, sou de lhe agradecer as pertinentes observações que procurarei aproveitar. Por ora, os peixes têm-se alimentados com aqueles tradicionais flocos, até porque não vejo outras alternativas nas lojas. Tenho lido - aqui neste fórum inclusive (onde cuido de pesquisar) -, que podemos confeccionar alguns alimentos frescos e naturais, estando a ponderar fornecer-lhes esse tipo de alimento no dia anterior ao da TPA. Quanto às plantas, vou procurar inteirar-me das suas qualidades e aquilatar a sua utilização.

 

 

Por favor, repito, por favor não leve a mal, mas pode tentar ser menos formal, nem li um terço, aqui ninguém está a avaliar a escrita e da maneira ( excelente) que escreve até se torna aborrecido.

 

Bem vindo e relaxe :)

 

Meu estimado, não sou pessoa de ficar melindrada por tão pouca coisa, descuide. Quanto à minha escrita, não é defeito, é feitio, queira portanto, escusar-me. No mais, sou apenas de lamentar que, por não ter lido todo o meu escrito, nada se lhe ofereceu comentar. Não procuro elogios, não aprecio criticas gratuitas, mas aceito bom grado as construtivas, os alertas, as sugestões, os cuidados e tudo o mais que vocês, com anos de experiência, já ultrapassaram.

Muito obrigado pela sua intervenção e considerandos, que respeitosamente estimo.

 

 

Não compreendo o alerta pela correnteza literária escrita do criador do tópico, acho que aqui ninguém é inflexcluido e se usam o Google para buscas de peixes também servirá para buscas de significados.

 

Esse aquário pede algo mais arrojado. Pedia um aquário com 2 níveis de solo mesmo feito no vidro .

 

Meu estimado, sou de lhe agradecer a deferência e bem assim, a propositada ideia que preconiza, porém, esta pedia a sua concretização (leia-se, ilustrativa explicação). Sou de ressalvar que inicialmente comecei por usar cascalho como sedimento. Estes seixos foram recolhidos à beira-mar, ciente do ilícito que estava voluntariamente a incorrer (é proibido por lei e sujeito a coima retirar areia ou água das praias). Abdiquei de os usar quando verifiquei da dificuldade de remover os dejectos do fundo do tanque. Destarte, migrei para a areia branca de praia, porquanto, a que possuo em casa é de cor mais amarelada, porém, já li que este substrato não será o mais adequado para este tipo de peixes...

 

 

O alerta não era tanto para a escrita, confesso que, re-lendo o meu Post, possa ter transmitido uma mensagem errada. Era mais para relaxar, não é necessário usar frases tão elaboradas mas, como é óbvio, é livre de o fazer. O ambiente do fórum, na minha opinião é mais para o informal.

 

André, achas mesmo que alguém vai procurar significados? A maior parte das pessoas se não entender o que está escrito simplesmente ignora, não ajuda. Mas, se vos incomoda tanto o meu reparo, retiro o que disse. Cumprimentos

 

 

Já agora, deixo aqui também este do George Farmer, dentro desse estilo, também de água fria.

 

Acho os dois mesmo muito agradáveis de se ver.

 

Meu estimado, desconhecia de todo a existência desse outro brilhante exemplo (logo mais vou procurar saber mais dele). Este, em concreto, caracteriza-se desde logo por uma maior elaboração mais graciosa, e com umas pedras diferentes, também elas muito sugestivas, adequando-se este layout para a um aquário de maiores dimensões (vou considerar seriamente esta proposta). No mais, sou de crer que este solo enquadra-se no conceito preconizado pelo AndrePeixoto.

Link to post
Share on other sites

Olá, não li na altura, li mais tarde, e como vê até deixei mais um exemplo. :)

 

Tenha em atenção que os "peixes dourados" gostam de pôr pedras na boca para logo a seguir cuspir, muitas vezes engasgando-se, por isso convém serem pedras. E também por serem peixes "sujões" é muito comum usarem-se aquários sem um substrato, conhecidos como bare bottom.

 

Não é um bare bottom, mas é mais um aquário que aprecio bastante e fácil de replicar, a areia no fundo facilita a limpeza e eles não se engasgam.

 

Edited by ignace
  • Upvote 1
Link to post
Share on other sites

Olá, não li na altura, li mais tarde, e como vê até deixei mais um exemplo. :)

 

Tenha em atenção que os "peixes dourados" gostam de pôr pedras na boca para logo a seguir cuspir, muitas vezes engasgando-se, por isso convém serem pedras. E também por serem peixes "sujões" é muito comum usarem-se aquários sem um substrato, conhecidos como bare bottom.

 

Não é um bare bottom, mas é mais um aquário que aprecio bastante e fácil de replicar, a areia no fundo facilita a limpeza e eles não se engasgam.

 

Meu estimado, muito lhe agradeço pelas propositadas observações. Com efeito já atentei nesse comportamento dos animais, associando-o à procura de alimento, após sugarem alguns grãos, rapidamente os "cospem". Felizmente ainda não tive nenhum acidente desse tipo...

 

Quanto ao substrato que foi de salientar, já efectuei uma primeira pesquisa aqui mesmo e parece haver alguma informação disponível, que certamente ser-me-à muito útil. Oportunamente irei efectuar uma pesquisa/leitura mais cuidada, mas nesta primeira, feita muito na transversal, afigurou-se-me que o bare botton será uma placa usada para quem pretende dispensar o uso do substrato, estou correcto nesta minha primeira apreciação?...

 

Edit: Já olvidada demonstrar a minha expressão de reconhecimento pelo interessante video. Fico-lhe grato.

Edited by happyhipy
Link to post
Share on other sites
Este tópico tem mais de 6 meses de antiguidade... Se fizer sentido, por favor considere criar um novo tópico em vez de reactivar este. Obrigado!

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.