ROTALA MACRANDRA


Recommended Posts

20151114-day56-2.jpg

ROTALA MACRANDRA

Familia: Lythraceae
Género: Rotala
Região: Ásia
Localização: India
Sinônimos: -
Luz: Alta
Temperatura: 22ºC a 28ºC
PH: 6.0 a 8.0
Substrato Fértil: Sim
CO2: Sim
Estrutura da planta: Caule
Tamanho: 20/30cm
Crescimento: Rápido
Emersas: Sim
Dificuldade: Moderada
Localização no aquário: Fundo e médio plano




Descrição:

Rotala macrandra é uma planta muito popular mas exigente. Esta planta vem da Índia, onde pode ser encontrada crescendo perto da costa em solos pantanosos. O seu crescimento de forma submersa resulta num vermelho brilhante, enquanto que o seu crescimento emerso é prostrado e principalmente verde.
Embora seja uma planta difícil de adaptar e crescer, está bem estabelecida no nosso passatempo. R. macrandra é uma planta excelente como indicador da maturidade de um plantado, devido à sua sensibilidade a más condições de água onde o seu crescimento é débil. Em águas de parâmetros adequados o seu crescimento é visível e normalmente rápido.

A iluminação deve ser forte (pelo menos 2 watts por galão de energia com lâmpadas compactas para um aquário de 40-60 litros). Quando a iluminação é fraca, as hastes mais baixas da planta, acabam por se deteriorar. A adição de CO 2 , embora não totalmente necessária, é altamente recomendada para que ela possa atingir seu pleno potencial. Os níveis de NO 3 e PO4 desempenham um papel importante no crescimento desta planta. Altos valores de NO 3 níveis (10 ppm ou mais), juntamente com baixos PO4 níveis (menos de 0,5 ppm) de chumbo provocam bom crescimento e evidenciam os tons laranjas nas suas folhas. Baixos níveis de NO 3 (10 ppm ou menos), juntamente com valores altos de PO4 (1,5 a 2 ppm) podem levar ao seu crescimento compacto e evidenciar os vermelhos. A dosagem de ferro pesado e de micronutrientes é necessária. Se a planta apresentar tons de vermelho pálido ou marcas brancas, então não está a receber a quantidade suficiente de ferro.
R. macrandra deve ser podada, removendo as raízes e replantar os topos das mesmas. Hastes individuais devem ser espaçadas suficientemente longe de modo a que a luz pode alcançar as folhas inferiores. À medida que cresce, irá preencher os espaços com uma profusão de rebentos laterais. Para propagar, simplesmente cortar fora um dos rebentos laterais e replantar no substrato, permitindo que a planta cresça e se propague ao longo da superfície incentivando em cada tronco e aparecimento de brotos laterais em cada entre nó. Esta Rotala é popular nos plantados de estilo holandês e layouts estilo Nature Aquarium. Densos, brilhantes cachos vermelhos são grandes como toques de vermelho ou pontos focais em um layout. Esta planta adiciona um brilho especial a um aquário.


Foto de Pedro Rosa

FONTES: aquaticplantcentral; TIVAMO; AQUAFLUX

Adaptado, traduzido e actualizado por Vera Basílio dos Santos © Copyright 2016 ©

Link to comment
Share on other sites