Recommended Posts

Só para baralhar ainda mais a cabeça... o Shimek diz que é contraproducente ter DSB no refúgio pois é preciso alimentá-lo ao contrário do que acontece com o tanque principal.  

 

Diz ele que não tem lógica estar a adicionar nutrientes no refúgio quando o objectivo é removê-los.

Penso que a papinha :lol: que lá chega deve ser suficiente quando não se tem uma filtragem mecânica antes do refúgio. É impressionante como os amfípodes e bicharada do género se reproduz :D !

 

Não devem usar aragamax pois é muito fina e com as correntes fortes espalha-se pelo aquário.

 

Concordo contigo. As dores de cabeça que já tive quando as bombas se soltavam e a RV ficava coberta de branco... :D

 

Para quem quer areia no aquário por uma questão estética, até é preferível pôr só na parte da frente do aquário.

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Para quem quer areia no aquário por uma questão estética, até é preferível pôr só na parte da frente do aquário.  

 

É isso mesmo. E não se esqueçam, muita movimentação de água também atrás das rochas para que não se acumulem detritos. Já agora que areia usas no teu? Estou a pensar em Florida Crushed Coral (caribsea) para o meu que neste momento tem os restos da aragamax. No entanto os aquas alemães parece que usam bocados ainda maiores que a FCC mas em aragonite não consigo arranjar cá.

 

 

manklit

Aluga-se este espaço.

Link to comment
Share on other sites

E agora mais uma pergunta, se calahr parva.

 

O areão não ajuda também a menter o Ph elevado?

Sem areão, não se pode ter problemas de ph baixo? :D

 

Manklit, mas tu tinhas DSB e estás a retirar, é?

Está decidido: 200 x 100 x 65!!!

Link to comment
Share on other sites

Já agora que areia usas no teu?
Neste momento, nada, um bare bottom (como dizem os americanos :D ).

 

O meu aquário neste momento é uma questão temporária. Tal como está vai deixar de existir, pois vou mudar de casa (e de aquário).

 

E agora mais uma pergunta, se calahr parva.  

 

O areão não ajuda também a menter o Ph elevado?  

 

Sem areão, não se pode ter problemas de ph baixo?

 

Não é nada parva. Até é interessante. A Caribsea argumenta que ajuda a libertar cálcio, estrôncio, etc. e aumenta o ph. O facto é que a contribuição é quase nula. Para dissolver a aragonite da aragamax é necessário PHs baixos e isso é coisa que não queremos no nosso tanque principal.

O ph deverá ser mantido controlando a dureza e isso consegue-se com baixos nutrientes e nitratos e com adição de kalk e/ou aditivos e/ou com um reactor de cálcio.

 

Eles também argumentam que o Aragamight (aragonite em pó) e o Aragamilk (aragonite líquida) eleva o ph e aumenta os níveis de Ca, Mg, Str, etc. O facto é que estes produtos não se dissolvem facilmente e o seu contributo é pouco eficaz.

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Aqui estamos de novo num topico fantástico .

Como eu disse antes e já citado agora ,penso que este tema é muito controverso ,porque de facto não existem estudos duplamente cegos para comparar duma forma séria ( variando apenas a espessura da areia e mantendo tudo o resto constante )a eficácia das DSB .

Por exemplo no caso do Marco ,ninguém pode afirmar que o sucesso do seu Mini-Reef se deve à DSB quando ele faz mudanças de água tão regulares ,o que para mim talvez seja o factor mais importante para manter aquários de recife sem grande tecnologia.

Por esta razão e como disse antes prefiro uma espessura entre 2,5 e 5 cm de areia ( tavez porque no meio esta a virtude )associada a um equipamento e manutenções que obedeçam a critérios minímos , de forma a que os craches não aconteçam ou que os seus efeitos sejam minimizados, porque de facto é difícil termos a fauna de detritivoros em numero suficiente para manter uma Deep DSB, sempre sem zonas de anerobiose total.

No fundo, o que interessa é uma combinação de técnicas (equipamento , população e maneio) de forma a que estas concorram em sinergia para manter os nitratos e os fosfatos ,e consequentemente as algas, controlados.

Rui Ferreira de Almeida

Link to comment
Share on other sites

Podemos ficar aqui eternamente a falarmos destes assuntos e das varias maneiras de montar um sistema que funcione...

 

Concordo contigo Rui, quando dizes que parte do sucesso vem com as fundamentais trocas de água e que não foi o DSB que teve inteira influencia... até acho que em mini reef´s o DSB nem cheque a ter alguma influencia devido ás TPA´s desde que sejam frequentes...

 

bem continuo com esta opinião... escolham um sistema e apostem nele com rigor e tentem imitar o mais possivel esse sistema de maneira a conseguir montar o melhor aquario possivel com todas as vantagens e desvantagens do sistema escolhido.

 

Reefman...

Não é nada parva. Até é interessante. A Caribsea argumenta que ajuda a libertar cálcio, estrôncio, etc. e aumenta o ph. O facto é que a contribuição é quase nula. Para dissolver a aragonite da aragamax é necessário PHs baixos e isso é coisa que não queremos no nosso tanque principal.  

não é bem assim... o sistema de jaubert e o de DSB funciona com PH acidos nas camadas baixas de maneira a processar-se a libertação dos minerais falados... desde que a camada de ph´s baixos não seja incomodada não existe problema para o sistema...

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

Mas tanto para um sistema Jaubert, como para um sistema com DSB (a diferença é apenas a ausência de material que separe as duas divisórias?) a camada superior deve ser bem remexida (com bicharocos diversos e afins) e a de baixo não deve sofrer qualquer interferência, correcto?

 

Por exemplo, tenho notado que a minha sump/refugio tem ganho muita sujidade, e o aquário só está montado à cerca de 3 semanas. essa sujidade tem-se acomulado no refúgio, onde apenas tenho rocha aquaconnect. Se tivesse já a areia colocada no refúgio, esta sujidade seria de muito mais difícil remoção, o que me leva a pensar se não seria preferível não colocar qualquer areão no refúgio. Sei que existem umas macro-algas que se mantêm bem a flutuar. Que vos parece?

 

Uma coisa me parece certa: Seja com altas camadas de areão, seja sem qualquer areão, as trocas de água são fundamentais e ditam o bom ou o mau sucesso do aquário... estarei certo?...

Está decidido: 200 x 100 x 65!!!

Link to comment
Share on other sites

Mas tanto para um sistema Jaubert, como para um sistema com DSB (a diferença é apenas a ausência de material que separe as duas divisórias?) a camada superior deve ser bem remexida (com bicharocos diversos e afins) e a de baixo não deve sofrer qualquer interferência, correcto?  
sim...

 

Por exemplo, tenho notado que a minha sump/refugio tem ganho muita sujidade, e o aquário só está montado à cerca de 3 semanas. essa sujidade tem-se acomulado no refúgio, onde apenas tenho rocha aquaconnect. Se tivesse já a areia colocada no refúgio, esta sujidade seria de muito mais difícil remoção, o que me leva a pensar se não seria preferível não colocar qualquer areão no refúgio. Sei que existem umas macro-algas que se mantêm bem a flutuar. Que vos parece?  

não concordo... se não tiveres zonas desnitrificantes nem no aquario nem na sump como vais tratar do nitrato ? só com tpa´s e macroalgas....???

Para lidares com as impurezas pensa em adicionares alguns ermitas ou nassarius ou camarões ou ainda pepinos que te façam essa limpeza.... com o passar do tempo também irão surgir outros bichos que te ajudam nessa situação...

 

Uma coisa me parece certa: Seja com altas camadas de areão, seja sem qualquer areão, as trocas de água são fundamentais e ditam o bom ou o mau sucesso do aquário... estarei certo?...

depende.... eu defendo essa ideia.... mas a quem tenha sucesso sem trocas de água !! ou com trocas apenas de 6 em 6 meses ....

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

não é bem assim... o sistema de jaubert e o de DSB funciona com PH acidos nas camadas baixas de maneira a processar-se a libertação dos minerais falados... desde que a camada de ph´s baixos não seja incomodada não existe problema para o sistema...

 

Marco,

 

O sistema Jaubert poderá ter alguma (mas limitada) eficácia na dissolução de aragonite nas camadas inferiores.

De facto, na zona de enxofre de um plenum ocorre uma libertação elevada de CO2 ao mesmo tempo que são quebradas as moléculas de nitratos. O CO2 em excesso eleva a concentração de iões de hidrogénio e, consequentemente a uma queda acentuada do pH nesta zona.

A dissolução de aragonite é muito lenta porque esta encontra-se numa zona praticamente estática no que respeita aos fluxos de água do aquário.

A acidez gerada pelas camadas inferiores já é nula nas camadas superiores, sendo que num sistema Jaubert comum, a camada superficial de areia já tem um pH superior ao neutro, o que não contribui para a dissolução de aragonite.

Num sistema DSB, as reacções químicas são ligeiramente diferentes, embora com efeitos semelhantes, sendo que a longo prazo poderão ter desfechos nefastos (dos quais já aqui falámos).

 

Já agora aproveito para acrescentar aqui que num sistema Jaubert, devido à produção constante de CO2, o pH e o KH são geralmente mais baixos que num puro sistema Berlin (principalmente de manhã, no que respeita ao pH).

Num sistema Jaubert puro é normal verificarem-se pHs abaixo de 8,0 e KHs entre 6 e 7. Por isso é que nestes sistemas é aconselhável maiores circulações de água à superfície e a utilização de pedras difusoras perto do fundo para maior libertação do CO2 para a atmosfera.

 

Assim, parece-me que o DSB poderá ser utilizado de forma muito limitada no tempo e o sistema Jaubert é eficaz sob determinadas condições e pouco prático para o aquariofilista pouco experiente.

 

Abraços

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Oi...

O sistema Jaubert poderá ter alguma (mas limitada) eficácia na dissolução de aragonite nas camadas inferiores.  
não concordo... O jaubert é um sistema a pensar precisamente na dismeneralização do substracto a longo prazo principalmente em aquarios de grandes dimensões onde os niveis de Calcio e Kh eram dificeis de se manter altos...

 

A dissolução de aragonite é muito lenta porque esta encontra-se numa zona praticamente estática no que respeita aos fluxos de água do aquário.  

Correcto, mas a longo prazo a zona torna-se tão acida que a desmineralização começa a processar-se a velocidades aceitaveis... tornando o sistema muit mais estavel a nivel de calcio e KH precisamente devido ao plenum começar a trabalhar...

 

O sistema Jaubert é aconselhado para grandes sistemas precisamente por isso...

Por um lado porque é precisa uma camada muito grande para que se dê esta dismeneralização e que dure a longo prazo...

Como em sistemas grandes dantes era muito dificil estabilizar Calcio e KH em valores bons devido a serem precisos grandes doses de suplementos, este sistema era o mais indicado. Recorco que na época os reactores de calcio eram ficção cientifica...

Por outro lado como a camada de substracto tinha que ser muito grande retirava muito espáço a aquarios de menor dimensão... (dai serem aconcelhados para grandes sistemas)

 

 

A acidez gerada pelas camadas inferiores já é nula nas camadas superiores, sendo que num sistema Jaubert comum, a camada superficial de areia já tem um pH superior ao neutro, o que não contribui para a dissolução de aragonite.  
Correcto... e faz todo o sentido... nos primeiros 4 a 5 cm de areão o ph é quase identico ao do aquario porque a quantidade de oxigenio presente ainda é muito grande...

 

Num sistema DSB, as reacções químicas são ligeiramente diferentes, embora com efeitos semelhantes, sendo que a longo prazo poderão ter desfechos nefastos (dos quais já aqui falámos).  

Nefastos ?? mas ainda não se conseguiu dizer porquê !! não sera por culpa da manutenção dada por parte do aquariofilista ?? Sera que nesses sistemas que deram para o torto faziam-se trocas de água como deve ser?? ou estavam á espera que a DSB fizesse tudo?? Será que tinham bastantes seres para revolverem o substracto ?? Será que não atufalhavam o aquario de quimicos ou de produtos e mais produtos?? Acho o assunto muito polemico e muito pouca coisa se conseguiu provar...

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

não concordo... O jaubert é um sistema a pensar precisamente na dismeneralização do substracto a longo prazo principalmente em aquarios de grandes dimensões onde os niveis de Calcio e Kh eram dificeis de se manter altos...
Num puro sistema Jaubert em aquários cuja exigência de cálcio não seja muito elevada é possível atingir a longo prazo níveis de cálcio bastante aceitáveis. O problema surge em relação ao KH. O sistema Jaubert gera níveis de CO2 muito elevados. Ou se consegue gerir a extracção do CO2 que se vai acumulando no aquário (o que é difícil), ou então vamos acabar por ter um consumo de dureza carbonatada muito elevado devido à acidez constante que se está a introduzir na água.

 

Publicações científicas recentes revelam que a longo prazo um sistema Jaubert caminha para um KH entre 6º e 7º. A estes níveis de dureza a calcificação torna-se mais lenta e o pH muito oscilante.

O problema é que, ao contrário dos reactores em que temos o controlo total pela adição de acidez (CO2), num plenum isso já não é possível. O CO2 é gerado continuamente.

 

Correcto... e faz todo o sentido... nos primeiros 4 a 5 cm de areão o ph é quase identico ao do aquario porque a quantidade de oxigenio presente ainda é muito grande...

Eu disse que que já estava acima do pH neutro. Contudo, ainda não alcalino suficiente devido à presença de CO2.

 

Nefastos ?? mas ainda não se conseguiu dizer porquê !! não sera por culpa da manutenção dada por parte do aquariofilista ?? Sera que nesses sistemas que deram para o torto faziam-se trocas de água como deve ser?? ou estavam á espera que a DSB fizesse tudo?? Será que tinham bastantes seres para revolverem o substracto ?? Será que não atufalhavam o aquario de quimicos ou de produtos e mais produtos?? Acho o assunto muito polemico e muito pouca coisa se conseguiu provar...
Eu disse poderão
a longo prazo poderão ter desfechos nefastos

e é baseado em experiências vividas por mim e por alguns aquariofilistas com quem tenho falado e em alguns especialistas em bio-química de recife. Não pretendo impor regras. É uma hipótese que considero bem viável.

Tal como disse o Rui Ferreira de Almeida, será que o teu reef não tem uma manutenção tão elevada que acaba por não sofrer as consequências de longo prazo de uma DSB??

Existem milhentas variáveis que condicionam o sucesso de um aquário.

Se podermos simplificar as coisas e ter sucesso, melhor...

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Atenção que o Kh natural, ou seja nos recifes, é de 8º. Um valor de 7ºkh é muito mais próximo do natural que 10, 11, 12 e até mais, típicos dos aquários americanos.

 

Vejam o que os alemães dizem sobre isto. Kh o mais possivel próximo de 8. Pelos vistos há evidências de que um kh de 10+ provoca um crescimento muito rápido inicialmente, mas que depois estagna. Já aconteceu em aquários onde se mantinha o kh elevado, depois de uma grande troca de água, que trouxe o kh para valores mais naturais, o crescimento de corais tornou-se explosivo. Não há provas cientificas para fundamentar que a causa da estagnação do crescimento seja devida ao kh não natural, mas é uma teoria amplamente aceite.

 

 

manklit

Aluga-se este espaço.

Link to comment
Share on other sites

Ola a todos

 

isto vai parecer um pouco off topic e peço deculpa por isso desde já.

 

Mas seria possivel dizer-me os links dos foruns alemaes e americanos de q tanto falam? (marco madeira manklit entre outros? )

 

Se aharem pertinente seria se cahar util criar um post com essa informação não? (bem espero que já não exista senão tou metido num sarilho) ;)

 

Obrigado

Posted Image
Link to comment
Share on other sites

Vejam o que os alemães dizem sobre isto. Kh o mais possivel próximo de 8. Pelos vistos há evidências de que um kh de 10+ provoca um crescimento muito rápido inicialmente, mas que depois estagna. Já aconteceu em aquários onde se mantinha o kh elevado, depois de uma grande troca de água, que trouxe o kh para valores mais naturais, o crescimento de corais tornou-se explosivo. Não há provas cientificas para fundamentar que a causa da estagnação do crescimento seja devida ao kh não natural, mas é uma teoria amplamente aceite.
Conheço alguns aquários alemães com KHs de 10 ou superiores.

Nunca tinha ouvido nem lido nada sobre essa teoria. Podes indicar aqui onde é que posso ler sobre isso (de preferência não em alemão :wink: ).

 

Mas seria possivel dizer-me os links dos foruns alemaes e americanos de q tanto falam?

 

www.reefcentral.com

 

http://groups.google.pt/groups?hl=pt-PT&lr...ia.marine.reefs

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Oi...

 

Reefman... antes de mais...

 

nao estou a pensar que estas a impor nada nem sequer penso que um sistema e mehor que o outro etc... o que gosto mesmo e de discutir sobre estes assuntos e de trocar ideias teorias e acima de tudo experiencias pessoais... porque sabemos muito bem que e muita teoria mas depois na pratica nao e bem assim. Quem me conhece pessoalmente sabe que gosto e de falar e falar e falar sobre este tipo de assuntos porque e assim que se aprende e se evolui .... :wink:

 

continuando...

 

O problema surge em relação ao KH. O sistema Jaubert gera níveis de CO2 muito elevados. Ou se consegue gerir a extracção do CO2 que se vai acumulando no aquário (o que é difícil), ou então vamos acabar por ter um consumo de dureza carbonatada muito elevado devido à acidez constante que se está a introduzir na água.  
Concordo, mas o problema com o co2 foi resolvido com o aumento de circulacao brutal nos aquarios... lembro que depois de se reparar nesse sistema o pessoal comecou a utilizar a formula dos 20X de circulacao no aquario. Para alem disso se a circulacao for de preferencia a superficie as trocas gasosas nunca deixaram acumular o co2 no sistema...

por outro lado, tens sempre a possibilidade de o exportar de outras formas, dai o uso de refugius acupulados ao jaubert e DSB...

de qulaquer maneira tambem nao acho o 7 de KH baixo, ja que se consegue niveis de calcificacao razoaveis.... o problema e que eles gostam de entupir o aquario de SPS...

 

Eu disse que que já estava acima do pH neutro. Contudo, ainda não alcalino suficiente devido à presença de CO2.  

Tudo bem, mas a disussao era sobre nas primeiras camadas nao haver dissulucao da aragonita e eu apenas confirmei que era logico devido ainda a precensa de bastante oxigenio...

 

Eu disse poderão
e eu tambem antendi assim.... estava era a confirmar o poderao tendo em conta as enumeras variaveis que apontei e acho que sao muito validas para os DSB falharem...

 

e é baseado em experiências vividas por mim e por alguns aquariofilistas com quem tenho falado e em alguns especialistas em bio-química de recife. Não pretendo impor regras. É uma hipótese que considero bem viável.  

Tal como disse o Rui Ferreira de Almeida, será que o teu reef não tem uma manutenção tão elevada que acaba por não sofrer as consequências de longo prazo de uma DSB??  

Existem milhentas variáveis que condicionam o sucesso de um aquário.

As minhas respostas e a minha defesa do DSB tambem sao geradas de experiencias proprias minhas e de muitas outras pessoas que continuam a usar DSB a ja varios anos sem problemas...

A manutencao elevada que o meu reef tinha e este agora tem sao trocas de 10% semanais.... nao acho que seja elevada.... apenas rigorosa. Mas mesmo que seja por causa da manutencao rigorosa ou/e elevada qual e o sistema que vinga sem essa manutencao elevada e/ou rigorosa??? pelo menos a longo prazo ???

 

Existem milhentas variáveis que condicionam o sucesso de um aquário.  

Se podermos simplificar as coisas e ter sucesso, melhor...  

Concordo perfeitamente, dai ter falado nas inumeras hipoteses desses DSB nao terem funcionado...

o que queres dizer por simplicar as coisas ??

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

Olá Marco,

 

tens sempre a possibilidade de o exportar de outras formas, dai o uso de refugius acupulados ao jaubert e DSB...
As macro-algas são, de facto, uma boa forma de reduzir o nível de CO2 e um bom meio de reduzir um pouco os efeitos negativos gerados pelo CO2 (como o consumo de dureza). Mas nesse caso já nos estamos a desviar um pouco do Jaubert puro. A minha discussão centrava-se no método Jaubert tal como o Professor Jean Jaubert do Aquário do Mónaco o patenteou nos finais dos anos 80.

 

de qulaquer maneira tambem nao acho o 7 de KH baixo, ja que se consegue niveis de calcificacao razoaveis.... o problema e que eles gostam de entupir o aquario de SPS...

 

E consegues bom crescimento de coralina com 7º :wink: e as Acroporas mostram uma boa extensão dos pólipos e boas cores com 7º :oops:

 

A química de um aquário é um pouco diferente da do recife. A matéria orgânica é muito superior (e maior produção de elementos ácidos) e nós não detectamos com os nossos testes caseiros. Para que ocorra uma boa calcificação temos de elevar o KH a níveis superiores aos do recife.

 

o que queres dizer por simplicar as coisas ??

Eu não quero dizer com isto cortar na manutenção. Também eu faço muitas mudanças de água e uma manutenção permanente. O que quero dizer é que se uma DSB não trouxer valor acrescentado e se poderá, eventualmente, vir a dar problemas sérios mais tarde, vale a pena?

Não será melhor simplificar e deixar apenas uma camada inferior a 5 cm, onde também ocorre desnitratificação? Ou mesmo abolir completamente a areia no aquário e deixar isso para o refúgio, onde podemos ter mais fauna sem predadores?

Por exemplo, o sistema da Ecosystem defendido por Leng Sy (não que eu seja um defensor da Miracle Mud) retira nitratos da água independentemente da utilização de macro-algas, apenas com uma camada inferior a 5 cm e apenas no refúgio, sem qualquer areia no aquário.

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Oi...

 

As macro-algas são, de facto, uma boa forma de reduzir o nível de CO2 e um bom meio de reduzir um pouco os efeitos negativos gerados pelo CO2 (como o consumo de dureza). Mas nesse caso já nos estamos a desviar um pouco do Jaubert puro. A minha discussão centrava-se no método Jaubert tal como o Professor Jean Jaubert do Aquário do Mónaco o patenteou nos finais dos anos 80.  
exacto... mas a questao que quero aqui invocar e que independentemente do sistema que utilizes ele nunca sera perfeito e nao e por causa disso que nao existem excelentes aquario quer seja com DSB quer seja com Jaubert ou outro qualquer....

o facto e que detetou-se alguns problemas no jaubert mas nao sao problemas graves apenas algumas afinacoes e e isso que julgo estar a acontecer com o DSB...

 

E consegues bom crescimento de coralina com 7º  e as Acroporas mostram uma boa extensão dos pólipos e boas cores com 7º  

 

A química de um aquário é um pouco diferente da do recife. A matéria orgânica é muito superior (e maior produção de elementos ácidos) e nós não detectamos com os nossos testes caseiros. Para que ocorra uma boa calcificação temos de elevar o KH a níveis superiores aos do recife.  

isto podera acontecer num aquario apenas de duros e a maior parte deles sps... em aquarios mistos de moles e duros se estiver constante de 7 KH duvido muito que existam problemas...

 

Eu não quero dizer com isto cortar na manutenção. Também eu faço muitas mudanças de água e uma manutenção permanente. O que quero dizer é que se uma DSB não trouxer valor acrescentado e se poderá, eventualmente, vir a dar problemas sérios mais tarde, vale a pena?  
Mas aqui e que esta o problema.... como e que sabes se realmente vira a dar problemas ??? Como e que sabes se montares so com 5 cm nao vira a dar problemas ?? so porque algumas pessoas nao tiveram sucesso com DSB de repente o sistema ja nao e bom ou nao funciona ??? Como ja disse em anteriores msg, a aquarios aina com Berlin, outros ainda com placa de fundo e outros ainda sem nenhum sistema certo ou ainda sem escumador... se repente poe-se a falar mal do DSB e e isso que acho um pouco absurdo.

Ex... imagina que agora monto um com 5cm de areao e durante os proximos 5/6 anos funciona tudo bem.... depois vem alguem dizer que ja nao e 5 cm mas sim 1cm e que e melhor .... e agora ???

nao acredito que seja assim tao simples... como ja vimos existem varias variaveis dentro de um aquario e de um aquario para o outro...

posso montar um exactamente igual ao meu, e nao conseguir reproduzir ou ter um aquario igual...

 

Não será melhor simplificar e deixar apenas uma camada inferior a 5 cm, onde também ocorre desnitratificação?

Duvido que consigas alguma disnitrificacao que seja interventoria no sistema com apenas essa camada... esta provado que com aragonita sugar size, o oxigenio comeca a rarear apenas depois dos primeiros 4/5 cm...

 

nao acredito num sistema perfeito... acredito no meu sistema, no meu... e o meu pode ser um DSB, como poderia ser um jaubert ou outro qualquer... o facto e que temos de saber lidar com as vantagens e desvantagens de cada um... e por enquanto continuo a achar que o DSB aliado as trocas de agua e caulerpas sao para mim o melhor sistema e aquele em que as vantagens continuam a ser maiores que as desvantagens... :lol:

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

isto podera acontecer num aquario apenas de duros e a maior parte deles sps... em aquarios mistos de moles e duros se estiver constante de 7 KH duvido muito que existam problemas...
Serão só algumas oscilações no pH, principalmente nas variações fotosintéticas. A coralina também desenvolve-se mais lentamente!

 

Mas aqui e que esta o problema.... como e que sabes se realmente vira a dar problemas ???

Não sei, mas que pode acontecer, pode. Ou talvez não :)

A mim deu problemas. Também não te posso afirmar a 100% que se deve à DSB.

Alguns bio-químicos isentos, como o Randy Holmes Farley defendem a não a utilização da DSB no tanque principal, pois a probabilidade de ocorrer um crash após alguns anos existe. A DSB está ainda muito mal testada mas creio que em muito poucos anos já vamos ter algo de conclusivo.

 

Cada um é como cada qual e usa o sistema que mais lhe convém. O rumo que tomo é baseado nas minhas experiências pessoais e de especialistas, daí evito cair nos mesmos erros e aprendo com os erros dos outros.

 

Duvido que consigas alguma disnitrificacao que seja interventoria no sistema com apenas essa camada... esta provado que com aragonita sugar size, o oxigenio comeca a rarear apenas depois dos primeiros 4/5 cm...
Eu não preciso de desnitratificação no substrato do tanque principal. Para quê??

 

o facto e que temos de saber lidar com as vantagens e desvantagens de cada um

I agree :)

 

por enquanto continuo a achar que o DSB aliado as trocas de agua e caulerpas sao para mim o melhor sistema e aquele em que as vantagens continuam a ser maiores que as desvantagens...

 

Como eu disse, cada um é como cada qual e usa o sistema que mais lhe convém e acho saudável esta polémica porque mostra diferentes pontos de vista a quem quer tomar decisões em relação ao seu reef. Depois, é uma questão de bom senso. Manifesto a minha posição porque já passei por algumas experiências, de modo que se puder evitar constrangimentos futuros aos "colegas", óptimo.

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

Oi...

 

Serão só algumas oscilações no pH, principalmente nas variações fotosintéticas. A coralina também desenvolve-se mais lentamente!

Em relação ás oscilações concordo mas é tipico de qualquer sistema, mesmo que equilibrado... Podemos é moderar essa oscilação como por exemplo com refugio de fotoperiodo invertido,, etc..

quanto a coralina nao confirmo isso (pelo menos no meu caso)...

 

Cada um é como cada qual e usa o sistema que mais lhe convém. O rumo que tomo é baseado nas minhas experiências pessoais e de especialistas, daí evito cair nos mesmos erros e aprendo com os erros dos outros.

O problema é que á muitos especialistas.... :arrow::arrow: e cada um lembra-se de uma de vez em quando e entao baralha isto tudo !!! :arrow:

Estas razões que me indicas, sao as mesmas por quais guiei-me no inicio (nao havia nada cá) e ainda me guio por algumas, mas ja não me deixo influenciar tao facilmente... começo a ter as minhas ideias assim como tu tens as tuas... é normal... :)

 

Eu não preciso de desnitratificação no substrato do tanque principal. Para quê??

Dificilmente zeras o nitrato de outra maneira... a não ser que tenhas um refugio enorme ou trocas constantes....

 

Como eu disse, cada um é como cada qual e usa o sistema que mais lhe convém e acho saudável esta polémica porque mostra diferentes pontos de vista a quem quer tomar decisões em relação ao seu reef. Depois, é uma questão de bom senso. Manifesto a minha posição porque já passei por algumas experiências, de modo que se puder evitar constrangimentos futuros aos "colegas", óptimo.

 

Ok, penso que esta roca de ideias é muito benefica para nós e para quem lê...

Porque nao tiveste sucesso com a DSB ??

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

Oi Marco,

 

Dificilmente zeras o nitrato de outra maneira... a não ser que tenhas um refugio enorme ou trocas constantes....
Claro! Tenho um refúgio grande com uma DSB e caulerpa, um grande escumador e muita RV. Esta DSB já é renovada, ou seja não é a DSB inicial do refúgio (que era Miracle Mud).

 

Porque nao tiveste sucesso com a DSB ??

Penso que devido aos problemas químicos de que se fala vulgarmente relatados como um "crash". A DSB já tinha cerca de 4 anos...

 

Reefman

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Muito resumidamente, se a DSB não estiver cheia de vida, dificilmente terá sucesso a longo prazo.

O problema é conseguir criar uma DSB com a variedade de fauna necessária a uma boa colonização. Na minha opinião, a bicharada que vem com a RV não é suficiente. Temos de suplementar mais...

João Cotter

If you're not part of the solution, you're part of the precipitate

http://www.bioaquaria.com

http://www.facebook.com/bioaquaria

Link to comment
Share on other sites

  • 7 years later...

Boa noite

Pesquisava eu dobre Dsb e refugios e encontrei este tópico , mesmo sendo ele se 2003.

Ocorre me então a curiosidade :

Será que estas ideias da altura estão desactualizadas?

Caiu em desuso a DSB?

Tem as vantagens e desvantagens que aqui se refere??? Os crashes acontecem realmente??

Fica a questão

Cump

Nelsomsdiad

Link to comment
Share on other sites