Sign in to follow this  
Susana Coleccionismo

Macho agressivo

Recommended Posts

Boa noite,
Preciso da vossa ajuda.
Adquiri um casal de Microgeophagus Ramirezi, estava tudo bem com ambos, andavam regularmente juntos pelo aquário.
Esta semana fizeram a primeira postura. Ambos cuidavam dos ovos. Contudo no segundo dia começaram a comer os ovos (pode ter ocorrido por estarem num aquario comunitário). Hoje (um dia depois de comerem os ovos) o macho começou a ser agressivo para a fêmea e a segui-la. Qual o motivo de tal comportamento, se antes da postura davam se tão bem? O que faço?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Susana!

 

Lamento a perda da postura, mas é algo comum, especialmente se o casal for jovem e pouco experiente. Os ovos podem ter sido comidos devido a um conjunto de factores mas creio que os principais motivos devem estar relacionados com ovos fungados ou stress dos pais devido à falta de experiência.

 

A agressividade do macho pode ser um comportamento natural para induzir nova desova, podia ser menos evidente anteriormente devido à fêmea já estar predisposta para a desova, e agora como ainda não teve tempo para a recuperação não se encontra nessa disposição.

 

Se tiveres oportunidade de arranjar um aquário para eles seria óptimo visto parecer que o casal se formou muito rapidamente e assim sendo é possível que venha a ser um casal de sucesso para reprodução. Um aquário com um cardume de 'deither fish' apenas, para alem do casal. (procura no google alguns peixes habitualmente usados) Reduzes o stress durante as posturas e a agressividade fica mais controlada de forma geral.

 

Caso não consigas um aquário dedicado ao casal, aconselho que tentes criar mais refúgios naturais no teu comunitário para reduzir a agressividade e a fêmea se conseguir esconder do macho.

 

Como referi no inicio o comportamento poderá ser natural, ainda assim creio ser necessário acompanhar o casal de perto se a agressividade for excessiva e notares que existe impacto excessivo no peixe agredido (perda de apetite, perda peso, feridas ou ulceras) deves separar o peixe agressor para outro aquário, aconselho a separar o agressor para não expores o peixe já debilitado ao choque de mudança de parâmetros. O peixe agredido deverá começar a recuperar e assim que esteja totalmente reabilitado pode ser uma nova oportunidade para juntar o casal e tentar nova desova.

 

 

Cumps

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Susana!

 

Lamento a perda da postura, mas é algo comum, especialmente se o casal for jovem e pouco experiente. Os ovos podem ter sido comidos devido a um conjunto de factores mas creio que os principais motivos devem estar relacionados com ovos fungados ou stress dos pais devido à falta de experiência.

 

A agressividade do macho pode ser um comportamento natural para induzir nova desova, podia ser menos evidente anteriormente devido à fêmea já estar predisposta para a desova, e agora como ainda não teve tempo para a recuperação não se encontra nessa disposição.

 

Se tiveres oportunidade de arranjar um aquário para eles seria óptimo visto parecer que o casal se formou muito rapidamente e assim sendo é possível que venha a ser um casal de sucesso para reprodução. Um aquário com um cardume de 'deither fish' apenas, para alem do casal. (procura no google alguns peixes habitualmente usados) Reduzes o stress durante as posturas e a agressividade fica mais controlada de forma geral.

 

Caso não consigas um aquário dedicado ao casal, aconselho que tentes criar mais refúgios naturais no teu comunitário para reduzir a agressividade e a fêmea se conseguir esconder do macho.

 

Como referi no inicio o comportamento poderá ser natural, ainda assim creio ser necessário acompanhar o casal de perto se a agressividade for excessiva e notares que existe impacto excessivo no peixe agredido (perda de apetite, perda peso, feridas ou ulceras) deves separar o peixe agressor para outro aquário, aconselho a separar o agressor para não expores o peixe já debilitado ao choque de mudança de parâmetros. O peixe agredido deverá começar a recuperar e assim que esteja totalmente reabilitado pode ser uma nova oportunidade para juntar o casal e tentar nova desova.

 

 

Cumps

 

Boa noite, deste já agradeço a resposta.

Penso que estavam fecundados porque no dia seguinte estavam com um tom mais escuro e quando os comeram, digamos que nao comeram o ovo todo, parte dele ficou agarrado a pedra (não sei se me faço entender, mas é como se os ovos tivessem "rebentados").

Ontem à noite com o medo, acabei por colocar a fêmea num berço. Tirei há umas horas e já esta tudo pacifico. O macho anda atras da fêmea mas não a ataca e ela também já nao se esconde dele.

Só tenho dois cardumes, um de rasbora arlequim e outro de Glass Bloodfin tetra (o aquário tem 1m)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quando Ricardo fala só da para fazer vénias .

 

Como ele disse é natural. Tem casos que os pequenos chegam a nascer e são comidos da mesma forma . Tudo depende de como cada casal lida com a situação. Podem ate estar no aquário sozinhos e isso aconteça. Ja perdi posturas por menos . Mas com o avançar do tempo tende a melhorar. Uma das opções é depois de fecundar tirar o macho. Sendo comunitário nao sei se a fêmea irá aguentar a presaao de cuidar e proteger tudo sozinha

 

Enviado do meu GT-I9300 através de Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Não tenho grande experiência com ramirezis, mas se calhar devias de adquirir mais uma fêmea.

Mas espera para ver o que dizem os especialistas.

 

Cumprimentos,

 

José

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia,

 

Ao contrário da sugestão do Bringer, a relação nos Ramirezi deve ser 1/1, pelo que cada macho tem só uma fêmea.

 

Caso tenhas duas fêmeas e um macho, formar-se-á casal e a outra fêmea levará porrada de meia noite....podem inclusive mata-la.

 

Cumptos

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia,

 

Ao contrário da sugestão do Bringer, a relação nos Ramirezi deve ser 1/1, pelo que cada macho tem só uma fêmea.

 

Caso tenhas duas fêmeas e um macho, formar-se-á casal e a outra fêmea levará porrada de meia noite....podem inclusive mata-la.

 

Cumptos

Concordo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Numa loja aconselharam-me duas fêmeas para o macho escolher uma e formar casal, pois ao comprar um macho e uma fêmea, podem não formar casal.

Foi a explicação que recebi.

 

É certo que no caso deste tópico já existe um casal formado.

 

Cumprimentos,

 

José

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia,

 

Ao contrário da sugestão do Bringer, a relação nos Ramirezi deve ser 1/1, pelo que cada macho tem só uma fêmea.

 

Caso tenhas duas fêmeas e um macho, formar-se-á casal e a outra fêmea levará porrada de meia noite....podem inclusive mata-la.

 

Cumptos

 

Sim eu antes de criar o tópico estive a ler outros e diziam só um macho para uma fêmea. Houve quem sugerisse 2 fêmeas mas apenas para o macho escolher, depois teriam de retirar a outra fêmea.

O problema aqui foi depois da postura e isso não estava a encontrar explicação.

Mas pelo que observei se a femea nao fugir dele ele apenas anda atras dela. O problema é quando ele nada mais rapido para o pé dela nao sei se ela assusta e isso é que piora o comportamento do macho. Pois quanto mais ela foge dele pior ele faz.

Obrigada a todos

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this