Sign in to follow this  
[C4]

Dimensionar filtro

Recommended Posts

Muito se fala sobre dimensionamento dos filtros. E por mais que leia, a minha duvida mantem-se. Para o meu aqua de 240L o que vou meter?

Portanto numa de apenas fazer um apanhado, deixem aqui o que usam, de uma forma muito simples.

 

Volume bruto do vosso aquario:

Debito L/H do filtro externo que usam:

Estao ou nao satisfeitos com o resultado:

 

 

Isto vai servir apenas para eu fazer uma media, e tentar chegar a alguma conclusao.

 

Obrigado

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas C4,

 

Isto dos filtros tem muito que se lhe diga.

Vou só passar o meu exemplo.

 

Tenho um aqua de 300L brutos, com aprox. 240L de água. Altamente plantado, com bastante fauna.

Iniciei com um JBL e1501, com 1400l/h (em vazio) e aprox. 900l/h reais.

Como num plantado a carga orgânica é imensa, rapidamente senti a necessidade de adquirir outro filtro, já que dei por mim a limpar o filtro semanalmente, tal era a sujidade e a perda de caudal do mesmo.

Assim, adquiri um JEBAO 304, com 1200l/h (em vazio) e aprox. 700l/h reais.

Após ter aplicado o segundo filtro, a coisa melhorou, no entanto ainda dava por mim a ter de limpar 1 dos filtros semanalmente à vez. Ou seja, o meu trabalho manteve-se na mesma (apesar de cada filtro passar a demorar 15 dias até começar a perder caudal).

Ainda não satisfeito, decidi gastar 5€ na coisa mais simples e que nunca tinha pensado....um pré-filtro em esponja!!!! Na prática, retirei as "campaínhas" do filtro e coloquei as esponjas na ponta do inflow. Com este "mega e espetacular" upgrade deixei de ter restos de folhas e outra matéria orgânica com dimensão relevante a ir para os filtros! Ou seja, neste momento, só mesmo ÁGUA entra nos filtros e um pouquinho de matéria orgânica de muito reduzida dimensão lá vai parar.... Neste momento, estou a limpar cada filtro de 2 em 2 meses... e na limpeza, pouco tenho de fazer... trocar a lã, espremer as esponjas e enxaguar as cerâmicas com a água que está dentro do próprio filtro só para libertar aquele lodo que se vai agarrando às cerâmicas.

O único senão (que nem lhe devia chamar isso) é ter de limpar os pré-filtros 1x por semana (que se faz em 2 minutos com água quente no lavatório do WC) senão começo a perder caudal.

Mais interessante ainda é o facto de os pré-filtros acabarem por fixarem os restos de folhas e caules e os peixes já terem percebido que têm um sitio onde se alimentar durante o dia (só lhes dou comida 1x por dia 1h antes de se apagarem as luzes). É normal encontrar os Kribs, espadas, ottos, tetra limao, etc, a bicar nas esponjas para comer os restinhos de plantas que por lá vão ficando...

 

Espero ter ajudado com a minha experiência.

 

Quanto ao teu aquário, se não fizeres um Mega plantado, um JBL e1501 será suficiente.

 

Cumptos

 

João Pereira

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A carga organica com o tipo de fauna e flora e tipo de material filtrante é muito importante mais se calhar que o caudal mas como diz e bem o João Pereira nesse aqua o 1501 deve chegar.

 

"TapatalKing"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

Minha experiência com meu 320L brutos (6 Discus adultos, muita comida e pouca flora)

 

Com 1 Eheim 2028 (1025L/h (em vazio) e aprox. 700l/h reais era completamente insuficiente.

Adicionei um bidao DIY com 15L de Leca e bomba Eheim compact5000. Resultado fantástico mas manutenção complicada e constantes problemas com pequenas fugas.

 

Troquei ambos por um Fluval FX5 3500L/h (em vazio), nunca mais tive um unico problema. Peixes felizes a crescer e manutenção fácil e espaçada

 

Nota que, na minha opinião, o volume e tipo de matérias filtrante é tanto ou mais importante que os L/h.

Se fosse hoje construía o mesmo aquário com Sump com 150/200L.

 

Espero ter ajudado.

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this