Para alem da TMC. Há mais distribuidores?


Recommended Posts

Boas pessoal,

 

Ando a pesquisar para para um amigo com uma loja de animais, que gostava de começar a ter peixes e artigos de agua salgada.

Mas só me ocorre a TMC. Alguem conhece outra?

É que começo a pensar que é a unica a importar peixes para Portugal.

Por isso é que a variedade nas lojas não é muita.

A ideia era oferecer espécies diferentes, até eu que começei nos salgados há pouco tempo,

já estou farto sempre dos mesmo stocks.

Abraços

Link to comment
Share on other sites

O que não falta são distribuidores a nível europeu... O problema é que todos eles também tem mais do mesmo!!!! É como tudo é aquilo que se vende e aquilo que se tem..

 

Existe algumas lojas nacionais que por vezes aparece algo fora do normal mas se la passares 3-6 meses depois o fora de normal continua la..

Link to comment
Share on other sites

Pois talvez seja uma questão de procura, mas é que lá fora realmente a oferta é muito maior. E lá fora basta ir aqui a Espanha. Por isso a minha pergunta. Será que só há um distribuidor em Portugal ? Já procurei é nao encontro nada, também é verdade que não sou lojista. Secalhar quem é pro tem outros canais.

  • Downvote 1
Link to comment
Share on other sites

A nível nacional pouco mais existe que a TMC a nivel de ter alguma escolha em vivos.. Quanto ha oferta basta veres quantos aquariofilistas marinhos existem em Portugal talvez 2000-2500 isso existe por exemplo em Valência, realidades diferentes so nos podemos comparar a nível de % que os poucos tugas que somos ate temos excelentes reef

Link to comment
Share on other sites

Sim é verdade, somos muito menos, mas a qualidade e dedicação, essa é igual ou maior. Mesmo assim acho que seremos mais de 2500 nao ? Mas mesmo o mercado sendo pequeno, não percebo como pode haver só uma empresa. E se um dia lhes dá na telha e saem de Portugal? São ingleses nao é? Enfim tinha ideia diferente em relação a oferta. Só depois de pesquisar é que comecei a perceber que não há de facto alternativas.

Link to comment
Share on other sites

Há vários fornecedores a nível europeu... mas mesmo assim, a TMC bate a maioria aos pontos.

 

De facto, se formos percorrer as lojas nacionais, os peixes que há em stock, a grande maioria são os mesmos. Mas são os mais vendáveis.

 

Mas outro problema se prende... lojas exclusivamente de aquariofilia marinha! Cá em Portugal também não são muitas. O que faz com que as lojas mistas, apostem naquilo que sabem que vendem e caso haja perdas de stock, que os valores também não sejam muito avultados.

 

E, cada vez mais com a crise, não há tempo para grandes loucuras. Os stocks nas lojas serão cada vez mais limitados e peixes de alto valor serão feitos por encomenda. Porque apesar de não haver nas lojas, na TMC há quase de tudo.

Posted Image
Link to comment
Share on other sites

o problema de nao se ver muitas vezes mais peixes diferentes é que o pessoal nao quer pagar pela diferença.. acha muito caro. ora logo para um lojista como ja foi aqui referido nao lhe interessa ter especies diferentes que sao caras ali paradas.. esse é um dos grandes problemas no nosso pequenino mundo... todos querem algo diferente mas nao querem pagar pela diferença..

Link to comment
Share on other sites

Por curiosidade, a TMC Portugal fica onde? Oeiras?

Estão abertos exclusivamente a lojistas?

 

Cumps.

 

Ola o google essa é capaz de responder!!!

 

Mais a serio http://www.tropicalmarinecentre.co.uk/pt/Contacttmc.aspx

Link to comment
Share on other sites

Olá a todos!

 

A questão mais importante aqui seria mesmo "Porque compram todos os lojistas à TMC e nada à concorrência?"

 

A qualidade de peixes e corais em Portugal era e sempre foi MUITO questionável até à abertura desta empresa... quantos e quantos peixes vindos de transhipping vi eu morrer por causas e efeitos estranhos...

 

Há empresas que, apesar de controlarem segmentos de mercado, fazem-no com razão e justificação!

 

Abraço,

"It has to start somewhere, it has to start sometime, what better place than here? What better time than now?"

Link to comment
Share on other sites

Pois,

 

Só para baralhar um pouco mais o tópico, a mim o que chateia mesmo é saber que existem em Portugal entidades com condições de luxo para a produção de corais e peixes de recife de topo, que têm outputs enormes e obtidos de forma sustentável, e não podem vender um único pólipo devido a uma lei que os equipara a espaços museológicos e compara os seus excedentes com quadros ou estatuetas romanas: refiro-me, claro está ao Oceanário e também ao Aquário Vasco da Gama.

"A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro" John Lennon

Link to comment
Share on other sites

Era engraçado, sim, mas não deixava de ser concorrência desleal e até grosseira. Além de que o objectivo destas entidades não é a manutenção e criação de corais. Creio que estão envolvidos em alguns protocolos com outros aquários pelo mundo para troca de algumas espécies que vão tendo nos seus sistemas!

"It has to start somewhere, it has to start sometime, what better place than here? What better time than now?"

Link to comment
Share on other sites

Compreendo a ressalva, Fernando. Mas concorrência desleal a quem? Que eu saiba, não há em Portugal nenhuma empresa que se dedique à criação de corais e peixes de recife de forma sustentável. Pelo menos nenhuma com capacidade para fornecer o mercado a preços competitivos. O Oceanário está de facto envolvido em protocolos para a reprodução e partilha de corais para investigação, mas sei que têm uma capacidade de produção que lhes permitiria serem um fornecedor doméstico importante. Não são apenas os excedentes dos tanques de exposição: nos bastidores têm uma verdadeira "linha de produção" de corais.

O Vasco da Gama é mais modesto na água salgada, embora tenha qualquer coisa, além de produzir phyto e zooplancton que em Portugal só se arranja a preços proibitivos.

Admito que abrirem espaços para o público em geral se tornaria problemático para as lojas físicas, mas talvez pudessem tornar-se fornecedores das mesmas para benefício destas e dos clientes. Além de darem uma ajudinha à economia.

Edited by PST

"A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro" John Lennon

Link to comment
Share on other sites

Compreendo a ressalva, Fernando. Mas concorrência desleal a quem? Que eu saiba, não há em Portugal nenhuma empresa que se dedique à criação de corais e peixes de recife de forma sustentável. Pelo menos nenhuma com capacidade para fornecer o mercado a preços competitivos. O Oceanário está de facto envolvido em protocolos para a reprodução e partilha de corais para investigação, mas sei que têm uma capacidade de produção que lhes permitiria serem um fornecedor doméstico importante. Não são apenas os excedentes dos tanques de exposição: nos bastidores têm uma verdadeira "linha de produção" de corais.

 

Mesmo não havendo muitas empresas com reprodução sustentável (se bem que sempre há a Coral Maternity, LusoReef e Opérculo) nunca te podes esquecer que o estado injecta verbas todos os anos nestas entidades (AVG e OL). Assim sendo, como não pagam água e luz é claro que partem em SUPER vantagem para quem os queira reproduzir em cativeiro (empresa privada). Fora toda a parafernália de materiais e aditivos necessários para produzires espécies de valor comercial mais elevado. Mas sim, podia ser muita coisa mas sempre em posição de concorrência desleal para com os outros negócios.

 

Já tive oportunidade enquanto logista, pelo aniversário do fórum, a uma visita guiada aos bastidores e de facto têm lá algumas coisas! Mas temos de admitir que eram espécies de corais básicas para manter e produzir (não tirando mérito ao facto de REALMENTE os produzirem!).

 

O Vasco da Gama é mais modesto na água salgada, embora tenha qualquer coisa, além de produzir phyto e zooplancton que em Portugal só se arranja a preços proibitivos.

Admito que abrirem espaços para o público em geral se tornaria problemático para as lojas físicas, mas talvez pudessem tornar-se fornecedores das mesmas para benefício destas e dos clientes. Além de darem uma ajudinha à economia.

 

Sim, concordo que tanto o AVG e o OL podiam ajudar o mercado, mas havia sempre uma concorrência desleal para quem queira desenvolver esta actividade em Portugal! Nunca nos podemos esquecer que o estado tem que fomentar o investimento em todo o tipo de negócios e nunca agir como concorrente para quem quer ser empreendedor nestas áreas :)

 

Cmpts

"It has to start somewhere, it has to start sometime, what better place than here? What better time than now?"

Link to comment
Share on other sites

Boas, só mais umas ressalvas:

 

- Tanto quanto sei, as instituições e empresas públicas também pagam eletricidade e água, ainda que com uma tarifa própria. Basta lembrar o episódio da ministra da Agricultura que mandou desligar o ar condicionado do Ministério para poupar...

 

- O Oceanário é totalmente auto-sustentável. Aliás, até dá lucro, pelo que o Estado não mete lá um tostão. Até tira de lá alguma coisa.

 

- O AVG é um caso diferente. Provavelmente é deficitário. Mas precisamente por isso tinha tudo a ganhar em poder obter mais rentabilidade da sua capacidade instalada.

 

- em relação à "concorrência desleal", continuo na minha: vivemos num mercado comum, em que qualquer empresa da UE pode encher o nosso mercado interno de produtos de alta qualidade e a preços competitivos sem que isso seja considerado desleal para os nossos produtores. Para estes, na minha opinião, a "concorrência" do Estado é o menor dos problemas. Sinceramente, acho que até os casos que apontas teriam tudo a ganhar com eventuais parcerias com aquários públicos nacionais. Até porque também importam as suas matrizes e, em muitos casos, os próprios frags. Dos lojistas nem se fala.

 

P.S. Discordo da "simplicidade" da área de propagação de corais do oceanário. Olha que aquilo evoluiu muito nos últimos anos...

 

Cumps

Edited by PST

"A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro" John Lennon

Link to comment
Share on other sites

Olá viva.

 

Quando se fala em propagaç

ao de corais, essa tarifa "especial" é logo uma grande vantagem. A electricidade é o maior custo de u negócio de aquariofilia! Mais que a renda do espaço e tudo!

 

Tens a certeza sobre os tais lucros o OL? Eu cá não meto as mãos no fogo por essa informação...

 

O AVG já precisa de GRANDE obras e reformulações para se tornar viável... acho que só não foi fechado, ainda, pelo seu valor patrimonial e o seu peso na história de todos os ciddãos Portugueses. Quase todos nós nos lembramos com carinho das visitas que lá fazemos hehehe

 

Vives num mercado comum e livre onde podes vender e comprar para toda a Europa... mas em nenhum País da Europa tens o estado a fazer concorrência às empresas :)

 

Pergunta pessoal: Alguma vez trabalhaste e conjunto/para o estado? Sabes os imbróglios que são? Conheço N pessoas de M áreas em que trabalharam com o estado e tudo de resume a uma coisa: Máfia. Ninguém (tirando grandes empresas, claro) quer trabalhar com o estado porque não cumprem com o que prometem nem paga o que se comprometem... Acha que nenhuma empresa que enumerei tentou parcerias? Quando as conseguem tipicamente é com Faculdades (que têm autonomia do estado).

 

Pode ter evoluído, sim... mas parece-me que estás a colocar "as tuas ideias" à frente da verdadeira função do Oceanário... que é mais a parte didática para com o Oceano e os seus habitantes. É um projeto de sensibilização de pessoas e gerações, porque é que haviam agora de mudar todo o "modus operandi" por causa de negócios que só iam colocar em causa o bom nome desta instituição?

 

Percebo perfeitamente a tua ideia e não deixas de ter um pensamento correcto e coerente! No entanto estás a esquecer-te de conceitos básicos e funções reais destas instituições que temos vindo aqui a falar.

 

Forte abraço

"It has to start somewhere, it has to start sometime, what better place than here? What better time than now?"

Link to comment
Share on other sites

Já tinha falado da Coral Maaternity, bem como da LusoReef e da Opérculo :)

 

O Machado de Sousa é e sempre foi um impulsionador da aquariofilia marinha. Poucos sabem a quantidade de impulsos que tem dado ao nosso hobby!

 

Cmpts

"It has to start somewhere, it has to start sometime, what better place than here? What better time than now?"

Link to comment
Share on other sites

Já tinha falado da Coral Maaternity, bem como da LusoReef e da Opérculo :)

 

Boas Fernando,

 

Eu reparei, por isso decidi partilhar.

Só não coloquei das outras duas porque não encontro.

 

Cumps.

  • Upvote 1
Link to comment
Share on other sites