• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Sign in to follow this  
acarloscc

tanganyika em 60l

Recommended Posts

boas, povo das águas.

pois é, depois de muito tempo nos plantados, a falta de tempo ditou o abandono daquele tipo de aquários.

um plantado exige dedicação diária e investimento contínuo (CO2, fertilizantes, etc...) e nesta altura não dava. principalmente a questão do tempo.

 

pensei desistir mesmo da aquarofilia, mas não consegui. já são alguns anitos e o bichinho está cá para ficar.

 

virei-me então para os ciclídeos africanos. dentro destes, pelas limitações óbvias de espaço (só consigo ter um aqua de 60cm de frente), para os tanganyikas.

 

entram aqui as muitas questões:

 

que espécies? apenas shell dwellers?

fui aconselhado a colocar uma colónia de smillis (6 peixes, no máximo) e um casal de brevis. seria uma boa opção? ou é preferível ficar-me só pelos smillis?

 

definindo bem duas zonas (rochas e conchas) seria possível ter um casal de julis transcryptus com os smillis?

 

o substrato será areia da praia.

o layout, o mais simples possível. já agora, os shell dwellers precisam mesmo das conchas? não se adaptam a esconderijos entre as rochas?

estava a pensar num layout apenas com rochas e areia. o mais minimalista possível.

 

quanto à iluminação, qual o mínimo suficiente para um 60l? tenho uma calha com uma 55w (pll) mas tenho receio de ser forte demais e de potenciar o aparecimento de algas...

 

quanto à filtragem, um Eheim Liberty 150 será suficiente?

 

e finalmente, que cuidados específicos terei que ter na manutenção? já vi por aí pessoal a acrescentar um sal qualquer nas TPA's... é necessário?

Edited by acarloscc

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde.

Fora a opinião de pessoal mais experiente (porque ainda sou novato nisto), venho responder a algumas das tuas questões.

Em termos das espécies, eu ficava-me só pelos simillis (ou espécie semelhante). Isto porque o teu aquário não tem uma dimensão de frente muito grande e, devido ao seu rápido ritmo de procriação, em breve terás o aquário sobre-povoado, o que implica a competição pelo espaço. Podes arriscar, mas na minha opinião não o fazia.

Em relação ao substrato, acho que é uma boa solução. É altamente recomendável a presença das conchas, uma vez que como disseste e bem são "shell-dwellers", sendo SHELL a palavra chave. Se fores a hipermercados, não é complicado arranjar esse tipo de conchas (não esquecer de as lavar bem). Evita as que se encontram em lojas dos chineses e de decoração, porque normalmente são tratadas com vernizes.

Se preferes um lay-out apenas com rochas, recomendo que optes por outro tipo de espécie, estilo as julis que referiste.

Quanto à iluminação, pode ser um pouco forte, porque as plantas que normalmente se colocam nesse tipo de aquário são pouco exigentes. é uma questão de experimentares se quiseres. Caso não resulte, e começarem a surgir algas, sempre podes arranjar uns caracóis para ajudar na limpeza (não é o "ideal", mas há quem o faça com sucesso).

A filtragem pode ser um pouco fraca. Isto porque são peixitos um bocado para o porco, mas depende sempre da carga biológica que tens no aquário. A maioria do pessoal com este tipo de montagem optam logo pelos externos. Mas mais uma vez é uma questão de experimentares e seres certinho nas TPA's.

O sal que estavas a referir-te que é necessário nas TPA's é o buffer. Basicamente são soluções usadas para que a água assuma os parâmetros necessários para manter o tipo de espécies do lago Tanganyika. Informa-te bem dos parâmetros dos peixes que queres e depois vê como é a tua água.

Se me permitires um conselho pessoal, eu também tinha em tempos planeado uma montagem semelhante à tua, mas acabei por escolher outro tipo, porque as espécies de shell dwellers preenchem pouco a coluna de água. normalmente andam sempre próximo do fundo. No entanto compensam bem com a sua personalidade.

E esquece o lay-out do substrato e das conchas porque eles arranjam tudo à sua maneira :)

 

Espero ter ajudado um pouquito, e aguarda por outras opiniões mais experientes.

 

Cumps

Share this post


Link to post
Share on other sites

e se optar por esticar o aqua?

isto é, se optar por um aqua com 70 a 80 de frente por 35 de fundo? já seria possível a aposta nos smillis com um casal de julis transcryptus?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

e se optar por esticar o aqua?

isto é, se optar por um aqua com 70 a 80 de frente por 35 de fundo? já seria possível a aposta nos smillis com um casal de julis transcryptus?

 

Com 80 cm de frente já podes colocar as duas espécies. Conchas de um lado e rocha do outro, idealmente com uma separação visual qualquer (podem ser plantas). Quanto à filtração investe já num filtro externo.

 

Abraço,

Diogo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

 

 

Com 80 cm de frente já podes colocar as duas espécies. Conchas de um lado e rocha do outro, idealmente com uma separação visual qualquer (podem ser plantas). Quanto à filtração investe já num filtro externo.

 

Abraço,

Diogo

 

eu já tenho um 2211 da eheim. mas por uma questão estética estava a pensar talvez num Eheim Liberty 2042.

dava-me mais jeito do que o 2211. até para poder ter espaço para "esticar" o aqua. achas curto? (se esticar o aqua posso ir até aos 80(l)*30(p)*25(a))

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this