reprodução de ancistrus


Recommended Posts

Tenho um casal de ancistrus que comprei em separado ainda com pouco mais do que 1 cm (pura sorte de sair um casal), há quase 2 anos e reprodução, nada.

 

Tenho vários esconderijos, mas nenhum uma toca onde se metam e mais nenhum peixe lá consiga ir.

 

Alguém me sabe dizer se eles têm um comportamento diferente quando já depositaram os ovos em algum local? O que eu queria tentar perceber é se eles tentam reproduzir, mas os outros peixes andam a papar os ovos.

Edited by gouveia
Link to post
Share on other sites

Não percebo muito de ancistrus, mas creio que deves arranjar um esconderijo tapado, com a entrada do tamanho do peixe para que este possa tapar a entrada quando a fêmea colocar lá os ovos, mais tarde também lhes dá segurança para impedir que os filhotes saiam, tenta tapar com pedrinhas a parte de trás de uma das tocas que vires mais funcional e fica com atenção para ver se eles se mostram interessados.

 

Boas posturas para os teus ancistrus

Luisa Fonseca

Link to post
Share on other sites

Alguém me sabe dizer se eles têm um comportamento diferente quando já depositaram os ovos em algum local? O que eu queria tentar perceber é se eles tentam reproduzir, mas os outros peixes andam a papar os ovos.

 

um comportamento suspeito de reprodução é que o pai fica a bater as barbatanas numa toca.

Link to post
Share on other sites
  • 11 months later...
  • 3 weeks later...

Boa Tarde

 

Em relação aos bigodes não é bem assim. Depende das espécies. Eu comprei há 10 meses (+/-) dois ancistrus cirrhosus pequenos (com 4 cm) e nenhum tinha barbilhos. Como também andavam (e ainda andam) constantemente "à bulha" fiquei convencido que eram duas fêmeas. Para meu grande espanto, há cerca de 1 mês, uma das "fêmeas" desenvolveu barbilhos na cabeça... ainda mais espantado fiquei quando, há duas noites, notei um movimento súbito pelo canto do olho. Quando fui ver o que era, encontrei um ancistrus miniatura (com talvez 1 cm) a alimentar-se vigorosamente das algas do vidro. Encontrei um segundo passadas umas horas... parece que afinal, comprei um casal que, ainda por cima, gosta de sexo violento :P

 

Estou convencido que o que despertou o acasalamento tenha sido a deterioração da água e consequente TPA de 60-80% (baixa de temperatura). O que aconteceu foi que tive umas complicações profissionais que me afastaram do aquário mais de 3 semanas. Os nitratos deviam estar em grande alta. Quando finalmente tive oportunidade de cuidar dos bichos, fiz uma troca muito grande e tenho quase a certeza que foi quando aconteceu pois o "macho" desapareceu durante dias por baixo de umas rochas que formam uma gruta. Até pensei que tinha ficado traumatizado com uma mudança tão grande de água. Não foi apenas a baixa de temperatura pois isso já tinha acontecido diversas vezes. Acho que foi o súbito "aliviar" dos nitratos mais a baixa de água (se pensarmos bem, é o que acontece quando começa a estação de chuvas no seu habitat natural).

 

Abraços e boa sorte

 

Tony

Edited by TonyCh
Link to post
Share on other sites