Anatomia de um termostato


Recommended Posts

Boas

 

Ano Novo, vida nova, termostato novo...

 

 

Pois, depois de montar mais um aquário cá por casa, uitlizei um termostato que andava guardado na caixa do material de reserva. Dois dias depois de colocado a "funcionar", a água continuava fria! Antes de ir para o lixo, ainda havia de servir para algo com utilidade. Assim resolvi mostrar como funciona um termostato.

 

Segue explicação e algumas fotos da "autópsia" realizada ao dito termostato.

 

 

 

 

p1140771copy.jpg

 

 

- Termostato ainda "inteiro". Este aparelho é como todos sabem, o responsável pelo aquecimento da água dos nossos aquários, e algumas vezes de umas dores de cabeça.

 

 

 

 

p1140772copy.jpg

 

- Botão de regulação da temperatura. O valor indicado é meramente indicativo. Pode haver uma variação de vários graus, tanto para baixo como para cima. Alguns modelos dispõem de afinação do valor indicado, com o valor real.

 

 

 

 

p1140773copy.jpg

 

 

- Termostato desmontado. a vedação dos elementos eléctricos é assegurada, neste caso, por componentes em borracha. Nalgumas marcas essa tarefa é desempenhada por uma resina de epoxi.

 

 

 

 

p1140775copy.jpg

 

 

- Resistência do termostato. Este fio é o responsável pelo aquecimento. Ao ser percorrido pela corrente eléctrica, liberta calor.

 

 

 

 

p1140777copy.jpg

 

 

- Pormenor da resistência. O material de que é feita é regra geral Cromo Níquel.

 

 

 

 

p1140778copy.jpg

 

 

- Parte responsável pelo ligar e desligar do termostato. Esta parte é o verdadeiro termostato. O conjunto completo, termostato e resistência é chamado aquecedor. Vulgarmente chama-se de termostato ao invés de aquecedor. É visível uma pequena resistência que limita a tensão da lâmpada avisador de funcionamento.

 

 

 

 

p1140782copy.jpg

 

 

- Detalhe do parafuso que faz a regulação da temperatura. Rodando-o, irá exercer mais ou menos pressão na lâmina de contacto.

 

 

 

 

p1140785copy.jpg

 

 

- Lâmina. Feita e metal, logo condutora de corrente. Como qualquer metal, conforme a temperatura a que é exposto, dilata ou contrai. Ou seja, encolhe ou estica. essa diferença não é visível a olho nu, mas o suficiente para garantir que essa lâmina se afaste, ou aproxime de um determinado ponto, o segundo contacto.

 

 

 

 

p1140786copy.jpg

 

 

- Pode-se ver o contacto que a lâmina possui encostado ao segundo contacto, que está fixo. Quando estes dois contactos se encostam, há passagem de corrente para a resistência. Quando se afastam o circuito é interrompido. É um interruptor.

 

 

 

 

p1140787copy.jpg

 

 

- Os dois contactos separados. O da lâmina em cima, e o fixo em baixo.

 

 

 

 

p1140788copy.jpg

 

 

- Para garantir que os contactos fiquem eficientes, existe um pequeno íman. Na foto acima está logo acima do contacto inferior, o fixo. Assim evitam-se as faíscas entre os dois contactos, quando estes se aproximam.

 

 

 

Resumindo: ao ligar o termostato, aquecedor, à corrente, se os contactos estiverem juntos, há passagem de corrente eléctrica para a resistência. Com o aquecimento provocado por esta, e de referir que todo o conjunto se encontra num ambiente fechado, dentro de um tubo de vidro, a lâmina expande, obrigando-a a levantar. Quando isto acontece, o contacto é desfeito e a passagem de corrente interrompida. Quando arrefece, volta à posição anterior, fazendo de novo o contacto, e a resistência volta de novo a libertar calor. Este processo continua indefinidamente, até que um dos componentes ceda com a utilização.

 

Há também no mercado várias marcas que têm um sistema electrónico, em substituição deste mecanismo mecânico. São mais fiáveis e mais precisos.

 

 

 

Abaixo fica um pequeno vídeo, onde podemos ver o funcionamento deste tipo de termostato.

 

 

 

 

Espero que este tópico sejam dissipadas algumas dúvidas que surgem em relação a este tipo de equipamento.

 

 

Cumps.

Link to post
Share on other sites

Podias dormir, passar algum tempo com a família, celebrar a passagem de ano, e curiosamente desmontas um termoestato...:D

E arranja-lo, não ?

Pareces ter algumas bases dentro da electrónica...

Já agora, parabéns,

Está bastante útil a descrição !

Abraço,

Edited by hugo feio
Link to post
Share on other sites

Boas

 

Podias dormir, passar algum tempo com a família, celebrar a passagem de ano, e curiosamente desmontas um termoestato...:D

E arranja-lo, não ?

Pareces ter algumas bases dentro da electrónica...

Já agora, parabéns,

Está bastante útil a descrição !

Abraço,

Bom ano Hugo.

 

Dormir é perda de tempo medieval_mace.gif, a família está já a ressonar sleep2.gif, passagem de ano não foi à meia noite surrender.gif. O termostato já foi desmontado no ano passado, umas horas antes doofywave.gif. Apenas coloquei o tópico hoje.

Fazer a reparação dele não está fora de questão, vou pensar nisso.

 

 

 

 

 

Desde já proponho este filme para os oscares, categoria de melhor banda sonora. :discuss_gathering:

Não gozes thumbup3.gif. Andei horas à procura da banda sonora para o vídeo em vários discos e Dvd´s. Já tenho mais uns agendados para breve, desde que o pc coopere techi.gif.

 

 

 

Continuação de bom ano, e cuidado com os excessos.

 

 

 

Cumps.

Link to post
Share on other sites

Excelente! Já por muitas vezes me tinha apanhado a pensar como funcionaria e nunca pensei que fosse tão arcaico.

Sabe se os mais usados EHEIM também usam esse sistema ou é electrónico?

 

Cumptrs

José.Dias

Link to post
Share on other sites

Boas

 

Os da Eheim, ou Jagger, julgo que sejam electrónicos, daí avariarem muito pouco. Um método fácil de "ver" se são electrónicos ou não, é rodar o sistema de regulação de temperatura até que a luz indicadora se acenda. Se ouvirmos um "click" metálico, estamos perante um termostato com sistema mecânico. Se por outro lado não ouvirmos nada, apenas a luz se acende, é porque no interior está um sistema electrónico,

Claro está que se fizerem isto, devem fazê-lo depois de desligar a ficha da tomada, retirarem o termostato de dentro do aquário, deixá-lo repousar uns 15 minutos. Isto por causa do choque térmico. Depois ligar novamente a ficha, e fazer o teste! Simples.

Depois é voltar a colocar o termostato dentro do aquário, e regular a temperatura, se necessário for.

 

Um termostato com dispositivo electrónico é mais fiável e exacto que um com sistema mecânico, como já escrevi anteriormente. O que muitos não sabem,é que um termostato com sistema mecânico deve ficar sempre na vertical! E porquê? Simples: a sua posição, vertical ou horizontal, pode interferir na temperatura final. Confuso? Não, basta imaginar a lâmina na vertical ou na horizontal! Se este tiver que subir para desligar, a temperatura final será mais elevada. Se tiver que descer, a temperatura final será menor.

Por essa razão um termostato na posição vertical poderá estar "regulado" para 25ºC e atingir esse valor. Se estiver na horizontal, com a lâmina virada para cima, pode ficar-se pelos 27ºC, com o botão de regulação nos mesmos 25ºC. Se estiver virada para baixo, poderá desligar pelos 23ºC, com os mesmo 25ºC regulados.

 

 

 

Cumps.

Link to post
Share on other sites

Eu estou a precisar de abrir os meus aquecedores da Tetra, pois os ditos estão com humidade no seu interior e as lâmpadas de sinalização estão sem funcionar, já sei o que é que vai dar, “lixo”, pois de certeza o tubo de vidro vai quebrar (antigamente vendiam-se para substituição em caso de quebra), o meu termóstato da Jaeger que é electrónico está em “descontrole”, regulado para 33º, fica-se pelo 27º (que é a temp. que pretendo), tenho os dois aquecedores da Tera 150W cada, mais um cordão de fundo de 75W ligado ao dito, que têm como potência máxima 400W, e estou a ver que tenho de comprar tudo novo, Grrrrr.

Link to post
Share on other sites

Boas

 

Os aquecedores da "Treta" até pode ser que nem estejam a aquecer.

 

O da Jager só não está calibrado. Podes calibrá-lo sem problema nenhum. Está explicado no manual como se faz.

 

 

Nos modelos "antigos":

 

 

jager1.jpg

 

 

jager2.jpg

 

 

 

 

 

 

Nos modelos mais recentes:

 

jager3.jpg

 

 

jager4.jpg

 

 

 

 

Depois desta operação feita, o Reajuste, a temperatura indicada na rodinha é igual à temperatura real. Pode haver um grau de diferença, tanto para cima como para baixo, mas isso é perfeitamente aceitável.

 

 

 

 

Cumps.

Link to post
Share on other sites

Boas

 

Eu respondia mas depois tinha que me sancionar a mim próprio por desrespeito à boa educação medieval_mace.gif.

 

Um fórum serve mesmo para isso

 

  • Troca de conhecimentos
  • Ajuda mútua
  • Exposição de ideias

 

Cada um "dá" aquilo que pode doofywave.gif

Link to post
Share on other sites

Off topic on/

 

nem mais. é por isso e para isso que aqui vimos.

Infelizmente nos ultimos tempos tem havido por aqui muita gente um bocado nervosa mas nada de grave ;)

Faz é falta mais malta como tu, como o Fortunato, Hugo R. Silva, Ramirezi, RicardoFonseca, Sergio Marques e mais uns quantos que me faltam os nomes de momento... para além disso tenho de ir jantar! FUI!!! AB!

 

Off topic off/

 

:D

Link to post
Share on other sites

Boas

 

Os agradecimentos da gerência.

 

Agora vou buscar as botas galochas, De tanto me babar está quase um metro de altura de líquidos aqui na sala doofywave.gif.

 

Agora só falta mesmo arranjar o termostato e "rectificar" o pequenino erro que está no vídeo busted_red.gif.

Link to post
Share on other sites

Boas

 

Já tem a ferrugem limpa, e amanhã já fica de novo a trabalhar. O antigo proprietário não cuidava muito bem daquilo... Depois vou ter a honra, o prazer e a pouca vergonha de o entregar ao respectivo dono! Uma destas noites quando for tomar café aí abaixo com vocês naughty.gif.

 

 

Cumps.

Link to post
Share on other sites

Obrigado David, como deitei a caixa do Jaeger fora não sabia como acertar, o meu é o modelo mais antigo, os aquecedores estão a funcionar em pleno, apesar da relativa humidade que têm e de a luzinha não acender (material alemão…)

Link to post
Share on other sites

Parte II - "A recuperação do termostato"

 

 

Como o prometido é "devidro", e antes que se parta, cá vão as fotos:

 

Afinal partiu-se...

 

 

p1140792800x600.jpg

 

 

- Os vários componentes do termostato.

 

 

 

 

p1140794800x600.jpg

 

 

- A razão pela qual o termostato não aquecia. uma das extremidades da resistência soltou-se do seu respectivo terminal. Na foto já com terminais novos.

 

 

 

 

p1140796800x600.jpg

 

 

- Resistência colocada dentro do tubo de vidro exterior.

 

 

 

 

p1140798800x600.jpg

 

 

- Ligações feitas, já quase tudo montado.

 

 

 

 

p1140800800x600.jpg

 

 

- Com o auxílio de um lubrificante, a borracha de vedação entra facilmente.

 

 

 

 

p1140803800x600.jpg

 

 

- Apenas falta colocar a "rodinha" que permite regular a temperatura. Antes disso há necessidade de calibrar o termostato. Como? Simples! Coloca-se o termostato dentro de um recipiente com água fria, saída da torneira. Deixa-se repousar por uma hora, de modo a que o termostato fique à mesma temperatura que a água. Liga-se o termostato à corrente, e com o auxílio de um termómetro vai-se vigiando a temperatura. Quando a luz avisadora apagar, verifica-se a que temperatura está a água. Se não estiver dentro da escala da "rodinha", neste caso entre os 16ºC e os 32ºC, ajusta-se, de modo a que fique dentro destes valores. Quando isso acontecer, colocar a rodinha indicadora da temperatura, fazendo coincidir com o valor lido no termómetro. Em seguida aparafusar a "rodinha", e finalizar a montagem do termostato. Seguem as fotos:

 

 

 

 

p1140804800x600.jpg

 

- Recipiente para o teste. Nota: Qualquer semelhança com esta jarra e a que estava na minha sala com flores é pura coincidência...

 

 

 

 

p1140805800x600.jpg

 

- Água fria colocada no recipiente. Nota: A jarra que estava na sala com flores continua lá, portanto não pode ser esta...

 

 

 

 

p1140806800x600.jpg

 

 

- Início do teste. Termómetro e termostato ligado à corrente. Agora é esperar até que a água aqueça. Nota: As flores que estão na jarra na sala têm uma disposição diferente! Devem ter sido os gatos que andaram lá a mexer! São umas pestes estes gatos....

 

 

 

 

Aqui começaram os problemas! Logo que o termostato foi ligado à corrente, começaram a surgir uma bolhas de ar a sair da parte de baixo do vidro, que iam subindo pela água. Ainda pensei que tivesse modificado o termostato de tal modo que agora também desempenhava a função de bomba de ar! Uns segundos a reflectir no assunto, e a ver as bolhas a subir, e desliguei o termostato. Vamos lá ver o que aconteceu!

 

p1140807800x600.jpgp1140808800x600.jpg

 

- Vestígios de água no interior do termostato! Este já era...

 

 

 

 

p1140811800x600.jpg

 

 

- Uma pequena fissura na base do vidro do termostato! Pensamento imediato: "Aqui há gato!". Não foi preciso pensar muito. Cá por casa há dois!

Está resolvido o mistério.

 

 

De qualquer modo serve a intenção, e espero que este post possa contribuir para algo.

 

 

 

Cumps.

 

 

 

Nota: A jarra utilizada neste teste, além de não ser a mesma que está na sala, não sofreu qualquer tipo de atentado à sua integridade física.

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

boas a todos, vim ver este tópico por curiosidade e.... tenho que dizer david esta um espectáculo mais que 5 estrelas muitos parabéns continua assim que vais ajudar muita gente e todos aqueles que eu conseguir meter no forum ( sim porque eu pego o " vicio " da aquarofilia a muita gente até o meu sogro ja têm aqua e adora lol ) vou falar em ti parabens.

 

 

cumprimentos para tds e ADORO ESTE FORUM

 

luis filipe

Link to post
Share on other sites

David só uma pergunta: como é que retiraste o “miolo” do aquecedor sem partir o vidro? Alguma técnica especial?

Já regulei o termóstato 5*****.

Link to post
Share on other sites

Boas

 

l.f. - Os meus agradecimentos pelas palavras de apreço. Só não ajudo mais porque não posso... o tempo nem sempre chega para tudo! Não fales de mim ao teu sogro, fala antes do Fórum e dos Membros que dele fazem parte. O Fórum somos todos nós, e a nós cabe fazer dele o que ele é.

 

 

boa ventura josé - a velha técnica do secador de cabelo! No meu caso foi mesmo uma pistola de ar quente, mas o primeiro também serve perfeitamente. Como a parte de cima normalmente é borracha, ou plástico, se lhe dermos um ligeiro aquecimento, fica mais maleável. Com alguma paciência e cuidado, vai-se puxando até que se separe do tubo de vidro. Alguns têm uma espécie de resina que serve de cola, e com o calor ela dá de si. Mas é preciso ter sempre muito cuidado ao retirar a parte de cima, não vá o tubo partir-se-nos nas mãos.

Entretanto descobri como se partiu o meu tubo de vidro! Tenho por casa dois gatos, e um deles anda sempre a fazer bosta, para não dizer uma palavra começada por "m". Tudo o que está à pata de semear é para brincar e/ou deitar ao chão. Fui dar com ele a "brincar" com o aquecedor, a dar patadas de um lado para o outro.

 

Ainda bem que este tópico serviu para alguma coisa! Menos um aquecedor descalibrado!

 

 

 

 

Cumps.

Link to post
Share on other sites

Olá David, obrigado pela ajuda, ele há coisas que são …, (parece que o raio dos anos nos trama, :eusathink: cheguei a usar o secador para isso…) e podes substituir a palavra “M” por machimba, também começa por m, mas… :rolleyes:

Link to post
Share on other sites