• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Sign in to follow this  
Hugo R. Silva

[Ficha de Espécie invasora] Azolla filiculoides

Recommended Posts

Nome cientifico: (A z o l l a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b] filiculoides Lam.

Nome comum: (A z o l l a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b]

 

 

É um pequeno feto aquático flutuante, pode apresentar diversas colorações tais como verde, avermelhada ou azulada.

 

Tem um crescimento muito elevado, capaz de cobrir completamente a superfície de um lago em poucos meses.

 

Cada planta individual tem entre 1 a 2 cm, não tolera baixas temperaturas e em regiões de muito frio a maior parte morre no inverno mas consegue sobreviver através de bolbos submersos.

 

 

Azolla_filiculoides0.jpg

 

800px-Image-IMG_0018Afil.JPG

 

800px-IMG_0036_3.JPG

Edited by Hugo R. Silva

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas porque é que a (A z o l l a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b] é proibida em portugal? Pelo o que ouvi falar ela é boa para os aquarios e o homem...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas porque é que a (A z o l l a) Espécie inserida no DL 565/99. Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal é proibida em portugal? Pelo o que ouvi falar ela é boa para os aquarios e o homem...

 

A (A z o l l a) [b][color="#FF0000"] Espécie inserida no DL 565/99.[/color] [url="http://http://www.aquariofilia.net/forum/index.php?showannouncement=6"]Lista de espécies cuja venda é proibida em Portugal[/url][/b] é uma espécie não nativa e com o potencial de ser mais forte competitivamente do que as espécies nativas, sendo portanto invasora. O facto de ser boa para os aquários é completamente irrelevante para o ambiente e para o Homem, até há estudos que mostram que o seu consumo a longo prazo faz mais mal que bem por isso para o Homem não é assim tão boa.

 

Mas isto de ser boa ou não é irrelevante a partir do momento em que tem o potencial para alterar o equilíbrio do ecossistema. A planta ao formar um manto denso na superfície aquática pode levar a morte de larvas de insecto por asfixiamento já que torna mais difícil o acesso ao oxigénio. Esses insectos enquanto larvas aquáticas são uma das principais fontes de alimento para peixes e anfíbios, por outro lado quando emergem tornam-se alimento para aves, umas que precisam delas no momento em que têm crias e outras durante a maior parte do seu ciclo de vida. As aves/peixes/anfíbios por sua vez fornecem uma serie de serviços ecológicos, uns mais visíveis outros menos mas todos com a sua importância na manutenção do equilíbrio do ecossistema (ex: como propagação de sementes, consumo de pragas)

 

Daí ser importante a restrição da venda deste tipo de espécies em países onde elas se possam tornar num problema ecológico. Basta pensar no problema dos jacintos de água na Pateira de Fermentelos (depois foi preciso investir dinheiro para tentar controlar a situação) e no Lagostim do Luisiana que forçou o Lagostim-de-patas-brancas, uma espécie nativa, a desaparecer de Portugal (ou quase), isto para não falar dos prejuízos económicos que o Lagostim do Luisiana provocou.

  • Upvote 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this