CRIAÇÃO DE MUSGO DE JAVA


Recommended Posts

boas

 

tenho uma quantidade de musgo de java que corresponde a uma caneca +- e decidi aumentar a quantidade.

 

fiz um reactor de co2 caseiro e coloquei uma boa porção num cubo, onde apanha luz solar.

 

tambem coloquei plantmin da tetra , so que reparei que a agua esta bastante acida,

 

coloquei um produto proprio pa subir um bcd o pH mas nao havera outra maneira para não deixar que desça tanto? ou o ph acido nao influencia o crescimento do musgo?

 

se tiverem ideias e informações acerca de crescimento/criação de musgo de java digam ;)

 

obg

Link to post
Share on other sites

O musgo de java é o musgo mais fácil de se manter, multiplicar e por isso tb o mais utilizado por iniciantes.

 

Tolera amplitudes térmicas acentuadas (Até 30ºc) e nunca reparei em nada sobre pH ácidos mas isso é uma questão de testares, a mim parece-me que não irá ter grandes problemas.

Link to post
Share on other sites
boas

 

tenho uma quantidade de musgo de java que corresponde a uma caneca +- e decidi aumentar a quantidade.

 

fiz um reactor de co2 caseiro e coloquei uma boa porção num cubo, onde apanha luz solar.

 

tambem coloquei plantmin da tetra , so que reparei que a agua esta bastante acida,

 

coloquei um produto proprio pa subir um bcd o pH mas nao havera outra maneira para não deixar que desça tanto? ou o ph acido nao influencia o crescimento do musgo?

 

se tiverem ideias e informações acerca de crescimento/criação de musgo de java digam :discuss_gathering:

 

obg

 

Boas

 

O meu musgo de Java é criado da seguinte forma... caixas de plástico na rua 365 dias por ano, com larvas de mosquito e dáfnias à mistura...cresce como um louco... nem me preocupo com ele... é só adicionar água às caixas.

 

CO2 e nutrientes e afins são "mariquices" a mais... :D o musgo é super robusto... até se ficar sem água e começar a secar e voltares a molhar ele recupera...

 

Ricardo Nuno Santos

Link to post
Share on other sites
Boas

 

O meu musgo de Java é criado da seguinte forma... caixas de plástico na rua 365 dias por ano, com larvas de mosquito e dáfnias à mistura...cresce como um louco... nem me preocupo com ele... é só adicionar água às caixas.

 

CO2 e nutrientes e afins são "mariquices" a mais... ;) o musgo é super robusto... até se ficar sem água e começar a secar e voltares a molhar ele recupera...

 

Ricardo Nuno Santos

 

Possuo um aquaterrario com um tritao, e tenho la musgo dentro, uma parte dele esta mesmo fora de agua desde que o aqua foi montado 2/3 meses e continua como novo, a unica coisa que faco e regar (lancar um pouco de agua para cima dele), esporadicamente (fica muito mais de 2 semanas sem apanhar agua) e ate agora sem qualquer tipo de problema, continua verdinho e a parte que esta debaixo de agua esta a crescer normalmente, sem ter sequer iluminacao a nao ser a natural! o musgo e um gajo duro, aguenta quase tudo! :mrgreen:

Link to post
Share on other sites
Possuo um aquaterrario com um tritao, e tenho la musgo dentro, uma parte dele esta mesmo fora de agua desde que o aqua foi montado 2/3 meses e continua como novo, a unica coisa que faco e regar (lancar um pouco de agua para cima dele), esporadicamente (fica muito mais de 2 semanas sem apanhar agua) e ate agora sem qualquer tipo de problema, continua verdinho e a parte que esta debaixo de agua esta a crescer normalmente, sem ter sequer iluminacao a nao ser a natural! o musgo e um gajo duro, aguenta quase tudo! ;)

 

 

Tens razão mas convém esclarecer para os mais distraídos que é o musgo de JAVA não é qualquer um....

Link to post
Share on other sites

Criar musgo e muito facil eu tenho musgo num cubo da vodafone e com uma luz de 15W (daquelas economicas de cor branca)e aquilo cresce que sa farta e fica com uma cor verde muito bonita, e tao simples como isto

 

Boa sorte

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Bem eu não quero fazer criação já comecei a dar a loja de animais local visto que no aqua de 100cm ta completamente cheio :P

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Há dois dias comprei musgo de java, mas reparei em casa que ele apresentava-se verde e castanho, ou seja tinha algumas partes secas. Enrolei à volta de um tronco e coloquei num aqua de 12 litros, sem filtro e com iluminação de 15 W. A minha dúvida é: vai-se vingar? Áo fim de quantos dias começamos a notar o crescimento?

Link to post
Share on other sites

Atenção que castanho, pode ser a parte dele que não estava a apanhar luz. Se vai vingar... O musgo de java raramente morre, é um sobrevivente inato, apenas pode é não crescer, se não tiver luz. Mesmo essas partes castanhas ao apanhar luz rebentam todas.

Link to post
Share on other sites
boas

 

tenho uma quantidade de musgo de java que corresponde a uma caneca +- e decidi aumentar a quantidade.

 

fiz um reactor de co2 caseiro e coloquei uma boa porção num cubo, onde apanha luz solar.

 

tambem coloquei plantmin da tetra , so que reparei que a agua esta bastante acida,

 

coloquei um produto proprio pa subir um bcd o pH mas nao havera outra maneira para não deixar que desça tanto? ou o ph acido nao influencia o crescimento do musgo?

 

se tiverem ideias e informações acerca de crescimento/criação de musgo de java digam :)

 

obg

Boas!

Se tiveres muitos peixes no aqua é capaz de te baixar o ph o que tens no aquário?

Edited by mantorras12
Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...
Ok,obrigado pelas respostas.

Mas começamos a notar o crescimento ao fim de quantos dias?

é um bocado complicado dizer ao certo mas falo por mim o musgo no meu aqua cresce muito depressa... :D

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...
boas

 

tenho uma quantidade de musgo de java que corresponde a uma caneca +- e decidi aumentar a quantidade.

 

fiz um reactor de co2 caseiro e coloquei uma boa porção num cubo, onde apanha luz solar.

 

tambem coloquei plantmin da tetra , so que reparei que a agua esta bastante acida,

 

coloquei um produto proprio pa subir um bcd o pH mas nao havera outra maneira para não deixar que desça tanto? ou o ph acido nao influencia o crescimento do musgo?

 

se tiverem ideias e informações acerca de crescimento/criação de musgo de java digam :D

 

obg

Mete muita comida por cima do musgo e peixes que sujam muito tipo peixes dourados ou metes o musgo em agua salobra e deixas 4 semanas sem acender luz

Se meteres 1 cubinho no primeiro dia no dia 28 tens o aquario a explodir de excesso de musgo xP

Essa de meteres C02 acho k estraga pois o musgo ate se da melhor em ambiente sem nada ou com agua mesmo salobra xP,quanto a ph prefere neuto-ligeiramente alcalino

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Olá

 

Já que estão a falar de musgo java, a volta de um mês atrás fiz uns ensaios com umas podas do meu aquário.

Como perto da minha casa a umas encostas húmidas onde escorre agua todo o ano experimentei por umas pontas de musgo de java, quando la voltei tive uma bela surpresa.

 

gallery_7198_1838_480962.jpg

 

 

gallery_7198_1838_184077.jpg

 

 

gallery_7198_1838_31364.jpg

 

 

gallery_7198_1838_302248.jpg

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

boas

 

ha muito que nao vinha ao meu proprio post lol , o musgo chegou a crescer mas fui de ferias e um dos meus gatos deitou o cubo a baixo lol....tava seco que nem carapau lol ;D

 

bem la terei que voltar a tentar

 

obrigado pelas respostas

Link to post
Share on other sites
Olá

 

Já que estão a falar de musgo java, a volta de um mês atrás fiz uns ensaios com umas podas do meu aquário.

Como perto da minha casa a umas encostas húmidas onde escorre agua todo o ano experimentei por umas pontas de musgo de java, quando la voltei tive uma bela surpresa.

 

http://www.aquariofilia.net/forum/galeria0...1838_480962.jpg

http://www.aquariofilia.net/forum/galeria0...1838_184077.jpg

http://www.aquariofilia.net/forum/galeria0..._1838_31364.jpg

http://www.aquariofilia.net/forum/galeria0...1838_302248.jpg

 

Apesar de eu achar lindo e muito bonito o que conseguiste fazer no teu muro! No entanto, e não me leves a mal, acho também algo menos correcto teres-lo feito. Com isso, conseguiste introduzir uma espécie potencialmente invasora na tua área, podes ter a sorte de o musgo não se espalhar para fora do teu controlo, mas o contrário também pode acontecer facilmente. Não te esqueças que o musgo de java apresenta um crescimento mais rápido que os musgos autóctones do território português, e dada a tua localização geográfica ele encontrará condições óptimas para proliferar (a Madeira e os Açores têm um elevado nivel médio de húmidade anual, o que é mel para o musgo de java) e assim facilmente consegue competir demasiado bem com os musgos nativos, substituindo-os em poucos meses ou anos. Com isso consegue-se não poucas vezes um acidente ecológico difícil se não mesmo impossivel de resolver....

 

Por exemplo, os Jacintos de água uma praga nos rios cá do Rectangulo, são o fruto de uma introdução não muito diferente por pessoas que, como tu tinham boas intenções. No entanto, rapidamente a coisa descarrilou, e perdeu-se o controlo, agora é virtualmente impossível livrarmo-nos deles no Tejo e seus afluentes.

Quem fala no jacinto, fala de muitas outras espécies... A lista é gigantesca, só no território nacional, tanto continental como insular(embora assuma maior visibilidade a nível insular visto ser mais facilmente observável). Temos o Achigã, as percas,mais recentemente, várias espécies de peixe gato sul americanos, as mimosas(árvores da família das acácias), as várias acácias que vemos mais e mais nas bermas das estradas(especialmente no Ribatejo, nomeadamente na planície aluvial do Tejo), as várias árvores amazónicas, que há tantos anos que foram introduzidas cá, já poucos sabem que são espécies invasoras, as dezenas e dezenas de plantas de jardim que de alguma forma conseguem germinar naturalmente nos nossos campos, destruindo a flora autóctone. Os periquitos que até há poucos anos eram negados pelas autoridades, são actualmente uma realidade pelo menos na área da planicie aluvial do Tejo(conheço pelo menos duas colónias nidificantes destes papagaios na minha área). Os mandarins, parentes próximos dos bicos de lacre (são facilmente encontrados entre bandos de bicos de lacre). Os tanukies, uma especie de mamifero, fisicamente semelhante ao guaxinim, proveniente do japão foi introduzido na Russia na zona da sibéria para criação para peles, fugiu há pouco mais que 3 décadas, e que estão já a ser encontrados nos pirineus. Como deves ter reparado a lista é imensa.

O meu conselho é que tentes manter o musgo que já tens controlado, e que não o deixes espalhar mais rapaz, isso cresce muito, e tira o espaço aos musgos nativos.

 

É como li uma vez no site da Quercus, é mais fácil deter uma espécie invasora antes de ela entrar num ecossistema, do que depois de ela estar implantada.

Edited by Miguel Marques
Link to post
Share on other sites
Apesar de eu achar lindo e muito bonito o que conseguiste fazer no teu muro! No entanto, e não me leves a mal, acho também algo menos correcto teres-lo feito. Com isso, conseguiste introduzir uma espécie potencialmente invasora na tua área, podes ter a sorte de o musgo não se espalhar para fora do teu controlo, mas o contrário também pode acontecer facilmente. Não te esqueças que o musgo de java apresenta um crescimento mais rápido que os musgos autóctones do território português, e dada a tua localização geográfica ele encontrará condições óptimas para proliferar (a Madeira e os Açores têm um elevado nivel médio de húmidade anual, o que é mel para o musgo de java) e assim facilmente consegue competir demasiado bem com os musgos nativos, substituindo-os em poucos meses ou anos. Com isso consegue-se não poucas vezes um acidente ecológico difícil se não mesmo impossivel de resolver....

 

Por exemplo, os Jacintos de água uma praga nos rios cá do Rectangulo, são o fruto de uma introdução não muito diferente por pessoas que, como tu tinham boas intenções. No entanto, rapidamente a coisa descarrilou, e perdeu-se o controlo, agora é virtualmente impossível livrarmo-nos deles no Tejo e seus afluentes.

Quem fala no jacinto, fala de muitas outras espécies... A lista é gigantesca, só no território nacional, tanto continental como insular(embora assuma maior visibilidade a nível insular visto ser mais facilmente observável). Temos o Achigã, as percas,mais recentemente, várias espécies de peixe gato sul americanos, as mimosas(árvores da família das acácias), as várias acácias que vemos mais e mais nas bermas das estradas(especialmente no Ribatejo, nomeadamente na planície aluvial do Tejo), as várias árvores amazónicas, que há tantos anos que foram introduzidas cá, já poucos sabem que são espécies invasoras, as dezenas e dezenas de plantas de jardim que de alguma forma conseguem germinar naturalmente nos nossos campos, destruindo a flora autóctone. Os periquitos que até há poucos anos eram negados pelas autoridades, são actualmente uma realidade pelo menos na área da planicie aluvial do Tejo(conheço pelo menos duas colónias nidificantes destes papagaios na minha área). Os mandarins, parentes próximos dos bicos de lacre (são facilmente encontrados entre bandos de bicos de lacre). Os tanukies, uma especie de mamifero, fisicamente semelhante ao guaxinim, proveniente do japão foi introduzido na Russia na zona da sibéria para criação para peles, fugiu há pouco mais que 3 décadas, e que estão já a ser encontrados nos pirineus. Como deves ter reparado a lista é imensa.

O meu conselho é que tentes manter o musgo que já tens controlado, e que não o deixes espalhar mais rapaz, isso cresce muito, e tira o espaço aos musgos nativos.

 

É como li uma vez no site da Quercus, é mais fácil deter uma espécie invasora antes de ela entrar num ecossistema, do que depois de ela estar implantada.

:) ja se percebeu que percebes bue do assunto, deixa la o moço criar po aquario dele ....kem me dera ter um muro , se ficasse fora do controlo : lança-chamas ;)

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...
:D ja se percebeu que percebes bue do assunto, deixa la o moço criar po aquario dele ....kem me dera ter um muro , se ficasse fora do controlo : lança-chamas :D

já agora para se criar musgo num aquario plantado é preciso muita ou pouca luz? será que é a luz forte que faz com que o musgo de java fique acastanhado?

 

:D

Link to post
Share on other sites

Depende do tipo de iluminação como também a cor das lâmpadas como na generalidade dos musgos basta alguma luz de preferência pouco intensa.

A cor amarela pode ser de lâmpadas que tenham a volta dos 4500K, se usares lâmpadas de 6500k até 10000k devido a luz ser mais branca da um aspecto mais verde, mas resumindo ter mais que 1W de luz por litro para o musgo de java deves combinar com outras plantas de forma a atenuar um pouco a intensidade da luz e manter a agua numa temperatura 26 a 28 graus.

Na natureza o musgo de java não gosta de luz do sol que incida directamente no mesmo, prefere os recantos mais a sombra basta a claridade do dia para o fazer crescer.

Link to post
Share on other sites
Depende do tipo de iluminação como também a cor das lâmpadas como na generalidade dos musgos basta alguma luz de preferência pouco intensa.

A cor amarela pode ser de lâmpadas que tenham a volta dos 4500K, se usares lâmpadas de 6500k até 10000k devido a luz ser mais branca da um aspecto mais verde, mas resumindo ter mais que 1W de luz por litro para o musgo de java deves combinar com outras plantas de forma a atenuar um pouco a intensidade da luz e manter a agua numa temperatura 26 a 28 graus.

Na natureza o musgo de java não gosta de luz do sol que incida directamente no mesmo, prefere os recantos mais a sombra basta a claridade do dia para o fazer crescer.

 

o meu aqua de 54L ta com plantas e bastante musgo de java e tenho uma calha de 18W e outra de 15W

Link to post
Share on other sites
  • 2 months later...

ok, NOVA PERGUNTA (meio académica) :P

 

os aquariofilistas usam co2 para fazer as plantas crescer pois segundo a fotossintese: "processo complexo que envolve a utilização da energia luminosa na produção de substâncias orgânicas a partir de dioxido de carbono (CO2) e água (H2O), com libertação de 02.

bem, depois existe a fase dependente da luz e a fase nao dependente da luz em que ocorre a redução de CO2 e a sintese de compostos orgânicos.- chamado ciclo de calvin.

 

neste ciclo ha fixação do co2 que originará 3 moléculas de carbono, estas serão fosforiladas pelo ATP (energia) e reduzidas por electrões e iões que são provenientes da fase dependente da luz originando compostos orgânicos .- daqui retiramos a informação de que o co2 e necessário mas a presença de luz e igualmente importante.

 

a minha duvida é : estes compostos orgânicos serão o que faz a planta crescer, ou seja a matéria que faz com que a planta cresça seja ela uma planta terrestre ou aquática , ou seja ela musgo de java acho eu.

 

para isso é que usamos os difusores de co2 certo? e temos uma trabalheira para que o co2 se dissolva na água do nosso plantado/aquário...

 

surge uma nova pergunta....caso o que eu tenha dito anteriormente seja +- certo...

 

um problema ambiental actual são as chuvas ácidas...

é a designação dada à chuva, ou qualquer outra forma de precipitação atmosférica, cuja acidez é resultante da dissociação do dióxido de carbono (CO2) atmosférico dissolvido na água precipitada.

 

então se deixar o musgo à chuva num cubo ou algo do género que deixe a luz passar bem e entrar a água da chuva (vivo em lisboa junto a 2ª circular e aeroporto logo a chuva deve ser algo poluida infelizmente) teoricamente o co2 dissolvido na chuva ajudará o musgo a crescer certo?

 

:D

se calhar acabei de dizer uma ganda asneira mas ....isso cabe a alguem interessado a responder obrigado

Edited by pintttt
Link to post
Share on other sites
:P ja se percebeu que percebes bue do assunto, deixa la o moço criar po aquario dele ....kem me dera ter um muro , se ficasse fora do controlo : lança-chamas :D

 

 

Concordo plenamente c o q o Gervas veio chamar a atenção - é uma realidade muito frequente em muito países e daí quem perde é a flora e fauna autóctones.

 

Não deixa de ser muito bonito o teu muro - peço-te é q tenhas muita atenção à propagação desse musgo.

Link to post
Share on other sites