Sign in to follow this  
Miguel Figueiredo

O néon Zeppelin

Recommended Posts

Tanto quanto me é dado perceber, existem basicamente duas escolas de aquários de plantas: a holandesa e a japonesa.

 

A primeira prima por grande variedade de especies e por um arranjo mais ou menos ordenado, a segunda tenta representar melhor a natureza, numa combinação mais caótica, mas equilibrada.

 

Até aqui tudo bem, sempre me identifiquei melhor com a escola japonesa e alguns dos primeiros aquários do Amano pareceram-me realmente muito bem conseguidos.

 

Porém, nos últimos anos, a coisa descambou completamente...

 

De um momento para o outro começou a aparecer o seguinte:

  • Caminhos, perfeitamente delineados estendendo-se até ao horizonte! Só lá falta colocar uma carroça de bois...
  • Arvores de savana (acácias) emitadas com troncos e musgo de java! E que tal meter lá uns quantos macacos pendurados?
  • Paisagens de montanha no horizonte! Verdadeiros Alpes elevando-se na traseira do aquário, onde só falta uma pista de Ski!
  • Inselbergs (montanhas em "barrete" comuns em certas regiões tropicais) e outras formações montanhosas terrestres, aparecendo entre a vegetação.

Ou seja, qualquer dia começam outra vez a meter arcas do tesouro no aquário...

 

Uma sugestão: Já que somos portugas, deixem de emitar arvores de savana e paisagens alpinas... experimentem recriar uns quantos sobreiros... depois já podem chamar ao aquário, por exemplo, Monte Alentejano!

 

Onde é que está aqui o natural? Será que somos tão condicionados pelo meio que conhecemos, o terreste que temos que o emitar, mesmo quando criamos paisagens aquáticas?

 

O mais incrivel é que esses aquários ganham prémios! "Ai que giro, parece mesmo uma árvore, ai que giro, parece um caminho entre montanhas..."

 

Um aquário NÃO DEVE REPRESENTAR UM QUADRO CAMPESTRE!

 

Uma paisagem aquática tem tanta coisa em comum com uma paisagem terrestre como um loricarideo com uma galinha!

 

Os elementos paisagisticos que lá reconhecermos, como os montes entre a vegetação, as arvores ou os caminhos até ao horizonte, ficam excelentes num quadro de Monet mas estão perfeitamente desajustados dentro de água.

 

Sim, as correntes escavam por vezes percursos no leito do rio - mas vão ver como é nos rios , é um efeito completamente distinto do apresentado nestas paisagens.

 

A escala é um dos pecados - num espaço pequeno deve representar uma pequena área, talvez na margem de um rio, um tapete que se eleva e que, de repente, se pode ver confrontado com uma zona de areia, com uma raiz ou uma grande rocha. Tentar minaturizar é um enorme erro, é como recriar o Portugal dos Pequeninos... e então aparece um triste neon a nadar por entre montanhas - é o néon zeppelin!

 

Claro que convem usar enquadramentos que aumentem a noção de profundidade - mas por favor, não tentem lá colocar MONTANHAS.

 

Creio que um dos principais problemas é muitos dos autores NÃO CONHECEREM como são mesmo as paisagens de um rio. Algo tão simples como pegar numa mascara de snorkling e ver como é o rio mais próximo não passa pela cabeça da maior parte destes jardineiros "aquáticos". De facto, obtêm a inspiração uns dos outros e não do meio aquático.

 

Muitos têm uma capacidade artistica impressionante e criam paisagens extraordinárias, embora sejam paisagems terrestres.

 

É um pouco como os artistas de pop art que conseguem pintar quadros com maquinas de lavar realmente giras.

 

A questão é... é isso que queremos nos nossos aquários?

 

Não valerá a pena aplicar a criatividade em aquários que REALCEM e TRANSMITAM aquilo que há de especial e único nas paisagens aquáticas?

 

Nas paisagens que são realmente aquáticas?

 

Verdade seja dita que o Mestre Amano nunca deu preferencia a essas tristes emitações das paisagens terrestres.

 

Foi a geração seguinte de aquariofilistas que começou a introduzir elementos que nada têm a ver com o meio aquático.

 

A minha sugestão e que, quem não quiser ir buscar inspiração à natureza então que perfira os mergulhadores a borbulhar ou ostras a levantar a sua concha, a medida que deitam bolhas de ar - é que pelo menos estes objectos ainda representam elementos que existem dentro de água :mrgreen:

 

 

 

Miguel

Edited by Miguel Figueiredo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha,eu o pouco que percebo de aquas plantados,muito sinceramente,só os distingo por dois tipos: os que eu acho bonitos e os que acho menos bonitos.Claro que entre os que acho bonitos e os que acho menos bonitos há os ''entremeios'',os que acho assim-assim.

 

Compreendo o que queres dizer,mas se fores a ver o Amano também tem muitos aquários que não representam fielmente ou o fundo de um rio,ou de um lago,ou de uma bacia,etc.São simplesmente ... aquários plantados.

 

Um aquário primeiro tem de ter todas as condições para a Fauna e Flora,e depois, imediatamente a seguir, tem... de agradar ao dono.

 

Acho que nos preocupamos em demasia em catalogar tudo,aqua holandês,aqua chinês e diabo a 4,aqua estilo Amano,aqua natural,aqua não natural,etc,quando simplesmente o que interessa são as linhas fluidas,a beleza das plantas,o prazer inerente à poda e ao equilibrio da fertilização,à luta épica homem-alga,e o que mais interessa: se agrada a quem dele trata ou não agrada.

 

Não agradando...desmancha-se e faz-se de novo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

já várias vezes disse que os aquários "naturais" a la Amano são tudo menos naturais... qualquer tentativa de imitar paisagens terrestres dentro de água é o mais anti-natural possível.

 

Concordo totalmente com o Miguel Figueiredo!!!

 

Já agora, atava-se uns cordéis a peixes balão, e punha-se os cordéis na mão de um bonecp e prontos! Podíamos ter um aquário chamado "o balão do joão"

Share this post


Link to post
Share on other sites

:roll:

 

O que eu me ri com este tópico e as belas das intervenções.

 

Ainda estava para ignorar ( como muita gente deve ter feito) mas achei hilariante demais e não resisti...

 

Pelo que percebi, há os revoltados e os do contra, só porque é fixe ser do contra. Os do contra, como são do contra em muitos outros temas, não vale a pena contradizer porque eles voltam a repor o equilíbrio que é ser do contra.

 

Para os revoltados, cuidado, protejam-se! Retirem as plantas dos aquários, não vá algum jardineiro " aquático" a vossa casa dar uso ao que por lá têm, fazendo um aquário em que não se diga: " Ena, um aquário com plantas flutuantes, cascalho do rio, xistos laminados, troncos tipo tijolo e, vivíparos! Que aquário espectacular! O que é que está a dar na televisão?" :lol:

 

Sinceramente, não posso deixar de pensar que tamanha revolta se deva à falta de jeito e humildade que certas pessoas têm em manter um aquário interessante em casa, que cative os seus donos e respectivas visitas. Ainda poderia dizer que essas mesmas pessoas se identificam mais com algumas áreas da aquariofilia que não seja os plantados mas, neste caso, nem isso. É pena ainda haver pessoas tão fechadas que se limitam, quanto muito, a pensar que os aquários do hobbie estão confinados ao Biótopo natural. Foi empregue tanta hiperbolização para justificar a revolta que se caiu no ridículo, falando-se de coisas que nem se sabe ( ou não se quer saber).

 

Ao que isto já chegou, quando as pessoas criticam outras pela sua maneira de estar no hobbie sem sequer estar em causa o bem-estar dos animais, apenas porque sim... Será a necessidade de ser o centro das atenções, apenas por um tópico? Talvez, embora já tenha visto pessoas mais felizes em tal momento por um pouco mais. Parece que conseguiram aumentar a fasquia! ;)

 

Ainda assim, foi um momento divertido. Obrigado por partilharem o vosso ponto de vista. :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites
:lol:

 

O que eu me ri com este tópico e as belas das intervenções.

 

Ainda estava para ignorar ( como muita gente deve ter feito) mas achei hilariante demais e não resisti...

 

Pelo que percebi, há os revoltados e os do contra, só porque é fixe ser do contra. Os do contra, como são do contra em muitos outros temas, não vale a pena contradizer porque eles voltam a repor o equilíbrio que é ser do contra.

 

Para os revoltados, cuidado, protejam-se! Retirem as plantas dos aquários, não vá algum jardineiro " aquático" a vossa casa dar uso ao que por lá têm, fazendo um aquário em que não se diga: " Ena, um aquário com plantas flutuantes, cascalho do rio, xistos laminados, troncos tipo tijolo e, vivíparos! Que aquário espectacular! O que é que está a dar na televisão?" :lol:

 

Sinceramente, não posso deixar de pensar que tamanha revolta se deva à falta de jeito e humildade que certas pessoas têm em manter um aquário interessante em casa, que cative os seus donos e respectivas visitas. Ainda poderia dizer que essas mesmas pessoas se identificam mais com algumas áreas da aquariofilia que não seja os plantados mas, neste caso, nem isso. É pena ainda haver pessoas tão fechadas que se limitam, quanto muito, a pensar que os aquários do hobbie estão confinados ao Biótopo natural. Foi empregue tanta hiperbolização para justificar a revolta que se caiu no ridículo, falando-se de coisas que nem se sabe ( ou não se quer saber).

 

Ao que isto já chegou, quando as pessoas criticam outras pela sua maneira de estar no hobbie sem sequer estar em causa o bem-estar dos animais, apenas porque sim... Será a necessidade de ser o centro das atenções, apenas por um tópico? Talvez, embora já tenha visto pessoas mais felizes em tal momento por um pouco mais. Parece que conseguiram aumentar a fasquia! ;)

 

Ainda assim, foi um momento divertido. Obrigado por partilharem o vosso ponto de vista. :lol:

 

Post do ano, nunca tinha visto uma dose de razão e racionalidade tão concentrada como vi neste post. :roll:

Share this post


Link to post
Share on other sites
:roll:

 

O que eu me ri com este tópico e as belas das intervenções.

 

Ainda estava para ignorar ( como muita gente deve ter feito) mas achei hilariante demais e não resisti...

 

Pelo que percebi, há os revoltados e os do contra, só porque é fixe ser do contra. Os do contra, como são do contra em muitos outros temas, não vale a pena contradizer porque eles voltam a repor o equilíbrio que é ser do contra.

 

Para os revoltados, cuidado, protejam-se! Retirem as plantas dos aquários, não vá algum jardineiro " aquático" a vossa casa dar uso ao que por lá têm, fazendo um aquário em que não se diga: " Ena, um aquário com plantas flutuantes, cascalho do rio, xistos laminados, troncos tipo tijolo e, vivíparos! Que aquário espectacular! O que é que está a dar na televisão?" :lol:

 

Sinceramente, não posso deixar de pensar que tamanha revolta se deva à falta de jeito e humildade que certas pessoas têm em manter um aquário interessante em casa, que cative os seus donos e respectivas visitas. Ainda poderia dizer que essas mesmas pessoas se identificam mais com algumas áreas da aquariofilia que não seja os plantados mas, neste caso, nem isso. É pena ainda haver pessoas tão fechadas que se limitam, quanto muito, a pensar que os aquários do hobbie estão confinados ao Biótopo natural. Foi empregue tanta hiperbolização para justificar a revolta que se caiu no ridículo, falando-se de coisas que nem se sabe ( ou não se quer saber).

 

Ao que isto já chegou, quando as pessoas criticam outras pela sua maneira de estar no hobbie sem sequer estar em causa o bem-estar dos animais, apenas porque sim... Será a necessidade de ser o centro das atenções, apenas por um tópico? Talvez, embora já tenha visto pessoas mais felizes em tal momento por um pouco mais. Parece que conseguiram aumentar a fasquia! ;)

 

Ainda assim, foi um momento divertido. Obrigado por partilharem o vosso ponto de vista. :lol:

 

Ou seja?

 

Achas que o Sr. que abriu o tópico é daqueles que tem em casa um aqua que só faz com que a atenção seja virada logo para a televisão?daqueles com areia colorida e bonecos de plástico dentro?

 

Ou será que ele até tem bom gosto quanto à concepção que faz do que deve ser aquascaping e apenas veio aqui criticar a sobre-inspiração que se retira de elementos naturais tais como montanhas, canyons, vales, etc., que depois resultam em paisagens aquáticas que, de natural, no que toca ao elemento aquático, pouco ou nada têm?

 

Chegaste a compreender o que ele está de verdade a criticar? Achas que há necessidade de (e cito) "Retirem as plantas dos aquários, não vá algum jardineiro " aquático" a vossa casa dar uso ao que por lá têm"? Achas que é disso que ele está na realidade a falar?

 

Cumprimentos

 

Ricardo Monteiro

Share this post


Link to post
Share on other sites

Inveja omg

:( triste tópico...

Mas mesmo assim merece resposta!

 

(...) sempre me identifiquei melhor com a escola japonesa e alguns dos primeiros aquários do Amano pareceram-me realmente muito bem conseguidos.

 

Porém, nos últimos anos, a coisa descambou completamente...

De um momento para o outro começou a aparecer o seguinte:

  • Caminhos, perfeitamente delineados estendendo-se até ao horizonte! Só lá falta colocar uma carroça de bois...
  • Arvores de savana (acácias) emitadas com troncos e musgo de java! E que tal meter lá uns quantos macacos pendurados?
  • Paisagens de montanha no horizonte! Verdadeiros Alpes elevando-se na traseira do aquário, onde só falta uma pista de Ski!
  • Inselbergs (montanhas em "barrete" comuns em certas regiões tropicais) e outras formações montanhosas terrestres, aparecendo entre a vegetação.

 

Tens aqui uma bela contradição... Sabes por acaso que a maioria destas ideias se não foram introduzidas pelo proprio amano, foram-no pela malta da ADA?

 

Lá porque o teu perfeito biotopo subaquatico com algas em abundancia e agua castanha, que simula perfeitamente uma paisagem de fundo de rio, não atrai a vista das pessoas ai em casa, não tens o MINIMO DIREITO de criticar quem consegue ter meia duzia de plantas verdes, sem algas e uns troncos e pedras bonitas um pouco melhor arranjados do que se tivessem sido atirados la para dentro à pressa...

 

Antes de criticar, aprende a arte, depois critica!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Calma pesoal,a Aquariofilia antes de mais serve para nos divertirmos.

Aqui vão alguns exemplos de Aquascaping:

 

Neste temos claramente o que parece ser formações montanhosas.Um aquário lindissimo por sinal:

 

aquaa1.jpg

 

Neste temos o que parece ser um caminho,no meio de um bosque.Impressionante:

 

aqua2-1.jpg

 

Neste,outra paisagem terrestre,uma cascata. Goste-se ou não se goste,porque felizmente as opiniões variam(senão o mundo seria tão monótono!), vê-se que há arte,habilidade de quem criou este aquário e o mantém neste belissimo estado:

 

aquaa3.jpg

 

Neste último,não menos belo,o que se pode chamar um ''layout'' mais natural,mais parecido com o fundo de um rio:

 

aquaa4.jpg

 

Em todos os casos,temos aquários que por certo qualquer um de nós gostaria de ter em casa,não acredito o contrário.A variedade de estilos,seja na Aquariofilia,seja em que expressão artística for,só traz vantagens. Condicionar o Aquapaisagismo a um estilo seria empobrecê-lo.Porém todos temos opiniões de modo a gostar ou não de certo estilo,gostos não se discutem.

 

Muita gente não gosta de Musica Classica.Estão no seu direito,gostos não se discutem.Agora dizerem que Musica Classica não presta já é diferente...

Edited by Vasco Matos

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ou seja?

 

Achas que o Sr. que abriu o tópico é daqueles que tem em casa um aqua que só faz com que a atenção seja virada logo para a televisão?daqueles com areia colorida e bonecos de plástico dentro?

 

Ou será que ele até tem bom gosto quanto à concepção que faz do que deve ser aquascaping e apenas veio aqui criticar a sobre-inspiração que se retira de elementos naturais tais como montanhas, canyons, vales, etc., que depois resultam em paisagens aquáticas que, de natural, no que toca ao elemento aquático, pouco ou nada têm?

 

Chegaste a compreender o que ele está de verdade a criticar? Achas que há necessidade de (e cito) "Retirem as plantas dos aquários, não vá algum jardineiro " aquático" a vossa casa dar uso ao que por lá têm"? Achas que é disso que ele está na realidade a falar?

 

Cumprimentos

 

Ricardo Monteiro

 

 

Quanto à areia colorida e bonecos de plástico, a tua própria citação que fizeste do meu post responde a isso.

 

Quanto ao bom gosto e concepção do que deve ser " aquascaping", segundo o autor do tópico, parece revelar uma ideologia bastante limitada e relativamente pobre sobre o assunto. Sobre-inspiração? Isso existe? Fazer algo com base numa " sobre-inspiração" merece uma crítica tão dura e menosprezável, ao ponto de criar um tópico desta natureza? As paisagens aquáticas não têm naturalidade relativamente ao elemento aquático? Bom, então parece mesmo que vocês só vêm Biótopos como o único estilo natural a seguir. Pior ainda é que, para vocês ( e por vocês incluo-te também, pois parece-me que te identificas com a ideia; espero que não te importes), os Biótopos cingem-se aos ciclídeos Africanos, Americanos, Asiáticos e mais alguns conhecidos, pelo que não são capazes de imaginar certos cenários que, na realidade, foram outrora submersos e tinham exactamente as mesmas carecterísticas estructurais ( canyons, montanhas, vales, etc) do que no presente, agora emersos.

 

Acredita que percebi bem aquilo que ele critíca e da mesma maneira que o tópico foi construído com tom sarcástico e de gozo para definir ou descrever a filosofia de milhares de pessoas ( nem que fose apenas uma) relativamente à aquariofilia, também eu desenvolvi um tom semelhante. Acho lamentável como a humildade e o respeito pelos outros caem por terra duma maneira tão absurda quanto a que está explícita neste tópico. Se o tópico fosse construído doutra maneira, partilhando uma opinião sem tanto menosprezo e agressividade, não teria qualquer problema com isso pois tratar-se-ia apenas disso: uma opinião, gostos. Agora assim? Quem é o X ou o Y ou o Z para emitirem juízos de valor desta natureza quando nem sequer compreendem ou fazem por compreender o que está por detrás daquilo que tantam criticam? No fim, é uma liberdade das pessoas adoptarem tal maneira de estar, sem que os animais saiam comprometidos. Ou será que não compreendeste que esta parte foi completamente desprezada e gozada desde o início ao fim do tópico?

Share this post


Link to post
Share on other sites
:Sinceramente, não posso deixar de pensar que tamanha revolta se deva à falta de jeito e humildade que certas pessoas têm em manter um aquário interessante em casa, que cative os seus donos e respectivas visitas. Ainda poderia dizer que essas mesmas pessoas se identificam mais com algumas áreas da aquariofilia que não seja os plantados mas, neste caso, nem isso. É pena ainda haver pessoas tão fechadas que se limitam, quanto muito, a pensar que os aquários do hobbie estão confinados ao Biótopo natural. Foi empregue tanta hiperbolização para justificar a revolta que se caiu no ridículo, falando-se de coisas que nem se sabe ( ou não se quer saber).

 

Ao que isto já chegou, quando as pessoas criticam outras pela sua maneira de estar no hobbie sem sequer estar em causa o bem-estar dos animais, apenas porque sim... Será a necessidade de ser o centro das atenções, apenas por um tópico? Talvez, embora já tenha visto pessoas mais felizes em tal momento por um pouco mais. Parece que conseguiram aumentar a fasquia! ;)

 

André,

 

Isto da net tem destas coisas, más interpretações...Sem querer fazer de defensor de ninguém, parece-me que estás a ser "mais papista que o papa". O Miguel limitou-se a deixar-nos a sua visão do "aquapaisagismo" ou lá como isso se chama. Fê-lo, aliás, de uma forma que me pareceu particularmente feliz. O título do post, em especial, está pouco menos que brilhante :onfire: Concorde-se ou não com a perspectiva do Miguel sobre o assunto, creio que é francamente despropositado adjectivar-se a coisa da forma como o fizeste, raiando o insulto pessoal. Talvez fosse preferível que quem defende posição oposta à do Miguel esgrimisse argumentos - e não impropérios. Dessa forma, talvez conseguíssemos ter uma discussão inteligente - para variar - sobre um assunto que até é interessante.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Quanto à areia colorida e bonecos de plástico, a tua própria citação que fizeste do meu post responde a isso.

 

Quanto ao bom gosto e concepção do que deve ser " aquascaping", segundo o autor do tópico, parece revelar uma ideologia bastante limitada e relativamente pobre sobre o assunto. Sobre-inspiração? Isso existe? Fazer algo com base numa " sobre-inspiração" merece uma crítica tão dura e menosprezável, ao ponto de criar um tópico desta natureza? As paisagens aquáticas não têm naturalidade relativamente ao elemento aquático? Bom, então parece mesmo que vocês só vêm Biótopos como o único estilo natural a seguir. Pior ainda é que, para vocês ( e por vocês incluo-te também, pois parece-me que te identificas com a ideia; espero que não te importes), os Biótopos cingem-se aos ciclídeos Africanos, Americanos, Asiáticos e mais alguns conhecidos, pelo que não são capazes de imaginar certos cenários que, na realidade, foram outrora submersos e tinham exactamente as mesmas carecterísticas estructurais ( canyons, montanhas, vales, etc) do que no presente, agora emersos.

 

Acredita que percebi bem aquilo que ele critíca e da mesma maneira que o tópico foi construído com tom sarcástico e de gozo para definir ou descrever a filosofia de milhares de pessoas ( nem que fose apenas uma) relativamente à aquariofilia, também eu desenvolvi um tom semelhante. Acho lamentável como a humildade e o respeito pelos outros caem por terra duma maneira tão absurda quanto a que está explícita neste tópico. Se o tópico fosse construído doutra maneira, partilhando uma opinião sem tanto menosprezo e agressividade, não teria qualquer problema com isso pois tratar-se-ia apenas disso: uma opinião, gostos. Agora assim? Quem é o X ou o Y ou o Z para emitirem juízos de valor desta natureza quando nem sequer compreendem ou fazem por compreender o que está por detrás daquilo que tantam criticam? No fim, é uma liberdade das pessoas adoptarem tal maneira de estar, sem que os animais saiam comprometidos. Ou será que não compreendeste que esta parte foi completamente desprezada e gozada desde o início ao fim do tópico?

 

 

Pois André, não posso responder às tuas generalizações forçadas de quem só quer levar o seu ponto de vista avante, e chateia-me um bocado que escrevas "que vocês so vêm Biótopos como o único estili natural a seguir", enfim..

 

Se calhar não percebi bem mesmo, deve ter sido isso; mas olha lá, falas de tom sarcástico e de gozo? Eu limitei-me a ler uma opinião sincera de alguém acerca daquilo que se concebe como sendo o "Nature Aquarium", onde se simulam vales, montanhas, etc. (podíamos falar de Espeleologia, ou de Geologia, já que essas paisagens foram outrora paisagens submersas... e daí a justificação para servirem de inspiração para os layout´s de alguns dos "nossos" aquas(??)... ;):shock: - assim já faz sentido! nyah ), apenas isso.

 

Sabes qual é a palavra que o Sr. Amano usa para os seus "Nature Aquarium"? UTOPIA. Ou seja, se o próprio Mestre se refere assim ao estilo do qual ele foi o patrono, andaremos nós tão blind-folded que continuamos - incondicionalmente - a achar que é disso, e apenas disso, que o aquascaping, ao seu melhor nível, se trata?

 

Voltando a falar de sarcasmo e de gozo... eu ouvi alguém a dizer que se tinha consolado a rir com a leitura do tópico... para logo a seguir ouvir alguém a dizer que o aqua estava tão giro que até dava vontade de olhar para a televisão....

 

Mas onde é que está o sarcasmo aqui afinal de contas??

 

Sabes qual é o problema, fala-se muito de barriga cheia!

 

Acho que me fiz entender.

 

Cumprimentos

 

Ricardo Monteiro

Edited by Ricardo Monteiro

Share this post


Link to post
Share on other sites

Viva,

 

Aquários com montanhas, acácias ou mesmo pinheiros podem ficar lindissimos, há realmente pessoal com uma extraordinária veia artistica.

 

Mas para que esses artistas possam escolher, é útil saberem que existem outras opções além de imitar paisagens terrestes, é possivel também realizar aquários extraordinários, inspirados no meio aquático.

 

Eu sou um firme defensor que o aquascaping se deve inspirar no meio aquático. Nesta matéria, como noutras, cada um tem o direito constitucional de ter a sua opinião e de a expressar, com cordialidade. ;)

 

Mergulhando num rio, mesmo em Portugal, encontra-se, em certos locais, espantosos tapetes de plantas verdes e enquadramentos que ficariam fora de série num aquário. Ainda recentemente tive a oportunidade de o constatar. Dêem uma vista de olhos a http://galerias.escritacomluz.com/dbcm/monta2008

 

É claro que fotografadas de cima, as coisas perdem a piada, mas, por exemplo, este era um incrivel tapete com uns 10m2 de uma planta com 4 ou 5 cm, muito parecida com a vallisneria nana:

 

acm.jpg

 

Estas eram ENORMES taças, de uma planta que eu nunca vi, que se elevava quase a um metro de altura, quase como um grande coral de recife:

 

abr.jpg

 

O aspecto geral:

abi.jpg

 

Neste local haveriam talvez umas 16 especies de plantas aquáticas, incluindo uma curiosa variedade de musgo de folhas grandes (Fontanalis sp. - "Willow Moss") que, curiosamente, se está a dar muito bem à temperatura de aquário.

 

É facil de perceber que só deste local, muitos enquadramentos paisagisticos, por exemplo, na proximidade de rochas ou troncos, entre canais... dariam aquários excelentes.

 

Exemplos concretos:

 

Paisagem aquática com inspiração natural:

 

002_JAPAN.jpg

 

Paisagem com inspirações terrestres (relativamente discretas):

 

001ChengSiuWaiHONGKONG.jpg

 

Paisagem terrestre! Arvores!

 

003_TAIWAN.jpg

 

Paisagem QUASE natural - há só um pequeno detalhe que destoa: reparem nas plantas altas de fundo (Eleocharis?) estão exactamente dos dois lados a marcar um tunel. Esta simetria é exagerada, estraga, um pouco, o efeito natural:

 

004_HONG_KONG.jpg

 

Paisagem aquática com inspiração natural:

 

008LeeChunHoKOREA.jpg

 

Paisagem aquática com inspiração natural:

 

010_JAPAN.jpg

 

Paisagem terrestre! Mas o autor esqueceu-se dos rebanhos de ovelhas entre os pinheiros...

 

012WeerayutSoemphornphoemsukTHAILAN.jpg

 

O monte Fujitsu! Tsss Tsss!

 

013_JAPAN.jpg

 

Paisagem aquática com inspiração natural:

 

014_JAPAN.jpg

 

Paisagem aquática com inspiração natural:

 

024_JAPAN.jpg

 

Esta paisagem SERIA natural: Existem zonas de transição no meio aquático onde ocorrem falhas muitissimo semelhantes. A questão é... é uma falha ou é um caminho? Do meu ponto de vista é uma falha... não haveria dúvidas se não existissem TANTOS aquários a representar caminhos campestres.

 

009_JAPAN.jpg

 

 

Miguel

Edited by Miguel Figueiredo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá,

 

Meus caros, vamos lá a ver se nos entendemos...

 

Nuno, é verdade que escrever atrás de um teclado, muitas vezes, não pode ser tomado à letra mas, neste caso, o Miguel deixou-nos uma visão demasiado jocosa e menosprezada daquilo que é considerado, hoje, por muitos, o aquapaisagismo. Não estou a ser mais " papista do que o papa" porque não estou a defender nehuma posição. Estou apenas a fazer o reparo de como o tópico foi feito. Não vou estar a repetir de que forma isso aconteceu. Já escrevi acima e basta associar o que escrevi ao início do tópico. Não tenho qualquer problema que as pessoas dêm e partilhem os seus pontos de vista, desde que não se entre na chacota ou no desprezo pelo que os outros fazem/seguem/gostam. E tens muitas pessoas neste Fórum que gostam deste tipo de " design" no aquário. Eu também não me identifico com Ciclídeos Africanos, vivíparos e outras vertentes das Aquariofilia mas também não me vês a criar tópicos desta natureza para marcar o meu ponto de vista, por respeito às pessoas que praticam este tipo de aquariofilia. O meu post foi tão insultuoso quanto o conteúdo do tópico. A diferença está apenas nas palavras: um é implícito, outro é explícito. Não sejamos ingénuos ao ponto de não perceber isso. Em relação aos argumentos de quem não concorda com a perspectiva do Miguel, é capaz de ser um tema interessante para outros, não para quem já tem uma opinião e gostos formados, já que não vai mudar nada. Uns seguem certa filosofia, outros seguem noutra direcção. De certeza que não é por eu contra-argumentar com o Miguel sobre isto que ele vai mudar de perspectiva, e vice-versa. ;)

 

Ricardo, não vale a pena estarmos aqui a puxar cada um para seu lado mas repito isto mais uma vez, para ver se fica claro: não estou a defender nehum ponto de vista, estou a comentar o modo como é criticada a filosofia que certas pessoas levam no Aquascaping, nada mais. Se acham que o Aquascaping deve ser inspirado em paisagens sub-aquáticos, excelente! Se acham que o Aquascaping deve ter inspiração em paisagens terrestres, excelente! A maneira como se constrói um ponto de vista e se partilha a sua opinião é que pode ser outra. Por exemplo: já vi aquários Asiáticos em que o layout era a imitar uma floresta, com vacas e casas em miniatura em pequenas clareiras. Pessoalmente, não gosto. Acho que é artificializar demais uma paisagem natural mas também não crio um tópico a " varrer" tudo e todos que defendam tal teoria/gosto/filosofia, o que lhe quiserem chamar. Neste caso em particular, há que perceber que é uma questão de cultura, pois é algo que já vem da antiguidade, influências dos Jardins Zen que passaram para os Bonsai ( Penjing) e agora vê-se em alguns aquários. É uma questão de respeito! É tão simples quanto isto. Será que me fiz entender agora? Quanto ao falar muito de barriga cheia, volto a repetir: relê o que escrevi acima...

 

Ainda bem que pegaste neste ponto:

 

Sabes qual é a palavra que o Sr. Amano usa para os seus "Nature Aquarium"? UTOPIA. Ou seja, se o próprio Mestre se refere assim ao estilo do qual ele foi o patrono, andaremos nós tão blind-folded que continuamos - incondicionalmente - a achar que é disso, e apenas disso, que o aquascaping, ao seu melhor nível, se trata?

 

Podes explicar melhor isto ou seja, o sentido que queres dar a este " achar disso e apenas disso"? É que, por um lado dizes: " Sabes qual é a palavra que o Sr. Amano usa para os seus "Nature Aquarium"? UTOPIA." e logo a seguir, vem: " andaremos nós tão blind-folded que continuamos - incondicionalmente - a achar que é disso, e apenas disso, que o aquascaping, ao seu melhor nível, se trata?". Consegues desenvolver melhor essa ideia?

 

Eu sou um firme defensor que o aquascaping se deve inspirar no meio aquático. Nesta matéria, como noutras, cada um tem o direito constitucional de ter a sua opinião e de a expressar, com cordialidade. :shock:

 

A meu ver, foste tudo menos cordial. Sem dúvida alguma que é um direito teu expressares a tua opinião e é sempre bom partilhar os nossos pontos de vista com outros. Poderias era ter sido mais humilde, sem menosprezares o trabalho de quem se identifica com esse tipo de montagens.

 

O mais incrivel é que esses aquários ganham prémios! "Ai que giro, parece mesmo uma árvore, ai que giro, parece um caminho entre montanhas..."

 

Um aquário NÃO DEVE REPRESENTAR UM QUADRO CAMPESTRE!

 

Verdade seja dita que o Mestre Amano nunca deu preferencia a essas tristes emitações das paisagens terrestres.

 

Quanto a mim, lamentável...

 

Paisagem terrestre! Mas o autor esqueceu-se dos rebanhos de ovelhas entre os pinheiros...

 

012WeerayutSoemphornphoemsukTHAILAN.jpg

 

A tua observação baseia-se apenas no superficial, em vez de captar a composição como um todo e o que foi feito para ficar com aquele detalhe. Pode-se ver que é um aquário bem maturado, com linhas bem fluídas, bom contraste, excelente técnica de poda, com uma escolha de peixes muito boa ( quer a nível de cor, forma e tamanho) e, de certa forma, original, revelando uma boa materialização. Pessoalmente, não é um estilo com que me identifico pela materialização das árvores mas é factor de admiração pela dedicação, imaginação e poder de detalhe. O teu comentário, por si só, até poderia passar despercebido, senão fosse no seguimento daquilo que já colocaste na primeira página, onde deixas bem patente uma crítica destrutiva e, como já disse, muito superficial.

 

 

 

Cumprimentos,

André

Edited by André Silvestre

Share this post


Link to post
Share on other sites

quem faz o landscaping dentro de água, não critico em termos de beleza, dedicação, esforço, e sentido estético; seria disparate negar qualquer uma destas coisas. Os aquários aqui mostrados são lindíssimos.

 

Agora, porque teimam em chamar de "natural" a tal coisa? Por acaso há "land" dentro de "aqua" onde se possa fazer "scaping"?

 

É disparate negar o inegável, que "landscaping" em aquários é total e completamente "anti-natural" no sentido de "não existe nem nunca existirá na natureza".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não há dúvida de que aqui se está a falar do sexo dos anjos... Todos somos diferentes, temos gostos diferentes.

 

Para o Sr. Miguel, e para todos os que subscrevem as suas palavras e criticas, relembro-vos que a aquariolfilia nasceu por um simples motivo: recriar nos lares quadros naturais com movimento. Isto é arte!

 

Arte, quadros, pinturas abstratas, etc... que para muitos de nós não nos dizem nada, e que para outros têm valores surpreendentes.... O quadro mais caro do mundo uma tela de Gustav Klimt adquirida por 135 milhões de dolares!!!!! Até o meu filho fazia melhor!!! Para mim não vale 5 € ... não gosto... não queria nem dado.... mas RESPEITO quem goste. Somos todos diferentes....

 

Voltando ao que quero dizer... um aquário é um desses quadros, que tem de condizer com o gosto de cada um. Cada qual é livre "pintar" o quadro que quer... seja ele realista ou não! Sendo um biotopo natural, apenas devemos obedecer a umas regras básicas: que os peixes se sintam bem, confortáveis. Que tenham saúde, e que sejam alimentados conforme as regras da natureza.... aí sim, poderemos criticar quem não seguir essas regras básicas de um bom aquariofilista....

 

Tenho dito. Um abraço a todos.

Edited by PauloJSCosta

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois de ler as "opiniões" de alguns users, tenho que manter a mesma opinião. Concordo com o Miguel.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá a todos,

 

Como aquariofilista tenho de discordar com o Miguel Figueiredo. Segundo o seu texto, só retiro que aquariofilia é apenas para ter um recipiente com água e colocar peixes lá para dentro.

 

Terei que discordar completamente de recriar completamente os rios, e cito "Creio que um dos principais problemas é muitos dos autores NÃO CONHECEREM como são mesmo as paisagens de um rio. Algo tão simples como pegar numa mascara de snorkling e ver como é o rio mais próximo não passa pela cabeça da maior parte destes jardineiros "aquáticos". De facto, obtêm a inspiração uns dos outros e não do meio aquático." uma vez que não tenho um rio à porta de casa, e muito menos espaço em casa para recriar um.

 

Eu acho feio um aquário só para ter peixes. Gosto da componente artística e biológica do "meu" mini ecossistema em que terei que o tratar bem para que esteja saudável e apelativo à vista. Esta é a minha aquariofilia.

 

Este tópico acredito que seja apenas para uma troca de opiniões onde cada um tem a sua muito particular. Há diversos tipos de aquariofilia a praticar, e a minha engloba a parte artística e biológica. Há quem prefira a manutenção de espécies, há quem prefira a re+rodução, há quem prefira um algário etc etc etc...

 

Cada um tem a sua opinião sobre os seus aquários em casa, cada um tem a sua opinião sobre a aquariofilia praticada pelas outras pessoas.

 

Terei, com certeza, que concordar com o André Silvestre noutros pontos demonstrados e falados por ele.

 

Cumprimentos,

Fernando Freire

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu acho feio um aquário só para ter peixes. Gosto da componente artística e biológica do "meu" mini ecossistema em que terei que o tratar bem para que esteja saudável e apelativo à vista. Esta é a minha aquariofilia.

 

boas, acho que não leste bem o post do Miguel... desde quando é que ele disse ou sequer deu a entender que um aquário é só para peixes? Ele depois pôs um nmontão de exemplos de aquários densamente plantados que não têm peixes zeppelin ou "rios" ou "caminhos campestres"...

 

ele falou apenas das recriações em meio aquático de cenários terrestres, mais nada.

 

ou seja, "mini ecossistema em que terei que o tratar bem para que esteja saudável e apelativo à vista", é a aquariofilia de todos nós.

 

Mais uma vez digo, e o Miguel também referiu algo semelhante no post inicial: chamar "natural" aos vossos (sem dúvida belos!!! não é essa a questão) aquários é um contra-senso, porque de natural não têm nada... na natureza não há cascatas, nem rios, nem ilhas debaixo de água.

 

O que os seguidores de Amano no fundo pretendem ao chamar aos seus aquários de "naturais", é reclamar para eles uma maior proximidade à natureza, e portanto valor e legitimidade superiores; quando no fundo, são os aquários mais afastados daquilo que se passa na natureza.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se falarmos em termos praticos, quem me garante que em algum rio ou bacia ou lago ou ribeira do Mundo,não haja um local igual a esta foto:

 

aquaa1.jpg

 

Se esta planta existir em algum rio,não é possivel que algumas pedras estejam no meio delas? Ou não é possivel que existam pedras deste tipo ou parecidas nos rios? Só existem seixos redondos? Caso existam não podem estar rodeadas por esta planta,em algum sitio aquático do mundo?

 

Porque estão a pensar em rios como um todo,a generalização de como é um rio,ou seja um sitio com uns troncos e musgo em cima dos troncos ,algumas pedras entre os trocos e valisnérias.

 

Se pensarmos num rio não num todo,mas apenas num pedaço,ao calhas,toda e qualquer paisagem é possivel,excepto aquela cascata.Se bem que, quem sabe, a dada altura de um qualquer momento no tempo,alguns kilos de areia tenham descido por uma formação rochosa no meio de um rio,e nesse instante,se estivessemos naquele sitio,com óculos e tubo,veriamos o que pareceria uma cascata por breves segundos. Sendo assim,o autor do aquário que tem uma cascata estava a eternizar esse momento naquela montagem...de uma paisagem natural de rio.

 

Miguel,entre a 6ª foto que colocaste,um conjunto de pedras,e a foto a que chamas Monte Fujitsu,a diferença é o tipo de pedra e a posição.Se as pedras estiverem erectas parece uma paisagem terrestre,se estiverem inclinadas é aquática? Não há pedras erectas num rio?

Os aquas que chamas de naturais, terão a Flora toda do mesmo local? Caso a diferente Flora seja de sitios distantes no mundo,é tão improvável essa paisagem natural acontecer como uma cascata, ou um caminho de areia.

 

Claro que eu estou a justificar o injustificavel.As pessoas que fizeram estes aquários quiseram mesmo representar paisagens terrestres,não fosse chamada ''landscaping'' a vertente da Aquariofilia que executaram.

 

...Aquários com montanhas, acácias ou mesmo pinheiros podem ficar lindissimos, há realmente pessoal com uma extraordinária veia artistica.

 

Mas para que esses artistas possam escolher, é útil saberem que existem outras opções além de imitar paisagens terrestes, é possivel também realizar aquários extraordinários, inspirados no meio aquático.

E achas que eles não sabem? Achas que quem fez o monte Fujitsu ou o aquário com os Pinheiros,já não fez outras montagens belissimas inspiradas na vertente mais natural?

 

Achas que a Aquariofilia ficaria mais rica,se todos os aquários,se todas as montagens que chamas de não-naturais não existissem? Eu pessoalmente acho que ficaria mais pobre,apesar de haver milhões de paisagens de fundos aquáticos que nos podemos inspirar.

 

A pintura,ficaria ela mais rica por só haver expressionismo? E os outros estilos,que fazem dela,da pintura,uma arte sublime?

Edited by Vasco Matos

Share this post


Link to post
Share on other sites
boas, acho que não leste bem o post do Miguel... desde quando é que ele disse ou sequer deu a entender que um aquário é só para peixes? Ele depois pôs um nmontão de exemplos de aquários densamente plantados que não têm peixes zeppelin ou "rios" ou "caminhos campestres"...

 

Convém é leres com atenção antes de escreveres...

 

O Fernando nessa parte já estava a dar a sua opinião e não a citar...

 

Vou a Decatlhon agora a tarde comprar uma mascara de mergulho.. vou ali curtir o rio trancão!!

 

É por essas e por outras.. LOL por malta.. ir mergulhar nos rios perto de casa que se vê, como já muita gente viu aqui neste forum, malta com tubos de esgoto dentro do aquario..como este aqui

 

Isso sim.. é ser aquascaper.. é recriar as coisas que temos nos rios.. :D

Edited by Ricardo B. Rosa

Share this post


Link to post
Share on other sites
Se falarmos em termos praticos, quem me garante que em algum rio ou bacia ou lago ou ribeira do Mundo,não haja um local igual a esta foto:

 

aquaa1.jpg

 

Se esta planta existir em algum rio,não é possivel que algumas pedras estejam no meio delas? Ou não é possivel que existam pedras deste tipo ou parecidas nos rios? Só existem seixos redondos? Caso existam não podem estar rodeadas por esta planta,em algum sitio aquático do mundo?

 

Porque estão a pensar em rios como um todo,a generalização de como é um rio,ou seja um sitio com uns troncos e musgo em cima dos troncos ,algumas pedras entre os trocos e valisnérias.

 

 

Mas aqui estamos a falar de iwagumi.. é apenas uma aplicação desta "técnica" para dentro dos aquarios.. os asiaticos fazem jardins iwagumis à centenas de anos... e mais tarde fizeram-nos dentro de água pronto!!! não é recriar nada.. nem nature nem landscaping...

 

Isto é complexo..não é chegarem aqui e dizerem que é uma tanga o landscaping... o que é bom é o nature, porque eu tenho um rio e meto fotografias minhas com um camaroeiro apanhar plantinhas num rio e sou um granda biologo...

 

São gostos.. até ai respeito.. agora um membro que ninguem sabe quem é.. nem sei se tem aquarios.. chega e começa a mandar abaixo aquarios do qualidade do TOP 10 da ADA tá tudo dito..

 

Se este topico foi aberto com intuito de nos mostrares a tua galeria de fotografias com o teu Camaroeiro da ADA, bastava colocares o link..escusavas de fazeres isto..

Enfim..

Edited by Ricardo B. Rosa

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mais uma vez digo, e o Miguel também referiu algo semelhante no post inicial: chamar "natural" aos vossos (sem dúvida belos!!! não é essa a questão) aquários é um contra-senso, porque de natural não têm nada... na natureza não há cascatas, nem rios, nem ilhas debaixo de água.

 

O que os seguidores de Amano no fundo pretendem ao chamar aos seus aquários de "naturais", é reclamar para eles uma maior proximidade à natureza, e portanto valor e legitimidade superiores; quando no fundo, são os aquários mais afastados daquilo que se passa na natureza.

 

O Amano nunca chamou aos seus aquários e ao seu estilo de naturais, no sentido em que são executados conforme as leis da natureza. Nós cá, é que demos uma tradução errada e com isso levámos a que muita gente tal como o Miguel chegassem a esse tipo de suposições. A verdadeira tradução do conceito Nature Aquarium é um pouco dificil para o portugues entender. No meu entender a mais correcta seria Aquário da Natureza.

 

O Nature Aquarium o que pretende é recriar uma paisagem imaginária seja ela qual for numa caixa de vidro. A 1ª intenção do Nature Aquarium é permitir que o Homem se sinta mais perto da natureza, seja ela a recriação de um fundo submerso ou até como falam de uma paisagem terrrestre submersa. Por isso, a utilização de elementos naturais como as rochas, pedras, plantas e peixes é essencial para conseguir o efeito de se ter um pedaço de natureza (imaginário) dentro de um aquário. Os tais balões e restantes palermices que referiram não tem rigorosamente nada a ver com o conceito.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this