Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 11/04/2019 in all areas

  1. 4 points
    Aqui vai mais uma actualização: Já adicionei a equipa de limpeza: 5 amanos e 5 ottocinclus, e já limparam tudo o que havia para limpar. Podei pela primeira vez os caules todos e já estão a rebentar de novo, só não estou a gostar da cyperus helferi que ainda não lançou folhas novas desde que a plantei. As folhas estavam com mau aspecto e levaram um corte. Gostava imenso do efeito que faziam mas se não cresce como deve de ser vai ter que sair. Não estou a gostar muito do filtro, estou sempre com receio que a água transborde para fora do filtro, a margem entre os buracos de "segurança" e a altura do filtro é muito pequena. Como a lã filtrante estava suja criava uma grande obstrução e a água estava a ir pelos buracos de cima em vez de ir por baixo. Hoje removi a lã filtrante e limpei as esponjas mas não voltei a meter lã filtrante. Mesmo assim alguma água ainda está a passar pelos buracos o que faz com que não seja toda filtrada. Só tenho uma esponja preta que vinha com o filtro e umas cerâmicas, e pelos vistos é suficiente para criar obstrução ao filtro. Alguém mais está a ter este problema? Foto tirada hoje durante a manutenção:
  2. 2 points
    Boas pessoal, este fim de semana foi de tpa’s e alterações no layout, decidi fazer o tão aguardado caminho ..não sabia bem como fazer peguei numas pedrinhas pretas e lá consegui separar mais ou menos as coisas , espero que comno crescimento da pogostemon helferi o caminho desapareça magicamente pela vegetação 😂, vamos ver como fica. A rocha do lado direito rodeia um pouco de nada e tirei a rocha branca que tinha na lateral inferior direita onde tinha uma flamingo e agora só monte Carlo. Falando nas flamingo passaram a ficar mais juntas e mais à frente no aquário do lado esquerdo. Dei uma poda as ludgwigias e voltei a replantar porque aquela zona ainda me parece vazia precisa de mais volume na minha opinião. O tronco finalmente já não precisa do apoio da dragon stone que o mantinha no sítio. Deixo algumas fotos do resultado Flamingo ja a mostrar alguns vermelhos Monte Carlo está a ir também As anubias estão a deixar me com dúvidas , tenho umas directamente na luz e estão ok com folhas novas e verdes ,tenho umas mais a sombra e estão assim(aqui tem mais luz para aproveitar que a câmara não é muito fixe 😂) Finalmente deixo aqui um desafio a todos 😝 quantos camarões “ninja” conseguem ver nesta foto??😂 🕵🏻‍♂️🕵🏻‍♂️🕵🏻‍♂️😝
  3. 2 points
    Boa tarde pessoal Novidades: Finalmente acabei o móvel. A meu ver ficou tão bom ou melhor, conforme idealizei. Para já ficam as fotos do resultado final, depois volto com umas fotos das gambas😁
  4. 2 points
    Ola a todos, Após 71 meses de pausa no hobby, eis que o bichinho venceu a dele e me trouxe de volta aos aquários plantados. Neste momento estou ainda na fase de escolha do material a utilizar. A nível de aquário, filtragem e co2 as coisas estão decididas pois não houveram muitas novidades no mercado desde então. Gostaria de ter a vossa ajuda/sugestões na escolha do seguinte material: - Calha de iluminação led - Plantas com níveis de exigência de luz baixa, média e alta. Chihiros rgb60 vale a pena? - Termostato externo - Hydor é fiável? Outras sugestões? - Troncos - Gosto dos troncos das oliveiras. Aceito também outras sugestões. Segue o setup até ao momento: Data da montagem: NA Aquário: 60x38x35 Vidro extra claro 5mmMóvel: Móvel feito à medida em madeira com estrutura em ferro.Iluminação: Filtragem: JBL e901 Greenline com Lily pipes, Bioballs, Sera Siporax, Sera Biopur e lã filtrante + UV (ainda por decidir qual) Aquecimento: Externo (ainda por decidir)Co2: Kit co2 com extintor de 2 kg, redutor de 2 manómetros, válvula de ajuste fino, válvula solenoide e Sera Flore co2 Reactor 1000 - A escolha de um reator externo desta dimensão prende-se ao objetivo de aproveitação ao máximo do co2. Fertilização: Hardscape: - Troncos (ainda por decidir) e Seiryo stoneFauna: Neon Caridal, CRS, Red Cherry, Ottos e Dicrossos Filamentosus. Flora: Como habitual das montagens que faço, alguma variedade de flora: Proserpinaca Palustris, Rotala Rotundifolia, Rotala Wallichii, Rotala Green, Staurogyne Repens, Eleocharis Parvula, Anubia Nana, Bolbitis Heudelotii, Blixa Japónica e Hygrophila Pinnatifida. Os troncos dentro do aquario são para saírem assim como o termostato. À medida que forem havendo atualizações vou adicionando. Obrigado por verem e todas as sugestões serão aceites com muito bom agrado. 🙂 Primeiro Contratempo: Lily pipe foi-se.
  5. 2 points
    Boas! Depois de duas semanas em Dry Start, introduzi o resto da flora e enchi o aquário. Neste momento ainda está sem filtro, apenas com o Skimmer para movimentar a superfície da água. Tudo a correr bem, excepto as bolhas de ar que ficaram no vinil do fundo..
  6. 1 point
    Na minha opinião o maior problema que um iniciado tem é a pressa de ver o seu aquario bonito e cheio de peixes, sem dar tempo a que o aquario ganhe o equilibrio necessário por ele mesmo. Não é uma critica, porque eu mesmo sou assim. O ideal é ir acrescentando os peixes a pouco e pouco mas, quando não se faz quarentena aos peixes novos, temos o problema de poder contaminar e adoecer o aquario inteiro. Resumindo: a paciencia é mesmo a maior virtude.
  7. 1 point
    Emejet, Complementando o que já foi dito, iria para o aquário de 90*45*45, Não só pela profundidade como também devido a ser um tamanho standard para as calhas de iluminação. Conseguirás assim com mais facilidade encontrar uma luz adequada e de qualidade. Reforço a ideia dizendo que essas medidas já dão para fazer algo engraçado sem que tenhas de comprometer o teu orçamento. Outro dica, gravilha vulcânica por baixo a fazer altura no substrato, com uns 2 sacos de neo soil e já fazes algo que te agrade.
  8. 1 point
    O único dessa lista que não gosto são esses da Fluval (simplesmente não gosto da maneira como a esponja rouba tanto espaço dentro desses 2 filtros) e o melhor dessa lista é sem dúvida o da JBL. O termostato, na dúvida compro sempre mais potente. Além disso, gosto sempre de utilizar um controlador de temperatura em todos os meus aquários, especialmente se tiver peixes mais caros. A quantidade de substrato também já foi dito como calcular, coloco aqui só uma fórmula mais genérica: (Largura do aquário em cm) x (Comprimento do aquário em cm) x (Altura desejada do substrato em cm) / 1000 = Litros de substrato necessário.
  9. 1 point
    Boas João, Se me permites tenho uma dica para resolveres esse problema e deixares o filtro no máximo sem que tenhas o receio de que este venha a transbordar ou a mandar água para fora. No ano passado deparei-me com o mesmo problema, resolvi então "obstruir" o fluxo no topo do inflow do filtro com lã filtrante, desta forma obrigamos a que o fluxo vá por baixo e percorra o circuito pelas matérias filtrantes de forma mais eficaz até chegar ao aquário. Anexo uma imagem para ilustrar o que descrevo acima. De anotar que a lã nunca deve chegar à extremidade do topo por risco de estar em contacto com a tampa do filtro e fazendo assim que o mesmo venha a transbordar através daquilo que chamamos de acção capilar da água.
  10. 1 point
    Em termos de aquascaping, se é o que pretendes fazer, então o solo vai sempre depender do espaço de plantação. Por exemplo, o 90x45x45, tens menos largura mas tens uma profundidade maior, o que vai fazer com que necessites de levantar ainda mais atrás, por isso ainda mais solo. Mas claro que no fim tudo depende do layout. Filtros só vou falar dos que conheço, por isso o Eheim Ecco Pro acho apropriado para o 100x30x40, para as outras medidas fica curto. O Fluval, depednde mesmo do que vais colocar de fauna. Mas mesmo assim acho um pouco curto para as medidas maiores. Se for mesmo o aquário mais pequeno, recomendo o Eheim Ecco Pro. Além de ser um filtro bem construído e duradouro, tem um consumo energético bastante bom. Termóstato de 200W para as medidas maiores e 150W para a menor. Agora, acho que primeiro tens de pensar bem nas medidas e só depois é que podes percebr o que vais precisar. Corres o risco de entrar em redundâncias e não te conseguires decidir facilmente. Se a questão é o gasto de dinheiro, ou o espaço, ou os consumos energéticos, ou as medidas melhores para um bom layout, ou alguma espécie de animal que tenhas em mente, então é por aí que deves começar. Boa sorte para a nova montagem.
  11. 1 point
    Falo por experiência própria e acho que o único problema é mesmo o aquário debaixo (acho que já tinhamos falado nisso) estar demasiado baixo. Tenho problemas na selecção de camarões num dos aquários que tenho numa estrutura e nem sequer fica tão baixo. De resto 5 estrelas...
  12. 1 point
    O filtro entre as opções apresentadas eu ia para o Fluval 306. Termostato metia 200W O substrato se quiseres pôr fértil e brincar um bocado com as profundidades eu aconselhava-te 2 a 3 sacos de 8L(depende muito da elevação que queres dar ao aquário), de qualquer forma a conta é simples: 100x40x(altura de substrato desejada em cm)/1000 = Litros de substrato necessários(isto para o aquário de 200L).
  13. 1 point
    Que exagero... Está... Verde... Verde é a cor da esperança, por isso, acredito que tudo vai ficar lindo e maravilhoso... Agora vou fazer mais uma TPA, uma poda de algas, e depois já ponho umas imagens 😄
  14. 1 point
    Concordo com o Tozé... devias actualizar com foto. Só mesmo para ver se estava tão bom para prémio imediato.
  15. 1 point
    Respostas às tuas questões em baixo: Tenho uma série de duvidas que gostaria que me pudessem ajudar a esclarecer? Tais como: Filtragem, qual o filtro interno mais adequado para colocar? R: não metas interno, pagas tanto quanto um de mochila e ficas bem melhor servido. É preciso colocar substrato fértil no caso de colocar umas plantinhas e qual o areão mais indicado para colocar? R:Depende das plantas tens desde fáceis a muito exigentes. Dá uma olha no site da tropica, procura no Google. Qual o termostato que devo comprar? Bomba de ar ? Tipo de iluminaria mais adequada a colocar , etc.... R: termostato de 25w é mais que suficiente, luz vai depender das plantas a pôr. Bomba de ar não é necessário desde que haja boa movimentação na superfície causado pelo filtro. Agora acrescento para dizer duas coisas. Essa quantidade de peixes exige pelo menos um aquário de 50 litros. O teu é de 18l...vais ter população a mais e isso deixa te a água sempre com níveis tóxicos altos, peixes não têm espaço para nadar sequer, ainda esses 18l vão cair porque ao pores areao mais plantas ainda retira mais espaço aos peixes. Outra, guppys são procriadores natos xD uma fêmea da te logo uns 30 a 60 alevinos. Não sei se nos endler são assim mas se for ainda vais aumentar mais a quantidade de peixes nesse aquário. Se gostas desse peixe mete antes 2 fêmeas e 1 macho e quando tiverem filhotes oferece nas lojas ou até eles trocam por comida ou anti cloro, ou mete simplesmente só machos e assim não terás criação nem chatices futuras. Mas só tens capacidade para uns 3...porque não outros peixes? Procura por rasbora galaxy, são de cardume bonitos e pequeninos. Não crescem mais que 2cm. Sempre podias colocar uns 6...7... Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
  16. 1 point
    Boas malta. Está na altura de fazer um update! Chegaram as algas há coisa de uns dias. Agora é apertar mais com as tpas, limpar o excesso e aguentar esta fase normal. Já meti os amanos vindos da soluções aquáticas, mas como vieram mais pequeninos que alguns dos meus blue dream, vão ter de trabalhar muito para aguentar lol. Por outro lado, tenho ideia que vieram mais do que encomendei, por isso não me posso queixar. Confirma-se o que temia... Existe micranthemoides ali pelo meio da monte-carlo. Pelo menos 1 dos 3 vasos de "monte-carlo" que utilizei, era efectivamente micranthemoides. Vamos aguardar pela evolução da carpete para conseguir perceber melhor a "gravidade" da situação. Em ultimo caso posso sempre arrancar e comprar um in-vitro de monte carlo e safo a coisa logo. Mas se for pouca micranthemoides até pode dar um toque interessante. Vamos ver. Agora estou só focado em atingir a estabilidade do aquário e ultrapassar a fase das alguinhas. Tenho tido alguns problemas com o CO2.. Como estou a usar o mesmo sistema pressurizado que alimenta o meu outro aquário, que tem um difusor in-line, as pressões necessárias para os difusores funcionarem simultaneamente e de forma correta, são distintas o que faz com que a solenoide sozinha não dê conta do recado no que toca a activar o CO2 para ambos aquários. Tenho sempre de ser eu a aumentar a potência manualmente no inicio, para ambos os aquários serem alimentados correctamente. E agora nesta fase não convém nada ter problemas de CO2. Mas estou a investigar qual a solução mais eficiente, sem precisar que eu tenha de ir mexer na pressão manualmente todos os dias. Foto tirada hoje. após TPA forte
  17. 1 point
    Peço desculpa mas sem fotos que comprovem o estado lastimável não podermos atribuir um troféu desta importância. Lamento os iincômodos causados, defraudar as suas expectativas e como tenho a certeza de que esse troféu ficaria muito bem situado ao lado da sua coleção de figuras do power rangers...
  18. 1 point
    O problema de desligar o filtro, é que está a limitar muito a sua eficácia em termos de filtragem biológica. As bactérias responsáveis pelo ciclo do azoto necessitam de altos níveis de oxigénio para fazerem o seu trabalho (e ao mesmo tempo sobreviverem), com o filtro desligado, vai perder uma grande percentagem de bactérias dentro do filtro. A única coisa que neste caso o ajuda, é que se trata, pelo que eu percebi, de um filtro interno, o que permite que continue a existir oxigénio suficiente por períodos mais longos do que se se tratasse de um filtro externo. Outro problema que desligar o filtro tem, é que ao desligar o filtro, a matéria que se está a decompor em Amónia lá dentro, vai-se acumular até que volte a ligar o filtro novamente. Isto faz com que em vez da água do aquário ter sempre um nível indetectável de amónia, porque esta vai sendo consumida ao mesmo ritmo que é produzida. Quando liga o filtro pela manhã vai haver um pico de amónia que vai demorar algum tempo a ser consumida. Isto pode até não causar danos visíveis, mais irá certamente reduzir a esperança de vida dos habitantes do aquário. Eu não me fiava muito nessa regra... já consegui (por estupidez) dizimar a população de um aquário por 2 vezes e a única coisa que se salvou nas duas ocasiões foram os Red Cherries. Pediu para não ter falinhas mansas, portanto vou ser um pouco bruto na minha próxima comparação... Também há muita gente no mundo que tem um peixinho dourado num daqueles "aquários" esféricos de 10L ou até menos, e que ás vezes até os conseguem manter vivos durante 2 ou 3 anos... mas isso não faz com que deixe de ser cruel. Eu percebo que haja muita gente a dizer que não se desliga o filtro, mas pouca gente sabe ou explica porquê, e daí surgir alguma resistência a mudar os seus hábitos, mas espero ter ajudado a compreender o que está por trás desses conselhos. Este hobby é suficientemente cruel (sim, todos nós que temos peixes vivos numa "caixinha" estamos a ser egoístas e pelo menos um pouco cruéis), portanto a nossa obrigação é, dentro das limitações da nossa "caixinha", dar a melhor qualidade de vida possível aos animais que temos.
  19. 0 points
    Meus amigos... Estão curiosos??? Querem uma foto??? Pois aqui a têm: 😄 Ah e tal, e então para quem é que vai o prémio??? É certo que dei uma pequena limpeza antes de tirar esta fotografia, senão nem dava para ver que era o Catrapumba... Mas o grosso da questão deixei ficar, para vosso deleite... 🙂 Muitos podem pensar que tem uma ou outra alga, mas chegou o momento de revelar as minhas verdadeiras intenções... Desde o primeiro dia que o meu objetivo para este Desafio era criar o primeiro aquário vegan, sem lactose, sem glúten e com muita hortaliça subaquática do mundo... Consegui!!!! 🏆 Coloquei os néons só para vos demonstrar o meu sucesso... Conseguem ver o focinho de nojo dos pequenos, ao saberem que são os únicos derivados de animal no aquário??? Bem, não sei o que vocês pensam, mas eu sou da opinião que o Desafio devia terminar aqui... Mais ninguém conseguiu fazer um aquário vegan (que é a grande tendência deste fim de década) tão rapidamente e com tantos pormenores de qualidade!!! É a mona no Louvre e o Catrapumba em Agualva!!!! Vai buscar... What a master piece... Sai da frente japonês, que os outros também o querem contemplar.... Mas depois........... Apareceu o @Tozé Nunes e com o seu olho ultra clássico, nada preparado, para interpretar o aquascaping contemporâneo, disse "tem algas"... Sem comentários... Que falta de abertura para o moderno... Estradão não gosta... Algas não gosta... Euuuuuuu sei lá o que mais fazer para agradar... Mas por respeito à entidade, e visto que até é boa pessoa, decidi remover um pouquinho da arte que pululava o Catrapumba, e ainda dei umas tesouradas em algumas plantas, até chegar a este ponto: Está bonito??? Não!!! Mas a culpa é do Tozé, e fica aqui dito que a partir de agora tudo de mau que acontecer a este aquário, será sempre culpa do Tozé!!!! Se por acaso acontecer algo positivo, será certamente dedo de Nossa Senhora dos Casos Mais que Perdidos... Ámen!!!
  20. 0 points
    Viva pessoal acabei por fazer uma tpa este fds dado que parte da UG levantou. Quando plantas pequenas quantidades é uma maravilha mas pedaços grandes é mais difícil. Aproveitei e foi água oxigenada nas rochas. Fora isso tudo tranquilo...até porque toda a ajuda é bem vinda.
  21. 0 points
    Eu por acaso vi isso ao vivo ontem e meus amigos...não só merece essa estatua como acho que devia ser em tamanho natural 🤪😜🤣, só o pudor me impede de partilhar convosco as imagens captadas. Por via das dúvidas assim que cheguei a casa fui logo tomar um banho quente e esfreguei os olhos com ácido muriatico!!! Agora vejo tudo muito melhor 🤓💀☠👽🤖🙈🧚‍♂️🧜‍♀️🧞‍♂️🧟‍♂️👀
  22. 0 points
    Senhoras, Senhores e Entidades Afins!!! Bem-vindos ao post que revelará o principal candidato a vencer o Prémio Otário do Ano 2019, na Categoria Aquascaping!!! (pausa dramática para criar algum suspense) E o grande nomeado é.... Pedro Mendanha Dias!!!!! Pelo seu tremendo desempenho na manutenção do aquário Catrapumba... Pela sua capacidade única de, a cada dia que passa, ter mais e mais algas filamentosas no aquário, e continuar perplexo com o seu aparecimento... Pelo facto de ter enviado uma carta registada à nova Secretária de Estado do Mau Olhado, Olho Gordo, Reza Brava e Pragas afins, e não ter tido a inteligência de verificar o fotoperíodo da calha... Pois é meus senhores, o herói foi utilizar um programador, do mais vintage que há, e em vez de marcar 8h, marcou 10h... 10h diárias que trabalharam muito bem, e deixaram o Catrapumba a parecer uma excelente homenagem à antiga bandeira da Líbia... Entretanto, ao primeiro dia do mês de novembro, talvez por milagre de Todos os Santos, o jovem teve uma epifania, viu a luz, apercebeu-se do sucedido, e lá reduziu o fotoperíodo para 6h, na esperança de voltar a ter um aquário que não seja uma recriação do layout do couro cabeludo da artista de variedades Maria José Valério!!! Como podem ver a situação está tensa, até os nitritos e o cloro desapareceram... Agora tudo faz sentido... Nada meltou, porque assim que o melt chegou ao aquário levou logo com um chapadão de luz na boca que se descoroçoou todo... Mas a culpa disto tudo é da entidade patronal, que não me permite dar a assistência devida aos aquários, e controlar as horas em que efetivamente as luzes acendem e apagam... Mas isto não fica assim... Vai levar com um processo em cima que até se lhe derretem os gelados...