• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 10/27/2019 in all areas

  1. 3 points
    2º Episódio - O Zezinando arranjou os dentes E ao décimo quarto dia, lá se meteu água no aquário. Tínhamos ficado aqui... O aquário não veio nessa sexta, mas sim segunda. Foi de facto impossível que ele me chegasse em tempo útil para que no fim de semana tivesse o tempo necessário para toda a operação. Sobre este assunto, tenho de dizer umas coisinhas: Já todos conhecíamos os aquários da ILA. Uns por serem detentores de aquários desta marca, ou pelo feedback que alguns amigos nos iam dado. Nunca tive nenhum, apesar de todos os aquários que adquiri, serem feitos em empresas nacionais. Todos eles dedicados ao Aquascaping, na medida que são extra claros e com as colagens "ADA Style". Tive boas e más experiências com os que fui tendo. De todos os que estiveram cá em casa, nenhum, repito, NENHUM, tem a qualidade destes aquários ILA. Quer os acabamentos, o corte, colagens, tudo. Partem como os outros, é certo, mas dá definitivamente gosto de ter aquários destes em casa. O cuidado com o embalamento, a prontidão no serviço e a atenção disponibilizada, apontamentos que me saltaram logo à vista durante este processo. Aos responsáveis da ILA, fica desde já o meu sincero agradecimento. Quanto ao resto, vamos lá relatar o melhor possível como fizemos isto. Como disse em cima, o aquário chegou segunda, dia 21. Até lá esteve em dry start. Já antes tinha dito que não sou fã deste método, mas não tinha como não o fazer. Abria de 2 em 2 dias para borrifar muito ligeiramente, e voltava a fechar hermeticamente. Ao fim desses dias, todas as plantas cresceram. Crescem de maneira diferente, mas crescem. Numa semana apenas, senti efetivamente a diferença. Era expectável que isso acontecesse uma vez que nenhuma delas tinha estado em fase submersa e por isso, e sendo de crescimento rápido, iriam crescer na mesmo. A Monte Carlo, por exemplo, cresceu muito em altura, e na altura de replantar, parecia que tinha mais do que inicialmente plantei, e efetivamente tinha. Durante este dias de dry start, os troncos também fungaram, o que era sinal que havia humidade suficiente no aquário. Queria ter mudado todo o layout para o novo aquario apenas hoje, sábado, mas não aguentei a espera. Na quarta feira, fiz a mudança. Tirei foto antes, tirei foto depois e ficou quase igual. Não tive grandes atenções ao layout porque as pedras da frente estavam coladas entre si com espuma e por isso foi remover de um lado para o outro. A espuma que estava junto ao vidro saiu com muita facilidade. O problema era o substrato, que por estar humido, tinha de ser manuseado com cuidado para não se desfazer e produzir lama. Antes de passar as coisas, retirei as plantas, arrancando-as com muito cuidado, e via-se já novo sistema radicular. Boas noticias. Depois de passar tudo, processo que demorou 45 minutos, foi altura de voltar a plantar e tapar novamente. Optei por continuar com o método de dry start porque fui preguiçoso nesse dia. Alem de não ter muito tempo nessa tarde, podia tê-lo feito durante a noite, mas como tinha um filtro parado que precisava de reabilitar, um 2217. Lembrei-me que iria utilizar umas matérias filtrantes já cicladas de outro aquário, nesse filtro, para que assim ciclasse também outras matérias filtrantes que usaria para encher esse 2217, para um outro projecto que tenho em mente. Ou seja, e explicando melhor: Tinha um 2217 na garagem cheio de matérias filtrantes a seco. Tenho também um 1200XLT a funcionar num aquário. O que fiz foi, retirar algumas matérias do 1200, e colocar no 2217, e retirar algumas do 2217 e colocar no 1220. Ligava o 2217 ao novo aquário, e assim ciclava o filtro que vai para outro aquário daqui a 4 semanas. Nessa altura, retiro algumas matérias do 2217 para o filtro que nos deram no evento. Ao arrancar com um filtro com matérias cicladas acabo por saltar as diatomáceas, pois duvido que vá ter um pico de nitritos daqui a uns 10 dias. Acabo por recuperar também algum tempo aqui. Assim, e voltando atrás, como tinha todo este processo com os filtro para fazer, optei por colocar água no aquário apenas hoje. Fiz tudo com calma, e sem stress. Liguei o termo, e o CO2 ligo apenas amanhã, depois da TPA grande que preciso de fazer. O aquario ficou assim: Quanto ao layout, e visto o aquário com a atenção que me vai merecendo, acaba por expor aos poucos muitas fragilidades, fruto da realidade do desafio. Percebemos que a escolha de algumas plantas podem não ter sido acertadas, e com o tempo têm de ser corrigidas. O caminho, ou a forma dele, não é coisa que me preocupe. A areia do caminho, mais do que ter o objectivo natural dela, serve para fazer uma zona de compactação maior para que o substrato não venha parar ao vidro da frente. Sempre que abria o aquário durante o dry start, calcava areia com as costas de uma colher, a fim de ir penetrando e compactando para que se segurasse quando metesse água, e acabou por resultar. Quando a Monte Carlo crescer e ficar compacta será a altura de definir o caminho e os pormenores necessários dessa zona. O que me preocupa sobremaneira é o lado direito do aquário. A acicularis não foi uma boa escolha e tenho duas alternativas (parece-me): 1) mudo de planta e muda-se de problema, sendo que a falta de pedra é notória naquele lugar, e terei de pensar no que vou colocar lá; 2) Acrescento ao longo do vidro e por trás da acicularis a eleocharis sp. versão alta, que chegará ao cimo da coluna de água. Tenho de pensar bem, porque se optar pela segunda, tenho pouco tempo para o fazer pois é uma planta que é mais preguiçosa que eu... Seja como for, assim não vai ficar. Quando escolhi a acicularis, pensava que teria outro material para trabalhar. Assim, improvisamos que é o que de bom tem este desafio. Não posso esconder que tive sorte com as pedras. Têm "vida" e os troncos que fui colocando deram-lhe um ar mais natural, apesar de alguns terem necessariamente de mudar de lugar e talvez introduzir mais 1 ou 2 enquanto o aquario for amadurecendo. Vamos ver daqui para a frente como corre. Para o desfaio em si, não estou muito aborrecido com o resultado, e veremos como irei solucionar aquele lado direito. Sugestões agradecem-se, sabendo à partida que apenas pode passar pela introdução de flora. Abraço a todos
  2. 2 points
    Boas tardes. Depois de mais de 4 décadas de vida resolvi ter uns peixinhos em casa. Fui atrás de um anuncio no facebook e comprei um Aquael de 20 litros... mau negócio já que uns dias depois a bomba pifou e o sistema de iluminação também terá de ser alterado! Agora tenho lá dentro 4 Guppies (1 macho e tres femeas) e já tenho uns gupizinhos bebés (uma das fêmeas tinha brinde) e Corydora aeneus albina. Mas começa a perceber que deveria ter aderido a este fórum antes de me atirar às compras!! 😉 Acho que a evolução para um maior irá acontecer brevemente, mas por agora quero aprender e perceber como funciona o mundo dos aqua! Obrigado pelas vossas partilhas! Espero desenvolver com o vosso apoio! :)
  3. 1 point
    1º Episódio - O Zezinando partiu os dentes Boa tarde a todos. Mais uma moedinha, mais uma voltinha. Segunda edição do evento, e segunda presença. As palavras começam a ser poucas para elogiar a ideia e perseverança de manter esta iniciativa que tem dado bons resultados. Merito para o Forum que continua a ser casa para o baptismo de muita gente no Aquascaping. O Forum faz parte dos poucos que metem a mão na massa, e recusam ser parte dos que criticam a troco de nada. São precisas iniciativas para continuar a dinamizar o hobby? São! Nada melhor do que ter o Forum na linha da frente. Uma palavra também para os Patrocinadores. Teimam em acreditar que é estando do lado de quem se mexe que as coisas aparecem feitas. Sem eles era talvez impossível colocar estes eventos de pé. Faço parte dos muitos que vos estão enormemente agradecidos. A minha mulher odeia-vos de morte! Outra palavra para os participantes. Muitos fizeram muitos kms (alguns em duplicado) no fim de semana. Acredito que alguns vão pelo concurso e pela competitividade saudável que se promove, mas todos foram lá essencialmente pela experiencia e pelo convívio que estes eventos proporcionam. Isto é muito giro, mas é muito melhor quando o fazemos com pessoas fantásticas e que se dão de corpo e alma. Faz falta mais malta desta. Muita falta. Por ultimo, uma palavra para o Tozé. O castigo que Deus te deu com essa fronha horrível, compensou-te com o dom de não desistires. Pertences à curta galeria dos que já deram mais do que receberam. É triste sentir que se não fores tu, muito morre. Ai de ti, AI DE TI!!!! Depois das palavras sérias mas merecidas, vamos ao que menos interessa, o Aquário: 1) Nome do aquário: Zezinando odeia a OTIS 2) Data de montagem: 13 Outubro 2018 3) Dimensões do aquário: 45x30x30 cm, da Ila em vidro extra claro de 5 mm. 4) Filtro: Hailea bio filter cascata SL-306 5) Termostato: - 6) Iluminação/Fotoperíodo: Twinstar light 300 C 7) Sistema de CO2: Pressurizado com difusor Neo 😎 Substrato: Aquaria Neo Soil Areia Leroy Merlin 9) Hardscape: Ryuoh stone, Red moor wood 10) Fertilização: - 11) Flora: Eleocharis sp.'Minima' - In Vitro Cup x2 Micranthemum species 'Monte Carlo' - PE x5 Taxiphyllum sp. 'Flame' - In Vitro Cup x1 Taxiphyllum sp. 'Spiky' - In Vitro Cup x1 Eleocharis acicularis - PE x2 Anubias barteri var. nana 'Mini x2 Anubias barteri x 1 12) Fauna: - Normalmente começo os aquários definindo o objectivo para mim. Não gosto de trabalhar nos aquários sem ter bem claro o que pretendo dele. A ideia até pode ir mudando, mas ter claro os objectivos é meio caminho andado para se andar feliz durante o processo. Não tenho tempo. Não vou ficar com o aquário. Quero que o aquário dê retorno ao Forum na Pet Festival através da sua venda. Assim, o objectivo é claro, com um aquário de baixa manutenção, tem de ficar agradável a quem no fim de janeiro possa querer ficar com ele. Não posso arriscar em plantas que crescem devagar porque posso não o ter pronto na altura, não posso arriscar em plantas exigentes porque nunca sei se com o material disponível elas ficam no ponto, não posso arriscar no layout porque não sei qual o hardscape disponível no dia da montagem. Assim, quando nos pedem para escolher as plantas antes de montarmos o aquário, torna o desafio diferente do que normalmente temos aquando montamos um aquário em casa. Idealizei um layout simples, que dependesse apenas de 2 pedras grandes que acabava por enriquecer com trocos finos dos red moor que sobrassem. Escolhi plantas fáceis, que não dependessem de muita disciplina nem muito cuidado. E foi desta forma que nasceu o Layout na minha cabeça. Domingo de manhã, acorda-se cedo para ir buscar a areia prometida. Já é duro acordar com despertador ao domingo. Acordar de noite é ainda pior. Vamos ao Leroy, e pelo preço tão acessível trazemos duas cores de areia. Na viagem penso se opto pela mais amarela ou pela mais clara, com tons perto dos brancos. Sabendo o tom da pedra, opto pela branca. É mais natural no meu layout fazer o caminho com essa cor. 10.00h, o Tozé esquiva-se ao discurso inicial, e metade da malta já está com as mãos dentro das caixas. Acabo por ter sorte e ficar com 2 boas pedras, quem sabe até as duas melhores. Não me posso queixar. Aliás, fossem quais fossem as pedras escolhidas, queixar-me não era a solução. Estamos todos em pé de igualdade e se há ou não opção de escolha, é a condição que todos encontram. Haverá quem ache que havia pouca pedra, ou que não era a pedra que queria, ou o tipo de madeira, ou a calha, ou que não havia cerveja disponível. De todas as queixas, a única que era exequível era a falta de cerveja, o que obrigou alguns membros a terem de sair da sala a meio do concurso, ficando visivelmente prejudicados por isso, para se irem hidratar convenientemente. Isto sim, é um motivo legitimo de queixa. O resto, o resto soa a chão torto. De facto não é fácil. É uma riqueza que este evento tem, mas não é facil. Construir um layout com as plantas que antes havíamos escolhido e com o hardscape disponível na hora, temos mesmo de puxar pela cabeça para que tudo se conjugue e aconteça magia. Acabo por juntar as pedras, usar a espuma para tapar os espaços que tinham de ser preenchidos, e voilá. Planta-se, colam-se os pormenores, e siga para bingo. não estou desapontado, mas sim contente com o que se conseguiu. Não fugi muito do que tinha imaginado. Estava na altura de embrulhar o aquário e fazer-me a caminho. À entrada do elevador, PUMBA!!!!!!! Na ansia de não deixar fechar a porta do elevador, toco com o canto inferior do aquário na porta do elevador. 3 vidros estalados. Aquario comprometido. Volto para trás e toda a boa disposição do dia, se desvaneceu naquele instante. Digo ao Tozé para informar com a máxima urgência a ILA. Sexta feira vem o novo aquário. Até lá sigo com dry start. Quando mudar o aquário farei uma cópia o mais fiel do que está conseguido. Fotografo antes, e depois tento colocar as coisas como estão no novo aquário. Agora, lá vai ficando o aquário sem água, com luz e com uma vontade imensa de o encher. Paciência!!! PS: Logo meto as fotos possíveis do embrulho. Sim, nada é pior do que ter um aquário embrulhado em película, e uma mulher a dizer: ao menos não se vê o quanto está feio... Incha!!!!
  4. 1 point
    Mais um update Hoje foi dia de Tpa, e caso para dizer que também eu estou na fase do melt, dos fungos e das diatomaceas. Mas a apesar disso há boas notícias. As plantas de caule já estavam a sair fora do aquario por isso hoje foi dia da primeira poda. Cortei a rotala Vietnam, a green é a h'ra. Depois replantei os tipos que cortei apta aumentar a densidade, e para melhorar ainda mais a coisa tinha uma boa quantidade de rotala h'ra e green que sobrou da poda de outro aquario, adicionei também. Espero que não me desclassifiquem, mas antes isso que mandar as plantas para o lixo. A H'ra que veio do outro aquario está completamente vermelha, então deu um look muito engraçado ao aquário. Plantas que me preocupam são as de tapete, a monte carlo e a Eleocharis estão a demorar a arrancar. É preocupa-me que quando o fizerem há irão estar bastante na sombra da massa vegetal. Outra planta que preocupa é a Pogostemon erectus, usei in vitro e a planta embora parece saudável ainda não cresceu bem um centímetro. Ja vai duas semanas e não cresce, o que é pela pois acho que ficava bem ali, se não arrancar substituo por podas de rotalas do outro aquario. Por motivos famíliares ainda nos tive tempo de ir a solucoes buscar os vivos. A ver se lá vou para a semana. Aqui ficam algumas fotos. Enviado do meu PRA-LX1 através do Tapatalk
  5. 1 point
    Killifish in natural habitat
  6. 1 point
    Obrigado por acompanhares e comentar este e os restantes aquários do desafio (há uns descontentes por não teres comentado todos! 😜 ) Entretanto, como disse acima, passei na Soluções Aquáticas e trouxe a fauna para este aquário :
  7. 1 point
    Obrigado pelo feedback Luis. Antes demais uma pequena consideração . É sempre importante alguém que tem conseguido um importante reconhecimento internacional, pelos belos trabalhos, levando o "nosso nome" lá fora, não esquecer o "forúm" e este pequeno cantinho, continuando a passar por cá para colocares os teus trabalhos e contribuires, partilhando as tuas ideias com o resto do pessoal. O meu obrigado Luís. Quanto ao madeira...sim por agora está estranha. A ideia é criar alguma complexidade ao layout e não apenas um tapete. Fazer o tapete é facil, a questão é mesmo ver se tenho engenho para fazer com que funcione, com que a "arvore" se funda de forma harmoniosa com o layout constituido por pedra. Se o conseguir acho que vai ficar algo engraçado e adicionar profundidade paisagistica, se não o conseguir vai ficar mesmo como referes...só estranho Abraço
  8. 1 point
    Ou compras um buzio Helena que ela vai adorar eheh vais sempre ter caracóis mas nunca em excesso. Eu num aquário de 60 litros já estava a ficar com mais de 100 caracóis, pus lá 2 helenas e agora se tiver uns 10 é muito. Eles procriam se e ela os come. Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk
  9. 1 point
    Eu sei que nunca nos lembramos da matemática nestas alturas, mas basta calcular o volume daquilo que precisa. Volume (cm3) = Largura (cm) x Comprimento (cm) x Altura (cm) 1L = 1000cm cúbicos (cm3) Sendo que deve utilizar como altura a altura de substrato que deseja. Neste caso 40 x 25 x 6 = 6000cm3 = 6L de substrato.
  10. 1 point
    Tanto paleio e nem uma foto, miserável!!! Por me teres chingado toma lá uma foto:
  11. 1 point
    descubram o wally...