• >>> Anúncios da Comunidade <<<

    • João Branquinho

      Mensagem para Visitantes   15-04-2017

      Estimado visitante, antes de mais, muito obrigado pelo seu interesse na comunidade Aquariofilia.Net! Esperamos que esteja a gostar do conteúdo que temos no fórum. Dado que não é ainda um membro registado da nossa comunidade, não sabe que está a perder muitas outras funcionalidades e informações disponíveis apenas a membros! Do que está à espera para se juntar a nós? É só fazer clique no canto superior direito e pode inclusivamente usar as redes sociais para agilizar o processo de registo. Obrigado!

Luís Fortunato

Consultor
  • #Conteúdo

    6461
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Days Won

    22
  • País

    Portugal

Luís Fortunato last won the day on Agosto 17

Luís Fortunato had the most liked content!

Reputação

169 :)

Sobre Luís Fortunato

  • Rank
    Membro Sénior
  • Aniversário 03-03-1982

Informação de Perfil

Quem visitou o meu perfil

  1. Olá malta. Deixo só uma de perfil... para não dizerem que nunca mais actualizei isto :) Cumprimentos Luís Fortunato
  2. Boa tarde. Em relação à Scalare, do que tenho visto feito por eles, não tenho qualquer tipo de queixa. Podem é não ser os mais baratos... O aquário ter furos e coluna, significa que te orçamentaram o aquário para poderes trabalhar com uma sump por baixo do aquário. Ganhas em quê? Mais espaço para os peixes e corais, e facilidade nas manutenções, que podem praticamente ser só feitas a nível da sump. Por norma, fura-se o aquário em baixo, e faz-se uma coluna-seca com um pente, para no caso de faltar a electricidade, o mesmo não esvaziar completamente. Um dos outros motivos, é conseguires minimizar o ruído da água a cair para sump. Se fosse simplesmente um tubo, iria fazer bastante mais barulho. Dizes que vais trabalhar com um escumador na parte detrás do aquário... podes ser mais específico? Já sabes que escumador é que vais colocar? É que se vais ter uma sump por baixo do aquário, mais vale esqueceres esse tipo de escumador hang-on, e trabalhares com um escumador interno (normal) que por norma são bem mais eficientes. Em relação à iluminação, o mais importante são os corais. Eles é que vão ditar o que deve utilizar a nível de tipo e potência de luz. Se dizes que tão cedo não vais dedicar-te aos corais, o que te posso então recomendar, é que uses o mínimo de luz possível. Acho que podes perfeitamente utilizar uma calha de 90cm com pés extensíveis. E isso encontras facilmente na net. A nível de cor, escolhe qualquer coisa entre os 10000 e os 15000 Kelvin. A potência, o mais baixo possível... também para evitares algas. Se forem fluorescentes, algo entre os 40~60 Watt é mais do que suficiente. Cumprimentos Luís Fortunato
  3. Boa tarde. A primeira planta, não é aquática... aguenta uns tempos submersa, mas não indefinidamente. Agora não me vem o nome à cabeça... só me consigo lembrar da Hemigraphis colorata, que também é um dos maiores bestsellers de plantas não aquáticas... para aquário :/ Edit: a mim parece-me ser uma Fittonia... e basta procurares no Google, para veres que é uma planta de interior, e não aquática. Em relação à suposta "eleocharis"... ela estava submersa? Ou apenas à beira da água? É que a maior parte das Eleocharis que a gente encontra em Portugal, apesar de habitarem zonas de humidades elevadas, não são aquáticas. Quanto muito são palustres (simplificando, raízes dentro de água, e folhagem fora de água). Cumprimentos Luís Fortunato
  4. Olá. Em relação às Xenia, isso ou são variações de parâmetros da água, nomeadamente, temperatura, ou então, algum bicharoco a passear de pé em pé. E sinceramente, estou mais inclinado para a segunda hipótese, pois se a causa fossem as variações de parâmetros, todas as Xenias se ressentiriam. Cumprimentos Luís Fortunato
  5. Olá novamente. Continuamos sem saber qual o tamanho do aquário que queres montar, e muito menos quais os equipamentos... o único que descreveste com detalhe foi o filtro da Boyu. Que na realidade não é isso que queres. Uma coisa é um filtro interno, outra é uma bomba de circulação. Sê mais concreto. Cumprimentos Luís Fortunato
  6. Olá de novo. Rapaz... tens de perceber uma coisa importante. Aqui ninguém tem obrigação de responder aos outros. Aliás, se não respondem aquilo que queres, não tens de reagir assim... Ainda para mais, a dares pontos negativos aos posts... Enfim... Mas que mais é que queres que façam? Queres que te digam marcas?!? Para quê? Achas que é dizermos o que para nós são as melhores marcas de equipamento para aquários tropicais vai ajudar alguma coisa? Nada... Eu já te deixei uma data de links com tópicos sobre aquários da nossa costa. Já te deste ao trabalho de os ler? Já tiraste conclusões em relação aos equipamentos, técnicas e tamanhos de aquários utilizados? Aparentemente, não... caso contrário não estarias sempre a fazer as mesmas perguntas. Se o teu sonho é teres um aquário da nossa costa e não queres ter trabalho a investigar sobre isso, se calhar o melhor é ires a uma loja e pedires que te orçamentem isso... mas depois não te assustes com preços, ou pior, se te impingirem coisas que não precises. Tens de perceber que aqui no Fórum, ninguém sabe tudo. E se não respondem aquilo que queres, mas sim com mais perguntas, se calhar é para teu bem... e igualmente para o bem dos animais. Por isso, e mais uma vez, vai ler... não faças perguntas à espera que te apresentem resultados, pura e simplesmente. O que está escrito na minha assinatura não está lá há dois dias... Mas há uns bons 8 anos... Por alguma razão será. Os fóruns são excelentes face a outros meios de partilha de informação, tipo o facebook, onde tudo é bastante volátil. Tu podes perguntar o que quiseres em grupos de FB... mas será que passado um mês consegues ainda ter acesso à informação? Se calhar até podes... mas não é fácil. Por isso, e mais uma vez, vai pesquisar... Tens de perceber que uma pergunta pertinente é questionares-nos qual escumador é melhor: um Deltec 1456 ou um Bubble Magus G7? E não fazeres o que estás a fazer, que é: que marcas são boas? Isso não tem resposta!!! A gente nem sabe que tamanho de aquário queres manter... Cumprimentos Luís Fortunato
  7. E este aquário? Ainda existe? Ou já o desmontaste?
  8. Actualiza lá o tópico... há 25 dias que não pões aqui nada
  9. Olá. Antes de mais, bem vindo ao Fórum. Em relação às tuas dúvidas, realmente um aquário de água salgada da nossa costa não é muito comum, no entanto, não signifique que não se consiga fazer. Primeiro de tudo, tens de perceber que há certos equipamentos e técnicas essenciais para a manutenção de ambientes aquáticos em cativeiro. O mais importante de todos, será o efeito de diluição. Qualquer aquário que seja, mesmo o tanque central do Oceanário de Lisboa, é um infinitésimo daquilo que é a natureza. Daí que seja quase que obrigatório, "proteger" o nosso aquário de tudo o que advém de trabalharmos com sistemas fechados e de volumes pequenos. Bem... mas vamos lá tentar despachar isto, que é como quem diz, explicar-te sucintamente o que necessitas para manter um aquário de água salgada, seja ele da nossa costa, ou tropical: - Volume de água: aqui é fácil, quanto maior, melhor. Não só tens mais espaço para os peixes e demais animais nadarem e crescerem, como o efeito de diluição é maior, e logo, o aquário tornar-se-á mais estável. O grande senão, é que quanto maior o aquário, mais caro se torna. - Equipamento essencial: há muita gente que não usa A ou B, e prefere usar C ou D, ou trocar mais água, ou ter menos peixes, ou evitar certas espécies... mas na minha opinião, há certos equipamentos que são essenciais: 1) Iluminação. Aqui é um mundo. Podes ter desde a coisa mais fraquinha que serve só para veres os peixes, como podes optar por iluminação bastante forte e específica para manter certos tipos de corais. Para o caso do aquário da nossa costa, recomendo-te usares luzes fracas com temperaturas de cor a rondar os 10000 Kelvin e optares por corais mais fáceis como anémonas. 2) Circulação. Tudo bem que vais optar por espécies inter-tidais, mas não deves descurar esta parte. Recomendo-te usares uma circulação, de pelo menos 10x o volume do aquário. 3) Escumação. Este é dos factores que mais gente descura. Gostam muito de usar "desculpas" como: não tenho grandes corais, só tenho peixes resistentes, dou pouca comida, isso vai lá só com trocas de água, etc... Para mim, a escumação é das partes do equipamento mais importantes para um bom sucesso do aquário. Com isto também não quero dizer que ou compras logo um escumador de 1000€, ou não vai funcionar. Dependendo do aquário, tens escumadores desde 100€, e estou a falar de preços de material novo. Se conseguires comprar em 2ª mão em bom estado, os preços então caiem por aí abaixo. 4) Temperatura: Aqui é o grande busilis da questão... Apesar de haver muita gente a manter cabozes, camarões, às vezes até nudibrânquios e lebres do mar em aquários com temperaturas acima dos 15º C, não quer isso dizer que seja o ideal para eles. Até podem sobreviver durante anos... mas será que é o ideal para eles? Não se esqueçam que lá por os animais ficarem horas a temperaturas acima dos 30º C, não quer dizer que fiquem lá eternamente. No teu caso, o ideal seria tentares manter o aquário enter os 17 e os 20º C. No verão vai ser complicado :/ 5) Osmorregulação: Este é daqueles que a maior parte, principalmente ao início, gosta de descurar um pouco. "Ah, e tal... isso eu reponho todos os dias". Tudo bem... e quando quiseres ir de fim de semana? Ou de férias? Compreendo que ao início, estar a investir num osmorregulador, para fazer uma tarefa tão simples, possa parecer um gasto desnecessário. Mas 99% das pessoas após colocarem o sistema a funcionar, e verem que a única coisa com que têm de se preocupar é manter o depósito com água... te vão dizer o mesmo: "um osmorregulador vale todos os cêntimos que paguei por ele. É um descanso". No teu caos, podes pensar: "mas eles nas poças, à medida que a água vai evaporando, a salinidade aumenta". Certo... mas nós temos várias marés por dia, e também ninguém te garante que os animais que ficaram nas poças nesta maré baixa, sejam exactamente os mesmo que irão ficar na próxima... A salinidade não é tão importante em relação aos peixes... mas já com os invertebrados, recomendo-te em pensares a médio/longo prazo em teres uma solução automatizada para o controlo da salinidade. - Aditivos: Aqui, acho que devias pura e simplesmente cingir-te às trocas de água (de preferência com água do mar) e a alimentares os animais. - Trocas de água: Neste capítulo, vai depender muito... de muitos factores!! Basicamente, de tudo o que te escrevi em cima: Da quantidade e tipo de animais no aquário, do equipamento, etc... Para teres uma noção, o que te recomendaria, seria trocares a água numa base de 15~20% semanais. Mas esse é um capítulo, que eu costumo mais dizer: "não se ensina, aprende-se..." E a nível do básico... acho que já te expliquei o essencial. A partir daqui, tens de ser tu a "queimar pestanas", que é como quem diz... tens de pesquisar por ti próprio. Lê muito, não leias só uma coisa e penses que é a verdade absoluta. Não sabes... pergunta. Mesmo que te respondam "não", ou "não sei". Em aquarioiflia, mais vale levares uma nega e não fazeres, do que inventares e correr mal... Bem... a única coisa que te queria só dizer, é que deves pesquisar mais. Dizes que procuraste e só encontraste a falar sobre aquários tropicais. Eu em menos de 1 minuto encontrei diversos tópicos aqui no Fórum, sobre aquários da nossa costa: Infelizmente, muitas das imagens têm os links quebrados, mas ainda consegues retirar muita informação. Espero ter ajudado. Cumprimentos Luís Fortunato
  10. Olá Ismael. Obrigado... mas a culpa é essencialmente da máquina e da objectiva :P Em relação aos camarões, os Carbon, como não poderia deixar de ser, reproduzem-se que nem coelhos. Em relação aos CBS, esses é que ainda não vi nada... Mas eles também são poucos (4 ou 5) e até à data, ainda não vi nenhuma fêmea ovada. Mas eu continuo a trocar a água à bruta e a fertilizar do mesmo modo, e não tenho tido quaisquer problemas. A ver se lá para Setembro introduzo mais uns quantos CBS's para ter massa crítica :) Cumprimentos Luís Fortunato
  11. Hmm... oh Vera, e desde quando é que camarões e fertilização são incompatíveis? :) Eu sinceramente, fertilizaria como se fosse um plantado normal... até porque estás a introduzir CO2. E sinceramente, só adicionando CO2, trocando a água... podes conseguir manter as plantas nos primeiros tempos. A partir do momento que as reservas de Azoto e Fósforo se esgotem, as tuas plantas vão começar a sofrer, e pior do que isso, as algas aparecerão. Se não queres fertilizar logo à bruta, é simples... o que fertilizarias numa semana, divide o melhor possível para fertilizares ao longo da semana. Outra dúvida, porque estás a usar "água de osmose"? Afinal os aquários são de camarões com plantas, ou aquários plantados com camarões? É que se fôr a primeira hipótese, então a minha sugestão é que não devias ter usado plantas que exigissem CO2 e fertilização. Se fôr a segunda, sinceramente, escolhe camarões resistentes (Tibee, Bee's e Neocaridinas) e fertiliza como se fosse um plantado puro e duro... Beijinhos Luís Fortunato
  12. César... não seja por isso. É só combinar-se que a gente vai aí fotografar a banheira outra vez :) Abraço Luís Fortunato
  13. Olá Vera. Começa a fertilizar isso... já não há Fosfato. Têm de estar bonitos em Fevereiro quando for a PetFestival :) Beijinhos Luís Fortunato
  14. Olá malta. Hoje ficam com um pequeno vídeo deste aquário... Logo depois das filmagens, poda e tpa. Enjoy!! Cumprimentos Luís Fortunato
  15. Olá malta. Hoje ficam só com duas da superfície :) Have fun Cumprimentos Luís Fortunato